História O Colar Roubado - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Anastasia, Harry Potter
Personagens Anastasia, Newton Scamander
Tags Animais Fantásticos, Onde Habitam
Exibições 23
Palavras 728
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Magia, Universo Alternativo
Avisos: Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Não foi um sonho


  Ela não sabia como havia começado,apenas pode sentir tudo a sua volta rodar.

...

  Ela olhava tudo e todos a sua volta com desprezo,principalmente as mulheres,oras ! onde já se viu vestidos acima das canelas ? as pessoas também a olhavam mas curiosos com seu vestido que apesar de novo era moda a mas de dez anos.

  Sem saber oque fazer ela começa a andar sem rumo apenas querendo sair dali,mas quando já estava afastada daquelas pessoas pode sentir seu bem mas precioso ser arrancado de seu pescoço ela em confusão e raiva se virou rapidamente e pode ver uma criatura pequena e estranha o ladraozinho deu um aceno de despedida com as mãos e saiu correndo até a próxima esquina,não perdendo tempo ela correu atrás dele mas só virar a esquina bateu em alguém e quase foi de encontro ao chão se ele não a tivesse segurado.

-Você está bem ?-perguntou ele gentil,ela ao levantar o olhar pode ver o ladraozinho sobre o ombro do homem e balançando seu colar entre as patas

-Meu colar.-ele sussurou e o outro se virou 

-Ele é seu ?

-Se eu disse MEU é por que ele é,não acha ?-disse grossa e o outro arregalou os olhos 

-Er...claro.-disse e novamente se virou para o animal,que naquele momento já estava no chão,ele então de agachou a frente do animal travesso.-Pelucio...por favor devolva o colar da senhora...

-Senhorita.-corrigiu 

-Da senhorita..-disse estendendo a mão,o animal tirou o colar de trás das costas e foi estendendo mas antes de entregar o animal deu um salto e como uma criança birrenta mostrou língua aos dois e logo saiu correndo dali 

-ANIMAL MALDITO !-ela gritou e derrubou o homem a sua frente e tratou de pegar a mala dele e sair correndo atrás do animal deixando o outro para trás,mas ele não demorou e logo se levantou e correu atrás da mulher.

-MINHA MALETA !

   Ele teve que correr muito para alcança-la mas o máximo que conseguiu foi ficar ao lado da mulher que parecia não cansar de correr.

-Por favor,será que pode devolver minha maleta ?-perguntou já começando a ficar ofegante pela correria

-Devolvo quando pegar daquele bicho nojento o meu colar

-Ele não é um bicho nojento !-exclamou 

-Apenas pegue o colar.-aquilo havia sido uma ordem 

-Sim senhora.-debochou 

-SENHORITA 

   De repente eles pararam bruscamente,haviam encontrado o animal.

-Pelucio,por favor !-pediu encarecidamente,mas o animal apenas voltou a correr e a garota com raiva lançou a maleta encima dele,que para ódio dela não o acertou,mas algo fez o animal parar 

-Petrificus Totalus !-no exato o momento o animal parou e a garota tabem mas pelo choque do acontecido o rapaz então foi de encontro a sua maleta e a segurou fortemente e depois se direcionou ao pequeno animal e com cautela e cuidado o guardou na maleta,daonde ele não deveria ter saído,ele pegou o colar que brilhava no chão e o olhou atentamente 

   Realmente ele não podia negar,a senhorita tinha motivos para querer tanto o colar,era muito bonito um fino colar de ouro com uma flor de esmeraldas em seu meio um rubi mas ao vira-lo ele pode ver a inscrição 

Juntas em Paris 

-Oque isso signifi....-ele parou de falar e soltou um grito quando um forte chute foi disparado contra ele em sua canela fazendo o colar cair e a outra o alcançar enquanto ele pulava que nem um macaco em um pé só todo contorcido enquanto acariciava o local atingido.-por que fez isso ?

-Para aprender a não pegar oque é dos outros....e ensinar as suas aberrações a não o fazer.-disse enquanto recolocava  seu precioso colar 

 -Aberração não !-advertiu 

-Que seja.-disse e ele suspirou 

-Me desculpe por isso,nem sequer pude me apresentar sou Newton Scarmander,é um prazer lhe conhecer 

-Não posso dizer o mesmo,adeus Senhor.Scarmander.-disse se virando mas antes que pudesse sequer das dois passos ele foi parar a sua frente 

-Pelo menos me diga o seu nome 

-Não vai me deixar ir seu eu não disser,não é mesmo ?-perguntou com tédio

-Não.-disse na maior cara lavada e ela bufou

-Anastasia,agora adeus !-disse querendo passar mas novamente ele impediu 

-Espero que um dia se lembre de mim 

-Como ?-questionou confusa e ele lhe levantou um graveto

-Se quiser ir embora daqui apenas pense no lugar que quer ir

-Não estou entendendo 

-Adeus.-disse em tom triste e finalmente pronunciou.-Obviliate 

  Quando ela abriu os olhos estava em sua cama,como em horas mas cedo 


Apenas uma coisa era certa

Não havia sido um sonho 







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...