História O destino - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Avril Lavigne, Becky G, Cara Delevingne, Cody Christian, Daniel Radcliffe, Dylan Sprayberry, Ian Somerhalder, Jamie Campbell Bower, Jared Padalecki, Jensen Ackles, Kaya Scodelario, Lily Collins, Martin Garrix, Shay Mitchell, Shelley Hennig
Personagens Ian Somerhalder, Jamie Campbell Bower, Jared Padalecki, Jensen Ackles, Martin Garrix, Personagens Originais
Tags Clichê, Finais Felizes São Chatos
Exibições 20
Palavras 1.578
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Heyyyyy galera como cêis tão? Hum. Desculpa a demora pra postar. Obrigada por ler minha fanfic vocês são demais❤❤❤❤❤

Capítulo 24 - Tudo bem né?


Fanfic / Fanfiction O destino - Capítulo 24 - Tudo bem né?

"Amar pode curar
Amar pode remendar sua alma
E é a única coisa que eu sei
Eu juro que fica mais fácil
Se lembre disso em cada pedaço seu

E é a única coisa que levamos com a gente quando morremos"

             Photograph 

                              

                            Pov. Karol

        Acordei e fiz como o de costume tomei banho, me troquei e tomei meu café da manhã. Douglas disse que queria conversar depis que eu voltasse da escola e ainda destacou "  Vem direto, se não vou te buscar" e nem preciso falar que agora a namorada dele se instalou aqui em casa né. 

         Fui andando até a escola como de costume e rezando para que Giovanna não aparecesse no caminho. Estava indo tudo como o planejado até que ao chegar um pouco perto da escola a linda apareceu atrás de mim.

         - Oi, amor. Tudo bom? - perguntou ela me abraçando e comprimentando.

         - Oi, linda. To sim é você?

         - Bem. - Ela ficou me olhando sorrindo e eu sorri de volta, até que a mesma me deu um beijo, e eu logo recuei.

          - Mas o que?

          - Lembra? Você disse 3 meses e a gente talvez poderia tentar algo. 

          - Sobre isso. A gente precisa conversar.

          - Pode falar. Você voltou com o seu ex namorado não é? Mas lembra que ele te deixou durante 3 MESES sem nada, nada, nada e agora ele fala " Vem cá minha cachorrinha" e você trouxa vai.

           - Giovanna por favor, para.

           - Para porque. Agora deixa eu só te contar uma coisinha que ninguém teve coragem de contar sabe esse seu namoradinho vi ele no primeiro mês que te largou numa boate que eu vou se amassando e esfregando numa... Numa como você chamaria? Ah puta qualquer. - Fiz cara de surpresa. Minhas lágrimas já teimavam em descer mas eu seguraria até poder pelo menos sair daqui. - Ah mas isso ele não te contou não é mesmo? - Ele soltou uma gargalhada. 

          - Eu tenho que ir. E você é melhor parar de beber, tá com bafinho de whisky. - sai andando o mais rápido que pude e olhei de relace pra trás e vi Giovanna parada me olhando. 

          Fui pra praça na frente da escola, me sentei em um banco e pude soltar as lágrimas que estavam entaladas. Eu não queria já estava cansada de chorar pela mesma coisa. Vi um pouco de verdade nós olhos de Giovanna e aquilo me assustou. Mas ele tinha o direito não tinha? Ele poderia ficar com alguém não estávamos mas juntos, claro que ele podia. Além do mas ele está comigo agora não está?  Mas que droga, eu e essa maldita insegurança.

        Já era 7 horas os portões estavam fechando quando eu entrei e fui direto pro banheiro. Lavei meu rosto, e fui pra sala de aula. Entrei e fui direto para meu lugar, me sentei e tentei prestar atenção na aula, mas foi uma tentativa falha. Já que de 5 em 5 minutos Matheus olhava pra minha cara e sussurava "você tá bem?" 

        Eu já tô cansada de todos, porque ninguém me contou? e a Giovanna que ataque foi aquele? O sinal bateu e eu saí primeiro que todos, fui direto pra um lugar isolado e fiquei sentada olhando pro nada. Acabei nem comendo nada. Não queria ninguém me perguntando como estou ou o que aconteceu. Cansei.

        Não fiquei até o fim da aula. Fui pra praça fiquei lá esperando tocar o sinal. Não vou deixar pra amanhã, tenho que conversar com Matheus ainda hoje. Me lembrei de quando apelidei ele pra Bella de " O garoto gato dos olhos azuis" e ri de mim mesma lembrando de tudo. De como conheci ele dos nossos bons momentos, do tempo do nosso namoro e da nossa primeira noite. 

