História O Contrato - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Kuroshitsuji
Personagens Alois Trancy, Ciel Phantomhive, Claude Faustus, Condessa Rachel Durless-Phantomhive, Elizabeth Midford, Grell Sutcliff, Mey-Rin, Pluto, Sebastian Michaelis, Sr. Tanaka, Undertaker, Vincent Phantomhive
Tags Kuroshitsuji, Sebaciel, Sebastian X Ciel, Universo Alternativo
Visualizações 594
Palavras 2.590
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


OOEEE ^^ voltei nessa porra :v
<3
Espero que gostem porque tipo eu escrevi o capítulo quase todo num dia (sou foda :v)
Até lá em baixuuu~

Capítulo 9 - Presente, Passado E Futuro.


Fanfic / Fanfiction O Contrato - Capítulo 9 - Presente, Passado E Futuro.

Depois que Sebastian deu o número do amigo para o loiro pervertido, o resto do dia foi perfeitamente normal. 

Logo estavam indo pra casa, Ciel estava cansado, teve uma prova difícil naquele dia; o garoto praticamente dormia o caminho todo de volta.

Sebastian achava aquilo tão fofo.

Assim que chegaram em casa o moreno pegou Ciel no colo e o levou até a cama. 

-Ciel...acorda

-hummm- murmurou irritado -me deixa dormir! 

-okay mas coloca um pijama primeiro 

O menino murmurou novamente se sentando, levantando os braços pra cima.

O bancário sorriu começando a tirar a parte de cima do uniforme do menino e depois as calças e as meias. 

Colocou no pequeno uma camisola grande e depois tirou a própria roupa colocando um pijama confortável se deitando ao lado do menor.

Ciel se aproximou aconchegando-se no peito do maior.

Sebastian sorriu começando a acariciar seu pequeno que respirava tranquilamente fazendo aquele barulhinho característico da asma 

-Ciel?

-hum...?

-quer sair hoje? 

-tipo...um encontro? 

-exatamente...quer?

-quero sim!- o apertou um pouco mais fazendo o outro sorrir. 

Ciel novamente se ajeitou sobre o peito de Sebastian fechando os olhos se deixando adormecer.

                 ***************

Pov's Ciel On 

Eu tinha trocado de roupa umas quinhentas vezes já, nada parecia estar suficientemente bom em mim. 

Fazia mais de uma hora que eu estava trancado no quarto, não deixei Sebastian entrar, queria que ele tivesse uma surpresa, ele já estava pronto afinal então não tinha problema. 

Finalmente decidi e coloquei rapidamente a roupa me olhando no espelho, eu estava apresentável até. 

Destranquei a porta e desci as escadas vendo Sebastian sentando no sofá. 

Pov's Ciel Off 

Pov's Sebastian On 

Ciel não saía mais daquele quarto, eu estava curioso pra saber o porque de tanta demora, óbvio que ele não me deixou entrar no quarto e me trancou pra fora.

Ouvi o som da porta destrancando e olhei para a escada o esperando descer.

-ual- susurro pra mim mesmo ao o ver, Ciel usava uma meia calça preta, short curto, blazer azul marinho e uma jaqueta de couro sem mangas. 

Me levanto caminhando até ele sorrindo bobamente 

-você está maravilhoso Ciel 

-obrigado- ele diz ficando levemente corado, o dou um selinho rápido sorrindo novamente.

-vamos- pego em sua cintura o conduzindo até o carro, Ciel estava tão lindo 

Após entrarmos dou partida no carro indo até um restaurante que eu gostava. 

Logo que chego confirmo minha reserva e entro ainda segurando Ciel pela cintura,  o pequeno estava corado, parecia um pouco nervoso pois várias pessoas direcionavam seus olhares a nós afinal não é todo dia que se vê um casal assim. 

Nos conduzo até a mesa reservada e puxo uma cadeira pra ele sentar, Ciel agradece com um sorriso se sentando.

Logo em seguida fazemos o nosso pedido.

Ciel estava sorrindo mas também parecia estar nervoso 

Passo minhas mãos por cima das dele as apertando suavemente o passando segurança. 

-relaxa...

-okay...vou tentar.

Uma música suave começa a tocar pelo restaurante, já cansado de esperar pela comida, me levanto estendendo a mão pra Ciel que me olhou sem entender. 

-vem dançar- sorrio pra ele 

-m-mas ninguém tá dançando

-então porque não começamos?- sorrio o puxando, o fazendo bater em meu peito.

Ciel levanta o rosto soltando um sorriso convencido.

