História O Belo - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags A Fera, Bela, Roamnce Gay, Romance, Yaoi
Exibições 10
Palavras 1.287
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


To de volta gente uma boa leitura pra vocês que ainda estão lendo mesmo sendo poucas vamos ate o finaç

Capítulo 7 - Capitulo 7


Belo

         Assim que Julian se retira do meu quarto eu o vejo chamar Samantha e dar a ordem de me preparar um banho e me levar para esse jantar, que estúpido ele não pode me obrigar a fazer as vontades dele, Samantha volta com seus olhos vermelhos parece que ela havia segurado o choro, ela olha em meus olhos e depois sorri me fazendo abrir um mini sorriso e em seguida dizer:

- O que aquele monstro te falou. – Digo segurando a raiva que me dominava e logo continuo. – se ele te chateou eu juro que...

- não esta tudo bem Belo. – Diz Samantha secando as lagrimas.

- Se ele te machucar corto o brinquedinho dele. – Digo dando um abraço em Samantha que logo e corespondido.

- Bom me deixa preparar seu banho. – Diz Samantha sumindo em direção ao banheiro.

         Olho Samantha sumir de meu campo de visão e logo as lembranças anteriores começam a rodar minha cabeça, quem era aquele garoto? Porque Julian estava com ele? Porque estavam vestidos daquele jeito tão nobre? Ate parece que eles eram príncipes, fico perdido nesses pensamentos, e logo uma doce melodia invade minha cabeça seu som vai ficando cada vez mais alto, vou em sua direção e logo me deparo com a parede do lado esquerdo da minha cama, assim que eu estou bem próximo à parede eu continuo escutando a melodia tocar como se me chamasse de uma maneira estranha, quando estava para tentar ir mais alem e empurrar a porta eu escuto alguém me chamar:

- Belo! – Exclama Samantha me fazendo afastar da porta.

- Sim. – Digo suspirando.

- Venho o banho esta pronto. – Diz pondo a cabeça no batente da porta e logo me olha continuando. – Esta tudo bem?

- Esta sim já estou indo. – Digo me afastando da porta e me dirigindo ao banheiro.

         Assim que entro no banheiro Samantha se retira me dando liberdade e disse que quando estivesse dentro da banheira era para chama-la, me dispo de minha roupa logo ficando nu e tocando a água que estava bem morninha, e logo meu corpo se acostuma me fazendo relaxar um pouco mais, logo que estou dentro da banheira grito por Samantha e logo a mesma entra com dois frascos na mão e os coloca na banheira um pouco de cada, um era sais de banho de jasmim e o outro óleo de amêndoas para limpar a pele, assim que ela termina seu serviço ela fala para eu me apressar em meu banho e  vestir o roupão que estaria em cima da pia, logo ela se retira de novo me deixando so com meus pensamentos.

         Logo que termino meu banho eu coloco o roupão em tom azul Royal, que deixava minhas coxas à mostra me dando um frio nessa parte do corpo, logo adentro meu quarto eu não encontro Samantha chamo pela mesma mais ela não estava lá, olho para minha cama e logo vejo em cima da cama um terno em tom verde água com detalhes em prata, dando um destaque de imponência, as calças eram do mesmo tom com faixas ladeando também em tom prata, fora os sapatos sociais preto, ainda me pergunto o porquê dele viver exilado do mundo ele é um príncipe a final não tinha o porquê de ele viver sozinho ao menos que escondesse algo ou tivesse feito algo muito ruim, coloco minha roupa as presas e logo estou arrumado assim que termino de por o sapato Samantha entra pela porta com cremes e perfumes, coloca em ima da penteadeira e logo começa a cuidar de mim, ela passa o hidratante pelo meu rosto e mãos seu cheiro era de baunilha o que dava um frescor em mim, o perfume era de lírios do vale o que dava um ar de campo o que eu mais amava, ela pega o pó de rosto e logo passa nas áreas aonde eu tinha as benditas espinhas as fazendo sumir, assim que termina seu trabalho ela passa manteiga de cacau em meus lábios e logo eu estou pronto para encarar a Best.

