História O Desabrochar da Flor de Cerejeira - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Naruto
Personagens Sakura Haruno, Sasuke Uchiha
Tags Gaaino, Naruhina, Nejiten, Sasusaku, Shikatema
Visualizações 271
Palavras 2.153
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Ecchi, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Sim, eu não morri.
Acontece que tive de fazer um pequeno hyatus, e agora, aos poucos, estou voltando.
Para quem acompanha minhas fanfics, fique atento que logo sai o próximo capítulo de Human Heart e de Se Enlouquecer, Não Se Apaixone, e vem projetos novos por aí, hein? hahaha
Quero agradecer a todos que disponibilizaram um tempinho para ler essa minha pequena história, eu escrevi com tanto carinho... e resolvi retribuir o carinho de vocês com algumas risadas, fazendo um epílogo engraçado par avocês rirem.
Bora ler, né meu povo! Beijão!
Links das minhas outras obras nas notas finais!

Capítulo 10 - Décimo - Epílogo


Fanfic / Fanfiction O Desabrochar da Flor de Cerejeira - Capítulo 10 - Décimo - Epílogo

/ Sakura – Dezoito Anos Mais Tarde

 

Assustou, é lógico que assustou.

 Você acorda de um desmaio e de repente você está grávida.

 Grávida aos dezoito anos.

 Mas até que eu e Sasuke nos demos bem como pais jovens.

 Saímos daquele hospital naquele dia muito felizes para o nosso novo apartamento, e à medida que o tempo ia passando, íamos aprendendo a lidar com nossa nova condição e aprendendo tudo o que a gente podia sobre sermos pais.

 Quando demos a notícia, geral ficou chocada e feliz ao mesmo tempo, TenTen me deu um cascudo e depois me abraçou forte dizendo que se precisássemos dela e de Neji, podíamos contar com eles.

 Nossos pais ficaram bobos, e o casamento “arranjado” das empresas aconteceu às pressas dois meses mais tarde para que minha barriga não aparecesse.

 Quando Hideo nasceu em março, foi uma festa ao descobrirem que o dito cujo era o pai cuspido e escarrado, fora as íris esmeraldas de seus olhos.

 Os gêmeos Hyuuga, filhos da 10/10 e do Neji nasceram uns meses antes, dois morenos de olhos perolados. A garotinha se chamou Midori e o garotinho se chamou Hikari.

 Eu e Sasuke mudamo-nos de moradia, e agora em uma casa bem grande, cercada e com terreno espaçoso, Hideo poderia brincar a vontade.

 Mas Hideo se sentia muito sozinho aos três aninhos, então resolvi lhe dar uma irmãzinha.

 Kyra é seu nome, ela nasceu com cabelos loiros – que posteriormente pintou de lilás - e olhos ônix, uma cópia de mim, mas com as íris de Sasuke.

 Hinata, invejosa, teve a filha dela no mesmo dia que eu.

 Erye Uzumaki nasceu loira de olhos perolados lindíssimos, não negando sua descendência Hyuuga.

Antes de nós, Ino e Gaara tiveram seu primogênito, Akira Sabaku, que Sasuke não gostou nadinha, mas namora nossa filha de quinze anos atualmente.

 Temari e Shikamaru eu nunca mais vi, depois do colegial eles embarcaram em uma viagem para a África e nunca mais voltaram.

Moonlight e Itachi tiveram um garoto chamado Kyo, um menino seis meses mais novo que Hideo, de olhos verde-chá e cabelos negros.

 Se Hideo e Kyo ficarem lado a lado, confundem-se por gêmeos.

 Eu e Moondy nos divertimos horrores com isso.

 Me formei em Medicina e Sasuke em Administração. Hoje vivemos bem e muito confortavelmente, com alguns perrengues aqui e ali, mas logo se resolvem com abraços e beijinhos.

 Na minha cozinha, preparo o café da manhã da minha família quando ouço passos delicados no chão.

 Nem preciso me virar pra saber que Kyra sentou-se à mesa da cozinha e começou a tomar seu suco de tomate.

 Hideo veio logo atrás, e começou a montar o costumeiro sanduíche de maionese com rodelas de tomates.

- Não entendo como podem gostar disso. – Resmunguei para os dois.

