História O dançarino do luar - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtanboys, Bts, Jikook, Jimin, Jungkook, Kookmin, Lemon, Taikomochi, Yaoi
Exibições 21
Palavras 1.227
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


YOOOOOOOOOOOO
Mais um cap s2
(Tenho que parar com essa mania de atualizar de madrugada socorr)
Enfim, nem sei o que dizer novamente :,)
Sério, estou muito feliz que tenha gente gostando da história s2
enfim, vou parar de enrolar vocês

Boa leitura (*/3*)/

(Alias estou testando o formato dos capítulos -q sabe como é, comecei agora :,D)

Capítulo 2 - Capitulo 2 - Me desculpe mestre


~~~~Jimin Pov’s Off~~~~

Estava em choque

Definitivamente não era para eu ter sido visto, muito menos por um garoto como aquele.

Pelo estado das suas vestes, com certeza era mais um daqueles encrenqueiros das vilas que vivem brigando com todos por motivos idiotas.

Se ele tivesse visto meu rosto, com certeza seria um problema.

Jin, meu mestre Taikomochi, sempre me alertou sobre os cuidados que devemos ter a partir do momento que nos tornamos artistas aprendizes. E embora não goste de regras, sair sem aquela famosa maquiagem branca que cobre nosso rosto é realmente perigoso.

Temos um motivo para usa-la. Não é apenas enfeite, por mais que não seja tão eficaz quanto uma máscara de verdade, essa maquiagem serve como proteção de nossa pureza enquanto aprendizes e mistérios enquanto Taikomochis.

“Mostrar sua identidade de aprendiz antes do mizuage, é tão grave quanto perder a virgindade.”

As palavras do meu mestre ecoavam em minha mente, me fazendo estremecer enquanto acelerava a corrida. Se alguém me visse daquela forma, seria o fim para meu treinamento.

Devo parecer idiota, afinal se é tão importante, porque sai sem a maldita maquiagem?

Simples, não era para eu ter saído.

Os donos da minha casa de chá são muito preservadores com suas pequenas futuras fontes de renda, então para evitar qualquer problema, eles escondem a maquiagem dos aprendizes no período da noite, justamente para que não possamos sair. Mas eu nunca suportei a ideia de ser preso justamente no melhor período que tinha para treinar minhas danças.

Então, sempre fugi “secretamente” para aquele campo florido, justamente para melhorar minhas habilidades da forma que eu bem entendia, em um lugar que eu podia fazer isso sem a companhia de ninguém.

Na verdade não era tão secretamente, pois um dia, quando estava voltando de lá, acabei sendo descoberto pelo meu mestre que estava acordado com seu protetor, um senhor feudal chamado Namjoon. Então no fim levei uma baita bronca e um lindo sermão, mas o mesmo prometeu continuar mantendo minhas saídas em segredo.

Suspirei fundo, realmente eu só podia estar pedindo para ser banido daquele lugar. Não queria nem imaginar a cara que meu mestre faria se eu chegasse lá falando que me deixei ser visto por um jovem aleatório que apareceu no campo.

Corri mais um pouco enquanto segurava meu kimono para que o mesmo não saísse se arrastando pela grama e terra do lugar enquanto segurava meus itens na outra mão livre. E foi assim desajeitadamente que finalmente cheguei à casa de chá.

Peguei minha chave reserva (cuja origem é uma longa história) e subi na arvore que ficava em frente à janela do quarto do Jin.

Bati algumas vezes antes de ver o mesmo abrir a janela surpreso com a minha aparição, eu nunca chegava àquela hora.

- Ah! Olá Jiminnie, como vai? – perguntou Jin animadamente dando espaço para que eu adentrasse o cômodo – Que milagre ver você voltando antes das 11:00 horas, aconteceu algo?

- Ah oi mestre – disse me curvando levemente para logo voltar a encara-lo – Uh... Pra falar a v-verdade aconteceu algo sim... – disse um pouco receoso.

- Sério? – Pude ver preocupação no seu tom de voz – O que exatamente? – Se sentou na cama fazendo um gesto para que eu me sentasse ao seu lado, e assim fiz.

- A-Ah... É que... eu... – Fui interrompido pela porta que foi bruscamente aberta, revelando dois garotos que eu muito bem conhecia, me fazendo soltar o ar que eu nem vi que estava segurando.

