História O Casamento Real - Capítulo 40


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Tags Drama, Romance
Exibições 194
Palavras 1.079
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi, gente! Não tenho nada para falar nessas notas kkkkk. Espero que gostem do capítulo de hoje, muitos beijos! E a ideia do Nathaniel ficar com inveja, de querer matar a Marinette foi inspirada no filme Mulain Rouge, (pra falar a verdade, o cara não quis matá-la ele quis se deitar com ela, mas enfim) então... Espero que gostem!

Capítulo 40 - O Ataque...


De repente, o chão começa a tremer, e logo depois, ouvem uma explosão. O chão tremeu tanto, que derrubou Marinette e Nathaniel no chão. Marinette aproveitou, empurrou o ruivo, e saiu correndo. Marinette não era mais rápida que Nathaniel nem de longe, mas ela era mais esperta. Nathaniel saiu correndo atrás da garota o mais rápido possível, e conseguiu alcançá-la. Ele segurou o braço dela com força, e a segurou por trás, com a faca na mão. E começou a puxá-la pela cintura, puxá-la para algum lugar escondido dali. Marinette se debatia muito.

- NÃO! POR FAVOR! SOCORRO! ALGUÉM ME AJUDA! ADRIAN! – Marinette começou a gritar, se debatendo. Nathaniel jogou ela no chão, e subiu em cima dela. Nathaniel colocou suas mãos no pescoço de Marinette, e começou a sufocá-la.

            Enquanto isso, com Adrian...

Ele corria desesperado para tentar achar Marinette, mas não obtinha sucesso. Ele sentiu o chão tremendo, porém Adrian estava bem mais perto da explosão do que Marinette. Adrian foi jogado para longe por conta da explosão. Ele abriu os olhos, e viu rebeldes entrando no castelo. Adrian estava com tanta adrenalina, que nem sentiu a dor direito, ele somente foi correndo atrás de Marinette. Porém, dois guardas o seguraram.

- O que estão fazendo?! Me soltem! – Disse Adrian, se debatendo.

- Ordens do rei, o senhor deve estar no abrigo. – Disse um dos guardas, levando Adrian até o abrigo.

- Não! Espera! Eu tenho que encontrar Marinette! – Disse ele, se debatendo mais ainda.

Os guardas ignoraram, e jogaram Adrian dentro do abrigo, o mesmo em que Lílian, Chloe e Louis estavam. A porta foi fechada, e Adrian começou a bater nela.

- ABRAM ESSA PORTA! AGORA! – Adrian gritava.

- Adrian, comporte-se! – Disse Lílian, se levantando da cadeira que ela estava.

- Mãe, a Marinette está lá fora! – Disse Adrian, ele estava vermelho de raiva, e um pouco machucado também.

- Eu já mandei guardas irem atrás dela. – Disse Lílian, se sentando novamente.

- Mãe, e o papai? – Perguntou Chloe, indo até Lílian.

-Não sei. – Disse Lílian.

- Você não se importa com o papai? – Perguntou Chloe.

- Você que disse. – Disse Lílian, bebendo um gole de água.

            Enquanto isso, com Marinette...

Marinette colocou as duas mãos sobre as de Nathaniel, tentando tirá-las dali. De repente, Marinette escutou um barulho muito alto, e logo depois escutou zumbidos, e Nathaniel não estava mais em cima dela, ele estava caído, ao seu lado. Marinette conseguiu ouvir algumas vozes, que estavam sendo abafadas pelo zumbido em seu ouvido. O que havia acontecido era que Bryan (irmão mais velho da Melanie e do Thomas), atirou em Nathaniel, pensando que ele era outra pessoa. O ataque que estava acontecendo era um ataque rebelde, agora tudo fazia sentido. Bryan foi até Marinette, e a puxou até atrás de uma barricada, e continuaram com o tiroteio.

