História O Arranjo Perfeito - Imagine Jin (Hot) - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~Moon_MinAh

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7
Personagens Jackson, JB, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Casamento, Jackson, Jin
Visualizações 768
Palavras 2.644
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiee meus Sweeties Lindooooss!!
Eu sei que demorei, mas como sabem, tive uns problemas com minha fic Dreaming e estou tendo que repostar ela....
Mas aqui estamos com mais um capítulo da minha nova fic...
Gente, sei que perceberão algumas mudanças na história, pois tive um probleminha enquanto tava escrevendo, pois faltou energia, e perdi quase tudo... Aí acabou que fiz umas pequenas mudanças...
Espero muito que gostem pois fiz com todo amor e carinho...
Logo mais tem capítulo novo de Cativeiro...
Então fiquem atentos!!

Boa leitura!!

Capítulo 3 - É briga (sn)!


Fanfic / Fanfiction O Arranjo Perfeito - Imagine Jin (Hot) - Capítulo 3 - É briga (sn)!

(s/n) P.O.V

 

Jackson combinou de passar para me buscar às 21:00hs para irmos à festa. Tomei um banho bem caprichado e coloquei um vestido justo e brilhante, que eu adorava. Queria chamar a atenção, apesar de eu saber que o fato de eu e Jackson aparecermos juntos numa festa depois do anúncio do meu futuro noivado, já chamaria muita atenção. Mas eu queria mostrar que nossa amizade é tão forte que ela não irá se abalar por causa de um casamento. Afinal, sempre questionaram se a nossa amizade era mesmo inquebrável e inabalável.

Fiz uma maquiagem marcante, passando meu batom vermelho carmim. Jackson dizia que eu parecia uma mulher poderosa e inatingível quando usava o mesmo. E eu realmente me sentia assim. Deixei meus cabelos soltos, dando um toque nos meus cachos, coloquei meus saltos vermelhos (que poder), e desci indo esperar o Jackson.

Chegando à sala vejo meus pais sentados no sofá. Eles gostam muito do Jack, porém não sabia qual seria a reação deles me vendo sair com ele depois do anúncio do meu futuro noivado. Mas eles, pelo que percebi não se importaram muito com o fato de eu estar indo em uma festa sem ser com o meu futuro noivo. Afinal, nós não éramos noivos ainda. E eles sempre falavam que a única pessoa que eles aceitavam que me levasse pra sair, era Jack. Pois apesar do jeitão dele despojado, Jack era muito responsável, ele sabia quando era a hora de brincar e a hora de ficar sério.

 

SrMin – Se comporte nessa festa hein! Agora com o anúncio de seu futuro noivado, já sabe como é a mídia né.

(s/n) – Pai, não se preocupe, eu já estou acostumada com isso e sei muito bem lidar com esses papparazzis de plantão.

SraMin – É querido, ela já foi em quantas festas dessas com o Jack? E quantas ela se envolveu em algum problema?

SrMin – Sim, várias festas, nenhum problema. Já disse que você é meu orgulho? Ao contrário do seu irmão, que só se mete em confusão.

Yg – Hey, eu escutei isso! – Vejo Yoongi descendo as escadas todo arrumado.

(s/n) – Aonde que tu vai? – Não diga que vai à festa com os meninos, por favor!

Yg – Na festa, com os meninos. – Ah merda! Sabia muito bem quem tinha dado essa ideia. Kim SeokJin!

SrMin – Que meninos?

Yg – Os Kim, Jimim, Hoseok e Jungkook.

(s/n) – Quando você diz os Kim...

Yg – Sim, seu querido futuro noivo também vai, milagrosamente. Aliás, foi ele que convidou a gente. Estranho, será que ele quer cuidar da noivinha dele? – Fala rindo debochadamente. Reviro os olhos e logo a campainha toca.

(s/n) – Eu abro, deve ser o Jack.

 

Fui até a porta a abrindo e dando de cara com Jackson. E meu santo GD, ele estava lindo e havia pintado os cabelos. Usava uma camisa preta com sua típica jaqueta de couro. Os cabelos, agora platinados, estavam impecavelmente penteados e ajeitados, lhe dando um ar de bad boy, que logo sumiu quando ele me olhou de cima a baixo e abriu seu típico sorriso sacana e brincalhão, que era o único que ele tinha. Jackson conseguia ser sexy mesmo sem querer ser. Mas, logo, atrás dele chegam os amigos do meu irmão, sendo guiados por ninguém mais, ninguém menos que SeokJin.

