História O Bieber e a Gangster 2 - Capítulo 40


Escrita por: ~

Exibições 199
Palavras 1.864
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Bom diaa minhas vidas *-*
Ontem eu fiz uma burrice, sem querer eu apaguei o cap, e tive que escrever tudo de novo então me perdoem por não atualizar ontem <3

A FIC ESTÁ EM CONTAGEM REGRESSIVA PARA ACABAR ;-; : O

Obrigada por cada favorito e leitoras novas sejam bem vindas dão um oi nos comentários ♥

BOA LEITURA!!

Capítulo 40 - Treft


Fanfic / Fanfiction O Bieber e a Gangster 2 - Capítulo 40 - Treft

                 P.O.V. MEGAN FOX

    Justin e eu planejamos um plano, mas primeiro precisariámos de armas, roupas, carro e dinheiro para conseguirmos executar o plano de vingança. 
  Depois de termos tomado o café da manhã com direito a tudo e mas um pouco saímos do restaurante luxuoso sem pagar.   A garçonete nem se quer resolveu retrucar com a gente pois com certeza ela viu em nosso olhar que somos gangsters de longe.

  Justin aproveitou e roubou um porshe de um dos clientes daquele restaurante e saimos dali cantando pneu.  Evitando que a polícia apareça em nossa cola.   Os olhos de Justin estavam obscuros, ele estava com tanto ódio de Michael quanto eu.  Nem puxei assunto durante a viagem para não o deixar com mas ódio ainda.
  Logo ele estacionou o carro depois de uns minutos de viagem em frente à um hotel luxuoso. 

  -   O que vai fazer?  

O fitei querendo resposta . O que fariámos em um hotel isso não estava nos planos .

  -  Não dá para fazer um assalto num leilão sem armas.

  Disse Justin adentrando no local.  O chão do hotel era coberto por granito escuro, sua decoração era com um grande lustre no meio do hotel.  Seus quadros fizeram dar um toque final de luxúria e riqueza .

  -   Fica aqui. Vou arrumar roupas e armas para a gente. 

Justin caminhou confiante e olhando para os lados eu o olhava atentamente para ver o que ele iria fazer .  Justin é um homem de surpresas.  

  Ele caminhou tranquilamente até um segurança alto e bem jovem.  Justin sem deixar o homem pensar duas vezes lançou um forte soco em seu rosto fazendo o segurança cair com força no chão.

  -  Você não vai precisar disso.  -  Justin tirou a blusa social do homem que estava debaixo do terno.  -  E nem disso.  -  Disse Justin por final pegando uma arma de pessoal e outra de emergência.

  -   MEU DEUS! ALGUÉM CHAMA A POLÍCIA, SOCORRO! JUSTIN BIEBER! SOCORRO!  -  Falou a recepcionista gritando desesperada.

  Caminhei até a ela e sem a ela ver envolvi um de meus braços em seu pescoço e apertei seu pescoço.

   -   Preciso de suas roupas. 

Sussurei em seu ouvido.  Justin me olhava com um sorriso bobo no rosto dizendo -  como eu tenho orgulho de você - .
A recepcionista começou a tirar suas roupas .  Logo ela se encontrava só de peças íntimas.

  -   NEM OUSE LIGAR PARA POLÍCIA!

  Disse num tom ameaçador. A garçonete começou a choramingar fazendo Justin rir.  O primeiro riso que vejo nele depois de tudo o que aconteceu.
  Soltei o pescoço da mulher.  Justin e eu fomos rapidamente para o carro.  Justin saiu cantando pneu dali.

   -   Agora vamos para onde? 

Disse tirando a blusa social de Michael que usava como vestido e jogando na rua. Agora só estava de calcinha e sutiã.

  -   Vamos roubar o leilão.  -  Falou Justin passando na frente de vários carros com toda segurança do mundo.

  -   Esse leilão vende o que especificamente?  -  Disse botando a blusa azul de alcinha da recepcionista .

  As mãos de Justin acariciavam minhas coxas mas logo suas mãos foram parar em minha intimidade fazendo carícias com o dedo no local.  Fechei os olhos sentindo aquele prazer, mordia meus lábios involuntariamente para não soltar um gemido.  Mas logo Justin parou pois eu havia botado a calça jeans preta.