-tente não pisar muito no meu pé 

-yes my lord 

O puxo pro centro do restaurante começando a nos mover lentamente dançando em círculos e fazendo passos curtos já que o espaço não era assim tão grande 

Ciel sorri minimamente encostando a cabeça em meu peito respirando fundo; logo alguns casais começam a dançar também, percebi que ele fica um pouco desconfortável pela quantidade de pessoas muito perto e logo nos conduzo de volta a nossa mesa.

Não demorou muito e nosso pedido chegou.

Comemos com calma aproveitando a companhia um do outro. 

Nesse momento pensei que nada de ruim poderia acontecer, estava indo tudo tão bem, mas claro que algo ou melhor alguém tinha que estragar isso.

Esse alguém era Beast; quando a vi entrar tentei disfarçar, fingir que não a vi ali, obviamente Ciel percebeu minha inquietação e logo a viu também fechando a cara.

-não acredito! Aquela não é a puta que você beijou? 

-sim é a Beast

-o que ela faz aqui? 

-e como eu vou saber?- arqueei as sobrancelhas -você está sendo muito infantil sabia? 

-ah agora eu sou criança?! Quer saber eu quero ir pra casa! Não aguento nem respirar o mesmo ar que essa prostituta! 

Suspiro tentando manter a calma e levanto pegando minha carteira do bolso indo até o caixa. 

-Sebastian!- ouço a voz de Beast e me viro minimamente para encara-la 

-olá- esboço um sorriso, Ciel fecha ainda mais a cara cruzando os braços.

-não te vejo desde a festa, você sumiu...

-ah é que eu não saio muito, eu fico em casa com Ciel- digo abraçando o pequeno pelos ombros, ele continuava emburrado, tão fofo, tenho que admitir.

-ahh sim, oi Ciel 

-vou esperar no carro - ele diz num tom de raiva saindo dali 

-desculpe mas tenho que ir- pago rapidamente a conta indo atrás de Ciel. 

Ele estava perto do carro me esperando, fiquei aliviado ao ver que ele estava bem, eu não gostava de deixa-lo sozinho; tinha a impressão que algo ruim ia acontecer, talvez fosse a culpa pelo que lhe aconteceu no passado que me corroía. 

Abri o carro e ele entrou batendo a porta com força; suspirei entrando em seguida.

-se divertiu com sua namoradinha? 

-para com isso, ela não é minha namorada e você sabe disso 

-sei- ele revira os olhos -sabe de uma coisa Sebastian? Quando eu fizer 18 anos eu vou sair dessa sua merda de casa e vou morar num lugar bem longe de você. 

Fiquei quieto, se eu falasse algo provavelmente eu ia me arrepender depois então não queria o magoar.

Assim que estacionei o carro na garagem sai de dentro do mesmo e parei.

-não precisa mais ficar nessa merda de casa se não quiser

Após dizer isso fui até a porta entrando em casa, assim que me virei pra fechar a porta senti alguém me abraçar. 

Era Ciel 

-Sebastian!- sua voz estava baixinha, ele chorava bastante molhando minha camisa -sua casa não é uma merda, ela é incrível e eu amo morar aqui, desculpe, é que...quando eu vi aquela mulher eu fiquei com tanto medo de te perder, eu fiquei tão preocupado com medo de você perceber que eu não sou nada...eu não tenho nada de especial...já ela, ela é tão linda, eu não sou assim.

-Ciel, eu te amo, eu faço tudo por você, ela não significa nada pra mim; eu só a beijei pra tentar te esquecer, porque eu achei que você não ia corresponder meus sentimentos, mas fora isso eu não sinto nada por ela, ela é só uma investidora qualquer como as outras. 

Ele sorri me apertando um pouco mais e logo o puxo pro meu colo sorrindo o dando um selinho 

Ciel soltou um murmúrio manhoso e logo o levei pra cima para o dar um banho. 

Assim que chegamos em nosso quarto logo o levei pro banheiro; o desci no chão começando a tirar suas roupas aos poucos, ele corou desviando o olhar. 

-Sebastian...toma banho comigo hoje?

-tem certeza?

-sim.

Sorri começando a tirar a parte de cima de meu fraque, Ciel desvia novamente o olhar, sorrio tocando seu rosto o dando um selinho. 

Termino de tirar suas roupas e tiro também o resto das minhas ficando só de cueca, não queria causar nenhum constrangimento a nenhum de nós.

Ele sorri entrando na banheira deixando um espaço pra mim. 

Sento atrás dele o abraçando; pegando o sabonete começando a lavar suas costas.