 Eles se encararam e riram.

- É antioxidante. – Respondeu Kyra.

- E deixa a pele lisinha. – Argumentou Hideo.

- Vocês tem o sangue ruim do pai de vocês. – Eles começaram a rir, me contagiando também.

- Bom dia, família! – Sasuke disse com um sorrisão no rosto. – Ah, é pra mim?

 Sasuke roubou o sanduíche de Hideo e o copo de suco de Kyra.

- Bom dia, Flor. – Me beijou a bochecha enquanto nossos filhos tinham olhares gelados para ele.

- Devolva o que não lhe pertence. – Falei apontando para nossos filhos.

 Relutante, ele devolveu.

- Pare de me tratar como criança...

- Pare de agir como uma! – Devolvi.

 Hideo e Kyra saíram rindo para ir à escola enquanto a gente discutia.

- Tá bem, chega. – Sasuke se aproximou de mim e enlaçou minha cintura. – Deixa eu calar essa boquinha.

 Dei risada e ele me beijou, lentamente e com uma mordida ou outra nos lábios, às vezes.

- Preciso trabalhar, a Sharingan não lucra sozinha. – Disse ele.

 Suspirei, hoje era segunda, a emergência estaria cheia de adolescentes em com a alcoólico.

- Também preciso ir, me dá carona? – Perguntei.

- Só se você... – E ele começou a sussurrar sujeiras em meu ouvido.

 

A emergência realmente estava lotada, mas de repente, uma aglomeração se formou na direção de onde vinham gritos.

- Me larguem, eu quero ir com ele! – Uma voz extremamente familiar gritava nos braços de um segurança com um bebê no colo. – Me soltem, Suigetsu!

 Karin estava aqui, como sempre foi, toda trabalhada em roupas de grife e com aquela pose de superior, mas o olhar era desesperado, os olhos castanhos derramavam grossas lágrimas.

 Cheguei perto do homem, um homem albino e bem alto, com um tiro na cabeça.

- O que aconteceu? – Perguntei para os enfermeiros que o levavam às pressas para a sala de cirurgia.

- Doutora Uchiha! Já íamos chamar a senhora, Suigetsu Hozuki, trinta e oito anos, ferimento de bala na cabeça, está inconsciente já fazem dezessete minutos, pressão arterial em 15/7, oxigenação em 88%, 234 batimentos por minuto, temperatura à 35 graus e tipo sanguíneo, “O” negativo, a esposa informou.

 Mordi a ponta da unha do polegar, e decidi que nos minutos em que Suigetsu Hozuki era preparado para a cirurgia, eu conversaria com Karin.

- Preparem ele para a cirurgia, vou falar com a esposa. – A equipe assentiu e eu corri para ver a ruiva.

 Karin estava sentada naquelas cadeiras frias, embalando o bebê no colo e chorando compulsivamente.

- Karin Hozuki? – Perguntei.

 Ela olhou para cima e vi uma centelha de esperança naqueles olhos castanhos-avermelhados.

- Sakura? Suigetsu está bem? – Ela se levantou em um sobressalto, tremendo. – Me diga alguma coisa!

- Calma, vamos sentar, sim? – A acalmei e sentei ao seu lado. – Não vou mentir, Karin, o estado dele é crítico, vou fazer a cirurgia de remoção da bala em alguns minutos.

 Seu choro intensificou.

- Sakura... ele é tudo o que eu tenho, por favor. – Ela me olhou no fundo dos olhos. – O salve.

 Sorri e afirmei, logo me chamaram pelos auto falantes e eu fui fazer a cirurgia.

 Ser neurocirurgiã não é fácil.

  Tudo correu muito bem, Suigetsu teve muita sorte, assim que avisei Karin, ela me agradeceu mil vezes e pediu desculpas por tudo sobre anos atrás.

 Depois que se formou, ela foi embora para Los Angeles e cursou Artes Cênicas, fez alguns filmes e conheceu Suigetsu em um dos seus projetos, já que ele é um famosos produtor.

 Apaixonaram-se loucamente e se casaram recentemente, e logo ela teve seu filho.

 Saí do hospital com a imagem dos sorrisos de Karin para o marido ainda desacordado, e isso me deixou mais leve.

