História O Anjo da Escuridão - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Tags Itagaa, Kibaneji, Narusasu, Shikatema
Exibições 201
Palavras 959
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Escolar, Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi!

Mais um capítulo.
Nesse veremos o que aconteceu no passado dos Uchiha.

Capítulo 16 - Revelando o Passado Parte Final


Fanfic / Fanfiction O Anjo da Escuridão - Capítulo 16 - Revelando o Passado Parte Final

- Com licença, posso entrar? – Itachi perguntou, batendo à porta.

- Claro. – Yashamaru respondeu e o Uchiha entrou, vendo o mais velho sentado, escrevendo alguma coisa e o mais novo, sentado a beira da janela.

- O que ele tá fazendo? – Sasuke perguntou, apontando para o ruivo, sentado à janela.

- Ah, é que ele não gosta de ficar trancado em um quarto, então resolveu ficar na janela. – Yashamaru respondeu, olhando curioso para os dois garotos – Algum problema?

- Nosso pai nos contou o que aconteceu entre vocês, que vocês foram noivos e ele lhe abandonou no altar. Eu sinto muito. – Itachi falou e o outro deu um sorriso fraco.

- Tudo bem. Isso faz muito tempo. – falou e o Uchiha negou com a cabeça.

- Mas eu sei que o senhor ainda está magoado com o meu pai e eu lhe peço que me escute. – falou, vendo a expressão confusa e ao mesmo tempo desconfiada do outro – Eu acredito que o senhor possa ajudar ao meu pai e...

- Olha, eu lhe agradeço por nos ajudar, mas eu não quero saber do seu pai. – o mais velho falou e o moreno suspirou, antes de responder.

- Eu sei, sei que ele lhe traiu e machucou muito, mas ele não teve a intenção e... ele precisa muito de ajuda. Por favor, me ouça. – Itachi falou, com os olhos marejados e o outro suspirou e assentiu – O senhor deve saber que meu pai se casou com a minha mãe depois que ela engravidou. – falou e o outro assentiu novamente – Então... eles se casaram e eu nasci e eles foram felizes por algum tempo e alguns anos depois, o Sasuke nasceu. Eu sempre soube que o meu pai não era apaixonado pela minha mãe, mas ele gostava dela. Eram amigos e cúmplices, mas... quinze anos depois do casamento deles, tudo começou a desmoronar. Nosso pai fechou um grande negócio e aumentou a fortuna dele e com isso, a empresa ganhou mais visibilidade e ele começou a receber ameaças. Ele não deu muita importância no início, achava que nada iria acontecer. Ele estava enganado. Um dia, nós chegamos da escola e encontramos uns homens em casa, eles apontavam uma arma pra nossa mãe.

- Eles assaltaram a casa de vocês? – Yashamaru perguntou e o Uchiha mais velho negou com a cabeça.

- Não. Eles nos sequestraram. Todos nós, nossa mãe, eu e o Sasu. Eu tinha quinze anos e o Sasuke sete. – o Uchiha parou e respirou fundo, antes de continuar – Eles nos levaram pra uma casa em um lugar deserto e nós passamos vinte dias lá, os piores dias das nossas vidas. Eles nos agrediram e torturaram, até o Sasuke, que era uma criança. Gravaram um vídeo, mostrando o que estavam fazendo com a gente e mandaram para o meu pai, lhe dizendo pra pagar uma certa quantia em dinheiro, que eles nos liberariam. Meu pai pagou, sem nem pensar, tudo o que ele queria era a família. No entanto, eles não cumpriram o combinado, disseram que queriam um refém pra sair do país. Eles queriam levar o Sasuke, porque quem iria querer fazer algo contra eles, tendo como refém uma criança? A minha mãe ficou desesperada e começou a discutir com eles, dizendo que iria no lugar do meu irmão, mas eles não aceitaram, eles queriam o Sasuke e no meio da discussão, um deles atirou e a matou. Bem na nossa frente. Nisso a polícia já estava lá e atirou, matando cada um deles, mas no meio do tiroteio nós também fomos atingidos. Eu levei um tiro no braço e o Sasuke no peito e ele teve que fazer uma cirurgia e ficou em coma por uns quatro meses. Meu pai se sentiu culpado, ele começou a achar que se não estivesse ocupado trabalhando nada disso teria acontecido e ele entrou em depressão e deixou a empresa aos cuidados de um sócio em quem ele confiava, mas esse sócio não era confiável e roubou tudo o que ele tinha. Tudo, até a casa. Essa que vocês estão vendo só foi comprada com a ajuda do nosso tio Madara. Depois disso, a depressão do meu pai só piorou e além de culpado, ele se sentiu traído e começou a beber. Nós não tínhamos dinheiro nem pra comer e só não morremos de fome por causa do tio Madara e logo nós começamos a trabalhar. Tanto eu quanto o Sasu, mas como ele era só uma criança, trabalhava por aqui mesmo, pela vizinhança.

- Eu... não sei o que dizer. – Yashamaru falou e o rapaz suspirou.

- Eu acho que meu pai ainda gosta do senhor e eu não estou dizendo pra ficar com ele, mas... em nome de tudo o que vocês viveram antes da traição dele, eu peço que o senhor o ajude a sair do buraco que ele se enfiou. – Itachi falou, com os olhos marejados e o mais velho não sabia o que responder.

- Eu vou pensar. – respondeu finalmente e o Uchiha sorriu e agradeceu, antes de sair do quarto, acompanhado do irmão.

- Tio... o que o senhor vai fazer? – Gaara perguntou, olhando fixamente para o mais velho.

- Eu não sei meu pequeno. – falou e o mais novo desceu da janela e sentou na cama ao seu lado, pegando em sua mão.

- Tio, o senhor sempre me disse que devemos perdoar se uma pessoa se arrependeu de verdade. – o ruivinho falou, vendo o outro sorrir e lhe dar um beijo na testa, antes de levantar.

- Você tem razão meu pequeno. – falou, indo até a porta, antes de ser parado pelo mais novo.

- O que o senhor vai fazer? – Gaara perguntou e o outro parou, olhando-o.

- Vou conversar com um idiota. 


Notas Finais


É isso.
Como será essa conversa?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...