História O Camisa 10 - Capítulo 17


Escrita por: ~ e ~brenda

Exibições 92
Palavras 709
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Esporte, Famí­lia, Fantasia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 17 - Capitulo 17


  ◆P.V.O Douglas ◆


Deu a minha hora de ir embora, tava indo em direção do carro, quando escutei alguém gritar e chorar perto de um carro. corri pra lá era o Alan agarrando a Brenda e ela chorando. Saí empurrando ele e Dei um soco nele. 


Douglas: Solta ela seu otário. 


Alan caiu e a Brenda se soltou. 


Alan: quem vc acha que é seu jogadorzinho de merda? 


Douglas: quem eu sou não é da tua conta seu babaca. 


Começamos a brigar feio e a Brenda ficou muito nervosa, ela estava em estado de choque, ficou sentada no chão mas não se via reação nenhuma. Dava pra ver se longe que esse imbecil tava bêbado. Ele mal se aguentava em pé. 

Quando ele caiu eu gritei. 


Douglas: TÚ NUNCA MAIS CHEGA PERTO DELA, SE NÃO EU TE MATO. 


Brenda estava chorando muito eu fui e abracei ela. 


Douglas: Vem cá, vamos pra sua casa. 

Brenda: eu, to sem chão. ele ficou louco, eu não queria... 

Douglas: calma, não precisa explicar nada. vamos, entra aqui. 


Levei ela até o meu carro. E Brenda foi até em casa chorando e eu resolvi não falar nada. Até que chegamos, e eu subi com ela até em casa. Entrei com ela até ela se acalmar. E levei ela pra tomar um copo de água, tomou e eu aconselhei ela a ir tomar um banho. Ela foi e saiu com o cabelo molhado, uma camiseta e um shortinho de dormir. estava linda, mas eu tava muito preocupado com ela. 


Douglas: Tá mais calma? 

Brenda: sim, o banho me relaxou um pouco. 

Douglas: seus braços, eles estão roxos. 

Brenda: é, aquele idiota me agarrou e tava me machucando. 

Douglas: me promete uma coisa por favor? 

Brenda: depende do que? 

Douglas: não chega perto daquele cara de novo. É sério, não chega. 

Brenda: eu não prometo, eu juro. Douglas obrigada. 

Douglas: não foi nada, eu não poderia deixar aquele cara fazer algo com você. 

Brenda: posso te dar um abraço? 

Douglas: mas e claro rs. 


Aquele abraço foi o melhor abraço de todos. eu não queria me aproveitar daquele momento. até que ela Me surpreendeu com um beijo, dessa vez ela não se arrependeu do que tava fazendo. Fomos nos beijando e tava tão bom que eu não queria parar, queria que o mundo ficasse parado ali pra sempre. até que deitamos no sofá e eu enfiei a mão por dentro da sua blusa pra desabotoar o sutiã dela atrás ela parou o beijo e falou 


Brenda: Douglas espera

Douglas: o que foi? você não quer? desculpa. 

Brenda: não é isso,é que eu nunca... 

Douglas: Você nunca fez,é isso? você é virgem? 


Ela abaixou a cabeça envergonhada e disse


Brenda: sou sim,me desculpa. 


Eu levantei a cabeça dela e disse. 


Douglas: ei, não fica assim. tá tudo bem. 

Brenda: eu sei que você queria, me desculpa por favor. 

Douglas: já disse que você não tem que pedir desculpa. eu entendo, vai rolar quando tiver que rolar tá bom. 

 

Nos beijamos de novo e ela perguntou. 


Brenda: Dorme aqui hoje? 

Douglas: é essa a sua vontade mesmo?  

Brenda: sim, é minha vontade. 

Douglas: então eu durmo aqui mesmo no sofá. 

Brenda: não, vêm. lá comigo. 

Douglas: se é assim, vamos. 


Cheguei no quarto dela e tinha uma roupas na cama que ela guardou no guarda-roupa e pendurada num cabide tava a minha blusa preta do dia da boate. 

Perguntei ela se eu poderia deitar. 


Douglas: Posso deitar agora? 

Brenda: pode sim. 

Douglas: Brenda, tem um problema. 

Brenda: oq foi? 

Douglas: é que eu só durmo sem camisa rs. 

Brenda: menino, que susto. tudo bem, pode tirar. 


Tirei a camisa e deitei, ela jogou um Edredom e um travesseiro em mim e eu arrumei tudo. ela foi tomar água e voltou, deitou na cama e me puxou pro lado dela nos deixando abraçados. .

 Do nada ela vira e pergunta. 


Brenda: Douglas vc não ronca não né? 

Douglas: kkkk fica tranquila linda, não ronco não. 

Brenda : acho bom prq meu sono é muito leve. kkkk 

Douglas: kkkk tá bom o sono leve, dá aqui um beijo e vamos dormir. 


Demos um beijo bem calminho terminamos com selinhos. abracei ela e fomos dormir. parecia que eu estava sonhando, não acreditava naquilo. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...