         Saio do meu quarto e o medo me toma por completo me fazendo ter vontade de desistir, sigo Samantha pelos corredores em total silencio essa minha postura de nobre estava me deixando irritado não era príncipe ou nobre para usar uma roupa daquelas porque de tudo isso afinal, Samantha que caminhava a minha frente de repente parou em frente a uma porta de madeira e logo me alertou:

- Venha vamos terminar sua preparação. – Diz a mesma entrando na sala sendo seguida por mim.

         Assim que estamos dentro da sala eu posso ver a riqueza do local, seu chão era de mármore com detalhes em dourado que me lembravam muito o ouro, suas paredes brancas com detalhes de lírios em dourado também suas colunas era douradas com leões gravados nas pontas, e em seu teto havia um grande lustre de cristal dando um ar de loja cara, Samantha e eu seguimos mais a frente do cômodo ate uma espécie de vitrine aonde eu tenho certeza que fiquei de boca aberta, pois a quantidade de joias que haviam ali eram de se espantar, havias de vários modelos e tamanhos desde colares de esmeraldas a anéis de diamantes, logo depois entra um senhor de mais ou menos trinta anos seu corpo era bem escultural, seus olhos são castanhos assim como seu cabelo amarrado em uma fita amarela, ele usa um terno amarelo bem claro quase em tom pastel, logo ele faz uma reverencia e eu abaixo a cabeça como resposta e logo que se levanta ele diz:

-  Bonne nuit Belo. – Diz em sotaque Frances que me fez lembrar na hora.

- Espera era você que estava na hora que eu cheguei aqui no palácio, Christopher correto? – Arrisco seguindo o palpite de Samantha estendendo minha mão para ele.

- Oui oui, sou eu criança desculpe não ter aparecido antes. – Diz o mesmo pegando minha mão e logo continuando. – Bom daqui pra frente quem cuida de você sou eu então agora vamos as joias sim. – Diz o mesmo se virando para a prateleira de itens de todos os tamanhos.

- joias? Pra que? – Pergunto.

- Ora para terminar sua arrumação Belo joias fazem parte do nosso meio social. – Diz o mesmo pegando um colar de esmeralda e logo devolvendo;

- Mais que convívio? Pensei que o castelo fosse vazio? – Digo vendo o mesmo sorrir malicioso.

- Você que pensa em sua estadia conosco você vera muita coisa. – Diz pegando um anel e logo pondo em meu dedo.

- Que lindo. – Digo vendo a pedra esverdeada em meu dedo. – Deve ser muito caro. – Digo com medo de tocar.

- Não se preocupe com isso agora falta a ultima coisa que ele me pediu aonde esta? Oui achei. – Diz pegando uma caixa preta e logo abrindo revelando uma coroa prata que pareciam dois ramos de oliveiras como a coroa das olimpíadas, ele colocou o objeto em minha cabeça e logo disse . – Magnífico ficou perfeita o dono dela era uma pessoa muito especial seu nome era...

- Felipe, sim eu já sei. – Digo interrompendo vendo o mesmo ficar calado e perdendo o sorriso em seu rosto.

- Bom creio que esta na hora de irmos. – Diz mudando o assinto

  - Sim quanto mais rápido começarmos, mais rápido terminaremos. – Assim  que digo isso Christopher segue em frente e logo abre a porta para mim seguir.

- Bom e naquela porta mestre Julian o aguarda. – Diz saindo de fininho.

- Mas e você? – Pergunto.

- Acho melhor não estressa-lo mais. – Diz se curvando para mim de novo.

- Tudo bem. – Digo indo em direção ao que me aguardava.

“esta na hora de eu encarar a besta.”

 


Notas Finais


Bom e isso por hoje espero que tenham gostado U.U kissus


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...