História O começo da jornada de Sarada Uchiha - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Boruto Uzumaki, Chouchou Akimichi, Chouji Akimichi, Himawari Uzumaki, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Inojin Yamanaka, Kakashi Hatake, Konohamaru, Mitsuki, Naruto Uzumaki, Orochimaru, Personagens Originais, Sai, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha, Shikadai Nara, Shikamaru Nara, Temari
Tags Ação, Aventura, Borusara, Boruto, Boruto Uzumaki, Chouchou, Drama, Himawari, Hinata Hyuga, Inojin, Konoha, Misterios, Mitsuki, Mitsusara, Naruto, Naruto Next Generation, Naruto Uzumaki, Orochimaru, Romance, Sakura, Sakura Haruno, Sarada, Sarada Uchiha, Sasuke, Sasuke Uchiha, Sasusaku, Satoru Uchiha, Shikadai, Uchiha, Uchiha Sarada
Visualizações 147
Palavras 1.871
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Luta, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá leitores, sei que dei uma sumidinha, mas eu estava em love e sem pc (hihi)
Mas lá vai um bom capítulo ;)
Boa leitura. xD

Capítulo 13 - Mistérios


“Espero que Sarada tenha sobrevivido”-Sakura murmurou rindo a si mesma enquanto bebia um copo de água.-“Essas crianças...”

 Ela colocou o copo na pia e foi em direção ao quarto.

Abriu lentamente a porta.

Sarada estava sonolenta, e se ergueu um pouco para ver quem era.

“Desculpe, está tudo bem?”-Sakura cochichou.

Sarada assentiu.

“Amanhã conversamos melhor”-Sakura murmurou e a filha voltou a se deitar.

Estava quase de manhã.

 Então decidiu usar o pouco tempo que sobrara para dar um cochilo.

Mas algo chamou sua atenção.

A luz do quarto do filho estava acesa.

Ela suspirou-“Espero que não esteja jogando vídeo game”-Ela resmungou abrindo a porta.

Mas parou com a mão na maçaneta ao ouvir o filho conversando.

Eu sei que não posso contar, você já falou isso várias vezes”

“Mas a Sarada não contaria... Tá... ta bom”

Sakura ouvia a pausa do filho... Mas ninguém respondia.

“Ela o que?”

Houve um longo silêncio.

“Mãe”

O menino a chamou como se a visse ali.

Sakura deu um pulo de susto e abriu lentamente a porta.

Satoru estava sentado no tapete.

“Filho, está tarde, ouvi você falando com alguém...”

“Eu não tava falando com ninguém”-Satoru respondeu rápido.

Sakura o olhou desconfiada.

“Então vai dormir”-ela disse ajeitando sua cama enquanto o menino deitava.

“A Sarada levou bronca?”-Satoru perguntou.

“Provavelmente”-Sakura murmurou.-“Porque?”

“Não gosto de ver ela triste”-Satoru resmungou.

Sakura sorriu acariciando os cabelos do menino.

“Vai dormir... Eu te garanto que ela está bem feliz”

****

“E você achou que isso nunca ia acontecer?”-Sakura perguntou enquanto secava o cabelo.

“Hum”

“O que significa esse hum?”

“Nada’-Sasuke murmurou andando devagar de um lado para o outro do quarto como se aquilo fosse uma discussão oficial.

“E o que você disse a ela depois disso?”-Sakura perguntou o olhando pelo espelho.

Ele se sentou na cama e a olhou.

Sakura não controlou a risada.

O que deixou Sasuke mais irritado.

“Você não disse nada”-Sakura advinhou-“Ficou sem reação”

“Só achei que não era um bom momento ali”

“Uhum”-Sakura revirou os olhos e começou a se arrumar.-“Se você quiser eu faço isso”

Sasuke ficou pensativo.

“Mas...”

“Mas?”

“Você vai fazer as compras... e levar o Satoru junto porque eu não estou dando conta desse menino”

Sasuke a olhou semicerrando os olhos.

“E ai? Encarar uma lista de compras com um pirralhinho levado ou encarar sua filha adolescente com os hormônios a flor da pele e apaixonada?”-Sakra melancolizou falando.

Ele a olhou sério e pensativo.

Então esticou o braço sem a olhar.-“Cadê a lista de compras?”

Sakura riu e entregou um papel que estava encima da cômoda.

“Não esqueça nada, e aproveita e tenta descobrir o porquê Satoru fica até tarde da noite falando sozinho.”-Sakura ficou pensativa-“Não é a primeira vez que vejo isso”

“Não deve ser nada de mais”

****

Mitsuki revirava na cama esperando a hora passar.

Parecia que nunca amanhecia.

Se virou de barriga para cima e respirou fundo fechando os olhos.

Ele tinha que descansar.

Então ouviu um barulho familiar.

Uma cobra.

Rapidamente abriu os olhos.

Mas seu corpo não obedecia suas ordens.

Estava paralisado.

