História O Bad Boy e a Depressiva - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Bia, Castiel, Charlotte, Dakota, Debrah, Iris, Kentin, Kim, Leigh, Li, Lysandre, Melody, Nathaniel, Peggy, Personagens Originais, Priya, Rosalya, Violette
Exibições 31
Palavras 1.210
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 4 - Novo amigo


Fanfic / Fanfiction O Bad Boy e a Depressiva - Capítulo 4 - Novo amigo

         On: Narradora

Armin chegou de mãos dadas com a irmã, o que causou muitos comentários...
- Olha a novata se achando! Já vem de mãozinha dada com o MEU Armin.- disse uma garota de cabelos azuis escuros e olhos amarelos claros. Armin estava pouco se fodendo.
- Armin...- disse a morena baixo.
- Vai mesmo escutar?- perguntou baixo também. A morena ficou quieta.
- Dá licença mas... Ele já tem NAMORADA.- disse a garota de cabelos azuis.
- Desculpe mas... Te conheço?- perguntou Armin irônico.
- Claro que sim Arminzinho! Você disse que eu era sua player two!- disse a azulada tentando puxar o moreno dali.
- Desculpa mas não lembro. Não tenho uma player two. E se algum dia eu tiver uma... Seria ela.- disse olhando a morena com um sorriso fazendo a mesma corar.