- JIMINNIE!!! – Gritou Taehyung pulando nas minhas costas enquanto Yoongi apenas assistia a cena, os dois eram aprendizes do Jin também, e meus melhores amigos dês do dia que fui trazido para essa casa de chá, á mais de 13 anos pra ser exato. E sim, os dois sabiam também que eu saia de noite para treinar.

- Oi pra você também Tae – Falei soltando o loiro das minhas costas e jogando o mesmo na cama – Oi Yoon – Sorri para o garoto de cabelo esverdeado na minha frente.

- Olá Jimin, e boa noite mestre – Respondeu Yoongi se curvando para Jin e logo se sentando numa poltrona rosa que estava ali em frente á cama. – Tae, onde está sua educação? Cumprimente o mestre também!

- Ah é – Respondeu Taehyung se endireitando na cama – Boa noite mestre – se curvou rapidamente.

Jin que estava apenas observando a cena, sorriu. Mesmo que os garotos á sua frente já estivessem quase na sua idade adulta, suas personalidades continuavam as mesmas. É como se ainda fossem aquelas crianças doces que ele recebeu anos atrás para treina-las e cuidar delas como se fossem seus próprios filhos.

- Boa noite garotos – Respondeu sorridente – Mas então Jimin, continuando o assunto, o que aconteceu? – perguntou se endireitando e encarando o jovem moreno á sua frente.

- Uh... Então mestre... – Respirou fundo – Apareceu um garoto no campo enquanto eu treinava... – disse abaixando a cabeça diminuindo a voz conforme as palavras saiam.

O que? – Jin perguntou espantado – Ele se aproximou de você? Te machucou? – Levantou os braços do garoto surpreso á sua frente – Eu juro que se ele encostou um dedo se quer em você com a intenção de te machucar, eu vou encontrar esse garoto e faze-lo pag... – foi interrompido por um abraço do seu jovem aprendiz.

- Mestre, ele não tocou em mim – Disse Jimin com a voz abafada por estar abraçando Jin – Mas eu pensei que o senhor ficaria irritado comigo, pois ele podia ter visto meu rosto.

- Está louco Jimin? – Perguntou Jin afastando o moreno para encara-lo – Me chamando de senhor? Oras, não sou tão velho assim – Todos no local riram – Mas sério, a primeira coisa que devo me preocupar é seu bem estar, não esses detalhes.

- Obrigado mestre... – Respondeu Jimin sorrindo.

- Mas então Jiminnie, ele era bonito? – Perguntou Tae sorrindo maliciosamente.

- O QUE? – Senti minhas bochechas queimarem instantaneamente.

- Está interessado Tae? – Perguntou Jin rindo da minha reação.

- Ah que isso mestre – Disse Yoongi entrando na brincadeira – Todo mundo sabe que o Tae já está afim de outra pessoa.

- MIN YOONGI EU VOU TE MATAR – Gritou Taehyung pulando na direção do Yoongi, mas foi impedido por Jin, que assim como eu, estava rindo muito da cara do loiro.

- Não gritem crianças, vocês sabem que podem acabar acordando o resto da casa de chá inteira – Disse Jin sentando junto com Tae novamente.

- Mas mestre! Você viu o que esse projeto de arvore falou?! – Perguntou Tae recebendo um dedo do meio do garoto de cabelo esverdeado.

- Ah Tae, vai dizer que você não ficou todo caidinho por aquele filho do senhor Jung? – Recebi um soquinho no ombro do garoto que ficava cada vez mais vermelho com o assunto.

- Ok, podem parar de zoar nosso pequeno Tae – Disse Jin acariciando o cabelo do loiro – Vamos, acho que já está mais do que na hora de irmos dormir.

Assentimos e nos despedimos do mestre, indo em direção ao nosso quarto que ficava, por sorte (ou insistência nossa), no mesmo andar.

Arrumamos nossas camas que ficavam uma ao lado da outra, nos trocamos, conversamos um pouco e nos deitamos para dormir.

Então fechei meus olhos, pensando em tudo que havia acontecido hoje, e principalmente lembrando daquele garoto que havia me visto hoje no campo.

Porque eu pensei nele? Bom... nem mesmo eu consigo responder essa pergunta.

 

~~~~Jimin Pov's Off~~~~


Notas Finais


Enfim, foi isso =,D
Espero que tenham gostado s2
Novamente, perdão se encontraram algum erro ou se algo ficou confuso.
E me digam se preferem o formato do texto assim ou centralizado (como no cap passado)

Até o próximo capítulo! <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...