História O destino é quem decide- Two season - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Caitlin Beadles, Chaz Somers, Christian Beadles, Justin Bieber, Ryan Butler
Personagens Barbara Palvin, Caitlin Beadles, Chaz Somers, Christian Beadles, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Ryan Butler
Exibições 56
Palavras 1.806
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


PREPAREM OS LENÇOS. PREPAREM OS LENÇOS. NAO DIGAM QUE EU N AVISEI.
N ME MATEM. AMO VCS.

Capítulo 10 - Morto.


P. V. O. Bárbara.
Pela manhã tomei café e voltei para o meu quarto.
Julie estava começando a engatinhar. Fiquei vendo ela engatinhando por bastante tempo.
Castiel me ligou e disse que viria aqui as três  da tarde.   Estava quase na hora do almoço. Dei o dia de folga a Berenice,ela ficou muito feliz. Disse que tinha que resolver uns problemas. Não disse quais eram mas....
Enchi um pouquinho da minha banheira para dar um banho em Julie.
Ela ama água. Fica toda animada quando me vê indo pro banheiro.
Tirei sua roupinha e coloquei ela dentro da banheira. A mesma ficou super contente.
-Julie. Já esta na hora de sair vamos lá.
Peguei ela no colo e ela fez uma cara de choro.
Mês que vem é seu aniversario.
Vou fazer uma festa.
Troquei Julie. Coloquei um bore rosa bebe e uma sapatilhazinha. Penteei seus cabelos. Já estavam bem grandinhos,são lisos e loiro escuro. Ela é a copia exata dele.
a campainha toca.
Vou atender. 
-Ah oi-Digo
-Oi!-Diz Logan.
-Entre-Digo
-Licença- Diz -Vai fazer o que hoje?
-Nada. Vou ficar por aqui mesmo. -Digo.
-Tendi. Queria saber se você quer ir em um clube comigo. -Diz
-Sim. Claro. Só tenho que arrumar Julie e me arrumar. -Digo
-Julie?-Diz
-Minha filha -Digo e saio para arrumar nossas coisas.
Pego protetor solar,biquíni ,roupa, toalha.
Coloco o biquíni em Julie logo. Ponho um vestidinho simples. Pego o bebe conforto e minha bolsa com as coisas.
Logan me esperava na sala.
-Vamos!?-Diz
-Vamos-Digo.
Fomos para seu carro.
Coloquei o bebe conforto de Julie no banco de trás.
Me sentei no banco da frente. Pus o sinto e fomos.
Ele estava com uma ranger rouver preta.
Fomos ouvindo músicas e conversando bastante.
Chegámos meia-hora depois.
O clube não estava cheio. Estava bem vazio. Só tinha um casal e a gente.
O dia estava quente. Muito sol.
Nos sentamos entre a piscina de criança e a piscina de adulto.
Passei protetor em Julie e em mim.
Tirei o short e a blusa e fiquei só de biquíni.
Logan estava apenas de bermuda.
Botei Julie na piscininha de bebes.
-Iai -Diz Logan -Não sabia que já tinha uma filha.
-Eu adotei ela-Digo
-Entendi-Diz-Porque?
-Por que ela me lembra muito uma pessoa que eu amo. Ou amava pelo menos. Mas eu estava pensando esses dias  Um dia, alguém vai aparecer na sua vida e tirar tudo do lugar. Mudar os seus hábitos, algumas opiniões, a sua cor preferida, os seus passeios de sexta, o seu programa de tv. Vai mudar também o primeiro pensamento ao acordar, e os sonhos de todas as noites, vai fazer você se superar a cada dia, e aprender a essência verdadeira do amor. Essa mesma pessoa vai fazer o seu pesadelo de infância mudar, e o que era o bicho papão do armário agora é o medo de vê-la partir algum dia. Essa pessoa vai também ser a razão para você estar aqui. Vai fazer você ter vontade de apresentá-la a todos, ter vontade de mostrar suas manias, levá-la aos seus lugares prediletos, vai fazer crescer em ti algo muito belo e especial, algo que você jamais sentiu. Vai fazer também você sonhar acordada durante a aula, durante a viagem do ônibus do parque até a sua casa, durante o banho. Vai fazer você ficar suspirando de minuto em minuto, vai fazer você sentir paz apenas ao olhar para ela. Essa pessoa vai pegar seu mundo e virar do avesso, mas você não vai ligar, apenas vai achar tudo muito lindo, como tudo o que ela faz. Vai fazer você pensar em futuro, em construir uma família. Vai fazer você desejar sempre ser o seu melhor só para agradá-la, vai querer fazer você em pleno sábado assistir um filme reprisado na tv, apenas porque a companhia ao seu lado será ela. Essa pessoa vai te fazer crescer, te fazer vibrar a cada sorriso, e sempre vai estar ali para abraçar você caso haja quedas. Essa pessoa será seu porto seguro, aquela que você sempre esperou. Essa pessoa é o seu amor da vida toda. Mas não deu certo. Tudo isso aconteceu e não deu certo. Eu o amava tanto. Muito mesmo. Mas esse amor apenas me machucou. Não fisicamente. Psicologicamente. No fundo da alma. -Digo.
