História O Cair da Noite - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Abo, Amizade, Bts, Jikook, Romance
Visualizações 79
Palavras 1.360
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiee, essa é a minha primeira fanfic ABO e eu espero que gostem...

Beijos

Ste.

Capítulo 1 - Piloto


POV's Jungkook

Mais um dia de ômega...

Meu nome é Jeon Jungkook, tenho 18 anos e sou um ômega, faço faculdade e vivo minha vida sendo perseguido por alfas e betas descoordenados... Se eu gosto de ser um ômega? Não muito, naturalmente sou mais fraco e mais sensível que todos os outros e isso me deixa mal, tento evitar meu jeito meigo sendo esperto e ousado, mas nem sempre da certo. É muito nítido meu cheiro puro e inocente, nunca nem ao menos tive um cio, então é difícil passar qualquer imagem quando só te enxergam como pequeno e fraco, mas irei continuar tentando passar uma imagem melhor de mim, em algum momento vou convencer alguém que sou mais do que um simples ômega fraquinho.

Desde que fiz 18 anos, tenho planejado sair de casa, meus pais não concordam tanto com a ideia, mas já estou decidido que vou fazer isso, preciso amadurecer. Então comecei a procurar um emprego.

Eu estava na biblioteca da faculdade olhando o jornal procurando um emprego.

- Jung, o que está fazendo?

- To procurando um emprego Hope. - Hoseok era meu melhor amigo e ambos éramos ômegas.

- Ainda está com aquela ideia louca de sair de casa?

- Estou, com certeza! Eu já tenho dezoito anos. - Hoseok revirou os olhos.

- Seus pais te dão tudo Jung, deixe disso.

- Não Hope, eu vou sair de casa. - bufei e sai da biblioteca indo me sentar sozinho no patio. - Hoseok não me entende, ninguém me entende, não quero mais ser um ômega fraco e dependente, eu sou muito mais que isso.

Em mais uma tentativa frustrante, não encontrei nada no jornal e então fui pra aula.

...

- Vamos passar na banca Hope. - Puxei Hope pelo braço.

- Banca? Você tem que ser mais atualizado na internet, não acha?

- Eu sou super atualizado na internet, mas muitas empresas ainda colocam anúncios no jornal, você sabe disso.

- Ta boom, vamos então. - Hope era o ômega mais preguiçoso que eu conhecia.

- Bom dia Sr. Kim, o jornal de hoje já saiu? - Perguntei ao senhor da banca.

- Já sim Jeon, aqui está. - Peguei o jornal e o paguei. - Está mesmo empenhado em conseguir um emprego hein.

- Estou sim. - Rimos e fomos embora.

Assim que cheguei na minha casa eu e Hoseok nos sentamos na mesa, cada um pegou metade do jornal e começamos a olhar as vagas de emprego... Passou-se cerca de 15 minutos até Hope dar a louca.

- AQUI ACHEI ACHEEEEI É ESSA AQUI. - Ele começou a pular com o jornal e eu não conseguia ver nada.

- O QUE? DEIXA EU VER. - Puxei sua blusa fazendo-o sentar novamente.

- OLHA AQUI. - Comecei a ler a vaga que Hope mostrou. ERA PERFEITO.

- É ESSA MESMO CARA, NÃO ACREDITOOOO. - Começamos a pular juntos pela cozinha.

- UHUUUUUU. - Gritamos juntos.

A vaga era de estagiário na empresa "Future" uma das mais renomadas empresas de tecnologia da Coreia e do mundo e eu tinha todos os pré requisitos pra me candidatar.

- Ta esperando o que? Vamos lá! - Hoseok falou animado me puxando pro sofá.

Abri o notebook, fiz meu currículo e mandei, estava ansioso e feliz por ter aparecido essa oportunidade pra mim, queria que tudo desse certo.

- Acho que nós temos que comemorar. - Hope levantou.

- Como?

- Esse final de semana vamos em alguma festa. - Me joguei pra trás no sofá.

- Hope, você sabe que não gosto de festas. - Reclamei.

- Quer comemorar seus dezoito anos ou não? Você é um ômega fraquinho ou não? - Ele olhou me desafiando.

- NÃO SOU FRAQUINHO, EU VOU. - Me levantei. - Amanhã nós vamos encher a cara.

- VAMOS MESMO. 

- Mas Hope, nunca fizemos isso antes. - Me sentei no sofá novamente e Hoseok me olhou.

