História "O Depressivo e O Popular" - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Kuroko no Basuke
Personagens Aomine Daiki, Kagami Taiga
Tags Aokaga, Aomine Daiki, Kagami Taiga, Lemon, Yaoi
Visualizações 288
Palavras 1.703
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura...
(Agradecimentos e explicações nas notas finais...)

Capítulo 3 - Capítulo 03- Me Desculpe...


Fanfic / Fanfiction "O Depressivo e O Popular" - Capítulo 3 - Capítulo 03- Me Desculpe...

Capítulo 03- Me Desculpe…  

 

                                                            Kagami Pov.

Eu abro meus olhos e percebo que ainda estou em meu quarto, me levanto e percebo que já era de manhã. Eu tento abrir meu olho direito mais não consigo, pego meu celular e vejo que havia mais de dez ligações perdidas do moreno, vou até o banheiro e me olho no espelho “Ótimo…”  meu olho estava inchado e roxo, dava para ver de onde longe aquilo, faço minhas higienes e vou para debaixo do chuveiro, assim que a água começou a cair sobre meu corpo coloco minha cabeça para trás, encostando a mesma na parede. Lembro do dia anterior, da parte que Aomine havia cuidado de mim, de nossas conversas, da parte que o mesmo me machucou e do murro que ganhei do meu pai quando eu havia chegado em casa. Meu corpo ainda dói, algumas partes do meu corpo estão todas roxas e inchadas, outras estão vermelhas, mesmo estando com raiva do moreno passei a noite inteira pensando no mesmo. Não que eu goste dele mais só de pensar nele um novo sentimento cresce em mim e eu sempre acabo sorrindo um pouco por isso, ele me faz feliz eu acho. Sinto falta de sua companhia, de nossas conversas, mesmo o conhecendo faz pouco tempo gosto de o ter perto de mim e nem sei se ainda vou conseguir ficar bravo com ele por muito tempo, mas o mesmo foi o único que conseguiu tirar um sorriso de mim e também foi meu único amigo. Mais o mesmo tinha que estragar tudo, solto um suspiro após pensar nisso, término meu banho e coloco minhas roupas para tentar ir a escola, coloco um óculos escuro pra esconder meu olho e pego minha mochila e desço para ir comer algo, como sempre a cozinha estava vazia junto ao monte de garrafas de cerveja e uísque no chão vou até a geladeira e pego algo pra comer e vou caminhando até a presente….

                                                         Aomine Pov.

“Sua chamada está sendo encaminhada para a caixa postal…” mais uma vez ele não atende, o mesmo pode estar dormindo? Acho que sim, mas pelo menos queria ouvir sua voz e tentasse me escutar. Não lhe machuquei por querer, eu fui forçado, me senti sobre pressão e confuso e por isso acabei fazendo aquilo com Kagami. Mais eu…juro que não queria ter feito aquilo, não queria o ter magoado, não queria ter lhe machucado, eu apenas queria o…protege-lo? Minha função era essa certo? Era esse meu “objetivo”, ser amigos o mesmo e o proteger. Para que nada de mal lhe aconteça, mas acho que quem realmente lhe machucou foi o próprio amigo…passo as mãos em meu rosto para tentar esquecer o que havia acontecido ontem, mais era quase impossível. Ver Kagami daquele estado para mim era horrível, o mesmo estava sangrando e machucado e eu claro só o piorei as coisas, eu me jogo meu celular em minha cama, já era de manhã e eu precisava ir para a escola, mas uma coisa eu tenho certeza que o ruivo nunca mais vai querer ver minha cara ou até mesmo escutar meu nome. Tomo banho, visto qualquer roupa mesmo e saio para escola…

                                                       (10 Minutos Depois)

Eu já havia chegado na escola e como sempre, estou rodeado de meninas. Eu apenas fico olhando para o portão de entrada, esperando por Kagami. Quando o mesmo chega, nós ficamos alguns minutos se entreolhando, ele estava com um óculos escuro, “Estranho” o mesmo de repente começa a correr.

-KAGAMI!- Eu empurro algumas meninas e tento sair daquela “roda”, começo a correr atrás de Kagami, o mesmo segue correndo para o corredor eu vou atrás.

