História O caso de Sandy Cooper - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cameron Dallas, Carter Reynolds, Hayes Grier, Magcon, Matthew Espinosa, Nash Grier, One Direction, Zayn Malik
Personagens Cameron Dallas, Carter Reynolds, Harry Styles, Hayes Grier, Liam Payne, Louis Tomlinson, Matthew Espinosa, Nash Grier, Niall Horan, Zayn Malik
Tags Amizade, Amor, Brigas, Triângulo Amoroso
Exibições 21
Palavras 1.495
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Lírica, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


tempao neh? boa leitura, vejo vcs depois

Capítulo 11 - Não, nao temos nada


Pov. Harry

Abro os meus olhos e tento desligar a porcaria do despertador. Olho em volta e não vejo alicia, então eu me levanto e fico deitado na cama. Observando o meu redor, vejo que ela levou todas as suas coisas, menos a sua blusa. Nem me surpreendo, acho que eu rasguei a blusa dela. Fico olhando toda aquela bagunça no chão e vejo que esta faltando a minha camisa. Com certeza ela deve ter levado. Com certeza ela levou.

Me levantei e vou escovar os dentes, demoro cerca de 3 minutos e saio do banheiro.               

Foco observando a situação do quarto, e me lembrando do que aconteceu ali noite passada. Deu um risinho pro nada e pareço um idiota. Começo a catar as coisas que estavam jogadas no SHAWN  e depois desci para a cozinha. Preparei o meu café da manhã, e liguei a TV tava passando umas coisas que não eram muito interessantes, então coloquei em CIS e comecei a assistir. Olhei no relógio que havia do lado da TV em cima da estante, e marcava 7:30 não tinha aula hoje então eu podia ir até o departamento de policia hoje, informar sobre o caso de Sandy.

Depois de um tempo assistindo TV. Decidi que era hora de sair de casa e ir para o trabalho. Peguei meu casaco e sai de casa. Liguei o carro e comecei a dirigir. Não tinha muita movimentação na rua. Então eu peguei o ‘atalho’ que costuma ser o chamado, portal secreto que leva direto pro departamento. Na verdade, esse ‘portal’ é em uma rua que, não tem movimento algum devido á exigências do distrito pelo estado. Parei meu carro, na frente de uma ‘parede’ e depois liguei o celular.

-ok! Pode abrir a porta? –disse

-você está sozinho? –Xx

-sim! Estou –olho no retrovisor e não vejo nada e nem ninguém

-já estamos abrindo –disse o vigia de segurança desse setor.

Depois de uns dois segundos a ‘parede’ se afasta. Essa ‘parede’ nada mais é do que um portão onde ficam estacionados os carros de todo o pessoal do distrito.

Estacionei meu carro e logo em seguida o portão se fecha. Desci do carro, vou andando até chegar na porta de entrada. Onde há dois seguranças que te revistam.

-bom dia Thomas, bom dia Eduard –disse para eles

-bom dia Harry –disseram eles me revistando

-o dia ta tão......diferente hoje..... –disse me rendendo pra que eles pudessem me revistar

-não está não. Hoje o dia ta um saco. Mas pra alguém aqui........ parece que não é o dia que está bom, e sim a noite anterior que foi incrivel –disse Thomas nos fazendo sorrir

-tá até parece que a minha noite foi boa, quem dera –disse dando um sorrisinho leve  no momento em que eles me revistavam pra eles não suspeitarem que eu durmi mesmo com alguem –ultimamente eu ando numa seca que só deus me entende

-harry? Na seca? Não creio –disse Eduard terminando de me revistar

-por que a surpresa? Vocês sabem que eu não sou desses

-mas costumava ser.

-costumava –entrei e os deixei lá no cargo deles

Andei por aquele corredor enorme cheio de suspeitos e de apanhados no crime ao qual eles eram acusados. Fiquei andando e andando até chegar na civilização. Era onde os agentes trabalhavam, tiravam conclusões, e eram o lugar onde eu ficava. Niall sentava do meu lado e ficávamos nos ajudando nos casos.

Me sentei, e logo veio Niall pro pé da minha mesa com um monte de papelada na mao.

-o que é isso? –disse me referindo a forma como ele jogou

-você! Você ta se desviando da missão.

-não eu não estou.

-A não? Me diz o que mais você sabe, alem daquelas coisas que você me mostrou na sua casa outro dia

-bom eu......... eu...

-ta vendo? O que aconteceu com você? Costumava terminar um caso em apenas uma semana

-não tem nada de errado comigo.

-tem sim, e eu posso ver nos seus olhos que tem –desvio o olhar

-para de me olhar! Ta querendo namorar comigo é? Pra me olhar dessa maneira só pode ser

-eu não estou com palhaçada. O chefe disse que queria te ver na sala dele assim que você chegasse –nunca o vi dessa forma

-pera ai! O que ele quer falar comigo?o que você disse pra ele?