O quarto estava todo escuro  agora.

Algo passou pela sua perna embaixo da coberta.

Era gelado e lento.

Mitsuki tentou se mexer, ou falar... Mas seu corpo não o obedecia.

Então viu algo vir em sua direção embaixo do corbertor.

Quando chegou até sua barriga aquilo se arqueou-se o observando.

Era uma cobra.

A mesma que atacou Sarada anos atrás.

Ele se lembrava bem dela.

“Você estragou nossos planos Mitsuki”

Uma voz entrou em sua cabeça.

Ele não via quem falava, e sabia que não era a serpente a sua frente.

“Você salvou a garota, e agora vai sofrer as consequências... Terá de trazer ELE até nós”

“E-le?”-Mitsuki gaguejou tentando falar.

Sua voz saía rouca.

E ele teve de fazer muito esforço para que algo saísse.

A menina era uma isca, e agora você terá de fazer o trabalho... Você vai trazer ELE para nós...”

“O que?”

Ele já está pronto...”

“Quem?”

Mitsuki tentava se mexer mas muito mal conseguia sentir seus dedos tremerem.

“O Uchiha”

Mitsuki fechou os olhos apertando suas pálpebras.

Ficou assim por um tempo enquanto ouvia vários murmúrios em sua cabeça.

Não conseguia interpretá-los.

 Então começou a sentir dormência por todo seu corpo.

E um calor em seu rosto.

Num sobressalto ele abriu os olhos dando um impulso da cama se sentando.

A luz do sol batia em seu rosto.

Mitsuki ficou um tempo pensativo.

Tentava entender o que havia acontecido.

O que era aquilo?

Ele não reconheceu a voz.

Não poderia ser ELE...

Mitsuki colocou as pernas para fora da cama e encostou os pés no chão.

Sentiu uma pontada em sua cabeça.

Seus olhos desfocaram.

Ele esfregou eles e voltou a olhar para frente.

A visão estava perfeita novamente.

Então sentiu mais uma pontada em sua cabeça.

O tempo está passando Mitsuki...”

Uma voz veio em sua cabeça.

“O que tá acontecendo comigo?”-Mitsuki murmurou para si mesmo colocando as mãos no rosto.

****

“Já ta acabando”-Sasuke murmurou carregando algumas sacolas.

“Ainda bem”-Satoru resmungou.

Sasuke o olhou.

O garoto estava entediado.

“Me dá essas coisas”-Sasuke disse tirando as sacolas da mão do garoto.-“Mas fique por perto”

Satoru sorriu e saiu correndo.

O menino chegou até uma pequena praça.

E escalou em um dos brinquedos de escalar.

E se sentou.

Havia um grupo de crianças pequenas brincando.

Entre elas um menino se escondia.

Satoru observou intrigado.

Um grupo de 5 se aproximou então.

“É ele, o pirralho que dedurou a gente para o sensei’-Um deles disse apontando para o garoto.

“Eu...”-O menino murmurou gaguejando.

Satoru desceu do brinquedo e se aproximou.

Um dos garotos que parecia ser o líder deu um soco no menor ,que não reagiu.

“Ei!”-Satoru gritou chamando a atenção dos 5 que se viraram.

Todos eram da idade de Satoru.

“O que você quer garoto?”-Um deles perguntou se aproximando.

Satoru suspirou estalando os dedos.

“Vocês que pediram”-O garoto rosnou avançando.

Com três golpes derrubou três garotos.

Os dois se afastaram .

Um dos dois garotos que sobraram, o loiro que parecia o líder fingiu não estar com medo.

Satoru o encarou e jogou uma shuriken em sua direção.

Esta foi na direção de seu rosto rapidamente.

Mais rápido que os olhos do garoto pudessem percerber.

Em vez de se esquivar ele fechou os olhos.

A shuriken cravou ao lado do seu rosto, no troco da árvore atrás.

O loiro sentiu algo quentes escorrendo de sua orelha.

Ao colocar a mão viu que era sangue.

Satoru então se voltou ao outro que tremia segurando uma kunai.

Suas mãos tremiam.

O garoto o reconheceu.

Eram da mesma turma.

E o garoto sabia da velocidade e força de Satoru.

O menino de cabelos rosados relaxou os braços olhando para o garoto com medo.

Então sentiu algo se aproximar, mas baixando sua guarda, não foi rápido o bastante e foi atingido.

Satoru sentiu sua pele rasgar junto de seus músculos.

E uma dor aguda no ombro.

Ao colocar a mão no local sentiu uma Kunai atravessada.

E um líquido quente escorrendo rápido manchando sua camisa.

O garoto tocou no liquido e olhou.

“Sangue”-Murmurou para si.

Sentiu algo queimar dentro de si.

Começando de seu peito e se espalhando por todo o corpo rapidamente.

****

“Vocês não estão indo rápido demais?”-Sakura perguntou caminhando calmamente ao lado da filha.

