História O Bolo do amor (Imagine Taehyung |Yoongi | Jimin) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Jimin, Jungkook, Kai, Personagens Originais, Suga, V
Tags Bts, Imagine, Kai, Park Jimin, Suga
Visualizações 21
Palavras 3.441
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hello pessoas!

Mais uma fic para vocês! Estou escrevendo ela com calma no celular, eu prefiro escrever no celular já que eu pego todo dia nele e assim não me esqueço.

Bom gente, eu também tenho outra conta chamada Biscoito_Sofie, eu mandei fazer a capa e o banner nessa conta. Muito obrigada KKaty :3

~Beijos da Aninha

Capítulo 1 - 01. Will miss


Fanfic / Fanfiction O Bolo do amor (Imagine Taehyung |Yoongi | Jimin) - Capítulo 1 - 01. Will miss

Talvez eu esteja sendo rude, ou talvez não. Meu namorado Kai é um completo idiota, e a outra iludida se apaixonou pelo idiota que reclama a cada 5 minutos. Hoje é o aniversário dele, ele já me mandou várias mensagens, vendo que dessa vez ele não acertou no gol. Namoro ele desde meus 17 anos, já estamos na faculdade e ele não mudou nada, absolutamente nada! 


Levantei dá cama completamente cansada e estressada para variar, ele havia estragado meu humor. Entrei no banheiro e me despi e entrei no box.


(...)


– Alô? – Disse desanimada e curiosa


– Sua vaca! Se esqueceu do nome de sua melhor amiga? Então é assim? 


– Bom dia Sun, tudo bem? Se você não estiver pouco me importa, porque eu estou sem um pingo de bom humor! 


– Brigou com Kai? Iremos ir para a casa dele comemorar o aniversário dele e...


– Eu não irei! 


– Deixa eu terminar? Obrigada! E cada um vai levar algo, e você ficou responsável por encomendar o bolo, me encontre no refeitório às 15:15, até mais tarde! – Ela desligou na minha cara não me dando tempo para dar uma desculpa qualquer.


Fui á uma confeitaria que tinha pedido perto de minha casa e fiz encomenda de um bolo para hoje à 15:00, já era 12:00, então resolvi ligar para Yoongi para almoçar com ele.


– Young! O que você quer?


– Credo! Seu grosso! Você quer almoçar comigo huh? – Disse fazendo uma voz fofa e agradável


– Me desculpe pequena, mas eu já tinha falado para Jennie que eu iria almoçar com ela – Resmunguei um palavrão cabeludo, eu podia ouvir os risos do Yoongi.


– Ciúmes? – Revirei os olhos junto a um suspiro 


– Já que não irá almoçar com a sua MELHOR amiga! Tchau! – Disse dando ênfase a "melhor", Yoongi ainda estava aos risos e eu desliguei.


Coloquei o celular dentro de minha bolsinha e peguei um táxi. Ah Sun... Você vai pagar, cada centavo que eu me desloquei, porque eu não queria nem sair da minha cama hoje. Paguei o táxi e saí do mesmo, e para a minha surpresa o restaurante estava fechado! O mundo está contra mim! Só pode!


– Que azar... – Me assustei com o garoto do meu lado, como eu não percebi a presença dele? 


– Uhurrum... – Eu disse analisando o garoto ele parecia da minha idade, o garoto usava uma camisa branca com uma calça jeans e um tênis.


– Problemas amorosos? – O garoto era adivinha agora? Assenti com a cabeça. – É uma pena uma garota tão bonita ter esse tipo de problema.


– Todo mundo precisa ter de vez em quando... – Disse não me importando com o garoto me encarando 


– Como você disse: de vez em quando – Essa conversa com o garoto estranho que eu mal conhecia estava começando a me irritar.


– Até mais senhor! – Disse começando a andar sem rumo, mas que ótimo! Olhei para o relógio, já era 14:45... Liguei novamente para o táxi, e recebi a mensagem que eu estava sem crédito, o mundo não me ama! Me sentei na beirada da calçada. Agora eu estava com fome, sem crédito e sem transporte... Dei um suspiro cansado e abaixei a cabeça.


– Oi? Você é a Young? – Levantei a minha cabeça vendo um garoto tirando o capacete, era Taehyung, éramos conhecidos não ao ponto de amigos.


– Sim... – Disse em quase um sussurro, talvez Taehyung poderia me levar a confeitaria. – Tae... Você pode me levar a um lugar huh? 


– Claro... – Ele disse coçando a nuca, ele me deu o outro capacete, eu sentei na garupa e me segurei forte nele – Medo?


