História O Destino é idiota - Capítulo 8


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Got7, Seventeen
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jinyoung, Jungkook, Lee Jihun "Woozi", Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Hoseok, Jikook, Jimin, Jin, Jungkook, Namjin, Namjoon, Seokjin, Sobi, Taehyung, Vhope, Yoongi, Yoonmin, Yoonseok
Visualizações 126
Palavras 1.095
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


QUE COMEBACK DO BTS FOI AQUELE? MDS! EU AINDA TO NO CHÃO.

Eu so percebi que precisava postar hoje. Sorry.

BOA LEITURA!

Capítulo 8 - Lembranças e Brigas


Fanfic / Fanfiction O Destino é idiota - Capítulo 8 - Lembranças e Brigas

*HOSEOK POV*

Discuti com Yoongi durante um bom tempo. Não acredito que ele mentiu! "Eu não parei de tomar os remédios. Eu estou bem, Hoseok." Idiota!

Lembro-me muito bem quando a senhora Min me contou...

"Hoseok, o Yoongi tem Cefaleia Crônica."

No começo eu queria repreender o mais velho por não ter me contado sobre as dores, depois eu quis cuidar dele. O guardar em um potinho e o proteger.

Yoongi sempre teve crises. Mas nenhuma foi tão forte quando da vez que ele discutiu com o pai, logo após fazermos aquela aposta estúpida. Ele teve enjoos, vomitou várias vezes e não podia ver nenhum tipo de claridade. Foi horrível.

Subi para o meu quarto e resolvi fazer uma faxina. Me acalma. Fui tirando tudo do lugar; arrumando livros por ordem alfabética, Passando aspirador de pó, arrumando gavetas. Até que achei a antiga carta. A carta que Yoongi me enviou a dois anos atrás.

Oi Jung,

Bem, acho que você deve estar que nem um maluco me ligando agora não é? Desculpe.
Não, não se preocupe, isso não é uma carta de suicídio.

Acontece, Hobi, que eu não estou em Seul. Nessa hora meu avião já deve ter pousado em Busan. Sinto muito, eu não vou voltar se é isso que quer saber.

Bem, eu fui embora porque... Eu realmente gosto de você Hoseok. Na verdade, eu o Amo.
Eu precisava me afastar, sabe? Não se culpe. Se precisar pode me culpar.

Você não tem noção como é bom ver seu sorriso; como é bom ver você se preocupar comigo. Mas não dá mais, Hobi. Acho que você precisa ficar sozinho sem mim por um tempo. Eu preciso.

Escute, termine com JinYoung. Eu sei que você... O ama. Mas, olha, quando voce chorar eu não estarei ai. Então, por favor termine com ele. Não estou mandando, estou pedindo. Faça o que quiser Hobi, mas faça o melhor para você.

Veja bem, eu vou ficar sem falar com você por um bom tempo. Meu celular ficou com a minha mãe, ai em Seul. Ela não sabe que eu fui. Conte a ela por mim. Caso queira me mandar algo, uma carta talvez... Pode me mandar, o endereço será o mesmo dessa aqui.

Eu te amo tanto... Vou sentir sua falta, Seok.

~Min.

Sem perceber lágrimas já rolaram pelos meus olhos. Eu amava Yoongi. Claro que sim. Mas ai JinYoung apareceu, ele era incrível, me fazia esquecer qualquer pessoa... Menos Yoongi.

As vezes discutíamos sobre ele. Quando o mais velho foi embora eu tomei coragem e terminei com JinYoung. Ele aceitou, havia encontrado outra pessoa.

Um ano depois, eu conheci Taehyung na faculdade. Ele faz Artes Cênicas até hoje enquanto eu faço dança. A personalidade dele é incrível, seu sorriso quadrado é apaixonante, mas nada nele me lembrava Yoongi... Apenas o jeito que meu coração disparava quando o via, mas ainda era diferente, era mais fraco.

Ele continua sendo um ótimo amigo e namorado. Mas ainda sim, ele não é perfeito. Ninguém é. Taehyung sempre saiu com várias pessoas. De vez em quando eu "conheço" alguma delas. Isso sempre acaba levando a uma discussão que termina em eu abraçando um Tae chorando.