  -  Enfim respondendo sua pergunta.  Esse leilão é só de gangsters lá tem tudo o que você quiser.   Carros de luxo, drogas, armas, garotas virgens, prostitutas tudo o que você imaginar, eu frequentava muito esse lugar antes de conhecer você Megan.  Tem muitas coisas sobre mim que você não sabe.  -  Disse Justin lubrificando os lábios.

  -  Nossa, espero que eu não precise perguntar para saber mas um pouco sobre você.

  Havia muita coisa em Justin que eu precisava conhecer. Ele é o tipo de cara que odeia lembrar o passado.

  -  Você precisa perguntar.  Tem muita coisa sobre mim para falar e bom não sei por onde eu começo.   -  Justin me fitou por alguns segundos.

  -  Então você comprou muitas prostitutas lá no leilão?

  Uma pergunta boba e que saberia a resposta e era óbvia que sim.

  -  Claro Megan, eu sou gangster e todo gangster gosta de foder.

  Justin falou como se fosse o maior prostituto do mundo.

  -  Legal Justin.  -  Disse irônica.

  -  Relaxa eu agora sou só seu. 

  Falou Justin se aproximando da minha boca.  Deixando nossa respiração próxima.  Rapidamente seus lábios vermelhos e atraentes se esbarraram nos meus.  Um beijo calmo se iniciou, Justin era tão bom em dirigir que me beijava sem está atento a rua.
  Por falta de ar paramos o beijo. 

  -  Bom e além de mim você já se apaixonou por alguém?

  -  Não Megan. Só você mesmo, você foi a única que conseguiu me mudar.  Que me fez conhecer o verdadeiro significado da palavra amor.   -  Disse Justin com um sorriso bobo nos lábios.

  -   Que fofo.  -  Selei nossos lábios novamente.

  -  E você já se apaixonou por outra pessoa ao não ser eu?  -  Justin interrompeu o beijo.

  -  Olha vou ser sincera, você não foi o único em que eu me apaixonei.  

  Não poderia mentir.  Eu há um tempo atrás havia me apaixonado por John.  Mas isso é do passado.  Justin ficou intacto .  Parece que as palavras pelas quais usei foi duras de mas para ele.  Ele esperava que eu fala se que sim que ele foi o único homem que eu me apaixonei em toda a minha vida.   Mas eu não poderia mentir, não para ele. Meu Justin Bieber.

  -   Olha Justin.  Não fica assim . Aquilo foi passado agora estamos no presente.   Somos casados temos Alice e Simon duas crianças lindas fruto nosso .  Você sabe muito bem que eu te amo e sempre te amarei e o que aconteceu é passado e o que importa é que estamos no presente e estou com você Justin.  -  Soltei um longo suspiro por final .  Justin havia ignorado totalmente as minhas palavras.

Eu talvez eu o havia machucado sem querer.  Agora ele vai ficar me ignorando por motivo bobo ou talvez para ele não.  Talvez doa muita para ele saber que ele não é o único alguém que eu amei na vida.

  Justin estacionou o carro enfrente à um imenso prédio que deveria ter uns 50 andares.   Justin saiu do carro e bateu a porta com força fazendo eu levar um leve susto.  Caminhei até Justin e ele nem se quer olhou para mim.

  -   Justin vai ficar assim comigo agora?  -  Disse cruzando meus braços e o fitando .

  -  Olha Megan temos coisas mas importantes para conversar.  Toma sua arma.  -  Justin estendeu uma das armas para mim.  Logo peguei e botei na cintura.

  -  Ok Justin.  Depois não venha querendo sexo.  -  Disse puta da vida.  O que deu em Justin?  Esse idiota, como ele consegue me tirar do sério? 

  -  Não preciso de sexo para viver. -  Falou Justin com um sorriso irônico no rosto.

  -  Vai se fuder.  -  O xinguei já com raiva.

  -   Deixa essa raiva para se vingar de Michael.  Olha Megan toma cuidado lá é um leilão de gangsters só tem gente da pesada .   Então vamos fingir que queremos comprar algo e quando eles menos esperarem atacamos ok?   -  Justin me fitou sério falando com raiva .

  Somente assenti. Adentramos no prédio e pegamos o elevador .  As portas do elevador se abriram, deixando a visão do local exposta.   Aquele lugar estava cheio de gangsters, prostitutas, garotas adolescentes, drogas, armas expostas .  Justin caminhou para longe de mim indo para algum canto do leilão.