– Hm talvez... – Disse e ele ligou a moto, chegamos na confeitaria em mais ou menos 5 ou 6 minutos. Desci da moto e disse á ele para me esperar. Peguei o bolo que estava dentro de uma caixinha e novamente subi na moto, dessa vez segurei me segurei no Taehyung com apenas uma mão, chegamos ao nosso destino. – Boa aula Tae.


– Tenha uma boa tarde Young – Ele sorriu e eu dei um rápido abraço nele e desci da moto, indo em direção ao refeitório, me sentei em uma cadeira e coloquei o bolo em cima da mesa. Respirei fundo, eu estava completamente cansada, quando sinto alguém me abraçando por trás. Olho para trás curiosa vendo Kai com um grande sorriso.


– Eu lhe conheço muito bem Kai... Eu estou extremamente brava com você, saí! – Disse virando a cara e ele xingou baixinho. – O que disse?


– Nada, bem que eu imaginei que não seria fácil – Ele fez uma carinha fofa e se ajoelhou diante de mim, apenas fiquei o encarando.


– Já estou sentindo vergonha alheia Kai, vamos se levante – Disse começando a rir, Ah que droga! Ele se levantou e me abraçou


– Perdoa seu ursinho huh? – Ele disse perto do meu ouvido, me fazendo suspirar 


– Tá bom... – Disse me rendendo, ele desceu a mão para a minha bunda e eu logo tirei aquela mão pervertida de lá. – Estamos na faculdade sua anta! 


– Eu sei, assim mostro que você é só minha... Tenho uma coisa para lhe falar


– Apenas fale – Disse e ele deu um suspiro triste – Oppa quase me esqueci de dizer feliz aniversário


– Faz tempo que não me chama de oppa... – Ele disse com um sorriso fraco – Meus pais me deram uma viajem de presente e...


– E... – Eu disse começando a ficar preocupada 


– Eu irei passar um mês na Itália – Ele disse triste – Eu irei hoje...


– Mas Oppa – disse fazendo um biquinho pensativo s triste – E se eu ir com você huh?


– Ah Young, não faça essa voz... – Ele disse me encarando e negando com a cabeça – A passagem está muito cara...


– Eu sou um jeitinho Oppa... – Eu disse animada e novamente ele negou, cruzei os braços. – Okay então...


– Vamos para a praia? – Ele disse sorrindo, pegando a minha mão


– Mas e o pessoal? – Perguntei curiosa 


– Que pessoal? – Ele perguntou 


– Deixa para lá – Eu disse e ele ignorou, ele me puxou pela minha mão, me fazendo correr até onde o carro dele estava estacionado. Abri a porta do carro e me sentei no banco da frente, ele fechou a porta para mim e eu sorri. 


Ele entrou, fechou a porta e deu partida. Liguei o rádio, estava passando "Hola Hola". Olhei para Kai que dirigia atento.


– Essa calça... Parece apertada. – Ele disse e rapidamente desviou o olhar rapidamente para minhas coxas e voltou a atenção para as ruas


– Não está ursinho... – Disse dando um riso abafado.


– Hm, não vou começar uma discussão Talvez eu esteja sendo rude, ou talvez não. Meu namorado Kai é um completo idiota, e a outra iludida se apaixonou pelo idiota que reclama a cada 5 minutos. Hoje é o aniversário dele, ele já me mandou várias mensagens, vendo que dessa vez ele não acertou no gol. Namoro ele desde meus 17 anos, já estamos na faculdade e ele não mudou nada, absolutamente nada! 


Levantei dá cama completamente cansada e estressada para variar, ele havia estragado meu humor. Entrei no banheiro e me despi e entrei no box.


(...)


– Alô? – Disse desanimada e curiosa


– Sua vaca! Se esqueceu do nome de sua melhor amiga? Então é assim? 


– Bom dia Sun, tudo bem? Se você não estiver pouco me importa, porque eu estou sem um pingo de bom humor! 


– Brigou com Kai? Iremos ir para a casa dele comemorar o aniversário dele e...


– Eu não irei! 


– Deixa eu terminar? Obrigada! E cada um vai levar algo, e você ficou responsável por encomendar o bolo, me encontre no refeitório às 15:15, até mais tarde! – Ela desligou na minha cara não me dando tempo para dar uma desculpa qualquer.


Fui á uma confeitaria que tinha pedido perto de minha casa e fiz encomenda de um bolo para hoje à 15:00, já era 12:00, então resolvi ligar para Yoongi para almoçar com ele.


– Young! O que você quer?