         O sinal tocou e os alunos já estavam saindo. Matheus me viu e veio ao meu encontro. Me deu um forte abraço e me deu um selinho. 

         - O que aconteceu?

         - Tudo aconteceu - Respondi e ele ficou mais confuso ainda.

         - Você tava distante. Nem falou comigo e no intervalo sumiu, além de ter faltado na última aula. 

         - A Giovanna me disse uma coisa...

         - Você tava falando com.... - Cortei suq fala.

         - Não importa. Ela disse que você ficou com uma garota em uma boate um mês depois do tempo que você pediu. - Ele des cara de triste e não olhava nos meus olhos. - Então é verdade? 

        - É.

        - Olha tudo bem. Mas você podia ter me contado. Você tinha o direito não estávamos mas juntos e...

       - Para Karol. Eu sei que você tá magoada, e eu sei que você não ficou com ninguém. - Acho que descobrimos um stalker - Mas o que importa é agora. E eu tô com você e você comigo.

       - Você ainda vai me contar essa história de stalker e essa garota aí. Agora eu tenho que ir.

       - Quer que eu te leve?

       - É melhor não.

       - Tudo bem então. - Dei um selinho nele.

       - Não é nada com você, talvez um pouco. Meu irmão tá me esperado pra " Conversar". Tchau. 

        - Até então. 

       Fui direto pra casa quando cheguei Douglas estava sentado no sofá me esperando.

      - Ok, to aqui - Me sentei ao seu lado.

      - Você pode começar explicando o seu pescoço cheio de chupões.

      - Eu voltei.

      - Ahn?

      - Eu voltei com o Matheus, aí passei q noite com ele num chalé aqui em SP.

      - Perai aquele muleque qur te pediu um tempo já faz 3 meses? Karol sua trouxa.

      - Porque trouxa?

      - Porque tempo pra mim é meio que uma forma elegante de dizer " Eu vou ali pegar umas pessoas diferente, e talvez, a gente pode voltar tá" 

       - Douglas...

       - Não tudo bem. Você quer ser trouxa seja mas eu não gosto desse menino só isso. - Ele tinha um pouco de razão.

       - Só isso?

       - Não ainda tem uma coisa. Nunca mas faça isso, se for passar a noite fora com um garoto me avise antes. 

       - Tudo bem. - Levantei do sofá - Vou pro meu quarto terminar alguns trabalhos.

       - trabalhos?

       - É ou você acha que How to get away with murder não é um trabalho? - Ele riu.

       - Só uma coisa. Final de semana vou pra BH com a Thais num evento que vão ter. Se você quiser ir.

       - Vou ver. 

       Subi pro meu quarto tomei banho coloquei meu pijama, sim 3 e pouco da tarde e eu ja estava de pijama mas provavelmente não vou sair mais do quarto mesmo. Coloquei HTGAWM  no notebook e comecei assistir. Acho que alguém vai terminar a 2 temporada hoje. 

                        Pov. Giovanna

      Hoje meu dia foi um cú sério que merda foi essa? A garota infeliz na qual era amiga disse que depois de 3 mísero meses talvez poderíamos tentar algo, tudo bem que ela tava um pouco bêbada mas não totalmente né. Também soube qur a trouxa voltou com o namorado que pediu um tempo e nesse tempo pegou várias. Confesso posso ter estrapolado mas eu não contei que ele ficou com várias e sim com uma "puta qualquer" acho que fui até boa demais. Mas ela falou uma coisa que meio que me magoou bastante. Cara o que eu tô me tornando 7 horas da manhã e eu já tinha ingerido uma dose de whisky, talvez eu esteja viciada. O álcool de deixa calma, eu fico muito agitada sem é como se minha cabeça não parece por um segundo sabe? Escola, faculdade, Karol, Ian, meus pais brigando consecutivas vezes ao dia é muita coisa ao mesmo tempo pra uma cabeça só. 

       Esses 3 Meses foram bem loucos. Lembra da virgindade que eu queria perder com alguém especial então perdi com um menino qualquer do 3 Ano do médio.  Eu meio que virei bi já que transei e fiquei com umas 5 meninas nesses últimos meses. Ta tudo bagunçado. 

 


Notas Finais


Gente pode comentar tá. Não queria dizer isso mas a fanfic tá na reta final, isso mesmo tá quase acabando💙 queria perguntar um negócio, o que vocês acham de depois do último cap eu fazer um especial de 10 anos a frente e tudo o que aconteceu depois??? Hum. Bjs e até o próximo💙💙💙💙💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...