História O casamento que deu certo - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Naruto Uzumaki, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Comedia, Narusasu, Narusasunaru, Sasunaru, Sasunarusasu, Sasusaku
Visualizações 171
Palavras 742
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bem aleatória mas tudo bem kkk
+16 porque é yaoi zzzzz (mesmo que nao tenha cenas tããão assim)
Espero que riam hehe

(OBSERVAÇÃO: tentem imaginar o padre como o Obito)

Capítulo 1 - União


Fanfic / Fanfiction O casamento que deu certo - Capítulo 1 - União

 

– Sakura Haruno, você aceita Sasuke Uchiha como seu legítimo esposo?

– Sim, eu aceito! – respondeu a rosada com um sorriso enorme.

– Sasuke Uchiha, você aceita Sakura Haruno como sua legítima esposa? – perguntou o homem que era pra ser um padre. 

– Sim.

O padre parou, voltando seus olhos incrédulos para o homem.

– O que disse?

– Eu aceito! – repetiu, segurando as mãos de Sakura.

– Mas você está em dúvida.

– Está em dúvida, Sasuke? – sussurrou Sakura, os olhos firmes.

– Você está em dúvida! – insistiu o padre.

– Eu disse que quero me casar. – olhou irritado para o padre.

– Mas você não está seguro disso.

– Padre! Quer parar de enrolar e continuar o meu casamento? – Sakura sussurrou com raiva para o homem que a impedia de realizar seu sonho. Logo ela seria uma Uchiha, e seria famosa.

– Cadê a mulher que chamou o noivo de idiota? Ela não apoiava essa união! – falou o padre, alto para os convidados.

– Ela já foi. – alguém gritou.

O padre murmurou um “merda” e respirou fundo, continuando seu discurso.

– Se há alguém que se opõe a esta união, que fale agora ou cale-se para sempre.

A voz do homem – nem tão padre assim – soou no silêncio da Igreja, e era visível o descontentamento dele em realizar aquele casamento. Na verdade ele fora contratado pela família do noivo.

Todos ficaram apreensivos, principalmente a noiva, Sakura Haruno, mas algumas horas após, logo seria Sakura Uchiha.

O padre saiu do seu lugar e olhou os convidados, os olhos semicerrados.

– É sério? Ninguém se opõe? – perguntou, fechando a bíblia que tinha em mãos, e não fazia ideia do porque estava com ela. Ele nunca fez aquilo, nem ao menos conhecia alguém daquele lugar além de Fugaku, este que o contratou.

O “padre”, assim que botou os olhos nos noivos, soube que aquilo ia dar merda.

– É sério, pessoal, ninguém quer se opor? – perguntou novamente, ganhando um olhar irritado de Sakura. – Você! – apontou para um homem ruivo de gravata verde. – Você não parece muito convencido de que esse casamento vai dar certo. – continuou apontando para o homem, e todos se viraram para olhá-lo, até os noivos.

O homem, incerto, se levantou, a expressão culpada.

– Você apoia ou não este casamento? – pergunto novamente o padre, ansioso.

– Ahn, me desculpe, eu estava passando aqui e entrei, mas só quero comer o banquete… – o padre semicerrou os olhos, irritado. – É melhor eu ir embora, sim!? – o padre assentiu.

O homem saiu de onde estava, andando lentamente, sendo seguido pelos olhares de todos. Sakura estava irritada, mais ainda, aquele padre não era um padre!

O homem parou de andar, mas ao olhar o olhar acusador e raivoso do padre, voltou a andar, lentamente. E foi assim pelos próximos 2 minutos, até que ele saísse, já que estava sentado bem perto do altar.

O padre suspirou, derrotado. Todos voltaram a sua posição normal, esperando pelo homem voltar a falar. Os noivos se aproximaram de novo, Sakura sorrindo.

– Tudo bem, já que ninguém se opõe, eu os declar-

– EU ME OPONHO!

Uma voz nova soou alto na Igreja, gritando. Todos voltaram novamente o olhar para a porta da Igreja, surpresos.

– SIM! ISSO AÍ! – o padre gritou, dando pulinhos no mesmo lugar e com um grande sorriso.

Um homem loiro e de olhos azuis, roupas informais e cabelos bagunçados, era Naruto. Estava ofegante, como se tivesse corrido uma maratona, foi se aproximando lentamente enquanto falava:

– Eu não posso deixar o amor da minha vida ir embora, eu não posso… Eu te amo. – A Haruno sorriu, emocionada, enquanto dava passos em direção ao homem loiro, mas Sasuke colocou uma mão na frente dela, a impedindo. Enquanto isso, o padre atrás dele sorria e mexia a cabeça dizendo que sim.

– Eu também te amo. – o inesperado aconteceu, o noivo, Sasuke respondeu ao homem, e o mesmo sorriu. O Uchiha correu na direção do loiro e segurou o rosto dele, o dando um beijo rápido e desesperado.

– Eu te amo, te amo, te amo. Corre! – Sasuke disse e puxou-o pela mão, correndo para fora da Igreja. – Corre!

Sakura voltou a olhar incrédula para o padre, esse mantinha uma expressão surpresa. Ele pensava que o homem estava ali pela noiva, não pelo noivo!

– Merda. – murmurou.

A Igreja ficou em silêncio, até que o pai do noivo, Fugaku, levantou-se gritando e batendo palmas, feliz. E logo todos os convidados sentados na parte esquerda - os parentes do noivo - levantaram-se também, feliz e batendo palmas, abraçando uns aos outros, satisfeitos.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...