– Credo! Seu grosso! Você quer almoçar comigo huh? – Disse fazendo uma voz fofa e agradável


– Me desculpe pequena, mas eu já tinha falado para Jennie que eu iria almoçar com ela – Resmunguei um palavrão cabeludo, eu podia ouvir os risos do Yoongi.


– Ciúmes? – Revirei os olhos junto a um suspiro 


– Já que não irá almoçar com a sua MELHOR amiga! Tchau! – Disse dando ênfase a "melhor", Yoongi ainda estava aos risos e eu desliguei.


Coloquei o celular dentro de minha bolsinha e peguei um táxi. Ah Sun... Você vai pagar, cada centavo que eu me desloquei, porque eu não queria nem sair da minha cama hoje. Paguei o táxi e saí do mesmo, e para a minha surpresa o restaurante estava fechado! O mundo está contra mim! Só pode!


– Que azar... – Me assustei com o garoto do meu lado, como eu não percebi a presença dele? 


– Uhurrum... – Eu disse analisando o garoto ele parecia da minha idade, o garoto usava uma camisa branca com uma calça jeans e um tênis.


– Problemas amorosos? – O garoto era adivinha agora? Assenti com a cabeça. – É uma pena uma garota tão bonita ter esse tipo de problema.


– Todo mundo precisa ter de vez em quando... – Disse não me importando com o garoto me encarando 


– Como você disse: de vez em quando – Essa conversa com o garoto estranho que eu mal conhecia estava começando a me irritar.


– Até mais senhor! – Disse começando a andar sem rumo, mas que ótimo! Olhei para o relógio, já era 14:45... Liguei novamente para o táxi, e recebi a mensagem que eu estava sem crédito, o mundo não me ama! Me sentei na beirada da calçada. Agora eu estava com fome, sem crédito e sem transporte... Dei um suspiro cansado e abaixei a cabeça.


– Oi? Você é a Young? – Levantei a minha cabeça vendo um garoto tirando o capacete, era Taehyung, éramos conhecidos não ao ponto de amigos.


– Sim... – Disse em quase um sussurro, talvez Taehyung poderia me levar a confeitaria. – Tae... Você pode me levar a um lugar huh? 


– Claro... – Ele disse coçando a nuca, ele me deu o outro capacete, eu sentei na garupa e me segurei forte nele – Medo?


– Hm talvez... – Disse e ele ligou a moto, chegamos na confeitaria em mais ou menos 5 ou 6 minutos. Desci da moto e disse á ele para me esperar. Peguei o bolo que estava dentro de uma caixinha e novamente subi na moto, dessa vez segurei me segurei no Taehyung com apenas uma mão, chegamos ao nosso destino. – Boa aula Tae.


– Tenha uma boa tarde Young – Ele sorriu e eu dei um rápido abraço nele e desci da moto, indo em direção ao refeitório, me sentei em uma cadeira e coloquei o bolo em cima da mesa. Respirei fundo, eu estava completamente cansada, quando sinto alguém me abraçando por trás. Olho para trás curiosa vendo Kai com um grande sorriso.


– Eu lhe conheço muito bem Kai... Eu estou extremamente brava com você, saí! – Disse virando a cara e ele xingou baixinho. – O que disse?


– Nada, bem que eu imaginei que não seria fácil – Ele fez uma carinha fofa e se ajoelhou diante de mim, apenas fiquei o encarando.


– Já estou sentindo vergonha alheia Kai, vamos se levante – Disse começando a rir, Ah que droga! Ele se levantou e me abraçou


– Perdoa seu ursinho huh? – Ele disse perto do meu ouvido, me fazendo suspirar 


– Tá bom... – Disse me rendendo, ele desceu a mão para a minha bunda e eu logo tirei aquela mão pervertida de lá. – Estamos na faculdade sua anta! 


– Eu sei, assim mostro que você é só minha... Tenho uma coisa para lhe falar


– Apenas fale – Disse e ele deu um suspiro triste – Oppa quase me esqueci de dizer feliz aniversário


– Faz tempo que não me chama de oppa... – Ele disse com um sorriso fraco – Meus pais me deram uma viajem de presente e...


– E... – Eu disse começando a ficar preocupada 


– Eu irei passar um mês na Itália – Ele disse triste – Eu irei hoje...


– Mas Oppa – disse fazendo um biquinho pensativo s triste – E se eu ir com você huh?


– Ah Young, não faça essa voz... – Ele disse me encarando e negando com a cabeça – A passagem está muito cara...


– Eu dou um jeitinho Oppa... – Eu disse animada e novamente ele negou, cruzei os braços. – Okay então...


