História O Arranjo Perfeito - Imagine Jin (Hot) - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~Moon_MinAh

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Casamento, Jackson, Jin
Visualizações 745
Palavras 1.538
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Eeeeee.... Acharam que eu ia deixar vcs só por isso mesmo??
Não... hoje é dia de alegriaaa!!
Capítulo extra para todos!!
Ja posso ver o amor que estão dando para mais essa nova Fic...
E isso me deixa muito feliz e me encoraja a começar a projetar fics novas... mas como não quero ninguém infartando, vou ir devagar... heheheh...
Quando todas as três fics tiverem 100+ favoritos, irei começar mais uma fic.... Uma já foi, só faltam duas... boralá pessoal...

Chega de papo, vamos pro capítulo....

Capítulo 2 - Rivais


Fanfic / Fanfiction O Arranjo Perfeito - Imagine Jin (Hot) - Capítulo 2 - Rivais

P.O.V (s/n)

 

Sério? Rosa? Ora, ora. Parece que temos algo em comum. Depois de levar metade das lingeries rosas que tinha na loja, implorei pra minha mãe para voltarmos em uma loja que tínhamos ido e que eu tinha visto um vestido rosa lindíssimo, porém não tive coragem de levar. Terminamos nossas compras e já estava na hora de encontrarmos a Sra Kim e o SeokJin para irmos almoçar. Mas que ideia hein. Claro que o comportamento dele me pareceu muito suspeito, ele nunca havia falado comigo daquela forma, tão gentil e, ousado.

Chegamos ao estacionamento e vimos SeokJin encostado em seu carro, e que carro. Mas logo a mãe dele chega já dirigindo o carro dela. Pera, eles vieram em carros separados?

 

SraKim – Tive uma ideia maravilhosa, que tal você ir com o Jin, (s/n)? Assim vcs conversam um pouco. – Fala dando uma piscadinha para a minha mãe.

(s/n) – Acho melhor eu ir com a minha mãe mesmo.

SraMin – Nada disso. No meu carro vc não entra. Anda, vai logo com ele. Nos encontramos lá, vc já sabe o caminho.

(s/n) – Mas mãe.

SraMin – Nada de mas, agora vai!

 

Abaixo a cabeça e vou andando, ou melhor, me arrastando até o carro do SeokJin. Quando olho para o mesmo, ele está me encarando com a cabeça levemente tombada para o lado e com um sorriso de canto.

 

Jin – Está com medo de mim? – Ele só pode estar brincando com a minha cara né.

(s/n) – M-medo? Pq eu teria medo? – Pq? Pq eu gaguejei? Alguém me explica?

Jin – Não sei, me diga vc. Toda receosa de vir comigo no meu carro. – Dou de ombros e continuo encarando ele. – Anda vem, vamos logo antes que elas cheguem lá e surtem com a nossa demora. – Ele fala e dá a volta no carro abrindo a porta para eu entrar, e assim entro no carro, colocando o cinto enquanto ele entra e se ajeita no banco do motorista.

 

Ficamos alguns minutos em silêncio, até que, após sairmos do shopping, nos deparamos com a primeira sinaleira fechada. E ele acaba quebrando o silêncio.

 

Jin – Você mudou bastante, digo, depois que se afastou dos meninos.

(s/n) – Isso foi um elogio? Pq se foi, agradeço.

Jin – Olha, eu sei que nunca te tratei muito bem, mas entenda, eu fui criado totalmente na cultura coreana e... e...

(s/n) – E no seu ponto de vista, eu era, ou ainda sou, uma aberração. Não precisa se desculpar SeokJin. Eu já imaginava que era isso.

Jin – Não, não uma aberração, mas, vc chama a atenção de todos por onde passa, é muito bonita e diferente, e sempre ouvi meu pai e seus amigos dizerem que a mulher certa é aquela que sabe ser discreta, que não roube a atenção, o foco do marido. E por favor, pare de me chamar de SeokJin, seremos noivos a partir de semana que vem, então me chame apenas de Jin.

(s/n) – Seremos noivos, mas apesar de vc ser amigo da família desde pequeno, não te conheço bem o bastante para te chamar por apelidos. – Disse seca e o silêncio voltou a tomar conta do carro. Permanecemos assim até chegarmos ao restaurante.

 

Chegamos lá e logo avistamos nossas mães sentadas na área externa, sob a sombra de uma cerejeira magnífica que havia lá. Eu adorava aquele lugar, minha mãe sabia disso, com certeza ela fez de propósito pra tentar animar um pouco mais as coisas.

 

SraMin – Então, estamos pensando em fazer o jantar de noivado aqui. O que acha filha? Você adora essa restaurante. Posso pedir para o meu amigo colocar a mesa dos noivos bem aqui, no seu local favorito, e pendurar vidrinhos com velas. Aahh vai ficar tão lindo, tão romântico.

SraKim – Vai mesmo. Você tem um ótimo gosto para decoração Yunha.

(s/n) – É, ela tem sim. Eu só vou concordar por causa do local e se vc ficar responsável pela decoração, mãe.

SraMin – E vc acha mesmo que eu ia deixar outra pessoa cuidar disso? Mas nem morta minha filha. Faço tudo pra te ver feliz.

(s/n) – Obrigada mãe. – Fiquei muito feliz mesmo, Yunha conseguia me deixar alegre. Ela sempre me tratou com tanto amor e carinho. Sempre ouvi falar de mulheres que desprezavam filhos de seus maridos com outras. Mas não ela. Ela sempre me tratou como filha. Chegou até a me amamentar, já que na época que eu nasci, o Yoongi ainda mamava.