-eu não sou vidente, e eu não disse nada mais do que a minha obrigação. –ela sai furioso. Nossa

-nossa!o que deu nele? –falo sozinha

Me levantei e fui PR sala do chef, é um saco, quando a gente chega e se senta , depois vem alguém e nos chama. Temos que nos levantar de novo.

Me levantei e fui lá.

Bati na porta 1,2,3 vezes

Toc toc!

-pode entrar –disse ele, abro a porta e entro

-niall disse que gostaria de falar comi.... –fui cortado

-entre  e por favor feche a porta –disse ele grosso – Niall me mostrou o progresso da sua investigação.  Então me diz! O que você descobriu alem do que ele me mostrou?

-eu..... eu..... –cocei a nuca –eu estava a procurar mais pistas mas era um pouc.....

-o que foi que deu em você? Costumava fazer isso em uma semana.

-já vai começar com essa história. Até voce?

-eu não sei do que você esta falando. Mas olha só, quero que você resolva esse caso logo. Se não........ se não você vai ficar de fora dessa missão.

-o que? Não isso não é justo

-se você quer permanecer no caso,sugiro que dê progresso. Por que a constituição não quer ficar esperando por um caso por muito tempo

-era só isso que você queria?

-não! Tem mais uma coisa. O agente Horan me contou do seu caso com uma colegial

-nossa como o Niall faz fofoca. E não temos nada, não tenho nenhum caso com nenhuma colegial.

-e por que o Niall mentiria?

-por que ela foi La em casa outro dia e me deu um tapa. E o Niall já pensou que era uma relação.

-mas isso seria uma infantilidade.

-mas é a verdade, eu não tenho nenhum caso com ela e muito menos uma relação.

-e ela pode comprometer o caso?

-não, sem chance! Ela não sabe de nada

-tem certeza?

-sim! 100 %

Pov. Alicia

Mera coincidência? Tinha anotado tudo o que era necessário. Era tudo muito estranho David nunca havia falado sobre essas pessoas antes. O jeito vai ser ir lá na casa dele pra pegar esse pendrive. Mas o que é que eu falo?inventa na hora alicia. É assim que funciona. Então ta.

Deixei as coisas todas em cima da cama fiquei analisando mais um pouco

-espera ai –me levantei e peguei o notebook em cima da mesinha.

 

E comecei a procurar a foto dos 5 rapazes.

-não pode ser –e finalmente achei. Olhei o nome deles embaixo da foto que havia lá –Ronny Miller é o David? Nossa! As pessoas tem mesmo muitos segredos. –clique no botão direito do computador e imprimi a foto, e também o noticiário.

Esperei a impressora, que ficava na mesinha lá na minha frente terminar de imprimir. Peguei as fotos, as noticias. Eu tenho um quadro no meu quarto, então eu decidi pegar uns alfinetes e colar tudo o que eu sabia. Liguei os pontos e fiquei analisando se fazia algum sentido.

-o que você ta aprontando David? –fico com a mao no queixo, observando aquela lista –isso não faz nenhum sentido. –eu tiro todas aquelas informações dali e coloco sobre a minha cama. De novo. –vai ser o jeito eu ter que ir na sua casa.

Toc toc! –a lguem bate na porta

-entre –digo ainda de costas, eu sabia que era a minha avó, só fiquei surpresa por ela bater na porta

-oi alicia...... –ai meu deus era Harry –eu só vim buscar a minha.....

-HARRY? –me virei, e no mesmo instante eu recolhi aquelas coisas da minha cama e coloquei dentro da gaveta do meu guarda roupas –O-o que........... que.......que você.....faz aqui? – nossa como eu fiquei gaga

-o que..... que você esta fazendo? –ele me estranho

-nada –dei um sorriso e coloquei meus braços em volta de seu pescoço –o que você estava dizendo?

-eu disse que eu vim....pra buscar a minha camisa que você roubou –ele sorri

-roubei?

-sim

-não eu não roubei. Lembra que você rasgou a minha blusa? Isso foi no mínim....... o troco. –sorri e o beijei ...

-e ai! Não vai me devolver? –ele sorri

-não

-então eu vou ter que tirá-la de você.

-claro! Se você quiser que eu quebre o seu braço de novo –sorrimos

-nossa! É uma camisa adidas. Sabe quanto custa?

-um bom dinheiro! Mas a minha também custava. Custava, por que agora não custa mais –sorrimos

-você é incrível sabia?

-é eu sei disso

*nos beijamos* -enquanto nos beijávamos eu ficava só pensando. ‘será que ele viu?’. Não era pra você se apaixonar alicia. Era só pra você usar ele. que droga.


Notas Finais


te vejo depois coisa :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...