 

(s/n) – Entra Jack! – Dei passagem para o mesmo o guiando até a sala e ignorando os outros. – Você está divino! E esse cabelo?

Js – Bom, decidi mudar né. Já que você vai se casar, achei que dar um tapa no visual poderia me ajudar a encontrar uma nova parceira.

(s/n) – Quer dizer que você vai me trocar? – Falei dando um tapa em seu ombro. – Já falei que eu não te largo. – Falei mais alto, fazendo questão que SeokJin escutasse. Ouvi um bufar distante e sorri satisfeita. Sim, ele tinha escutado.

Js – Jura? Seu noivinho engomadinho não vai te trancafiar na goma dele? – Fala percebendo minhas intenções e logo caímos na gargalhada.

SraMin – Olá Jack! – Minha mãe o cumprimentar, olhando maravilhada para seu cabelo. – Adorei o novo visual. Caiu muito bem em você.

Js – Obrigada Sra Min. E a senhora está cada vez mais bonita. Poderia dizer que a (s/n) é sua filha, já que são igualmente lindas. – Fala dando seu encantador sorriso de moço rico e educado. Sim, ele sabia fazer isso. Afinal, seu pai era um poderoso empresário da China, e assim como eu, ele cresceu no meio de diversas regras de etiqueta.

SraMin – Obrigada querido! – Fala minha mãe, sorrindo sem jeito. Ela se emocionava quando alguém nos comparava dizendo que era impossível não sermos mãe e filha de sangue.

SrMin – Quem está bajulando minha linda esposa? Ó, olá Jackson, cabelo maneiro. – Era muito engraçado ver meu pai tentando falar as gírias do Jack.

Js – Obrigado senhor Min. Terno maneiro. – Os dois riem. Sentamos todos no sofá. Era comum interagirmos antes de sairmos para as festas. Logo Yoongi também se senta com seus amigos.

 

Podia sentir os olhares de Jin pesando sobre mim. Dei uma rápida olhada e percebi que ele me olhava de cima a baixo, mordendo os lábios discretamente. Folgado. Ignorei-o e voltei minha atenção ao meu querido amigo Jackson. Ele conversava abertamente com meus pais, enquanto os outros permaneciam calados. Jack sempre teve facilidade em se envolver com os outros, principalmente com meus pais, já que eles o adoravam.

Js – Bom, Sr e Sra Min, a conversa está maravilhosa, como sempre, mas tenho que levar essa donzela para, festejar, seu futuro noivado, e me despedir de nossas “noitadas”. – Fala fazendo meus pais rirem.

SrMin – Mas é claro, estamos aqui atrasando vocês né. Olha só querida, como somos inconvenientes.

Js – Não, imagina, vocês são maravilhosos. Invejo (s/n) por ter pais tão atenciosos e carinhosos como vocês. Não que os meus não me tratem bem, eles só...

SraMin – Não tratam. A gente entende Jack. E sinta-se convidado a vir nos visitar sempre que quiser. Sabe o quanto te adoramos e admiramos. Acho que se não fossem os negócios, adoraríamos ver vocês dois formando um casal. Combinam muito. Mas dadas as circunstâncias...

SrMin – Querida... – Meu pai pigarreia dando uma rápida olhada para Jin, que a essa hora não estava com uma cara muito boa.

Js – Que isso Sra Min. Seria um prazer ter sua filha como minha companheira por toda a vida. – Era fato que Jackson sempre foi apaixonado por mim, mas nunca me senti preparada para um relacionamento e ele também nunca teve coragem de tomar iniciativa.

(s/n) – Vamos Jack? – Falo tentando cortar aquele clima constrangedor.

Js – Vamos. – Nos levantamos e nos despedimos, saindo de lá sendo seguidos por Yoongi e seus amigos.

 

Chegamos ao carro, e como de costume, Jack correu para abrir a porta pra mim, com seu sorriso enorme no rosto. Entrei retribuindo o sorriso e colocando o cinto. Enquanto Jackson dava a volta no carro, olhei em direção ao Jin que nos olhava com um olhar mortal. Não sei por que, mas algo me diz que essa festa não vai dar coisa boa.

E aqui estávamos nós em mais uma festa, provavelmente nossa última. Essa era na boate do Jb, um amigo do Jackson. Entramos direto pela entrada VIP e fomos para o nosso costumeiro camarote. Ele ficava no terceiro andar e era todo fechado em vidro, nos permitindo ver toda a festa lá de cima. Nosso Dj era ótimo e muito amigo dos dois, Taecyeon tinha um porte atlético e era mais velho que nós três. Jackson foi até o bar pegar uma bebida para nós e fiquei observando a festa que estourava abaixo de nós.

