História O colega de quarto - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Taekook Vkook V Jungkook
Visualizações 70
Palavras 1.398
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Ficção, Ficção Científica, Lemon, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey! Bem, peço desculpa por eu ter demorado, mas os testes estão a chegar e isso complica...espero que gostem do capítulo! Ps.: a partir de agora vou chamar os meus leitores de aliens ^^

Capítulo 2 - A mudança


“Eu sabia que não havia nada a fazer, nem tentei ripostar…a única coisa que eu queria a cima de tudo, era o bem estar da minha mãe.”

Depois de ter tido uma longa conversa com a minha mãe, ela explicou-me todas as normas do colégio. Eu não concordava com quase nenhuma, pois tinha de andar de uniforme, não podia andar com acessórios e a pior parte, teria de compartilhar o meu quarto. Não gostei da ideia, mas quando dei por mim, já me tinham inscrito no tal colégio.

A minha preocupação com a minha mãe só aumentava, ela e a minha avó eram tudo o que eu tinha na vida e o medo que lhes acontecesse alguma coisa era exorbitante, mas elas insistiram muito e por fim, não tive outra opção a não ser aceitar.

(Passados 4 dias)

Era o último dia que eu passava em minha casa, amanhã iria para o colégio. Já tinha tudo organizado. Vinham-me buscar amanhã a casa por volta das 10h da manhã. Eu teria de acordar super cedo, porque segundo a minha mãe, eu tinha que estar “apresentável”.

Olhei para as horas e vi que já era tarde, por isso vesti o meu pijama e deitei-me.

(Pausa de tempo)

Acordei com o toque extremamente alto do despertador do telemóvel, como não queria começar o dia a partir objetos, desliguei-o calmamente. Eram 07h30m da manhã, dirigi-me até ao roupeiro e tirei de lá o meu uniforme passado e dobrado, pousei-o em cima da cama e fui tomar um duche.

Após ter acabado o mesmo, enrolei uma toalha à volta da minha cintura e sequei o meu cabelo com o secador. Penteei-o da forma que eu gostava e voltei para o quarto. Vesti o meu uniforme e quando olhei para o relógio faltavam apenas 15 minutos para me virem buscar.

Peguei nas minhas malas e levei-as para ao pé da porta de entrada. Andei até à cozinha e comi uma maçã, pois caso eu não comesse nada antes da viagem iria vomitar. Ouvi ruídos vindos das escadas, deduzi que fosse a minha mãe. Olhei para trás e vi a mesma com os olhos marejados.

 -Estás tão lindo Jungkook…

-Obrigado mãe, vais-me fazer tanta falta. – disse eu enquanto me dirigia a ela.

-Promete-me que não te metes em problemas e aumentas as notas. – pediu ela.

-Vou tentar, prometo que vou tentar.

Depois de me despedir da minha mãe, o táxi que me iria levar para o colégio chegou. Coloquei as minhas malas dentro da bagagem e dei o “último” abraço à minha mãe.

Entrei no carro e o taxista avisou que antes de irmos para o colégio, teríamos de passar por outra casa para irmos buscar o meu colega de quarto. Odiava a ideia de eu ter de partilhar o meu quarto com alguém, gosto de ter a minha privacidade e além disso sou uma pessoa demasiadamente introvertida. Não gosto de pessoas, não quero que me abandonem como fizeram com a minha mãe, prefiro ficar sozinho…adoro animais, parece que eles me compreendem. Sempre desejei ter um cão, mas as condições que tínhamos não eram suficientes para possuirmos um animal.

Quando dei por mim, o táxi parou em frente da casa, supostamente era a casa onde o meu futuro colega de quarto morava. Estava tão focado nos meus pensamentos que nem notei o tempo passar.

O taxista sai do carro e cumprimenta o jovem que se encontrava do lado de fora do táxi, não lhe conseguia ver o rosto, pois ele era alto e não era possível observá-lo através do vidro.

Ouço o porta bagagens ser aberto, o rapaz colocava os seus pertences ao lado dos meus. Após ter arrumado as suas coisas, vejo a porta do meu lado direito ser aberta. O rapaz era um ser muito esbelto, possuía uns olhos com umas íris grandes e negras como a escuridão, lábios não muito grossos, um nariz que parecia ter sido esculpido, o cabelo tinha o mesmo corte que o meu, mas a cor era um castanho claro.

Não pretendia falar com ele, não estava com disposição. Virei a cabeça para o meu lado esquerdo e fiquei a observar o céu, o clima era inóspito, mas eu adorava a cor cinza no horizonte, limitei-me a olhara para o mesmo como se fosse uma criança. Sinto algo tocar-me no meu ombro, olhei para o lado e vi o meu companheiro de quarto a sorrir para mim.

