História O Cara Perfeito - Cellbit - Capítulo 9


Escrita por: ~

Exibições 35
Palavras 1.515
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Festa, Hentai, Lemon, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Só leia... E desculpem a demora, logo logo lança cap da outra fic!!!!!
Aeeeeee!!!!

Capítulo 9 - Sonho Desejado...


Fanfic / Fanfiction O Cara Perfeito - Cellbit - Capítulo 9 - Sonho Desejado...

POV Sam

--- Quem é você?! --- Digo com medo no olhar me dominando.

--- Sou eu... Victor! --- Quase engasgo com minha saliva.

--- N-Não... V-Você de novo não!! --- Começo a chorar desesperada tentando abrir a porta do carro. Sem sucesso.

Ele chega perto prendendo meus pulsos e logo um sorriso de orelha à orelha surge em seus lábios me deixando enojada. Me debato em seus braços, mas percebi que era em vão.

Estou perdida...

POV Rafael

Está tudo perdido. Sai correndo até a mesa dos Youtubers que lá estavam mas ninguém estava lá.

Devem estar procurando a Sam desesperados. E a culpa é toda minha...

POV Sofia

--- Está tudo perdido! --- Digo desesperada.

--- Calma, Sofia. Vai dar tudo certo! --- Chris diz me abraçando. Retribuo começando a chorar.

Acabo sujando sua blusa com choro, mas parece que ele nem se importa. Sabe aquela raiva pelo garoto que (espero que não) mata sua amiga. Então. Essa é a raiva que estou sentindo no fundo do meu coração pelo Rafael.

--- Gente vocês podem procurar nas ruas vizinhas? --- Todos asentem.

Chama a Ludmila... Porque é Hoje! Eu não saio sem minha amiga!

POV Sam

Ele acariciava minhas pernas com suas mãos frias e ásperas me deixando enjoada. Tento me debater mais e mais, minha vida é minha vida né?!

--- Por favor... D-Diz o que você quer logo!!! --- Digo gritando.

--- Você já sabe... --- Ele sorri malicioso.

--- ... --- Sem dizer nada começo a chorar descontroladamente pedindo que me soltasse.

Ele chega mais perto e tenta me beijar à força.

--- Pare de ser difícil minha putinha preferida... --- Fico boquiaberta com o que ele me chamou.

Sem dizer nada lhe dou um tapa estalado no seu rosto... Acho que vou me arrepender...

--- Você não... --- Do nada consigo com toda minha força quebrar o fecho da porta à abrindo. --- NÃO!!

Caio no chão e num impulso me levanto quase caindo de novo e saio em disparada.

Eu vou morrer? Ou escapo?

POV Rafael

Estava me sentindo um lixo. Não devia ter feito aquilo. Vou lá fora e vejo Sofia falando com os garotos até que ouço o que cada um vai fazer e me manifesto.

--- Posso ajudar em alguma coisa? --- Logo a Sofia me olha mortalmente.

--- Você já fez merda suficiente... Não acha, Rafael?! --- Ela diz, com ênfase. Se eu tivesse orelhas de cachorro elas estariam pra baixo com medo naquela hora.

--- Mas... --- Tento dizer, mas os olhares de desprezo me deixaram mais mal do que estou.

Vou andando me afastando do pessoal e vou até meu carro entrando e batendo a porta. É melhor eu ir embora... O pessoal tem razão, eu só causo problemas...

Ligo o carro e logo caio na estrada de volta pra casa, estava frio então tinha uma pequena neblina nas ruas me impedindo de enchergar muito.

POV Sam

Saio em disparada só ouvindo o barulho do rangido do carro do Victor desligando e logo ouço passos largos atrás de mim. Me assusto e corro mais e mais rápido como se minha vida dependesse disso! E depende!!

Corro mais e na mesma hora arrisco e olho pra trás. Péssima ideia... Victor estava correndo como a luz, e estava perto!!

Acelero os passos e logo sinto minhas pernas bambas, parecia ter andado o universo tudo sozinha!

Não arrisco mais e não olho pra trás, estava suando frio, meus cabelos loiros que tinha feito chapinha estavam grudados no meu vestido de tanto suor.

POV Rafael

Estava raspando pela estrada até que vejo alguma coisa lá na frente em disparada. Acho estranho e tento prestar atenção.

POV Sam

Como estava exausta de tanto correr arrisco e olho pra trás e não vejo mais o Victor, o quê me aliviou. Viro minha atenção pra frente e me deparo com uma luz de farol de carro.

Estava acabada, o carro dá uma parada rápida que nem consigo descrever.

Naquela mesma hora sinto meu corpo vibrar como se eu estivesse no meu último suspiro de vida, e logo minha visão fica turva.

Uma sombra sai do quarto e vejo um anjo?, como ele era lindo... Mesmo de longe podia perceber seus belos par de olhos azuis!

POV Rafael

Saio do carro perplexo pra ver quem era.

--- SAM?! --- Sento no chão vendo-a suada e me encarando. Isso né deixava mal, ela estava lotada de hematomas.

Me levantei pra ir pro carro pegar alguma coisa que pudesse ajudar, mas ela me puxa pelo braço me fazendo ficar no mesmo lugar.

--- Por favor... Não me deixa, Anjo... --- Anjo?! Ela só pode estar delirando.

--- Sam?! Você só pode estar delirando!!

--- Hehe... Como você é bonito... --- Ela sorria calma.

