História O Cappuccino. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Tags Bts, Jikook
Exibições 125
Palavras 1.165
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Yaoi

Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Apenas uma One Short de uns dos meus otps preferidos...

Boa leitura.

Capítulo 1 - Capítulo Único!


 
  E lá estava JungKook observando o menino loiro sentado na mesa de sempre; tomando seu cappuccino enquanto lia um livro.

  O moreno podia fica ali observado o menino por horas que não se cansaria. Nunca se cansaria de observar o sorriso que o baixinho dava quando ele lhe entregava o copo de cappuccino. Ou aquele bico que o loiro fazia quando o cappuccino acabava e quando derramava um pouco em cima de sua blusa.

  Tudo em Park Jimin era fofo.

  Claro que JungKook já tentou convida-lo para sair. Mas desistiu ao vê o mais velho junto de uma menina. Talvez ele fosse gay ou até mesmo homofóbico. E o moreno não queria correr o risco.

  Observa-lo é melhor do que fazer uma borrada como conta que o ama. Quase disso isso uma vez que o loiro pediu um Cappuccino num dia chuvoso onde o estabelecimento se encontrava totalmente vazio. Óbvio que ele não disse, quase mas, não disse. Até porque quem diz eu te amo a uma pessoa que nunca trocou mais de três palavras?

  - Até amanhã. - Foi o que Jimin falou antes de sair da lanchonete e deixa um JungKook ainda mais frustrado consigo mesmo.

  - Se você parasse de ser tão idiota e ir fala diretamente com ele. Não estaria aí com essa cara de cu. - Taehyung, um de seus melhores amigos e dono da lanchonete, falou revirando os olhos.

  - Vou me lembra dessa conselho quando você vim fala do Yoongi. - JungKook bufou deitado sua cabeça no balcão.

  - Desculpa, mas diferente de você eu tive coragem de ir fala com ele. E por incrível que pareça eu e ele estamos namorado. - Tae diz e JungKook levanta a cabeça mostrando o dedo do meio para o amigo.

  - Vai toma no cu. - O moreno falou olhando para porta ao ouvi o som do sino soa pelo estabelecimento.

  - Bom dia! - Taehyung falou passando pelo balcão e indo até seu namorado. - Você acordando cedo, é um milagre. - Tae comentou fazendo Yoongi revira os olhos.

  - Pra tu vê o que o amor faz. - JungKook sussurrou fazendo bico.

  - Aí Kookie... - Taehyung riu - Você precisa come logo aquele menino.

  - Aí Taehyung... - JungKook começou sério - Você precisa cala essa boquinha. Antes que eu pegue uma faca e eu mesmo faço essa favor para você.

  - Cruz credo menino. - Yoongi diz - Acordou de mal humor hoje foi? Cadê aquele menino todo apaixonado que só sabe fala sobre Park Jimin?

  - Tomo no cu. - Tae comentou recebendo um olhar mortal do amigo.

  - Yoongi é melhor você proteger seu namorado antes que eu o mate da pior forma possível. - JungKook comentou.

  - Eu te ajudo. - o moreno falou e Taehyung deu um murro de leve em seu braço. - Brincadeira.

  - Cheguei moçada. - Um ruivo aparece do nada abraçando Tae e Yoongi.

  - Moçada o seu rabo. - JungKook diz revirando os olhos. - Nem vem grita aqui, Hoseok. Se controle. Porque hoje eu não estou em um bom dia.

  - Oshi... Que bicho comeu teu cu? - Hoseok perguntou.

  - O bicho do seu pau. - JungKook diz sarcástico batendo seus dedos de leve no balcão.

  - Eita... Altas revelações aqui. - Yoongi falou começando a rir.

  - Eu pensando que você era um santo Kookie. - Taehyung negou com a cabeça.

  - Se o JungKook é um santo, eu sou o filho de Deus de tão puro que sou. - Hoseok falou.

  - Olha Tae... - JungKook se levantou. - Eu num tom bem não. Então eu já vou indo. Até amanhã.

  - Mas você não vai troca de roupa? - Taehyung perguntou confuso. O que tinha dado em JungKook?

  - Não estou afim. - JungKook falou saindo do local sem ao menos olhar para seus amigo.

  Esta apaixonado por Jimin só estava lhe fazendo mal. Precisava da um jeito de ir esquecer o loiro. E parti para outro. De preferência que seja gay ou bi.




                  (...)





  Talvez, so talvez JungKook estivesse desesperando e com uma vontade enorme de mata seu melhor amigo - Taehyung. Não acreditava no que o loiro tinha feito. Ele era louco, só podia.

  Como pode escreve o seu número no copo de Cappuccino de Jimin? Logo de Jimin? O que o loiro iria pensa dele agora?

  Fazia mais de uma semana que Taehyung inventou de escreve o número do seu amigo no corpo de Park Jimin. E para piora tudo fazia um semana que Jimin não aparecia ali.

  JungKook estava desesperado. Queria muito explicar que foi um erro. E que seu amigo era louco. E não sabia o que estava fazendo. Mas como? Se nem ao menos sabia onde o loiro morava?

  - Um dia Taehyung... - Começou ele em sua casa - Eu ainda te mato.

  - Esse dia nunca vai chega. - Tae diz se jogando no sofá do amigo. - Vai não foi lá tão ruim.

  - Foi péssimo. Ele nunca mais foi lá. - JungKook falou mordendo os lábios. - Tudo por sua causa.

  - Mas você estava tão mal. Eu queria ajuda. - Taehyung falou fazendo o amigo o olhar com os olhos semi serrados.

  - Repete isso que tu já pode ser considera um homem morto.

  - Ok ok...

  JungKook até ia fala alguma coisa mas parou ao senti seu celular vibrando em seu bolso. Pegou o aparelho vendo um número desconhecido na tela.

  - Alo? - falou desanimado.

  - "Eh... JungKook?"

  O moreno franziu as sobrancelhas. Já tinha ouvido aquela voz em algum lugar mas na onde?

  - Sim, quem fala?

  - "Ah sou eu Jimin... Sabe você escreveu seu número no meu copo..."

  JungKook corou fazendo Taehyung chega mais perto de si já imaginando quem seria. Até que seu plano não tinha sido tão ruim assim. Seu amigo que era muito tímido.

  - Oh! Sim... Sobre isso desculpa...

  - "Esta tudo bem. Eu não me importo" - ouve um silêncio desconfortável antes de Jimin continuar - "Eu queria sabe se você quer sair comigo? Sabe..."

  - Sair? Tipo sair? - Perguntou JungKook surpreso.

  - "Se não quiser eu vou entender."

  - Não...  Quer dizer sim, eu quero sair com você.

  - "Bom... Amanhã?"

  - Sim.

  - "Ok... te amanhã então. Tchau Kookie"

  - Ah tchau.

  JungKook desligou com um enorme sorriso nos lábios mas logo depois franziu as sobrancelhas. Como diabos Jimin sabia seu nome?

  - Que sorte Kookie. - Tae falou sorrindo pelo amigo.

  - É...

  JungKook tratou de ignora do porque Jimin sabe seu nome e começou a conversa com seu amigo. O que ele não sabia era que Jimin também tinha mania de observa-lo.

  Observa cada detalhe do mais novo. Observava principalmente sua boca. A que tanto desejava beija. E ainda deseja. Observa também o quanto o outro ficava fofo quando ficava encarando o nada parecendo pensativo.

  Amava tudo que era relacionado a JungKook e sempre iria ama.


Notas Finais


Espero que tenham gostado e desculpe qualquer erro.

Aviso: talvez tenham especial.

Bye bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...