História O amor surge mesmo nas AUs mais mortais - Capítulo 3


Postado
Categorias Undertale
Personagens Chara, Error Sans, Flowey, Frisk, Ink Sans, Personagens Originais, Sans, W. D. Gaster
Tags Blueberry X Fell, Error X Ink, Horror X Lust
Visualizações 30
Palavras 692
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ecchi, Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - A PIOR visita de todas parte 1


Fanfic / Fanfiction O amor surge mesmo nas AUs mais mortais - Capítulo 3 - A PIOR visita de todas parte 1

May On

Eu estava dormindo tranquilamente quando vejo alguém entrando no meu quarto.

Eu:Quem ta ai porra?! Se for você Killer juro que você vai morrer hoje!

A pessoa que entra no meu quarto acende a luz, vejo que é a pessoa que mais odeio, aliás, todo mundo odeia ele.

??????:Sou eu, seu amado, Lust~

Eu:Como demônios você entrou aqui?! E você não é meu amado, é apenas um tarado estrupador!

Lust:Mesmo assim, vim brincar com você, hoje você vai ser meu brinquedinho~

Olho para o Lust com raiva, quando percebo me vejo amarrada numa cama, e Lust começando a tirar minha roupa.

Assim que ele começa a ficar perto do meu rosto, invoco um osso afiado coberto de sangue no Lust, mas ele consegue desviar.

Lust:Para que você não me ataque no meio da brincadeira, irei neutralizar seus poderes com esta injeção. Assim que ele termina de falar ele começa a injetar todo o líquido que tinha no meu braço, começo a não sintir mais meus poderes, começo a ficar com tanta raiva que começo a chutar o Lust, mas por causa da injeção que ele me deu, assim que começo a chutar ele, meu corpo todo começa a ficar dormente.

Lust:Bem melhor, agora, que os jogos comecem~ . Ele fala fazendo um sorriso malicioso para mim, ele começa a lamber meu pescoço, enquanto começa a me molestar.

Tenho que fazer esse estrupador de merda parar de fazer isso comigo, já que não vou conseguir aguentar isso novamente! Já não basta ser estrupada enquanto criança,  agora adolescente?! Desse jeito não quero viver!

Olho para o Lust que esta lambendo minha parte íntima, tento não gemer, por que isto para mim é um ato de fraqueza, tento também não gozar, mas, fracasso.

Lust lambe todo o gozo e começa a me beijar de língua, enquanto apertava meus seios, ele para de me beijar e começa a tirar toda sua roupa, tento ignorar ele me penetrando, mas não consigo, sou fraca demais, e acabo dando leves gemidos.

~~~~~~~Quebra do tempo, depois do tchaca tchaca na buchaca~~~~~~~~

Finalmente ele para, me desamarra e me amarra novamente, só que desta vez, sentada na cama.

Lust:Esta brincadeira foi ótima, não foi? Amorzinho~

Eu:Só foi boa para você! Para mim não foi nada boa!

Lust:Você vai se acostumar, por que se não a costumar, vai ter brincadeiras em dobro~

Começo a gelar, ele sorri, me da outro beijo de língua e sai do quarto.

Começo a ficar com medo, estou sem poderes, não sinto meu corpo, sou uma fracassada por completo agora.

Começo a chorar depois de anos, vejo alguém entrar na porta, vejo o Lust Papyrus

Papyrus:Ora, Ora, o Sans trouxe um brinquedinho para casa~? Acho que ele não se importa se eu te pegar emprestado...

Eu:NÃO! SE AFASTE DE MIM! NÃO SE APROXIME DE MIM! .Começo a gritar até que vejo que tudo ao redor começar a se destruir, Papyrus começa a sair do quarto, finalmente  sinto uma vitória na minha frente, mas acho que comemorei cedo demais.

Vejo Lust segurando um chicote, sinro minha coluna e barriga gelar.

Lust:Agora você vai receber seu castigo por ter assustado meu irmão e por ter destruído as coisas quebráveis aqui de casa~

May Off

Killer On

Estou entrando no quarto da May, já que está muito quieta esta casa, eu entro mas não a acho, saio do quarto e vou até o Horror que está ouvindo música enquanto joga videogame.

Eu:O Horror! Cadê a May?

Horror:E eu sei lá porra?! Me deixa jogar meu jogo em paz, além do mais aqui ta muito quieto, geralmente aqui está cheio dos seus gritos de misericórdia.

Eu:Apenas fala onde ela ta!

Horror:Eu já disse que não sei porra!

Horror:Vai ver se ela não ta no treino dela, ou em baixo da  cama escondendo os seus filmes.

Saio da sala e vou até o quarto e procuro onde ele falou, mas ela não está em nenhum dos lugares.

Eu:HORROR ELA NÃO TA AQUI!

Horror:SERÁ QUE VOU TER QUE IR AI PARA MOSTRAR QUE ELA TA AI?!

Eu:SIM! VAI TER QUE VIR AQUI SIM!

Horror vem até o quarto com uma cara de bravo, ele procura em todo quarto, mas não a acha.

Horror acha uma pequena pena roxa na cama dela, logo ele muda de cara, dessa vez para uma cara de ódio.

Horror:O Lust a levou

Eu:Mais o que?!















To be Continue!


Notas Finais


O Horror nem notou que o Lust estrou na casa não???
Horror:Agora que você falou, não sei como ele entrou
*Bate a mão no rosto* que burro você é Horror... Nem acha que ele entrou por meio dos -
Killer:Nada de Spoilers!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...