E não demorou muito para que eu avistasse Yoongi com os seus amigos. Como eles não eram amigos de Jb, não poderiam subir na área VIP, a menos que eu permitisse. Sim, eu tinha esse poder. Privilégios de acompanhar Jackson pelas festas nas boates de seus amigos. Yoongi estava olhando para os camarotes me procurando, ele sabia que eu só ficava em camarote nas festas, esse era meu segredo para não me envolver em confusão e ficar falada na mídia. Aliás, nosso segredo. Meu e de Jackson. Até porque isso nos dava mais privacidade.

Não posso mentir que nunca rolou nada entre nós dois, apenas alguns beijinhos e amassos, mas nunca passou disso e ele nunca tocava no assunto depois. Nem eu, nem ele. Logo Yoongi me encontra e faz sinal para o celular, me pedindo para olhar o meu. Reviro os olhos e chamo Jack. Não gostava de andar com bolsa, então colocava as minhas coisas nos bolsos dele. Olho de novo para ver se Jin estava olhando e, sim, ele estava olhando diretamente pra mim.

Jack se aproxima com as nossas bebidas em mão e logo peço licença pra pegar meu celular no bolso da frente de sua calça. Sabia que isso ia provocar Jin. Pego meu celular e minha bebida e vejo diversas mensagens de Yoongi, implorando para que eu desse permissão pra eles subirem. Pergunto para Jack o que ele acha.

 

Js – Não sei não. Desculpa querida, mas sabe que seu irmão sempre faz confusão nas festas que ele vai. Não quero queimar o filme do Jb.

(s/n) – Pois é. Vou responder isso pra ele. Quem sabe ele se flagre.

 

*Mensagem on*

(s/n) – Desculpe irmãozinho, mas sua fama de galo de briga de festa não me permite que eu abra o acesso para vocês.

Yg – Poxa maninha, eu prometo que não vou puxar briga com ninguém, até porque aí nem tem como. – Olho para Jack que estava ao meu lado lendo as mensagens. Ele assente com a cabeça ainda receoso.

(s/n) – Ok, mas se vocês causarem alguma briga aqui, eu corto o seu acesso às boates Im Jb de toda a Coréia, entendeu?

Yg – Nossa maninha, como você é má. Entendi, agora pode dar o acesso?

(s/n) – Tá bom. Vem vindo.

 

*Mensagem Off*

 

Fui até os seguranças e liberei o acesso dos rapazes, que não demoraram muito para entrar no camarote. Eles entraram olhando tudo ao redor, aquele lugar era um luxo. Eles me agradeceram e eu voltei para o lado de Jack, que já dançava animadamente. Virei mais uns dois copos da minha bebida, quando nossa música favorita começou a tocar. Era uma música sensual, e eu e Jack adorávamos sensualizar na pista com ela. E logo ele tratou de me puxar pela mão até a pista do camarote.

Vejo alguns dos meninos entrarem na pista dançando também e mostrando todo seu gingado. Alguns até dançavam bem, mas outros, como o Namjoon, por exemplo, eram um desastre. E lá estava eu me requebrando, exibindo toda a minha sensualidade brasileira, Jack me acompanhava em nossa dança em par. Sempre dançávamos em par. Era o que nos destacava ainda mais.

Dou uma olhada pelo ambiente enquanto dançava, quando vejo Jin encostado numa parede nos olhando como se estivesse preparando um raio laser em seus olhos para matar um logo. Decido então o provocar um pouco mais. Afinal, ele não quis vir para ficar de olho? Então que olhasse o show.

Fiz sinal para Jack que entendeu perfeitamente o que eu queria. Rapidamente ele envolve seus braços na minha cintura, me jogando pra trás, de maneira sensual, enquanto eu subia lentamente de volta, ele com o rosto próximo ao meu. Viro-me de costas, e com suas mãos ainda em minha cintura, começo a rebolar contra ele, descendo, escorregando por seu corpo. Lanço meu olhar malicioso para Jin que estava vermelho de raiva. Subo, voltando para a posição anterior, e volto a ficar de frente pra Jack, que encostou sua testa na minha enquanto rebolávamos sincronizadamente, ao ritmo da música.