-KAGAMI ESPERA!!!

-ME DEIXA!!!

Eu corro um pouco mais rápido, eu pego seu pulso e viro o mesmo pra mim. Ele estava chorando, mesmo com os óculos as lágrimas caiam sobre seu rosto, deixando isso bem óbvio. O mesmo tentava sair mais eu não deixava…agora ele vai me escutar!

-ME LARGA!!!

 

-NÃO!!

 

-KAGAMI deixa eu explicar…

 

-ME LARGA SEU MENTIROSO!!!!

 

-KAGAMI!!- Eu grito com um pouco mais de brutalidade, fazendo o ruivo parar de tentar fugir e ficar com um pouco de medo.

 

-Por favor, me escuta…- Digo olhando em seus olhos

 

-Não…temos mais nada para conversar- Ele diz tentando se soltar

 

-Kagami por favor 

 

-NÃO!! Depois de tudo que você fez, você ainda quer conversar?

 

-Por favor me escuta…- Ele nem presta atenção em mim, ele começa a tentar se soltar mais acaba deixando o óculos cair. Seu olho estava roxo e inchado, “Não me lembro dele estar assim ontem…” O mesmo se liberta e começa a correr novamente.

 

-KAGAMI QUEM FEZ ISSO COM VOCÊ?!!!

 

-ME DEIXA!!!- Ele corre para o banheiro masculino e se tranca em uma das portas.

 

-KAGAMI, ABRA ISSO!!!

 

-ME DEIXA AOMINE!!! SEU IDIOTA!!!

 

-KAGAMI! ABRA ESSA PORTA!!

 

-NÃO!!!

 

Eu simplesmente desisto, melhor tentar falar com ele no final das aulas. Ou no recreio? Não, no recreio irei fazer outra coisa…

                                                 

                                                  Kagami Pov.

-NÃO!!!

Eu grito com as últimas forças que tinha antes de começar a chorar novamente, se contasse a alguém sobre o que meu pai faz comigo…

-*Snif* Por que isso acontece comigo? Por que eu fui mudar de escola? Por que fui inventar de tentar uma amizade com aquele…IDIOTA! Do Daiki? 

Soco a porta do banheiro que estava, eu seco minhas lágrimas e abro a porta. Na hora de ir para a sala tomo cuidado para não encontrar um ser de cabelos azuis novamente, por sorte o mesmo já estava lá embaixo. Eu sento em meu lugar e fico esperando o sino bater, e ao mesmo tempo penso novamente naquele azulado, ainda não sei se ainda irei ficar bravo com ele, mas quando nos encontrarmos uma onde de raiva vem a minha mente e acabo brigando com o mesmo. Escuto o sinal tocar e já começo a ver alguns alunos entrando na sala, principalmente aqueles garotos. Ao foi o último, por quê? A professora chega logo em seguida e assim a mesma dá início a nossas aulas…

 

                                             (Recreio…)

Ótimo recreio, espero que Daiki não me procure de novo. Não quero ver a cara do mesmo nem se for o último humano na terra, eu pego meu celular, meus fones e meu lanche. Vou até aquela árvore que sempre me sento e fico por lá.

 

                                                Aomine Pov.

Recreio, hora de dar uma lição naqueles garotos que me fizeram bater no Kagami e que batiam no mesmo. Escuto algumas meninas me chamando mais eu apenas as ignoro e sigo para o meu caminho, passo por Kagami e vejo que o mesmo está sozinho como sempre, “Eu vou conseguir ter seu perdão!”. Vou atrás da escola, mais ou menos perto do ginásio, onde os mesmos sempre se encontram no recreio, vou até um deles e dou um soco no “líder” do pequeno grupo de garotos. O mesmo cai no chão, e mais uns dois amigos seus vem até mim mais eu consigo derrubar os dois.

 

-SE MAIS ALGUNS DE VOCÊS BATEREM NO KAGAMI SERA MUITO PIOR!!!!

 

-Você…vai se arrepender muito…Aomine..

