História O boxeador e a princesa ( Marichat ) - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Adrien Agreste (Cat Noir), Alix Kubdel, Alya, André Bourgeois, Chloé Bourgeois, Gabriel Agreste, Hawk Moth, Marinette Dupain-Cheng (Ladybug), Nathanaël, Nino, Personagens Originais, Plagg, Sabine Cheng, Sabrina, Tikki, Tom Dupain, Wayzz
Tags Marichat, Plakki, Romance
Visualizações 168
Palavras 907
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Super Power, Super Sentai, Universo Alternativo, Violência, Visual Novel
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Nossa, quinze favoritos, antes do primeiro capítulo ser postado ?! Muito obrigada mesmo!!!
Espero que o primeiro capítulo agrade á todos.

Tenham uma boa leitura, até o próximo capítulo.

Capítulo 1 - O incio de tudo - primeira parte.



~ * Narradora Online -  No ginásio de boxe - Antes da luta final.

 


O ringue estava pronto para começar a partida de boxe, a luta seria contra os seguintes boxeadores :  de um lado do ringue, defendendo o seu título de campeão , Hawkmoth Noir e do outro lado era um novo lutador  chamado  Furação Negro.

 


Os ingressos foram todos vendidos ,  no ginásio estava com a lotação cheia para ver a luta que todos consideram  a luta do século, todos anseiam para ver o campeão derrota o novato.


Uma mulher pavão estava caminhando perto do ringue antes da luta, segurava um manto de bebê em mãos, tinha uma visível preocupação em seu rosto, ela estava a procura dos vestiários masculinos, o motivo de sua procura, era o seu marido , o campeão Hawkmoth.

A missão de Le Paon era fazer como o que o marido deixasse o ringue,porque ela temia que poderia acontecer com o seu marido , acaso ele continuasse lutando ,ela temia muito em perder o marido.


Encontrando o caminho dos vestiários , ela começou a entrar em direção ao seu destino final com  o seu filho mais novo em seus braços.

~* Narradora Online -  No ginásio de boxe - Vestiário Masculino.


Hawkmoth estava terminando de se preparar para a sua luta em defesa do seu titúlo mundial de boxe , quando ouviu diversas vaias dos outros ocupantes que viam a chegada da esposa do lutador em direção á ele.

~ * * ~ 

__  Aqui não é lugar de mulheres , vá embora   - um dos ocupantes pedindo que a mulher com o manto de bebê em mãos.

__  Também aqui não é um lugar para bebês -   outro lutador falando  para a mulher pavão enquanto ela ia em direção ao marido com uma expressão de determinação em seu rosto.

__   Le Paon!!  -   o boxeador borboleta se virando para ver e dando de cara com a mulher em sua frente e se assutando com a aparição dela com o filho Plagg no manto que ela segurava.

__  Precisamos conversar á respeito de algumas coisas -   a mulher pavão indo direito ao assunto que veio conversar com o marido dela e olhando sério para ele.

__  Aqui não é lugar para você, nem para o Plagg, aonde você deixou o Chat ?  -   o boxeador pedindo para que a mulher saia do vestiário masculino e perguntou aonde estava o filho mais velho deles.

__  Não me interessa ,Hawkmoth -   a mulher pavão apontando para o marido e segurando firmemente o filho  -   O Chat está com a babá dele -  a mulher pavão respondendo a pergunta do marido e ainda segurando o filho caçula.

__  Sobre o que quer conversar ?  -  o boxeador cruzando os braços dele e encarando a esposa .

__ Quero que abandone este esporte , é muito perigoso, eu não quero ficar viúva por causa disto, porque ser o que quiser  , empresário, advogado  ...  -   a mulher começando á pedir para que o marido abandone a luta de boxe  e citando outras profissões.

__  Não dá abandonar, Le Paon, já tivemos essas conversas á muito tempo -   o boxeador se lembrando de conversas passadas envolvendo o mesmo assunto.

__ Não quero perder você no ringue , eu pesquisei muito , eu li que os boxeadores tem sérios danos no cérebro ou qualquer parte do corpo, este esporte é muito bruto  -   a mulher começando a chorar perante ao marido dela   - Que graça tem , dois homens lutarem um contra outro ?  -  a mulher pavão soluçando em desespero  e questionando o esporte.

__ Querida, por favor, me ouça -  o boxeador pegando nos ombros da mulher  e olhando para ela chorando.

__ Não, querido  -  a mulher chorando muito e se soltando do marido e se afastando um pouco com o filho em seus braços.

__  Mas mesmo, assim eu vou começar -  o boxeador vendo de perto a reação da mulher que chorava muito e segurando o filho caçula do casal -   Eu não luto porque gosto de machucar  pessoas -   o boxeador começando um discurso.

__ Como assim ?  -  a mulher pavão sem entender o que o marido falava para ela e limpando as lágrimas dela com as costas da mão livre e enquanto com a outra segurava o filho.

__ Eu luto por você, pelos nossos filhos, sou campeão , porque eu luto de maneira correta , não luto por prazer -  o boxeador explicando o seu modo de lutar para  a esposa.

__ Mas eu li que o seu adversário, Furação Negro é extremamente violento e luta por prazer -   a mulher pavão comentando sobre o rival da luta do seu marido.

__ Eu não fugir da luta, eu não sou covarde  -   o boxeador não tremendo a luta que estava prestes á vir .

__  Está bem -  a mulher sendo convencida pelos argumentos do marido   -   Tome cuidado !  -   a mulher pavão pedindo para que o marido tenha cuidado na luta.

__  Eu vou ter ,querida - o boxeador aceitando o pedido da esposa  para aclamar ela.

__  Eu vou indo , até mais  -   a mulher pavão se despedindo do marido e começando a deixar o vestiário e levando o filho Plagg ainda no manto.

__  Até mais -  Hawkmoth vendo a partida da esposa e do filho  antes dele vestir a capa de lutador.




 


Notas Finais


Espero que gostem.
Desculpe os errinhos.

Beijos de luz e doces


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...