        On: Solar

Espera... ELE GOSTA DE MIM?! Senti meu rosto queimar...
- Vamos Sol.- ele me puxou dali e vi a prostiranha com o rosto vermelho de raiva e com os olhos lacrimejando. Estávamos caminhando pelo corredor até ele parar.
- Desculpe falar aquilo. Sei que você me considera um irmão e eu gosto de outra garota, foi mais para fugir dela...- ele disse com um sorriso tímido passando a mão na nuca.
- Eu sei!- menti.
- Bom... Vamos procurar seus velhos amigos?- nem me esperou responder e já foi me puxando. Fomos até o pátio novamente... Vi um garoto de cabelos platinados e vestes estranhas que eu conhecia muito bem escrevendo em um bloco de notas.
- Oi Lysandre! Conhece minha prima? O nome dela é Celeste!- Armin disse com um sorriso.
- Ela se parece com a Solar... Prazer Celeste, me chamo Lysandre.- ele disse com um sorriso beijando delicadamente a minha mão. Corei com um pequeno sorriso.
- Seus olhos são lindos!- eu nunca me cansei de dizer isso para ele. Nunca mesmo. Eram realmente lindos.
- Obrigado. Os seus também são lindos... Solar!- ele sorriu levantando meu pulso.
- Ah não... Eu devia ter guardado essa coisa... A Rosa ainda não me descobriu então vou guardar essa pulseira.- eu disse tirando a pulseira e guardando no bolso do meu casaco.
- Que feio Solar...- escutei uma voz estranhamente conhecida.
- An?- olhei para trás e vi uma coisa de cabelos brancos e olhos amarelos naturais. Sorri forçadamente vendo a expressão de raiva dela.
- O-Oi! R -Rosinha l-linda do meu c-core!- eu disse dando passos para trás.
- Você tem dez segundos...- sai correndo na hora em que ela falou aquilo. Quando a Rosa descobre que alguém enganou ela ou vai enganar, prepara o funeral. Corri para as escadas e vi uma pequena porta. Entrei ali e desci as escadas dando de cara com um ruivo.
- Quem é você pirralha? É do sétimo ano?- fiquei vermelha de raiva com o comentário dele.
- Minha altura não justifica minha inteligência e idade mental.- eu disse fria encarando ele.
- Ui a pirralha está de Tpm! Tô morrendo de me- avancei em cima dele antes do mesmo terminar a frase. Segurei a gola de sua camisa e fechei meu punho ameaçando bater nele até ver a estampa na blusa dele.
- Você curte Rock?- perguntei surpresa soltando ele.
- Não não, eu curto pôneis que cagam arco-íris.- ele disse me encarando irônico.
- Então me dá essa blusa do Winged Skull?- perguntei com um sorriso.
- Olha só... A pirralha gosta de rock?- perguntou com um sorriso.
- Primeiro... Não sou pirralha, tenho 16 anos e vou fazer 17. Segundo... Não eu não gosto de rock. Eu AMO rock.- eu disse dando ênfase no amo.
- Banda favorita?
- Winged Skull. Imagine Dragons. The Beatles. Pink Floyd. Queen. Bon Jovi. Quer mais?- perguntei tombando a cabeça um pouco.
- Quase as mesmas bandas e cantores. Mas você tem muito bom gosto para rock.- ele disse.- Afinal... Qual o seu nome pirralha?
- Solar... Solar Yoshida. E você?- perguntei fitando aqueles olhos cinzas.
- Castiel Willian. Não sou muito educado mas gostei de você. Prazer.- ele estendeu a mão e eu peguei mas para minha surpresa... Ele beijou minha mão igual ao que o Lys faz. Corei um pouco e dei um pequeno sorriso.
- Mas... Yoshida não é uma das maiores empresas multinacionais do Japão?- ele perguntou se sentando em um sofá que tinha ali.
- É sim. Meu pai é o dono da empresa.- eu disse me sentando no braço do sofá.
- Então você é uma Patty?- perguntou me encarando.
- Passo longe.- levantei os braços.- De gente assim, vulgo Ambrega, quero distância!- eu disse com um sorriso.
- Já conhece a praga?- ele perguntou e eu escutei o sinal tocar.
- Infelizmente... Vamos?- perguntei pegando minha mochila e subindo as escadas.
- Vamos... Aula de ciências agora! Corre!- ele saiu correndo e eu fui atrás. Encontrei Armin no corredor e ele me puxou pro andar de cima e entramos em uma sala que julguei ser a sala de ciências e laboratório. Vi o ruivo lá no fundão sozinho. Fui até ele e joguei minha mochila em cima da mesa.
- Posso sentar aqui?- perguntei vendo ele dar de ombros. Me sentei e peguei o celular e meu fone. Coloquei os fones e o meu gorro abaixando a cabeça. Acho que fiquei uns dez minutos ali até alguém bater de leve no meu braço. Retirei os fones discretamente e olhei para o ruivo que fez um sinal para mim olhar para frente.
- Então Solar. Poderia resolver essa fórmula por favor?- perguntou a profs. Me levantei e fui até a lousa.
- Não temos o dia todo preguiçosa.- ouvi aquela voz irritante. Resolvi o problema e olhei para a professora. Olhei para a loira que ria baixo.
- Então minha querida colega você pode resolver esse problema?- escrevi um problema mais difícil na lousa.
- Eu não fui chamada pela professora, diferente de você que estava com celular na sala.- ela disse rindo que nem uma hiena.
- Senhorita Ambre venha resolver esse problema.- a professora disse vendo ela olhá-la incrédula.
- Mas pro- ela foi cortada.
- Agora!- a professora gritou e ela se levantou me olhando feio.
- Obrigada e pode se sentar Yoshida. Como sempre a melhor.- disse a Delaney sorrindo. Sorri para ela e me sentei novamente.
- Que porra foi essa?- o ruivo perguntou baixo assustado.
- Ela é minha tia e madrinha.- eu respondi voltando a abaixar a cabeça e colocando de novo o fone. Acho que fiquei a aula inteira dormindo...
- ACORDA!!!- escutei duas vozes grossas e uma fina. Acordei dando um pulo assustada.
- Parem de gritar.- eu disse simultaneamente com minha tia que ainda estava na sala.- Era só tentar tirar o casaco dela.- ela disse me encarando desafiadora.
- Nossa. Que. Amor. Né tia?- eu perguntei encarando ela.
- Sim. Agora vai chispa daqui.- ela disse apontando pra porta. Nossa relação é assim. Abracei ela e sai da sala sendo seguida por Lysandre, Rosa e... Castiel?
- Por que vocês se deram o trabalho de me acordar? Eu durmo que nem pedra...- eu disse me alongando andando pelo corredor.
- Por que sua tia mandou.- Castiel respondeu curto e grosso.
- Atacou a Tpm.- eu disse rindo.


Notas Finais


Então gostou? Deixe seu comentário!
Spoiler do próximo capítulo... "Quer ensaiar junto comigo?"


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...