História O desconhecido - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Sussurro (Hush, Hush)
Personagens Nora Grey, Patch "Jev" Cipriano, Rixon, Vee Sky
Tags Hush Hush, Mistério, Nora, Patch, Português(portugal), Romance, Sedução, Sexo
Visualizações 53
Palavras 583
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem

Capítulo 4 - O desconhecido4


Já era por volta do meio dia, acordei no quarto de Patch, apenas tapada por um lençol cinzento, Patch já não estava ao meu lado, como estava, quando eu adormeceram no seu peito.

Levantei -me e reparei que as minhas roupas já não se encontravam no chão, então, fui ao armário de Patch e vesti a única peça branca que havia no seu armário, uma camisa.

Dirigi -me à cozinha onde Patch já cozinhava tacos.

-Bom dia meu anjo-disse Patch com um sorriso nos lábios-essa não é a minha camisa??

-Bom dia Patch, sim é,como a minha roupa já não estava no teu quarto eu decidi roubar-te uma camisa, que por acaso têm o triplo do meu tamanho-disse sorrindo

-Bem essa camisa com o triplo do teu tamanho, fica-te melhor a ti do que a mim-disse acariciando o rosto.

-O que é que tu tens que me faz querer te tanto? -disse-lhe olhando nos seus olhos pretos.

-Acho que sofremos os dois do mesmo problema-disse Patch dando uma gargalhada suave.

Patch beijou-me, mas desta vez o seu beijo era mais suave e calmo do que nunca, Patch estava calmo, o seu beijo transmitia paz e desejo.

Nora Grey tu és incrivelmente linda.

Só consegui corar, e em seguida fomos almoçar.

Mais tarde recebi um telefonema.

-Boa tarde,fala a filha do Sr.Grey?

- Sim.

- Eu peço que se dirija imediatamente ao hospital de coldwater.

-Porquê? O quê que se passa?

-O seu pai teve um acidente e não sabemos se ele vai conseguir sobreviver.

- O que é que aconteceu ?-disse agitada

-É melhor vir para cá.

-Patch preciso que me leves ao hospital o meu pai teve um acidente e eu não sei o que fazer-disse derramada em lágrimas- O meu pai é a única família que me resta.

-Ok vai te vestir, e não te preocupes que vai correr tudo bem.

Patch levou -me então para o hospital.

-Pai?- disse a chorar

-O seu pai está em coma profundo mas ele consegue ouvi-la - disse o médico.

-Quanto tempo é que o meu pai dura?

-Vou-lhe ser muito sincero, há poucas probabilidades de o seu pai sobreviver.

-Eu não acredito ele não pode morrer, ele é a única família que eu tenho.

-Preciso que me oiças pai. Eu preciso que aguentes,preciso que fiques melhor,eu preciso de ti....

-Nora vamos para casa descansar.-disse Patch

-Não,eu quero ficar com ele...

-Já não há nada que possas fazer hoje, vêm descansar, tens que ter energia para quando ele acordar.

-Tens razão....

Com isto despedi-me do meu pai e fui para casa com Patch.

Quando chegamos a casa, Patch foi fazer o jantar e eu apenas fui para o seu quarto pensar como tudo tinha acontecido, não sabia quem tinha provocado o acidente, não sabia nada acerca do acidente, só sabia que o meu pai estava em coma e que aquela podia ter sido a última vez que tinha visto o meu pai.

-Patch....

-Sim meu anjo?

-Pode ter sido a última vez que vi o meu pai com vida....

-Não penses assim,meu anjo-disse Patch acariciando o meu rosto.

-Sabes que é verdade...

Patch aproximou-se e beijou-me.

No dia seguinte Patch levou-me ao hospital. O meu pai estava melhor, mas ainda não tinha acordado, apesar de tudo tinha havido uma melhora significativa.

-O seu pai quando acordar vai ter que ficar por aqui algum tempo.

-Sim eu compreendo,mas daqui a quanto tempo é que ele vai acordar?

-Ainda não sabemos pode acordar amanhã, daqui a 2 semanas, daqui a 1 ano,daqui a 5, não há mesmo uma estimativa de quanto tempo ele vai demorar a acordar.

Ao fim do dia estava a ir embora do hospital quando vi uma cara bastante familiar,familiar de mais até....


Notas Finais


Espero que tenham gostado.
Até ao próximo capítulo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...