História D E M Ô N I O - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce, Originais
Personagens Ambre, Castiel, Dimitry, Iris, Leigh, Nathaniel, Nina
Visualizações 5
Palavras 353
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Científica, Hentai, Luta, Mistério, Misticismo, Policial, Romance e Novela, Saga, Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Canibalismo, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Necrofilia, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 3 - Castiel


Fanfic / Fanfiction D E M Ô N I O - Capítulo 3 - Castiel

Este é do feitio vagabundo – um vadio desejado pela grande massa de mulheres má amadas, não passa de um cretino! Jeito moleque no andejo e lábia de malandro o fazem ser quem é, um sedutor. Ele exala luxuria tão fortemente quanto a antiga Grécia, orgias lhe caem bem. O típico malandro que transcende o limite alheio sem se importar, pois se trata de um narcisista de meia tigela. A voz rouca de timbre inocente lhe dá a vantagem.

 Agrade suas vontades e terás sua deixa.

 Seu frontispício é igualmente alvo como a neve assim como o todo o seu resto carnal. Os olhos são cinzentos como dias de neve em Moscou, friorentos e provindos de enigmas inalcançáveis como tal. Não há quem o decifre a menos que seja feito por Fedora, a caída. Uma gravura simétrica cultuada numa silhueta trapézio, o moreno de fios tingidos de carmesim e dono de um olhar maldoso, farreia sua vantagem no padrão vomitado pela mídia para com as muitas alienadas. Lábios apetitosos como fios de escarlate; bocudo e carnudo. Possuidor de dentes brancos perfeitamente alinhados. Seus beijos são os mais deleitosos e delirantes, certamente o primórdio de uma preliminar que eleva a concupiscência da carne. Coito surreal.

 

  Ele bem trata uma mulher somente na cama, é isto: não quer saber de ladainhas de garotas ou sofreres das mesmas. O machista enrustido que nem gordo e nem magro é a pitada do sex appeal que lhe supre a vida pecaminosa. Seu estilo retrata sua natureza egoísta e rebelde, pois se trata de uma releitura grotesca provinda de subculturas urbanas, tais como: punk, grunge e skateboard dos anos 90. Em seus vinte e poucos anos, o vagabundo nem sequer tem um rumo para trajar. Quanto ao mais, ele é tão inseguro igualmente a um menino.

 Ego inflado se fura mais fácil.

  Vermelho, Caçador, Arcanjo, CJ, Bronxs... certamente um homem de muitas faces. Pouco se sabe deste mistério, apenas rumores do galante homem ser um marginal. Cafetão, traficante, assassino, ladrão que importa? Ele é Castiel Joshua Arcanjo Rufino, tendo para si no sentido literal e pejorativo: o dilacerador de corações.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...