História O Babá Jungkook - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bolacha, Bono, Comedia, Feliz Dia Das Crianças, Fluffy, Jungkook Baba, Kid!jimin, Kid!taehyung, Kid!yoongi, Namjin, Presente
Visualizações 72
Palavras 583
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Comédia, Famí­lia, Fluffy, Slash, Universo Alternativo
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Presente para minhas crianças @unnoted @_jikook_kawaii_ @otzu
Demorei um pouco, mas consegui terminar <3

Boa Leitura!

Capítulo 1 - Capítulo Único


O pôr do sol encantava o olhar do mais velho, porém mesmo que estive feliz por estar na praia com seu amado marido, aproveitando a lua de mel. Uma vozinha, dizia: surpresas te aguardam.

Nam. — o chamou.

— Hm? — bocejou o maior ao sentar na cama e, seguir o olhar até a porta – onde Jin se encontrava –.

— Será que está tudo bem com as crianças, digo, Jungkook foi à melhor pessoa a deixar para cuidar deles?

— Claro que foi amor. Jungkook, já é um adulto responsável e, também ele sempre foi o babá das crianças. — sorriu dando tapinhas na cama, chamando o outro ali.

— Se você diz, eu vou confiar. — se aproximou depositando um selinho nos lábios do maior.

— Aliás, são apenas quatro dias. O que poderia acontecer em quatro dias? — riu.

[...]

— Não pule na cama, Yoongi! Jimin não pode desenhar na parede! Taehyung, eu não terminei de lhe trocar! — o maior corria atrás do pequeno, Taehyung. Este que desviava facilmente das mãos de seu hyung. — Volta aqui, saeng!

— O hyung não me pega. — o menor ria alto, enquanto corria em volta do sofá.

— Kookie-hyung, olha! — Jimin o chamou, apontando para a parede branca – esta que fora renovada há dois dias –, onde havia um desenho de um coelhinho. — Eu desenhei o hyung. — sorriu segurando a chupeta com os dentinhos.

— Ficou bonito, mas você bem que podia ter feito esse desenho no papel que eu te dei, né. — disse o mais velho, ao pegar o pequeno no colo e o levar até o sofá. — Fica aqui, vou ver se consigo vestir o seu irmão. — se afastou indo em direção à escada e, quando chegou à porta do quarto dos pequenos. Jungkook gritou para o loirinho. — Yoongi e Bolacha! — chorou baixou ao ver o cachorro grande e com as patas sujas de lama, pular junto com o menor na cama. — Ah, só pode ser brincadeira isso. — murmurou encostando a testa no batente da porta. — O hyung vai brigar comigo. — o cachorro latiu e, o menor riu. — Ah, calado bolacha! — se aproximou pegando na coleira do animal. — Saeng, levarei esse pulguento lá para o jardim e, quando eu voltar você vai tomar banho.

— Me obrigue. — disse o menor cruzando os braços e batendo o pé na cama.

— Jungkook conte até três, você vai sobreviver. — disse a si mesmo enquanto levava o cachorro para a escada. Porém quando chegou ao andar de baixo, acabou soltando o animal. — Taehyung eu não acredito… — sua fala morreu ao ver o pequeno, Jimin sair da cozinha cheio farinha na cabeça e um pote de biscoitos na mão.

— Kookie-hyung, eu posso comer biscoitos? — perguntou o menor ao se aproximar de seu Hyung.

— Taehyung, por favor, vá vestir uma blusa e, Jimin. — abaixou ficando na altura do menor. — Quem foi que jogou farinha na sua cabeça? — o menor abaixou a cabeça e, apontou discretamente para o irmão.

— Taehyungie, me chamou de nanico e jogou a farinha em mim, hyung. — um pequeno bico formou nos lábios do menor. — Hyung, eu sou nanico? — perguntou choroso.

— Não, você ainda está em fase de crescimento e logo você vai ficar maior que ele. — afagou os fios ruivos do menor. — Agora vá tomar um banho e, depois eu deixo você comer biscoitos.

— Certo. — assentiu deixando o pote no chão e correu para o banheiro.

— E você — virou-se e sorriu —, acho bom. — levantou com o pote em mãos, porém antes que pudesse levar a cozinha, um grande cachorro pulou em si o derrubando no chão. — Bolacha!


Notas Finais


Não tem capa, mas se alguém puder fazer eu aceito <3
Amo vocês <3 e feliz dia das crianças XD


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...