Tive uma súbita vontade de perguntar se eu tinha cara de palhaço para ele se estar a rir, mas resisti e fiquei a observá-lo.

-Bom dia, chamo-me Taehyung, Kim Taehyung. Vou ser o teu futuro colega de quarto. – disse ele fazendo uma breve apresentação de si mesmo.

Não pretendia manter nenhuma conversa com ele, portanto fiz o mesmo que ele, uma breve apresentação, afinal ele iria ser o meu parceiro de quarto, covinha ele saber pelo menos o meu nome.

-Olá…o meu nome é Jeon Jungkook.

-Prazer! – exclamou Taehyung esticando-me a mão.

-O prazer é todo teu. – sussurrei, enquanto lhe estendia a mão, tentando passar uma boa impressão, apenas porque o taxista se encontrava dentro do automóvel.

-Disseste alguma coisa? – questionou Taehyung.

-Não, não disse nada. – respondi.

Seguimos caminho, estava a sentir-me bastante observado. Decido olhar para o meu lado direito e Taehyung parecia que lia a minha mente através do olhar. Não gostava que as pessoas me encarassem, não é que não gostasse…mas, não sabia o motivo de ele olhar tanto na minha direção.

-Tenho alguma coisa na cara? – questionei.

-Gosto do teu nariz. – respondeu ele dando um sorriso retangular, era um sorriso retangular, era um sorriso bonito, sem dúvida. Ele possuía uns dentes muito alinhados e extremamente brancos, mas não gostei de ouvir a resposta dele, por isso, tive que ripostar.

-O meu nariz tem algum problema? Tenho nariz de palhaço para te estares a rir? – perguntei exaltado.

-Não…eu apenas gosto da forma como o teu nariz é constituído. – respondeu intimidado e com cara de inocente.

Virei-me novamente para a janela e continuei a observar o caminho que o táxi nos levava.

(Passado uma hora)

Ao chegarmos ao colégio, saímos do táxi e fomos até ao porta bagagens tirar as nossas malas. Após tirarmos as mesmas, dirigimo-nos até à portaria do colégio, que era enorme.

-Boa tarde jovens, são os novos alunos? – perguntou o porteiro.

-Sim. – respondemos em coro.

-Kim Taehyung e Jeon Jungkook? – questionou o senhor.

-Exato. – respondeu Taehyung.

-Certo, esta é a chave do vosso quarto, porta número 147.

-Obrigado. – respondemos em coro, de novo.

Peguei as chaves da mão do porteiro. Eu e Taehyung andámos em direção ao corredor dos quartos.

-Fala-me de ti. – disse Taehyung.

-Por que haveria de falar? – questionei.

-Olha, porque vamos ser colegas de quarto e vamos ter de conviver.

-Não é por “vivermos” no mesmo quarto que sou obrigado a falar contigo. – respondi.

-Por favor, eu só quero ter a tua amizade… - disse Taehyung com uma voz um pouco caprichosa.

-Estás com azar então.

-Que chato! – exclamou ele cruzando os braços.

-Sou mesmo e se tens problemas nem vale a pena entrares no quarto. – respondi.

Taehyung suspirou e continuámos a andar até encontrarmos a porta com o número respetivo do nosso quarto. Ao chegarmos ao mesmo, destranquei a porta e entrámos dentro do cómodo. Era um espaço razoavelmente grande, com um beliche, dois roupeiros, uma casa de banho e mais alguns móveis.

-Fico com a cama de cima. – disse Taehyung.

-Eu também quero a cama de cima e recuso-me a dormir contigo! – exclamei.

-Como se quisesse dormir contigo. – esclareceu Taehyung.

-Então dormes na de baixo, ponto final. – finalizei.

(Pausa de tempo)

Como tínhamos acabado de chegar, não iríamos ter aulas. Depois de arrumarmos os nossos pertences, subo até à minha cama e coloco uma playlist aleatória de rock.

-Põe isso mais baixo! Deves pensar que és o único ser humano neste quarto. – reclamou Taehyung.

-Primeiro pedes se faz favor, segundo, sou o único ser humano neste quarto, tu deves ser um tipo de alien de Júpiter que veio para a Terra chatear-me a cabeça.

-Cala a boca, eu sou o teu hyung, exijo respeito. – exigiu Taehyung.

-É a primeira e última vez que me mandas calar e se me ouvires alguma vez a chamar-te hyung é porque devo estar bêbado!

Não iria ser nada fácil construir uma amizade com uma pessoa retardada a este nível…tinha um longo caminho pela frente.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, see you soon aliens!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...