Voltando a Yoongi... Quando estávamos na nona série, Yoongi se apaixonou por duas pessoas. Sim, duas. Uma garota da oitava série; Morena, olhos castanhos, sorriso encantador, Hetera. E um garoto também da oitava série; Cabelos tingidos de azuis, olhos castanhos, personalidade incrivel, Gay.

Foi ai que Yoongi descobriu que era Bi. Ele me descreveu o que sentia quando via os dois. Era exatamente o que eu sentia quando via o Min. Mas acabou passando... Ele não ficou com nenhum dos dois no final. Quer dizer, ele pegou os dois mas não namorou nenhum. No colégio, Yoongi só teve uma namorada. Não me lembro o nome dela muito bem, só me lembro que foi na mesma época que Jinyoung apareceu.

Depois disso eu namorei três garotos. Jinyoung foi o terceiro. É... Foi uma época maluca.

-Posso entrar? -Escuto a voz de Taehyung e limpo o rosto rapidamente colocando a carta dentro de um livro qualquer.

-Claro. -Sorrio e vejo ele entrar olhando o cômodo.

-Resolveu fazer faxina? -Nós rimos.

-Para passar o tempo. -Vejo ele ir até a varanda e vou atrás dele.  Ele se coloca de frente para a vista da rua movimentada de Seul, quieto. Taehyung não é quieto.

-Hey, o que ouve? -O abraço por trás enterrando meu rosto em seu pescoço.

-Me desculpe, Hoseok. -Ele se coloca de frente pra mim me abraçando. Logo sinto lágrimas molharem meu ombro exposto.

-Desculpe? Tae, Amor, o que ouve? -Afago seus cabelos.

-E-Eu falei com Minjae hoje. -Diz em meio a soluços. Minjae era um amigo de Taehyung. Só um amigo mesmo. -Ele tem razão, Hyung! Eu tenho sido um pessimo namorado!

-Shiiii. Não tem não Tae, esqueça isso. -Aperto o abraço e ele faz o mesmo.

-Cale a boca, Hobi! V-Você sabe que é verdade! D-Droga, você deveria me odiar!

-Eu não posso te odiar, porque eu te amo. -Eu o amo, certo?

A resposta não vem. Taehyung abaixa os calcanhares -que eu não vi que estavam levantados- e esconde o rosto no meu pescoço. Beijo o sua boxexa e faço carinho em seus cabelos.

-E-Eu te amo Tanto. S-Sinto muito. -Peço para ele ficar quieto e Faço carinho em suas costas.

-Tudo bem, amor. Eu estou aqui.

-Eu não acredito que você parou de tomar! -Escutamos o grito de Jimin e algo caindo e quebrando no chão. Minha mãe havia saído com minha irmã.

Taehyung e eu nos separamos e descemos as escadas com pressa.

-Jimin, Você não entende! -Yoongi gritou de volta. Um prato havia caído da pia molhada.

-O que eu não entendo? Eu sou seu namorado! Voce mentiu, Yoongi! -O mais velho suspirou e passou as mãos no cabelo. Conheço isso, ele estava perdendo a paciência- Você poderia pelo men-

-Pelo menos o que?! -Yoongi gritou assustando a todos, Inclusive Jimin. -Você sabe o quanto eu não gosto de depender de uma coisa! É horrivel depender daquilo! Mas parece que você não se importa, não é? -Ele ri sarcástico -Quer saber? Foda-se! -Ele pega a jaqueta preta em cima do sofá e sai de casa batendo a porta.

Jimin encara a posta assustado e com os olhos lacrimejando. Jungkook vai até ele e assim que toca seu ombro é abraçado.

Yoongi odiava tomar os remédios. Ele odiava tudo isso. Mas eu o convencia com risadas, aegyo e pedidos sinceros. Eu nunca o forçava. Sempre fiz isso para o bem dele.

   


Notas Finais


E AI? PÁ!

Gostaram? Desenvolvemos algo? Hmmm...

Até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...