História O assalto - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Adam Lambert
Exibições 2
Palavras 473
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Capítulo único


 Eu estava sozinha num ponto de ônibus á noite quando, de repente me aparece um cara e me assalta. Eu estava desesperada e 
assustada. Comecei a gritar por socorro até alguém aparecer para me ajudar.
 Estava tremendo e chorando muito mas um rapaz que me ouviu gritar e me acudiu, me levou para dentro de sua casa, me fez sentar, 
deu um copo d´água e me fez acalmar e contar o que tinha acontecido. Eu, ainda assustada, tentei contar aos tropeços das palavras
o ocorrido.
 - Eu tinha acabado de sair da faculdade e, como de rotina, estava esperando meu ônibus e hoje estava sozinha. Logo apareceu um
cara puxando minha bolsa e saiu correndo me deixando alí sem saber o que fazer e sem ter como voltar para casa.
 - Calma. Respira um pouco e toma essa água que te fará bem. 
 Mais calma eu pedi para usar o telefone e liguei para o meu namorado vir me buscar.
 - Tommy, eu fui assaltada. Você pode vir me buscar?
 Dei o endereço de onde eu estava e logo ele chegou. Eu agradeci muito pela ajuda e entrei no carro de Tommy, que me deixou em casa.
 No caminho de volta, eu contei para ele a história e ele me disse que dalí em diante, sempre que puder ele ia me buscar. Fiquei um pouco
mais aliviada. 
 Eu ainda estava um pouco assustada e não queria passar a noite sozinha e pedi para Tommy dormir comigo, só para me acalmar. Ele 
acabou aceitando mas me fazendo prometer que no outro dia cedo iríamos na delegacia.
 No outro dia, após comermos algo, fomos na delegacia prestar queixa de um roubo. Tommy me acalmava para não deixar de contar nada.
Eu respirei fundo e contei tudo, até do cara que me ajudou. Eu assinei um papel e dias depois eu levei o B.O. para tirar novos documentos.
 Daquele dia em diante o Tommy sempre ia me pegar na porta da faculdade, tomando o devido cuidado de ver se não tinha nenhuma pessoa suspeita, senão me ligava pedindo para esperar um pouco. Eu não via a hora de terminar aquele curso e ficar de boa só trabalhando, pois é muito ruim trabalhar de dia e estudar de noite, pois é perigoso demais chegar em casa muito tarde, ainda mais depois do ocorrido comigo.
 Finalmente o tempo passou, eu terminei o curso e me formei. Pude respirar mais aliviada de ter conseguido vencer a rotina puxada e,
agora as noites são só para namorar e descansar ao lado de Tommy. Ele também fica mais tranquilo de não ter mais que me buscar na 
faculdade mas mesmo assim não descuida de mim. Eu também morro de medo se algo de ruim acontecer com ele, mas agora o pior já
passou e podemos continuar tocando nossa vida em frente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...