Logo ela acaba e começa uma música mais lenta, também costumeira pra nós. Continuamos juntos, os braços de Jack me apertaram mais, como de costume sempre que dançávamos essa música, e meus braços envolvem seu pescoço. Ele leva seu rosto para meu pescoço, o mantendo ali parado, enquanto apoio o meu em seu ombro. Fecho os olhos e deixo a música nos guiar. Adorava quando essa música tocava e ficávamos assim, era relaxante.

Mas não dura muito. Sinto alguém me puxar com força, me afastando de Jack e quando percebo, Jin estava partindo pra cima do mesmo. Jack arregalou os olhos assustado com o ataque repentino de Jin. Começo a gritar para eles pararem e mando os meninos segurarem Jin, antes que ele batesse mais em Jack. Os meninos o seguraram e fui correndo pra Jack, lançando um olhar mortal para Jin.

 

(s/n) – Jack me desculpa, você tá bem?

Js – To sim anjo, não se preocupe. Mas acho melhor você tirar ele daqui.

(s/n) – Ah não Jack, não vou cortar nossa festa por causa desse babaca, muito menos ir com ele e te deixar aqui. Ele que vá sozinho. – Digo o ajudando a se levantar. – E você, seu idiota, dá o fora daqui, antes que eu chame os seguranças.

J – Eu vou, mas você vai junto. – Caí na gargalhada.

(s/n) – Mas eu não vou nem morta.

Js – Faz o favor cara, se retira, ou eu chamo os seguranças. Faz o que ela pediu.

J – Cala a boca riquinho de araque.

Js – Engomadinho. – Nessa hora, Jin se solta dos rapazes e pula em cima de Jack, mas ele acaba me acertando, já que eu estava do lado do mesmo. Caio no chão, mas ele nem percebe e continua batendo no Jack. Yoongi vem até mim me ajudando a levantar.

(s/n) – Separem eles!! – Os rapazes logo correm para separar os dois.

 

Jin se solta saindo dali e me puxa pelo braço, me tirando dali. Começo a gritar por Jack, mas Jin, apertando ainda mais meu braço, continua me puxando para fora da boate. Logo chegamos na rua e ele me empurra pra dentro do carro, dando a partida no mesmo.

 

(s/n) – Me leva de volta pra lá seu babaca!

J – Cala a boca!

 

Percebo que ele não estava me levando para casa, aliás, estávamos saindo da cidade. Tento reconhecer onde estávamos, mas estava muito escuro. Logo paramos em frente a uma grande casa, que reconheço como sendo a casa de férias dos Kim. Reconheço pois todo verão nós vínhamos passar as férias com os Kim.

Ele estaciona o carro na garagem e salta, me puxando pra fora do mesmo e me empurrando para dentro da casa. Ele acende as luzes e me puxa até o andar de cima, me levando para seu quarto. Quando percebo já estava no quarto dele. Ele me empurra pra dentro, trancando a porta em seguida.

 

(s/n) – O que pensa que est... – Sou interrompida quando o mesmo me puxa pela cintura, atacando meus lábios. Tento o separar, mas seus braços me apertavam cada vez mais. Sua outra mão sobe até minha nuca, acariciando a região. A sensação de seus lábios carnudos macios e quentes contra os meus, me causa arrepios e quando vejo já estou cedendo ao beijo. Ele separa por alguns instantes nossos lábios, encostando sua testa na minha.

J – Por favor (s/n), por favor... – Ele fala num sussurro e volta a tocar seus lábios nos meus, acariciando meu rosto com sua mão que estava em minha nuca. Ele pede passagem com a língua e logo cedo. Sua língua começa a explorar cada canto da minha boca, enlaçando-se na minha de maneira sensual e necessitada.

 Começamos a andar pelo quarto, e quando percebo, caímos em sua cama, sem separar o beijo, que já tinha se tornado possessivo e cheio de luxúria. Suas mãos passeavam por meu vestido, procurando sua abertura e logo a encontrando. Ele tira o meu vestido de meu corpo e jogo meus sapatos longe. Nos encaramos por um tempo antes de retomarmos o beijo. Onde eu estava com a cabeça? Aquilo não estava certo. Ele sempre me desprezou, e agora estava ali, por cima de mim enquanto eu estava apenas de lingerie. Mas não consegui mais parar com aquilo, eu estava gostando. Será que estava me apaixonando?


Notas Finais


Eita... Jin ciumentinho hein....
E o que será que vem no próximo capítulo hein??
Quem adivinha??
Espero que tenham gostado, e não esqueçam daquele comentário maroto e bonito que vcs amam deixar pra mim... heheheh

Amo vcs minhas amoras!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...