 

Não escuto direito o que um deles e deixo todos no chão, volto para o pátio e vejo algumas meninas correndo até mim, finjo que nada aconteceu e continuo o recreio normalmente. Quando o sinal toca todos nós entramos na sala, todos entram menos os garotos . Eu juro que se um deles encostarem no Kagami, eu nem sei o que eu faço, por causa deles eu o “perdi”. Depois que lhe vi pela primeira vez, senti que eu deveria lhe proteger não importa o que aconteça…

      

                                                (Fim Das Aulas…)

Término das aulas, finalmente. O tempo já estava fechando e o céu já estava nublado, ninguém havia avisado que mudaria o tempo assim do nada. Finalmente irei conseguir fazer com que Kagami me escute agora, sai um pouco antes que ele é me escondi em um dos arbustos que tem na entrada, fiquei o esperando…

                                             

                                            Kagami Pov.

Finalmente as aulas acabaram, estou com pressa para ir pra casa já que não quero me encontrar com um ser bêbado e ruivo como eu. Só quero me jogar na cama e dormir na mesma junto ao som das minhas músicas, pego minhas coisas e desço as escadas indo em direção a entrada da escola. O tempo estava fechando e como não quero pegar chuva no meio do caminho, eu acelero meus passos até sentir alguém me pegar pelo pulso me fazendo parar imediatamente.

 

-KAGAMI, agora podemos conversar?

 

Tinha que ser você né idiota?!! ME SOLTA!!- 

 

-Kagami não começa…

-Começar o que? Nós estávamos se dando bem, você sabe o quanto doeu em mim, quando descobri que meu ÚNICO AMIGO MENTIU PRA MIM?

 

 

-Eu sei que vacilei mais…eu estava confuso naquela hora…

 

-Confuso? Aomine por favor me deixa ir embora…

 

-Kagami escuta…Ontem eu lhe bati pois…Fiquei confuso, não sabia se te ajudava ou ajudava os meninos

 

-Ah claro, e você tinha que ajudar JUSTO QUEM ESTAVA ME BATENDO?!!

 

-EU VACILEI!!! EU SEI!!! MAIS NÃO QUERO QUE NÓS FICAMOS BRIGADOS!!

 

-…- Ele me solta e solta um rápido suspiro 

 

-Kagami… Depois que te vi, um sentimento e um objetivo cresceu em mim, parecia que alguém… estava falando pra te proteger, de todo mal que aconteceu com você…

 

-Ao…

 

-EU JURO!! Que não queria te machucar, te ver daquele estado ontem Kagami , todo ferido e machucado me deixou sem palavras. E te machucar mais ainda foi um peso enorme em minha cabeça. Pode me xingar, me bater, pode me odiar…mais sempre irei te proteger…- Ele abaixa a cabeça e fecha seus punhos, eu estava quieto sem mover um músculo. “Ele queria me proteger esse tempo todo?” Agora eu que estava confuso

 

-Me Desculpe…- Por fim ele falou.

 

-IDIOTA!!!- Lhe dou um soco em sua cara, um sentimento de ódio veio em mim.

 

-SE QUERIA ME PROTEGER POR QUE ME BATEU?!! TEM IDEIA DE QUANTO ISSO DOEU E MIM? SÓ PARA MANTER ESSA…MERDA DE IMAGEM QUE TEM AQUI NA ESCOLA E SABE QUE MAIS…

 

Ele se aproximou de mim, ergueu meu queixo e me beijou. Fiquei espantado, mais aos poucos fui me entregando ao beijo, era um beijo calmo, romântico e suave, mostrando que o mesmo se arrependeu por tudo havia feito…

 

 

 

 

                   Continua........


Notas Finais


Bom, e aí gostaram? Quero continuação? Ficou bom? COMENTEM!!

Esse capítulo foi escrito pelo celular então por isso está meio bosta. Estava sme criatividade para escrever mais espero que tenham gostado, OBRIGADA PELOS 40 FAVORITOS😘😘😍😍❤️❤️ muito obrigada mesmo gente, AMO VOCÊS❤️

Até o próximo capítulo, talvez já tenha lemon no próximo, mais claro se vcs quiserem...

Bjs😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...