História O Arranjo Perfeito - Imagine Jin (Hot) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Casamento, Jackson, Jin
Visualizações 180
Palavras 1.736
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Olá Sweeties....
Em comemoração aos 100+ favoritos na minha primeira Fic, Dreaming, estou lançando minha mais nova fic...
Essa é no estilo casamento arranjado, e ao contrário das outras, será mais leve nos hots, focando mais no desenvolvimento do casal (s/n) e Jin.
Fiquei muito feliz com os favoritos e seguidores que crescem cada vez mais...
Espero muito que gostem dessa fic e deem tanto amor quanto dão as outras duas...
Então vamos começar?

Boa leituraaa!!

Capítulo 1 - Prólogo - Não deve ser tão ruim


Fanfic / Fanfiction O Arranjo Perfeito - Imagine Jin (Hot) - Capítulo 1 - Prólogo - Não deve ser tão ruim

P.O.V (s/n)

 

Tudo o que eu mais queria era ter uma vida normal. Mas não, eu tinha que nascer sendo Min (s/n), a filha mais nova, por diferença de poucos meses, do segundo maior empresário da Coréia do Sul. Sim, é isso, estou aqui reclamando de “barriga cheia”. Pra simplificar a história, sou fruto de um caso do meu pai, Min Chung-hee, com uma mulher brasileira que ele conheceu em uma de suas maravilhosas viagens a negócios.

Não, nunca conheci minha mãe, pois meu pai, quando soube que teria uma filha, voltou ao Brasil e reclamou minha guarda dizendo que somente ele seria capaz de dar a criação que eu precisava. Mas no fundo eu sei que ele não queria correr o risco de eu me tornar uma trambiqueira como a minha mãe e acabar aparecendo depois de anos querendo tomar tudo o que ele tem.

Mas antes tivesse eu ficado com a minha mãe, apesar de a única coisa que eu sei dela é que ela embebedou e seduziu meu pai para tentar dar o tal golpe da barriga nele, coisa que não funcionou, pois ele já era um homem casado com um filho recém-nascido e muito honroso para com a sua família. Acho muito espantoso a mulher dele ter aceitado a filha de outra. Mas Min Yunha sempre me disse que sabia que havia sido um golpe baixo dela e que eu não tenho culpa por ter sido gerada dessa forma. Ela sempre me tratou como se fosse mesmo filha dela. O que me faz ter muito carinho pela mesma. Afinal, ela sim é minha mãe.

Meu irmão, por outro lado, vive implicando comigo, mesmo tendo a mesma idade. Min Yoongi sempre dá um jeito de me provocar. Mas no fundo, eu sei que ele não me odeia, só faz mesmo pq, como ele diz, irmãos são assim. Ele vive cercado de seus amigos, os irmãos Kim, dos quais já falarei mais detalhadamente, Jung Hoseok, Park Jimin e Jeon Jungkook. Quando mais nova eu vivia com eles brincando, mas depois que cresci e comecei a criar corpo, não me senti mais a vontade para andar com eles.

Enfim, acontece que, como eu falei no início, meu pai é o segundo maior empresário da Coréia do Sul, mas muito amigo do primeiro grande empresário, o senhor Kim. Nunca soube qual o nome dele completo, já que meus pais e todos ao meu redor sempre se dirigiam a ele apenas como senhor Kim. E sim, ele é o pai dos irmãos Kim.

O mais novo, Kim Taehyung sempre foi muito gentil comigo, costumo dizer que ele é meio maluquinho, nem parece ser filho de quem é. Kim Namjoon tbm sempre foi muito gentil, porém sempre achei ele muito atrevido, vivia com uma garota diferente, para desespero do seu pai. Kim SeokJin, esse sim, muito educado, cavalheiro, o verdadeiro herdeiro do império do senhor Kim, porém, comigo sempre foi arrogante. Não sei pq, será por eu não ser puramente coreana? Nunca entendi afinal o pq de ele ser assim comigo. Mas depois que eu cresci ele simplesmente parou de me tratar com arrogância, na verdade ele nem sequer olhava pra mim direito.