 Chegando em casa, mais cedo que o habitual, encontrei Sasuke na garagem guardando seu Maserati – que ele não vende por nada.

 Entramos em casa pela porta interna e nos deparamos com Kyo e Hideo agarrando Midori e Erye.

- Que pouca vergonha é essa?! – Berrei.

- Tia Sakura! – Disse Erye saltando do colo de Kyo. – Podemos explicar. – Dizia gesticulando de olhos perolados bem arregalados.

 Hideo tentou sair de fininho com Midori, mas Sasuke cruzou os braços e sentou na escada, cruzando as pernas.

- Senta lá, amorzinho. – Disse meu marido irônico.

 Por fim, todos estavam sentados no sofá comigo andando e falando e Sasuke apenas concordando com tudo.

- E se fosse o Neji? Ou pior. – Arregalei os olhos. – O Naruto? Já imaginaram o escândalo?  Sabem que eles vivem aqui em casa, caramba!

- E não venham me dizer “ai, não aconteceu nada”, que eu sei que vocês transam mais que cachorros no cio. – Sasuke argumentou.

 Midori e Kyo ruborizaram.

- Tia, eu faço o que você quiser, só não conta pra minha mãe... – Disse Kyo.

- Contar o que pra mim? – Moonlight e Itachi entraram em nossa casa.

- Que ele já transa... – Murmurou Sasuke.

- Sasuke! – Bati em sua nuca.

- Ai, sua bruta! – Ele resmungou.

 Moonlight ficou pálida e logo correu para perto do filho.

- Como assim?! Me conta, amor, conta pra mamãe! – Ela sorria. – Como foi? Com quem foi? Eu quero de-ta-lhes!

 Itachi bateu no próprio rosto.

- Deixa o garoto, Amor. – Ele disse.

- Ah, Ita, eu não tive filha nenhuma, mais que justo ele me contar suas experiências e peripécias! – Moonlight retrucou. – Quem é ela? Ou ele? Ser diferente é normal amor, sabe que é válida todas as formas de...

- Eu mesma. – Erye se levantou. – Olá sogrinha.

 O queixo de Moonligh caiu.

- A prole do Naruto? Sério? Sabe o pepino que você acabou de enfiar no cu, moleque? – Moonlight bateu na cara de Kyo. – O Naruto vai te matar, nem se você tivesse traçado a Kyra o Sasuke comeria tanto o seu fígado quanto o Naruto, sabe que Deus criou os primos pra não pegar os irmãos!

- Hey! – Sasuke protestou. – Minha florzinha é pura!

 Revirei os olhos, mal sabe ele...

- E você, senhor Hideo, não tem nada para dizer não? – Coloquei a mão na cintura.

- Isso é tão irritante. – Ele bufou.

 Tirei o tamanco e joguei na cabeça dele.

- Tu me respeita, seu resto de aborto mal sucedido! Eu não te criei na base do leite NAN pra você me desrespeitar dessa forma!

 Sasuke teve que me segurar para eu não avançar no meu próprio filho, mas já estávamos acostumados com isso.

- Usaram camisinha pelo menos? – Sasuke perguntou de olhos fechados massageando as têmporas.

- PAI EU JURO QUE USEI. – Kyra se jogou de joelhos no chão como uma perfeita canceriana dramática.

 Akira atrás de si começou a suar frio.

 Antes que pudéssemos ter alguma reação, Hideo já o havia socado.

- Sou cretino, você comeu a minha irmã!

 Sasuke colocou a mão no coração e sentiu o infarto chegar.

- Mas que merda tá acontecendo aqui?! – Disse uma voz bem conhecida.

 Todos encaramos a família que havia acabado de entrar, eu prestando primeiros socorros ao Sasuke, Midori desmaiada, Hideo com a mão no pescoço de Akira, Kyra comendo pipoca com Erye, Moonlight torcendo para Akira com uma plaquinha feita no Snapchat escrito “Vai Akira!”, Itachi e Kyo com vergonha alheia, Temari e Shikamaru de boca aberta, e uma garota de porte pequeno de cabelos loiros e olhos verdes escuros.

- Temari?! – Exclamamos eu, Sasuke, Moonlight e Itachi.

- Eu mesma. – Disse rodando o corpo bronzeado.