  Andava pelo local observando tudo.  Um garçom me ofereceu tequila e aceitei.  Comecei a bebericar aquela bebida sentada num banco confortável. 

  -   Olá Megan.   -  Um homem de aparência jovem e bonito disse se sentando ao meu lado.

  -   Como sabe meu nome?  -  Disse o olhando de lado.

  -  Você é namorada do Bieber e ainda uma gangster bem conhecida em Nova York . Seria bem tolo de não saber seu nome.  -  Disse o homem observando meu corpo.

  -   Entendi .  Bom saber disso.  -  Sorri de lado.

  -  Vai comprar algo?  -  Disse o homem puxando assunto.

  -  Digamos que sim.

  -  Você é bem gata Megan.  -  O homem envolveu seus braços em meu pescoço.

  -  Olha eu tenho namorado tá legal?   -  Disse saindo do lado dele.

  -  Eu sei.  Mas poderiámos ser amantes, ficantes o que você quiser.  -  Sorriu o homem ficando próximo dos meus lábios.

  -   DEIXA A MINHA NAMORADA IDIOTA! -  A voz de Justin ecoou.  Fui procurar da onde vinha e logo vi Justin apontando a arma na cabeça do homem.

  -  Calma Bieber.  -  Disse o homem fazendo com as mãos movimento de rendição.

   -   CALMA PORRA NENHUMA, NINGUÉM DAR EM CIMA DA MINHA NAMORADA! VAZA DAQUI!  -  Disse Justin fervilhando de raiva. O homem se retirou rapidamente.

  -  Não posso sumir dois minutos e já tem homem dando em cima de você.  Mereço.   -  Disse Justin puto.

  Fiquei quieta.  Justin tendo ataque de ciúmes e fazendo seu showzinho foi bem irônico .
Justin e eu ficamos em lugares planejados eu ficaria na porta do elevador caso alguém quise se fugir.  E Justin no meio do leilão.

   -  POW,POW!

Justin deu os primeiros tiros para anunciar o assalto.  Todos ficaram quietos e vidrados em Justin.

  -  Quero todas as jóias, dinheiro tudo o que vocês tiverem de valor e botem aqui nesta pasta.  -  Falou Justin estendendo a pasta que era usada para carregar dinheiro.

  -   JUSTIN SÓ PORQUE VOCÊ É O FODÃO NÃO SIGNIFICA QUE PODE OBRIGAR NÓS!  -  Disse um gangster alto que cheios de músculos.

  -   Tem certeza? 

  -  Tenho Bieber.

  -  POW!

Justin atirou no cara.  O homem caiu no chão.

  -  SEU MERDA! -  Gritou a vadia do cara.

  -  Melhor botarem a porra das coisas aqui.  -  Falou Justin irritado.

  Todos rapidamente botaram algo que tinham de valor na pasta como jóias ou dinheiro.  As prostitutas choramingavam com medo de Justin.  Uma delas vieram até a mim achando que conseguiria fugir .

  -  Pode voltando.  -  Disse sorrindo enquanto a mesma estava desesperada.

  -   Ai meu Deus. -  Falou a prostituta voltando.

Depois que todos botaram o que tinham que botar.  Justin caminhou até a mim com a pasta já repleta de dinheiro e jóias.

  -  Podem continuar leilão.  -  Ordenei e os mesmos ficaram olhando com medo para nós.

Saímos daquele local cantando pneu, ultrapassando vários sinais vermelhos .  Justin tinha um sorriso de vitória no rosto .  Parece que o roubo fez ele esquecer que brigamos. 


Notas Finais


Bom gostaram? Justin sendo idiota como sempre ;-; ai ai merecemos ><

Continuo ou não?
comenteeem! ! Akkakaisksks

AMO VOCÊS ♥
Vim indicar a fic da maravilhosa Lari, bom essa fic super recomendo então leiam ♥

Suicidal

https://spiritfanfics.com/historia/suicidal-5510623


Se quiserem me conhecer ou entrar no grupo das minhas fics me chama no whats ♥ Não dou vácuo a ninguém

2 2 9 9 2 1 9 4 8 3 6

Xoxo, Tia Lele ♥♥♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...