 

O almoço foi muito bom até. Combinamos diversos detalhes sobre o jantar de noivado, a festa de noivado. Até uma viagem pra comemorar nosso noivado foi preparada. Sinceramente, achei um exagero aquilo tudo apenas para um noivado. Mas, segundo elas, como se trata dos filhos dos maiores empresários do país, tudo tem que ser um exagero mesmo. SeokJin mal olhava pra mim depois do que eu falei no carro. Como assim? Sempre me tratou com nojo e desprezo, e agora quer se fazer de bom moço? Não comigo baby.

Vira e mexe flagrava ele olhando para alguma coreana de pernas compridas que passava, algumas mandavam piscadelas ou até beijinhos. Até que nossas mães decidiram que era melhor nós irmos embora juntos tbm. Então antes de sair decidi ir ao banheiro. Me olhei no espelho, era um alívio ver meu cabelo e minha maquiagem impecáveis. Por ser filha do segundo maior empresário, não podia me dar ao luxo de aparecer em público com um fio sequer de cabelo fora do lugar.

 

(s/n) – Vc está tentando me provocar? – Pergunto bebericando meu suco.

Jin – Depende, estou conseguindo? – Diz ele com um sorriso de lado.

(s/n) – Nem um pouco. – Continuo olhando para a rua até que avisto meu amigo, Jackson.  Somos muito vistos pela mídia. Eles nos chamam de “amigos mais que perfeitos” por termos belezas diferentes dos padrões e por nossa fortuna igualavelmente grande. – Hey Jack. – Aceno para o mesmo que logo me vê e sorri vindo em minha direção. Olho para SeokJin e vejo que sua expressão mudou completamente. Ele estaria com ciúmes?

Js – Oi gatinha. Tudo bom contigo? E aí engomadinho. – Ele e o SeokJin sempre tiveram uma rivalidade, ambos competiam pra ver qual era mais bonito, sexy, rico, gentil, entre outras coisas. A grande diferença era que Jackson era mais despojado, não se ligava muito em etiquetas e bons modos, enquanto SeokJin era praticamente um príncipe.

(s/n) – Tudo sim. Vai na festa da Hyuna hoje?

Js – Depende, vc vai?

(s/n) – Depende, vc vai? – Falo e caímos na gargalhada. Era comum fazermos esse tipo de brincadeira, já que um não desgrudava do outro e só íamos às festas que o outro ia.

Jin – Não ela não vai. Não com vc.

Js – Está dizendo que vai levar ela então?

(s/n) – Poiseh, senhor Kim SeokJin, vai me levar?

Jin – Não costumo ir à essas festas, e vc tbm não deveria.

(s/n) – Se é assim. Você passa lá em casa pra me pegar senhor Wang?

Js – Mas é claro!

(s/n) – Combinado então. Me pega às 20:00 hs.

Js – Beleza, tchau minha princesa. – Ele me dá um beijo na testa.

(s/n) – Tchau príncipe.

Jin – De príncipe ele não tem nada. E vc não vai a essa festa.

(s/n) – Claro que eu vou, ainda sou solteira, vou aonde eu quiser e com quem eu quiser. Agora vamos? Estou realmente muito cansada, e vou sair ainda hoje.

 

Pagamos a conta e saímos dali. No carro, seguimos todo o caminho em silêncio. Ao chegar em frente a minha casa, o mesmo tirou o cinto e se virou pra mim. Ficou ali me encarando por alguns longos minutos.

 

(s/n) – O que foi SeokJin?

Jin – Custa atender pelo menos um pedido meu e me chamar de Jin? Vc me chamava assim quando era mais nova.

(s/n) – E vc me ignorava.

Jin – Mas agora não mais. Por favor (s/a).

(s/n) – Ok Jin. Agora licença que eu tenho que entrar em casa. – Tentei sair mas a porta estava trancada. – Jin, dá pra abrir a porta?

Jin – Não, não antes de eu fazer uma coisa que eu tava louco pra fazer desde que te vi naquela loja. – Ele então se inclina em minha direção e, segurando meu rosto em suas mãos, me dá um beijo calmo e delicado. Sua boca macia e seus lábios carnudos eram viciantes. Mas num movimento rápido, me soltei dele e de seu beijo.

(s/n) – Pq fez isso? Vc sempre me desprezou. Pq de repente vem querer me beijar?

Jin – Eu sempre quis fazer isso. Meu ego que não me deixava, mas já que vamos nos casar, achei que não teria nenhum problema.

(s/n) – Vc errou. Não pode passar a vida inteira desprezando uma pessoa e de repente se achar no direito de fazer o que bem entender com ela. De brincar com os sentimentos da outra pessoa. Não faça isso Jin. Não me beije se não tiver certeza do que sente por mim e que tal sentimento seja recíproco. Agora por favor, abre a porta que eu quero sair. – Ele abre a porta e saio daquele carro praticamente correndo. Sinto meus olhos marejarem. Quem ele pensa que é? Eu sempre gostei dele, mas sempre fui desprezada, e agora, quando eu finalmente pensava que tinha resolvido meus sentimentos, ele decide brincar com eles? Não Kim SeokJin, vc não vai mexer assim tão fácil comigo.


Notas Finais


Eitaaa... prevejo tretas rolando nessa festaaa!!
Será que o senhor Kim vai atrás de (s/n)??
Será que vai ter treta entre Kim e Wang?
Será que terá uma terceira pessoa nesse meio?
Amanhã no Globo Repórter!! (Sério, alguém trás meus remédios?!)

Espero que tenham gostado...
Não esqueçam do comentário singelo que vcs adoram deixar, e que me derreto lendo...

Beijos, beijinhos e beijões!! Amo vcs amoras!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...