“Não sei”-Sarada murmurou-“Eu gosto dele”

“Opa”-Sakura arqueou as sobrancelhas.

“O que?”

“Você disse que gosta dele”-Sakura disse.

Sarada olhou sem entender para a mãe.

“É...”

“Hum”-Sakura suspirou-“Você o ama?”

Sarada sentiu seu corpo dar um leve pulo.

Amor... Era algo muito forte para ela.

“Eu..”-Sarda se conteve mas ao responder alguém a atrapalhou.

“Sarada!”

“Ah ele denovo”- Ela pensou.

“Oi Boruto, Bom dia”-Sakura o cumprimentou.

“Bom dia, Sarada a Himawari mandou eu te entregar isso”-Ele entregou um cartão de cores pasteis.

Sarada abriu curiosa.

Era um convite.

“Havia esquecido que Hima faz aniversario hoje”-Sarada sorriu lendo.

“É”-Boruto deu de ombros revirando os olhos.-“Ela decidiu isso encima da hora, e eu fui encarregado de sair andando por ai correndo e entregando convites.”

“Não estou falando com um clone né?”-Sarada perguntou desconfiada.

“Não”-Boruto sorriu-“Você eu vim estregar pessoalmente”

Sarada sentiu seu rosto inteiro queimar.

Sakura arregalou os olhos e se afastou uns passos.

Boruto a olhou curioso então.-“Você está bem? Tá com o rosto vermelho... está com febre?”-Ele disse colocando a mão em seu rosto.

Sarada se afastou num sobressalto.-“Não, eu... eu to bem”

Boruto deu de ombros e sorriu-“Você vai?”

Sarada que ainda estava se recompondo o olhou confusa.

“A festa”

“Ah... sim claro’-Sarada respondeu se afastando uns passos.-“Eu tenho que ir”

Boruto assentiu e sumiu diante de seus olhos correndo para outra direção.

A jovem ficou uns minutos respirando ofegantemente.

O que foi aquilo?

“Acho que essa conversa fica pra depois”-Sakura disse se aproximando.

A filha olhou surpresa.-“Por que?”

Sakura sorriu.-“Porque é cedo... muita coisa vai acontecer”

****

O garoto se ajoelho e apoiou as mãos no chão.

Satoru resmungou algo inaudível.

Os outros garotos se afastaram enquanto o loiro se aproximou.

Os dedos de Satoru cravaram na terra.

“O que foi?”-O loiro caçoou chegando mais perto.-“O prodígio-Uchiha não aguenta ver sangue?”

Satoru se levantou, mantendo a cabeça baixa.

Agia como se não sentisse dor agora.

O loiro deu um passo para trás.

Satoru levantou a cabeça um pouco.

Estava de olhos fechados.

“O que vai fazer agora eim?”-O loiro provocou se preparando para o contra-ataque.

O garoto abriu os olhos.

Estavam negros.

Totalmente.

Os outros garotos correram.

Restando apenas a pequena criança encolhida assistindo, O menino loiro e Satoru.

Ao piscar os olhos, estes formaram-se em outras cores e formas que o garoto a sua frente não conhecia.

O loiro olhou assustado e paralisou.

Algumas pessoas olharam curiosas.

Até então era uma briga de crianças.

Mas Satoru continuava sangrando muito.

Um senhor correu até os meninos.

“Chega garotos, isso já foi longe”-Ele disse tocando no ombro do garoto loiro.

O menino não se moveu.

“Vamos, parem de se encarar!”-O senhor elevou a voz sacudindo o garoto que não reagia.

Assustado o senhor olhou para outras pessoas que se aproximavam e para Satoru que estava imóvel também.

Mas ao olhar os olhos do garoto o senhor se assustou.

****

Sarada acabara de deixar a mãe no hospital.

Esperava que Chouchou não estivesse em uma missão, pois queria ver a amiga já que não tinha o que fazer nesse horário.

E caminhando pela praça próxima viu uns garotos correrem em sua direção e passar por ela rapidamente.

Ela sorriu imaginando seu uma brincadeira.

Então viu seu irmão.

“Satoru!”-Ela gritou.

Não houve resposta.

A jovem estranhou, seu irmão com certeza a olharia logo.

Ela se aproximou ao ver um senhor olhar espantado para o garoto.

“O que?”-Ela murmurou e paralisou no lugar olhando para os olhos do irmão.-“O Sharingan”

Mas não era da forma que ela esperava... Estava diferente.

Sarada correu até o irmão e o segurou pelo ombro dando um solavanco no corpo do garoto que piscou algumas vezes e caiu ajoelhado.

Ela olhou a ferida do irmão e então olhou para o menino loiro que continuava de pé, mas completamente imóvel.

O garoto cambaleou e desmaiou.

Sarada olhou assustada para Satoru que parecia confuso.

“Satoru”-Sarada murmurou.

Então o menino desmaiou em seus braços.

 


Notas Finais


Comentem ai...
As coisas vão começar a desenrolar agora xD
xoxo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...