   Marinette ainda recuperava o fôlego, quando de repente, ela sentiu uma mão molhada de alguma coisa, segurar seu braço. Marinette gritou de susto, e viu Nathaniel, a segurando, com a mão ensanguentada. Com o grito de Marinette, Bryan viu Nathaniel, e meteu-lhe um tiro no rosto. Foi uma das piores imagens que Marinette já viu, e que nunca esqueceria. O rosto de Nathaniel estava agora, todo deformado, agora ele havia morrido. De uma vez por todas, ele morreu. Marinette continuou a chorar, aquele estresse todo não faria bem para seu bebê de jeito nenhum. Bryan pegou Marinette no colo, e a levou para o abrigo. A porta se abriu, Marinette entrou, e viu Adrian, ele olhou para ela, e correu em sua direção. Ele a abraçou com força, ele sentiu seus olhos lacrimejarem.

- Marinette... – Disse ele, a abraçando.

- Adrian, me desculpe, me desculpe... – Disse Marinette, ainda chorando.

- O que aconteceu? Você está bem? Se machucou? O Nathaniel morreu? – Perguntou Adrian, olhando nos olhos de Marinette.

- E-Ele morreu. – Disse Marinette, olhando nos olhos de Adrian.

- Não minta, não vá protegê-lo. – Disse Adrian, segurando os braços de Marinette.

- Não estou mentindo. Um guarda atirou em seu rosto. – Disse ela, Adrian olhou para uma mancha de sangue gigante em seu braço.

- Marinette, esse sangue é seu? – Perguntou ele, olhando para o braço da garota.

- Não, é dele. – Disse Marinette, Adrian a abraçou de novo, e os dois se sentaram juntos, se abraçando o tempo todo. Bryan olhou em volta, e viu todos, até mesmo Gus estava ali, menos Thomas e Melanie.

- Alteza, onde estão Melanie e Thomas? – Perguntou Bryan, para Adrian.

- Não sei. – Disse Adrian, olhando para Bryan.

- Vou procurá-los... – Bryan foi interrompido, Thomas havia acabado de chegar.

- Bryan, onde está Melanie? – Perguntou Thomas, ofegante.

- Eu achei que ela estava com você. – Disse Bryan. Ele saiu correndo em busca de sua irmã, e Thomas foi junto.

            Enquanto isso, com Melanie...

Assim que ela ouviu a explosão, ela saiu correndo de seu quarto. Alguns rebeldes começaram a invadir o castelo, e ela conseguiu fugir de alguns, mas quatro homens se interessaram nela de uma forma maliciosa. Eles começaram a correr atrás dela, e ela a correr deles. Melanie chegou num beco sem saída, ela olhou para trás e viu os homens se aproximando dela, um deles deu um tapa no rosto de Melanie, fazendo-a cair no chão de costas para cima. Um dos homens subiu em cima dela e sussurrou em seu ouvido.

- Espero que goste de uma boa transa, mocinha. – Disse ele, o homem se levantou, e os outros abriram as pernas de Melanie. Ela se debatia e chorava, enquanto tentava escapar. O mesmo que sussurrou, já tirava suas calças, e se posicionava entre as pernas de Melanie. Quando de repente, uma lamina atravessou o corpo do homem, Melanie gritou de susto, a pessoa que segurava a espada, puxou-a de volta, o homem caiu em cima dela. E então ela pôde ver Bryan em pé, com a espada cheia de sangue. Ele começou a lutar contra os outros homens e ganhou de todos, obviamente.

(Autora: Cara, hoje o Bryan merece um premio kkkkkk).

Ele levantou Melanie, e a abraçou.

- Obrigada. – Disse ela, ofegante.

- Por nada. Vamos, tem que ir para o abrigo. – Disse ele, levando-a para o abrigo também. Quando ela chegou, ela se sentou ao lado de Thomas, e evitou olhar para Gus. Lílian tossia mais um pouco, com seu lenço em frente à sua boca. Este lenço sujava cada vez mais de sangue, a cada tosse.

Coisas estão para mudar, e acontecer...


Notas Finais


E aí? Gostaram? Espero que sim! Muitos beijos para vocês! Me perguntaram se a fic está acabando, e eu para falar a verdade não sei...

Outra coisa, se lembram daquele spoiler sobre o plano do Gabriel? Então esse é um acontecimento que PODE SER REMOVIDO DA FANFIC, ou seja, não fique surpreso (a) se eu decidir tirar o plano dele da fanfic.

Os créditos vocês já sabem, então...
Muitos beijos, e queijos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...