- Verdade né. - Ele ficou pensativo. - Mas tudo tem uma primeira vez, não é?

- Pensando por esse lado, talvez. - Sorrimos um pro outro e concordamos de sair.

... No dia seguinte ...

Era sábado a noite já, eu e Hoseok tínhamos combinado de ir em alguma balada, chamamos nossos amigos, Namjoon, Suga, James e Lyla - irmãos americanos que vieram fazer intercâmbio na Coreia - .

- Oi gente, como estou? - Sai na frente de casa onde todos me esperavam.

- Pra um ômega, você ta bem másculo. - Lyla riu de mim, ela e seu irmão eram Betas.

- Engraçadinha. - Fiz careta e arrumei minha blusa. - Hoje eu irei botar pra quebrar.

- Assim que se fala meu ômegazinho. - Namjoon passou o braço por cima do meu ombro me abraçando. Ele era um alfa.

Fomos pra balada nos divertir, eu nunca tinha passado por aquela experiencia, na verdade, eu nunca tinha experimentado nada na minha vida, em todos esses 18 anos tudo o que fiz foi estudar muito, ser um bom filho, um bom aluno e disfarçar meu lado ômega. Nunca de fato tinha feito coisas diferentes, mas a partir de hoje, tudo seria diferente.

- Oi, tudo bem? - Uma garota encostou em mim na mesa. 

- Oi. - Respondi sorrindo.

- Ta afim de ir dançar? - Eu fiquei sem reação, olhei pra Suga que estava na minha frente e ele disse "vai lá se divertir cara".

- Claro, vamos lá. - Ela pegou na minha mão e me puxou pra pista de dança. Pelo seu cheiro era bem nítido que era uma Beta, mas não uma beta pura. Fiquei um pouco nervoso por que eu não tinha nenhum contato físico com pessoas de fora do meu circulo de amigos. Ela começou a dançar e a rebolar na minha frente, eu senti meu rosto ferver e sai da pista de dança correndo.

- Que merda foi essa? - Namjoon me perguntou.

- Eu não consigo cara, eu nunca fiz isso. - Abaixei a cabeça.

- Seja um bom ômega e obedeça o alfa aqui, volte pra lá agora! - Concordei e fui voltando, mas Namjoon segurou meu braço. - Tome isso antes.

- O que é? 

- Só tome. - A bebida tinha um cheiro forte, mas virei o copinho e minha garganta começou a arder e meu corpo esquentar.

- Agora vai! - Voltei pra onde a Beta estava que sorriu ao meu ver e tentei me soltar aos poucos.

No começo eu fiquei morrendo na pista de dança, aquela bebida tava me queimando por dentro e tinha uma guria rebolando de costas pra mim, eu não sabia no que me concentrar, não sabia o que fazer. Os meninos vieram pra pista de dança comigo, o que deu um certo alivio, James me deu umas bebidas o que me fez tossir e achar aquilo estranhamente bom.

- Você é bem tímido, né? - A Beta me olhou sorrindo. - É muito puro pra mim. - E foi embora.

- Por que você deixou ela ir embora? - Lyla me perguntou.

- Eu não sei o que fazer, pra mim tanto faz se ela ficar ou for embora é embaraçoso de todos os jeitos.

- Nossa garoto, você precisa se soltar mais.

Começamos a dançar e eu fui me soltando um pouco mais, tinha apenas bebericado das bebidas alcoólicas do pessoal, eu e Hope eramos novatos nisso e péssimos também, quando eu decidi pegar uma bebida sozinho e toma-la inteira, chegou na metade do copo eu estava vomitando no banheiro já.

- Você não está mesmo acostumado com isso. - Namjoon estava comigo no banheiro passando a mão nas minhas costas enquanto eu vomitava. - Vou te levar pra casa.

- NÃO! Eu aguento. - Me levantei me recompondo, mas assim que dei um passo meu corpo fraquejou e eu quase caí no chão, por sorte Namjoon me pegou. 

- Vou te levar pra minha casa ômegazinho, chega de balada por hoje. - Vomitei mais um pouco e depois Namjoon foi me ajudando a andar, encontrei com Hope na saída e ele também queria ir embora. Assim que entrei no carro, apaguei.

 

 


Notas Finais


Espero que gostem, fiz com muito amor e carinho e estou amando esse gênero... <3

Beijos

Ste.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...