Ciel soltou um som parecido com o ronronar de um gato e se esfregou em mim.

Terminei de o dar banho e me lavei rapidamente também logo me levantando.

O seco com cuidado e visto nele um pijama, me sequei também trocando de cueca no banheiro, indo me ditar ao seu lado.

Ouço uma chuva começar do lado de fora, aquele som era tão suave e relaxante que não demorei muito pra dormir. 

Pov's Sebastian Off

                 ***************

A chuva não era assim tão forte, na verdade estava bem fraca, mesmo assim a pequena loira se encolhia na cama se escondendo por debaixo das cobertas. 

Lizzy tinha muito medo de chuva, não havia motivo aparente ou  algum trauma por trás disso, era só medo, sem explicação. 

A loira ouviu passos se aproximando da porta de seu quarto e se encolheu ainda mais fechando os olhos, apertando a coberta com força entre os dedos. 

A porta se abriu, lentamente, o coração da pequena disparou já imaginando que era algum fantasma, mostro, demônio...

-jovem dama? Esta tudo bem?

-PAULA!?- a pequena gritou saindo de baixo da montanha de cobertas.

-sim sou eu- a mais velha sorri se aproximando, ela usava uma camisola curta que marcava bem seus seios e suas curvas fazendo um calor estranho subir por entre as pernas de Lizzy -vim ver como você estava,sei que tem medo de chuva 

-que bom que veio, eu estava mesmo com medo- admitiu um pouco corada dando espaço para a maior -deita comigo 

Paula sorriu deitando-se ao lado da menina.

Estavam muito próximas, foi então que a menor percebeu que sua babá/amiga estava só de camisola, sem nada por baixo, o pano era fino dando a loira a visão privilegiada dos seios grandes bem formados e desenhados da mais velha. 

Lizzy corou violentamente sentindo sua calcinha ficar úmida e se virou em direção a parede. 

O que era aquilo que estava sentindo? 

                 ***************

Grell estava desesperado, precisava avisar algo importante para Sebastian, mandou umas mil mensagens para o moreno mas nenhuma foi vista. 

-vamos Sebas-Chan! Amor da minha vida! Escute meu chamado! Que foi? Porque tá me olhando desse jeito?- O ruivo perguntou olhando para o bonequinho que ele mesmo havia feito, era um mine Sebastian -Ele é o amor da minha vida sim! Tá eu sei que ele ama o garoto não precisa esfregar na minha cara, acontece que eu amo o Sebas-Chan, ele foi o único a ser legal comigo quando eu era um ninguém...que foi?como assim nunca te contei? Okay Sebby eu conto- suspirou pondo o boneco em seu colo o apertando um pouco -Sabe e eu nem sempre fui assim lindo e glamuroso, na época da faculdade eu era todo nerd e estranho...eu era tímido acredita? E o Sebas-Chan, bom...ele era tão legal comigo, era o único que falava comigo e bom, não precisa ser muito inteligente pra imaginar que eu me apaixonei por ele, claro ele é lindo- suspirou apertando o boneco um pouco mais -Enfim, o Sebby real nunca quis nada comigo ele disse que não sentia nada por mim e não queria me iludir, nesse meio tempo eu conheci o Bill, ele também era legal comigo, e então me pediu em namoro e eu aceitei...um tempo depois ele começou a pedir provas desse amor e disse que se eu não fizesse sexo com ele nós iríamos terminar tudo, eu era um idiota e não queria perder a primeira pessoa que tinha mostrado esse tipo de interesse em mim então eu fui e transei com ele, pois é Sebby- suspirou mais uma vez dando uma mordida fraca no pequeno boneco -E bom...no outro dia ele não estava lá e a escola toda tinha fotos e vídeos da nossa noite...eu fiquei atrasado, se fosse hoje em dia que eu tenho esse 'visu' maravilhoso eu nem me importaria, ainda mais se quem estivesse em cima de mim fosse o Sebas-Chan; bom, acontece que ao contrário do que aquele idiota achou eu não fiquei pra baixo por muito tempo, com a ajuda do meu Sebby, meu cavaleiro de armadura dourada eu me reergui, pintei o cabelo, comecei a usar maquiagem e roupas estilosas e enterrei pra sempre aqueles óculos cafonas e o jeito tímido. Entende agora porque eu amo ele? Ele sempre esteve ao meu lado, é impossível não sentir algo...mesmo ele sendo assim comigo...que foi? Acha que devo ligar pra ele? Verdade! Ele pode estar dormindo por isso não viu as mensagens! Você é um gênio Sebby!