Bom, continuando o que eu estava dizendo, só queria ter uma vida normal, poder fazer minhas próprias escolhas, trilhar meu próprio caminho. Até estava dando certo, até meu pai e o senhor Kim resolverem formar uma parceria e abrir uma empresa em conjunto. Estava feliz por meu pai, ele sempre quis expandir os negócios, formar uma parceria com seu grande amigo.

Mas eis que surge a tragédia. Meu pai não poderia simplesmente colocar meu irmão para ficar no comando juntamente com Kim SeokJin pq ele já estava com meu pai na empresa dele. E eles não podiam (ou podiam) apenas colocar Kim SeokJin no comando dessa terceira empresa, pq daí não seria uma parceria completa, eles precisavam de herdeiros dos dois lados, mas como eu sou mulher, eles não poderiam me enfiar lá assim.

Então, não sei quem raios teve a brilhante ideia de atar um laço entre as duas famílias, através de um casamento, para assim poderem firmar a parceria e fundar a empresa. E quem será que foi a sorteada hein? Sim, euzinha. Quando recebi a notícia fui correndo perguntar pra minha mãe pq ela não teve outra filha, ou então, se não dava tempo de ela ter uma filha pra me socorrer. E tudo o que ela fez, foi rir histericamente.

Sinceramente, eu não estava preparada. Tentei implorar para meu pai, que eu poderia assumir a empresa ao lado de SeokJin sem o casamento, mas tudo o que obtive como resposta foi um:- está mais do que na hora de vc se casar, e não existe pretendente melhor. – Mas é claro que existe. Meu pai que é louco. Existem milhares de pretendentes melhores do que Kim SeokJin. Não que ele tenha aterrorizado minha infância, mas só de lembrar o jeito que ele me olhava com aquela cara de nojo, já fazia meu sangue ferver.

Mas enfim né. Agora, estou eu aqui, com minha mãe, andando loucamente de loja em loja, comprando roupas, sapatos, perfumes, lingeries, maquiagem, e mais um monte de quinquilharias para a mais nova etapa de minha vida, a de uma noiva, prestes a se tornar a mais nova senhora Kim.

 

P.O.V Jin

 

Ainda não acredito que meu pai vai mesmo fazer isso comigo. Logo com ela, logo com a irmã do meu melhor amigo. Ela deve me odiar. Sempre tratei ela de modo tão desprezível, afinal, ela não é totalmente coreana, e eu já sabia, desde quando éramos pequenos, que ela se transformaria em uma belíssima mulher. Mas eu sou Kim SeokJin. Filho do maior empresário da Coréia do Sul. É mais do que certo que eu deveria me casar com uma mulher puramente coreana. Uma mulher discreta e que não chamasse tanta atenção.

Pq a (s/n) não era assim, por onde ela passava todos os olhares se voltavam a ela. Tudo nela chamava atenção, a pele morena parecendo que estava sempre bronzeada, os olhos grandes e brilhantes, a boca delicada, mas tão bem desenhada, e é claro, as curvas de seu corpo, atributos que coreana nenhuma jamais teria. Devo admitir que a beleza dela consegue quase se igualar a minha. Aishi, tá, ela consegue ser tão bela quanto eu. E isso não é fácil para eu admitir hein.

Quando meu pai me deu a notícia fiquei indignado, ele tem três filhos, pq tem que ser eu? Ela sempre se deu tão bem com Taehyung. Pq ela não casa com ele? Mas não, as regras são claras, o filho mais velho deve assumir o comando da empresa, e tbm, ela era mais velha que Namjoon e Taehyung, e poderia não ficar muito bem visto pela sociedade empresária um casamento entre um homem e uma mulher mais velha.