--- Sam!? --- Me levanto a pegando no colo que nem nos filmes e ela encosta sua cabeça no meu ombro.

--- Sabe... --- Ela começa. --- Eu nunca vi uma pessoa tão destemida como você sabe...? Na vida inteira meu pai me desprezava e eu acabei tendo trauma... --- Paro no meio do caminho.

--- Trauma?

--- Sim... Mas... --- Ela boceja e acaba adormecendo no meu colo.

***

POV Sam

"Acordo em uma cama confortável me sentindo horrível. Me levanto e vejo Rafael sentado na cama me encarando sorrindo.

--- Você está melhor? --- Ele pergunta com preocupação nos olhos.

--- Mais ou menos...

--- Bem... Depois te dou o remédio pra você melhorar, mas amanhã você precisa tomar alguns medicamentos e ir no Hospital de novo... Tá...? --- Sorrio confirmando, como ele é fofo... Ele me ajudou.

"Você incrivelmente não aprende...", minha consciência ri com sarcasmo.

Meu sorriso se desmancha.

Rafael percebe e muda de assunto.

--- Se eu fosse você, olhava o celular. --- Ele solta um riso sacana e logo se levanta. --- Vou fazer um café. Já volto.

--- Sem açúcar em? --- Ele sorri.

--- Pode deixar marrenta!

--- Marrenta?!

Ele ri fazendo um coração com as mãos. Sorrio e pego o celular vendo... 47 CHAMADAS PERDIDAS DE SOFIA?!?!?!

--- Eu avisei...

--- PUTA QUE PARIU!!!

Eu ri mas naquela hora sinto uma dor na barriga. Bem forte. Ele percebe e sai do quarto rápido.

--- R-R-Rafael... --- Começo a ter náuseas e logo ele aparece com um café na mão e na outra com uma pomada.

--- Calma... Você tá bem. Só precisa passa isso nos seus hematomas.

Assenti me sentindo horrível. Seu rosto mostrava uma preocupação grande quase quebrando meu coração... Sorrio com o meu melhor sorriso do ano e digo:

--- O-Obrigada... Rafael... Realmente você foi meu anjo hoje!

Ele sorri, e logo passa a pomada e me da o café.

Quando termino estávamos sentados na cama, ele me encarava sorrindo de lado e eu sentada o encarando com um sorriso sincero... Naquela mesma hora olho pra sua boca, com aquele tom rosado com vermelho... Hmm seria tão bom beijá-la... AM?! O QUE MEUS PENSAMENTOS ESTÃO FAZENDO!?

Rafael percebe e chega perto acariciando meus cabelos carinhosamente, quer saber? FODA-SE! Sem mais ou menos puxo sua camisa e começamos um beijo quente, ele acariciava minha cintura com carinho por causa dos hematomas, acabo cedendo e coloco minha mão por baixo de sua camisa acariciando seu peitoral magro não tão definido. Ele geme baixinho entre o beijo me deixando louca... Ah como isso é bom...!"

--- AM? QUE? --- Acordo assustada, que sonho foi esse meus Deus?!?!

Eu estava na cama de alguém, estava com alguns curativos e tinha ao lado um café.

"Você realmente achou que fosse realidade?", minha consciência diz na minha mente rindo. "Você sabe que esse garoto é um pedaço de mal caminho!"

Eu não sei consciência... Eu não sei...

Logo meus pensamentos são cortados por alguém abrindo a porta, minha felicidade era que fosse o Rafael, mas vi que era Sofia. Ela sorria com os olhos enchados parecia ter chorado muito.

--- S-Sofi...? --- Digo emocionada com voz falha.

--- SAM!! --- Ela corre e me abraça desesperada, cedo e acariciei seus cabelos enquanto ela chorava.

--- Eu... Eu... Achei que... --- Tapo a boca dela.

--- Calma, esquece o que aconteceu... Eu tô bem! --- Ela sorri mas logo vejo que ela fica triste de novo, mas era uma mistura de raiva e tristeza.

--- A culpa foi toda do Rafael!! Ele não devia... Ele não... --- Lembro e fico meio triste.

--- Sofia... Esquece ele... A-Aquele --- Minha voz falha... --- beijo... Eu nem liguei, ele beija quem ele quiser! --- Ela me olha estranha e eu sorrio me sentindo horrível por mentir pra ela.

--- Ok... Vou acreditar... --- Ela muda de assunto. --- Você recebe alta daqui a pouco, mas precisa comprar os medicamentos pra tomar tá? --- Assenti. --- E... Temos muitas coisas pra conversar!

--- Ok... Kkkkkkk! --- Rio tentando a animar. Ela sorri e me abraça.

--- Sonhou bem? --- Ela sorri inocente...

--- Você nem faz ideia... --- Suspiro... Desejada.

No fundo eu fiquei constrangida com esse sonho... Mas bem lá no fundo eu queria que fosse real...

   


Notas Finais


Hmmmm... Ah mlk eu sou fodaaaa!!!
Desculpe a demora por lançar mas meu pai ta internado essas coisas, e meu tempo de folga já era... Mas não se preocupam eu dou um jeito... Eu sempre dou um jeito, né? Kkkkkkk

A outra fanfic lança logo logo... Não precisam achar que vai acabar só a demora que é foda! Kkkkkkk... Um grandão-magnificão-lindão-e-legalzão beijo na bunda 😙😘😙😚!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...