                 ***************

Era quase meia noite quando o celular de Sebastian começa a tocar, o mesmo toca umas três vezes até que o moreno acorda de vez para conseguir atende-lo. 

-hum?- murmurou irritado 

-SEBAS-CHAN!!! SOU EU O AMOR DA SUA VIDA! 

-Grell; fale o que quer antes que eu desligue 

-ah sim! A besta quer dizer Beast quer fazer uma reunião com a gente amanhã. 

-sério? 

-sim, parece ser algo sério, ela não quis adiantar muito o assunto mas tem aver com você, ela quer a presença do Claude também, não se preocupe já mandei mensagem pra ele .

-certo, obrigado até amanhã- desligou em seguida 

-hum...o que o Grell queria a essa hora?- Ciel perguntar coçando os olhos; sonolento. 

-avisar que amanhã a gente vai ter uma reunião com a Beast...

-que!? E você vai? 

-eu tenho que ir...eu sou o diretor do banco, além disso o Grell disse que ela quer falar algo importante

-hum...sei...

-relaxa eu não vou estar sozinho com ela, Grell e Claude vão estar lá também. 

-okay- suspirou o abraçando -se comporta então 

-pode deixar - sorriu dando um beijinho carinhoso no menor.

Depois daquela ligação, Sebastian ficou fazendo carinho no pequeno até o mesmo dormir e assim logo dormiu em seguida. 

                 ***************

Ciel acordou sozinho na cama,  por alguns segundos se perguntou onde Sebastian estaria mas logo lembrou-se que o moreno havia ido numa reunião com aquela moça que havia beijado. 

Soltou um murmúrio de raiva se virando de lado, tentando dormir.

Viu o celular de Sebastian em cima do criado mudo e estendeu sua mão para pega-lo, sempre dividiu o celular com o mesmo e nunca encontrou nada suspeito, mas agora estavam namorando e tinha que ter certeza que o moreno não estava de frescura com outras pessoas. 

Olhou tudo, mensagens, aplicativos de bate papo, redes sociais, não havia nada fora do normal, ficou aliviado, ainda mais porque percebeu que o namorado não tinha o número daquela mulher.

Ia deixar o celular de lado mas recebeu uma mensagem de Grell, pensou em ignorar mas ficou curioso vendo assim a tal mensagem. 

[Oi meu amor sou eu Sebastian, eu peguei o celular do Grell emprestado, desculpe ter saído sem avisar mas era cedo ainda e você tava dormindo tão bem. Enfim a reunião já vai começar, acho que daqui a pouco já estou em casa. Te amo]

Ciel sorriu, nunca imaginou que algum dia o bancário fosse o chamar de meu amor ou fosse lhe dizer "te amo"

Levantou-se e tirou o pijama que vestia pondo uma camiseta qualquer e um short leve. 

Desceu as escadas, o café estava pronto, Tanaka já lavava algumas louças que estavam na pia. 

-Bom dia Tanaka 

-Hohoho- ele respondeu servindo chá e uma fatia de bolo ao menino.

Ciel agradeceu com um maneio de cabeça e tomou seu chá. 

Foi pra sala assistir um pouco, o dia estava totalmente tedioso sem Sebastian ao seu lado o dando alguma atividade. 

Suspirou; sentia falta do moreno ali o abraçando, o beijando, e só de pensar que o mesmo estava conversando com aquela mulher seu sangue fervia 

Pra não ficar pensando besteiras achou melhor ir dormir, afinal o moreno ia demorar chegar mesmo. 

Deitou-se no sofá e adormeu poucos minutos depois. 

Horas se passaram e Ciel continuava dormindo tranquilamente; Sebastian chegou em casa e se deparou com o pequeno adormecido no sofá. 

Caminhou até o mesmo se abaixando em frente a ele. 

Fez carinho no cabelo do menor que logo acordou.

-oi- o moreno sorriu dando um selinho no pequeno 

-oi- abraçou o maior com força.

Sebastian sorriu puxando o mesmo pra seu colo, o moreno suspirou, parecia estar nervoso 

-Sebastian, o que foi? Aconteceu alguma coisa? 

-sim...- suspirou -a gente precisa conversar sério Ciel.


Notas Finais


TANTANTAAAN!!!!!!!! (Música de suspense)
É esse capítulo fica por aqui ^^ espero que tenham gostado
Segue os links ^^

Grell Nerd (pra quem quer relembrar ): https://goo.gl/images/PMPNxF

Grell e Sebby (mine Sebastian):
https://goo.gl/images/oaMbik

Só isso mesmo ^^
Beijos e beijokas nas piras e nas pirokas ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...