– Vamos para a praia? – Ele disse sorrindo, pegando a minha mão


– Mas e o pessoal? – Perguntei curiosa 


– Que pessoal? – Ele perguntou 


– Deixa para lá – Eu disse e ele ignorou, ele me puxou pela minha mão, me fazendo correr até onde o carro dele estava estacionado. Abri a porta do carro e me sentei no banco da frente, ele fechou a porta para mim e eu sorri. 


Ele entrou, fechou a porta e deu partida. Liguei o rádio, estava passando "Hola Hola". Olhei para Kai que dirigia atento.


– Essa calça... Parece apertada. – Ele disse e rapidamente desviou o olhar rapidamente para minhas coxas e voltou a atenção para as ruas


– Não está ursinho... – Disse dando um riso abafado.


– Hm, não vou começar uma discussão Talvez eu esteja sendo rude, ou talvez não. Meu namorado Kai é um completo idiota, e a outra iludida se apaixonou pelo idiota que reclama a cada 5 minutos. Hoje é o aniversário dele, ele já me mandou várias mensagens, vendo que dessa vez ele não acertou no gol. Namoro ele desde meus 17 anos, já estamos na faculdade e ele não mudou nada, absolutamente nada! 


Levantei dá cama completamente cansada e estressada para variar, ele havia estragado meu humor. Entrei no banheiro e me despi e entrei no box.


(...)


– Alô? – Disse desanimada e curiosa


– Sua vaca! Se esqueceu do nome de sua melhor amiga? Então é assim? 


– Bom dia Sun, tudo bem? Se você não estiver pouco me importa, porque eu estou sem um pingo de bom humor! 


– Brigou com Kai? Iremos ir para a casa dele comemorar o aniversário dele e...


– Eu não irei! 


– Deixa eu terminar? Obrigada! E cada um vai levar algo, e você ficou responsável por encomendar o bolo, me encontre no refeitório às 15:15, até mais tarde! – Ela desligou na minha cara não me dando tempo para dar uma desculpa qualquer.


Fui á uma confeitaria que tinha pedido perto de minha casa e fiz encomenda de um bolo para hoje à 15:00, já era 12:00, então resolvi ligar para Yoongi para almoçar com ele.


– Young! O que você quer?


– Credo! Seu grosso! Você quer almoçar comigo huh? – Disse fazendo uma voz fofa e agradável


– Me desculpe pequena, mas eu já tinha falado para Jennie que eu iria almoçar com ela – Resmunguei um palavrão cabeludo, eu podia ouvir os risos do Yoongi.


– Ciúmes? – Revirei os olhos junto a um suspiro 


– Já que não irá almoçar com a sua MELHOR amiga! Tchau! – Disse dando ênfase a "melhor", Yoongi ainda estava aos risos e eu desliguei.


Coloquei o celular dentro de minha bolsinha e peguei um táxi. Ah Sun... Você vai pagar, cada centavo que eu me desloquei, porque eu não queria nem sair da minha cama hoje. Paguei o táxi e saí do mesmo, e para a minha surpresa o restaurante estava fechado! O mundo está contra mim! Só pode!


– Que azar... – Me assustei com o garoto do meu lado, como eu não percebi a presença dele? 


– Uhurrum... – Eu disse analisando o garoto ele parecia da minha idade, o garoto usava uma camisa branca com uma calça jeans e um tênis.


– Problemas amorosos? – O garoto era adivinha agora? Assenti com a cabeça. – É uma pena uma garota tão bonita ter esse tipo de problema.


– Todo mundo precisa ter de vez em quando... – Disse não me importando com o garoto me encarando 


– Como você disse: de vez em quando – Essa conversa com o garoto estranho que eu mal conhecia estava começando a me irritar.


– Até mais senhor! – Disse começando a andar sem rumo, mas que ótimo! Olhei para o relógio, já era 14:45... Liguei novamente para o táxi, e recebi a mensagem que eu estava sem crédito, o mundo não me ama! Me sentei na beirada da calçada. Agora eu estava com fome, sem crédito e sem transporte... Dei um suspiro cansado e abaixei a cabeça.


– Oi? Você é a Young? – Levantei a minha cabeça vendo um garoto tirando o capacete, era Taehyung, éramos conhecidos não ao ponto de amigos.


– Sim... – Disse em quase um sussurro, talvez Taehyung poderia me levar a confeitaria. – Tae... Você pode me levar a um lugar huh? 


– Claro... – Ele disse coçando a nuca, ele me deu o outro capacete, eu sentei na garupa e me segurei forte nele – Medo?