Ah que ódio. Questionei pq então eles não invertem, o Yoongi assume a nova empresa comigo e ela assume a do pai dela. Mas meu pai se limitou em dizer que o que foi resolvido é o que acontecerá, nós querendo ou não. Só me resta torcer que ela tenha crescido e se tornado mais madura e educada do que antes. Afinal, desde que ela completou seus 15 anos, quase não a vi. Ela se afastou dos meninos, e eles sempre perguntaram o motivo para Yoongi, e o máximo que ele sabia responder era que só podia ser coisas de menina.

Minha mãe hoje decidiu que eu precisava de ternos novos e um novo estilo de roupa, talvez um estilo que passasse mais maturidade e responsabilidade, duas coisas que eu já sou. Ela me arrastou da cozinha, poxa tava tentando refrescar os pensamentos, cozinhando, como sempre. O que causa revolta nela, ela diz que isso é tarefa para minha esposa, coisa que eu duvide que ela vá saber fazer. Tem mais essa ainda, casar com uma mimadinha que com certeza nem ovo sabe fritar.

Agora estamos aqui no shopping andando pra lá e pra cá, minha mãe praticamente correndo de uma loja pra outra, enquanto eu me arrasto atrás dela. Até que de repente, ao passar por uma loja de roupas íntimas, vejo alguém que penso ser.... (s/n)? E meu deus, o que é essa mulher. Sim, ela se tornou uma bela mulher. Fiquei ali babando vendo ela mostrar para a mãe dela um conjunto de lingerie rosa muito sexy e comecei a imaginar ela usando ele. Até que ela se vira para a vitrine e me vê ali. Sério, eu devo ta com uma cara muito idiota, pq ela não aguentou e começou a rir. E acabou chamando a atenção da mãe dela que me viu e veio correndo para o lado de fora me cumprimentar.

 

 

SraMin – Jin! Você por aqui! Como está sua mãe?

Jin – Minha mãe? – Disse ainda com dificuldades para raciocinar

SraKim – Estou aqui, olá Yunha, que coincidência, se soubesse que vcs viriam ao shopping tbm teríamos combinado para virmos juntas. Onde está a (s/n)?

(s/n) – Olá Sra Kim. – Fala fazendo uma leve reverência. É, ela cresceu mesmo e se tornou uma mulher educada e muito linda, e gostosa, e... Para com isso SeokJin. Foco. – Olá SeokJin.

Jin – O-olá (s/n). Vejo que está bem crescidinha. – Ai seu idiota. Fica de boca fechada anta.

(s/n) - *risos* é, acho que sim né. – Ela fala e cora. Meu deus, como ela fica linda corada.

SraKim – Que tal aproveitarmos que estamos aqui e almoçarmos todos juntos?

SraMin – Mas que ótima ideia. Bom, eu e (s/n) ainda temos que passar em algumas lojas, nos encontramos ao meio dia no estacionamento e vamos almoçar em um restaurante ótimo de um amigo meu, o que acham?

SraKim – Perfeito, assim podemos conversar mais sobre os eventos de noivado e o casamento dos nossos pombinhos, não é mesmo? – Ela diz apertando minha bochecha. Olho para (s/n) que tentava conter uma risadinha.

SraMin – Ótimo. Então está combinado, até breve. Vamos filha, vc ainda não se decidiu quanto àquelas peças. – Vejo ela enrubescer e, aproveitando que nossas mães haviam se afastado, puxo levemente o braço dela e sussurro em seu ouvido.

Jin – Leva aquela rosa, tenho certeza que vai ficar perfeita em vc.

(s/n) – Vc gosta de rosa? – Pergunta ficando corada. Me limito a responder apenas com uma piscadinha, fazendo ela corar mais ainda. Me afasto e vou em direção à loja em que minha mãe havia entrado.


Notas Finais


Eita, que já começou com Jin até escolhendo a Lingerie... hahahah...
Mas como eu disse, pegarei mais leve...
Então? O que acharam??
Digam nos comentários o que acharam da minha nova fic, pois assim saberei se posso continuar, ou se devo melhorar algo...

Amo vcs amoras da minha vidaaa!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...