 Discretamente arrumei o sofá e encarei a todos os presentes para que sentassem, e assim todos nos acomodamos.

- Como estava a África? – Perguntou Itachi.

- Quente, mas conseguimos ajudar muita gente carente lá, e tivemos o nosso tesouro.

 Sasuke balbuciava coisas como “minha filhinha” “minha garotinha” “meu bebê, desonrado”.

- E essa coisa linda? – Apontei para a garota.

- Essa é nossa filha, Shin. – Shikamaru falou, e ela fez uma pequena reverência.

- Estão vendo? – Perguntou Moonlight. – É esse o meu sonho de princesa, filhos educados!

 Todos rimos e aos poucos a tensão se foi.

 

 Para comemorar a volta de nossos amigos, chamamos a todo o nosso bonde para um jantar.

 Ao redor da enorme mesa, todos conversavam alegremente.

 Um barulho de taça foi ouvido e destinamos nosso olhar para Hideo.

- Eu gostaria de fazer um comunicado. – Ele estendeu a mão para Midori. – Por muito tempo, eu gostei de uma garota em segredo, e eu descobri recentemente que ela também sempre nutriu sentimentos por mim. Éramos melhores amigos, e hoje somos mais que isso, pois nossos sentimentos estão conectados. – Ele abriu uma caixinha de veludo e estendeu para Midori. – Midori, sei que nunca chegamos a namorar, mas eu gostaria de pedir aqui, em frente de todos, que você se torne minha, para o resto das nossas vidas, e que more comigo durante a faculdade, claro. – Todos suspiraram emocionados com risinhos do comentário. – Casa comigo?

 Todos em silêncio, esperando a resposta.

- Sim! – Ela se atirou nos braços dele e todos batemos palmas, Tenten Se aninhou em Neji, que sorria também.

 Neji era o pai menos ciumento, ele confiava em seus filhos e eles lhe contavam tudo, então não foi surpresa alguma para ele o envolvimento de nossos filhos.

 Sasuke sorria, acho que esqueceu por um momento sobre a virgindade da nossa filha.

- Acho que eu tamb... – Akira começou.

- Cale a boca. – Sasuke disse ríspido, o fuzilando. – Você ainda está queimado comigo, viu garoto?

 Ino e Gaara riram da situação, já havíamos contado sobre o que aconteceu.

 Na verdade, o único que ainda não sabia que a filha transava era Naruto.

 Me aconcheguei em Sasuke, e olhei em volta.

 Midori e Hideo se abraçando, Kyra e Akira com as mãos entrelaçadas, olhares tímidos de Hikari e Shin, beijinhos inocentes de Erye e Kyo, tudo na mais perfeita paz.

- Sim, menina! – Ouvimos a voz de Moonlight e risos de Hinata. – Kyo e Erye transam mais que coelhos no cio!

 Elas só não contavam que Naruto havia voltado do banheiro.

- AH SEU MOLEQUE!

 E nossa vida foi assim, depois de livrar as mãos do Uzumaki do pescoço de Kyo, nós vivemos felizes para sempre.

 Até Midori desmaiar nos braços de Sasuke, nostálgico...

 Não, espera aí!

- Não é familiar, Saky? – Pergunou Ino ao meu lado.

 Porra!


Notas Finais


Segue os links aí pra vocês das fics novas <3

Human Heart {BoruSara, InoHima, SasuSaku, NaruHina} : https://spiritfanfics.com/historia/human-heart-10329509

Se Enlouquecer, Não Se Apaixone {SasuSaku} : https://spiritfanfics.com/historia/se-enlouquecer-nao-se-apaixone-10316407

Chave de Cadeia {OroShin - One Hentai} : https://spiritfanfics.com/historia/chave-de-cadeia-10334625

Mesa de Mogono {NaruHina - One Hentai} : https://spiritfanfics.com/historia/mesa-de-mogno-10280075

A Luz Detrás de Seu Olhar {2Shot - Original} : https://spiritfanfics.com/historia/a-luz-detras-de-seu-olhar-9901296

Setembro Amarelo {SasuSaku - Campanha Contra o Suicídio - Baseado em Fatos Reais - One} : https://spiritfanfics.com/historia/setembro-amarelo-10918543


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...