– Hm talvez... – Disse e ele ligou a moto, chegamos na confeitaria em mais ou menos 5 ou 6 minutos. Desci da moto e disse á ele para me esperar. Peguei o bolo que estava dentro de uma caixinha e novamente subi na moto, dessa vez segurei me segurei no Taehyung com apenas uma mão, chegamos ao nosso destino. – Boa aula Tae.


– Tenha uma boa tarde Young – Ele sorriu e eu dei um rápido abraço nele e desci da moto, indo em direção ao refeitório, me sentei em uma cadeira e coloquei o bolo em cima da mesa. Respirei fundo, eu estava completamente cansada, quando sinto alguém me abraçando por trás. Olho para trás curiosa vendo Kai com um grande sorriso.


– Eu lhe conheço muito bem Kai... Eu estou extremamente brava com você, saí! – Disse virando a cara e ele xingou baixinho. – O que disse?


– Nada, bem que eu imaginei que não seria fácil – Ele fez uma carinha fofa e se ajoelhou diante de mim, apenas fiquei o encarando.


– Já estou sentindo vergonha alheia Kai, vamos se levante – Disse começando a rir, Ah que droga! Ele se levantou e me abraçou


– Perdoa seu ursinho huh? – Ele disse perto do meu ouvido, me fazendo suspirar 


– Tá bom... – Disse me rendendo, ele desceu a mão para a minha bunda e eu logo tirei aquela mão pervertida de lá. – Estamos na faculdade sua anta! 


– Eu sei, assim mostro que você é só minha... Tenho uma coisa para lhe falar


– Apenas fale – Disse e ele deu um suspiro triste – Oppa quase me esqueci de dizer feliz aniversário


– Faz tempo que não me chama de oppa... – Ele disse com um sorriso fraco – Meus pais me deram uma viajem de presente e...


– E... – Eu disse começando a ficar preocupada 


– Eu irei passar um mês na Itália – Ele disse triste – Eu irei hoje...


– Mas Oppa – disse fazendo um biquinho pensativo s triste – E se eu ir com você huh?


– Ah Young, não faça essa voz... – Ele disse me encarando e negando com a cabeça – A passagem está muito cara...


– Eu sou um jeitinho Oppa... – Eu disse animada e novamente ele negou, cruzei os braços. – Okay então...


– Vamos para a praia? – Ele disse sorrindo, pegando a minha mão


– Mas e o pessoal? – Perguntei curiosa 


– Que pessoal? – Ele perguntou 


– Deixa para lá – Eu disse e ele ignorou, ele me puxou pela minha mão, me fazendo correr até onde o carro dele estava estacionado. Abri a porta do carro e me sentei no banco da frente, ele fechou a porta para mim e eu sorri. 


Ele entrou, fechou a porta e deu partida. Liguei o rádio, estava passando "Hola Hola". Olhei para Kai que dirigia atento.


– Essa calça... Parece apertada. – Ele disse e rapidamente desviou o olhar rapidamente para minhas coxas e voltou a atenção para as ruas


– Não está ursinho... – Disse dando um riso abafado.

Hum– Está sim... – Ele passou a mão delicadamente pela minha coxa, e por instinto eu corei.

– Isso não fez sentindo Oppa – Disse e ele riu, mas que idiota! – Então era só uma desculpa para passar a mão na minha coxa?

– Estou apreciando o corpo da minha namorada, porque não é nenhum crime... – Ele disse e estacionou perto da praia. – Chegamos!

Abri a porta do carro, e segurei a mão do Kai e descemos para a praia. Tirei meu tênis e minha meia e Kai ficou me observando até um sorriso tomar conta de seu rostinho. Ele me pegou em estilo noiva e andou até o mar.

– Ah não Kai! – Eu disse me segurando mais forte em seu pescoço, mas foi em vão ele me jogou na água e a minha roupa ficou toda ensopada. Ele riu alto e eu aproveitei e joguei água nele. – Vingança!

– Não vai fazer isso com o seu Oppa huh? – Ele disse e eu sorri em resposta

– Você molhou a Young! – Disse e joguei água nele e assim começou uma mini guerra de jogar água um no outro. – Oppa estou começando a ficar com frio...

– Vamos, lhe deixarei em casa.

– Oppa me carrega? – Disse me aproximando dele, ele suspirou e se abaixou. Subi nas costas dele e me segurei no pescoço dele e ele pegou as minhas pernas segurando-as. – Sentirei saudade – Disse perto do ouvido do ursinho e ele deu um riso fraco

– Também sentirei –Ele disse abrindo a porta e dirigindo até a minha casa



Notas Finais


Veja meu outro imagine:

Imagine Taehyung (An Unexpected Love): https://spiritfanfics.com/historia/an-unexpected-love-imagine-kim-taehyung-9723630


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...