Ele me olhava atentamente.
Ele estava cada vez mais perto de meu rosto. Eu conseguia sentir sua respiração se chocando contra a minha.
Nossos lábios se tocaram levemente.
Tinha gosto de fandangos e chocolate.
Parei o beijo. Senti que alguém estava nos observando.
-O que? Não gostou?-Diz
-Não é isso. É que eu tenho namorado. Foi só um deslize. Vamos fingir que isso nunca aconteceu esta bem?-Digo
-Tudo bem-Diz
Entro na piscina e fico lá durante um tempo.
Decidi pregar uma peça nele.
-LOGAN. LOGAN SOCORRO.
Fingi estar me afogando.
-BÁRBARA!? JÁ TO INDO. -
Ele pula na água e me pega no colo. Finjo desmaio.
Sinto seu desespero. Deu uma enorme vontade de rir.
Ele deu uns tapinhas no meu rosto.
-Acorda bárbara. Acorda. -
Sinti que ele estava se aproximando mais e mais. Não posso beijar ele outra vez. Aquela hora foi um deslize. Comecei a tossir. Namoral. Sou uma atriz perfeita.
-Meu Deus! Você quase me matou de susto. Nunca mais faça isso comigo na sua vida! Julie ate começou a chorar. Quer matar a gente!? Você quase conseguiu fazer isso comigo e sua filha. -Diz.
Eu começo a rir involuntariamente.
-Tá rindo do que!?-Diz
-Era brincadeira- Digo entre risos.
-Como assim uma brincadeira???? Você quase matou a gente. Nunca mais faça isso. Meu deus do céu. Você tem noção do quanto eu fiquei preocupado? Caramba. -Diz
-Foi mal. Não resisti. -Digo.
Pego Julie no colo e tento acalmá-la.
-Tá tudo bem. A mamãe tá aqui. -Digo olhando pra ela.
-mama-Diz ela. Meu Deus. Sua primeira palavrinha. Me deu vontade ate de chorar. Ela me chamou de mamãe.
-Quer um lenço. Acho que você tá babando. -Diz Logan
-Babaca-Digo. -Ela disse mamãe.
- Tecnicamente ela disse mama.- Diz
-Deixa de ser chato. Ela quis dizer mamãe- Digo
-Quis dizer mas não disse-Diz -Cala a boca. -Digo. -Que grosso.
Se o Bieber estivesse aqui ele iria falar "Meu pau" 
Que falta que ele me faz. Nunca vou esquecer ele. Não acredito ate hoje que somos irmãos.
Julie ria e repitia mama.
Ela é um amor. Como ele teve coragem de me dar ela assim?
Fomos embora as duas e meia. Pois Castiel iria chagar as três.
Me despido de Logan e entro no meu apartamento.
Castiel estava sentado no sofá. Levou um susto com minha presença.
-Oi!- Digo
-oi-Diz seco.
-O que houve Castiel?-Digo
-Aconteceu uma coisa. Mas você precisa permanecer calma. Coloca ela no quarto. Se acalme. -Diz.
Ele estava me deixando cada vez mais preocupada.
Deixei Julie no seu quarto e voltei para sala. Sentei ao seu lado.
-O que aconteceu?-Digo.
-Ele teve uma overdose- Diz de olhos fechados.
-Ele quem ?-Pergunto com medo da resposta. Mesmo sabendo de quem se tratava.
-O Justin. Ele teve uma overdose. -Diz.
Fecho meus olhos. Deixei a dor me consumir de uma forma sem igual. Ele não estava bem. Eu precisava dele. Precisava muito. Ele não pode ter ido. Não pode ter me deixado. Por que todos que eu amo se vão. Droga de vida. Droga de amor.
-Ele não resistiu. -Diz ele baixinho.
Nessa hora eu fiquei sem chão. Meu mundo desabou.
Ele não estava mais aqui. Ele não estava mais entre nos. O amor da minha vida  não estava mais aqui. Nunca vamos achar um jeito de ficarmos juntos novamente. Nunca o veria outra vez. Nunca. Jamais. Ele estava morto. Seu coração parou por completo. Por causa das drogas. E por causa da droga do nosso amor. Por minha causa. Minha culpa. Julie nunca iria conhecer seu pai e eu nunca vou me apaixonar por outra pessoa como eu me apaixonei por ele.
Eu nunca iria ser feliz como eu com ele. Todos os momentos. Todas vezes em que rimos,tudo foi perdido junto com ele.  Todo meu mundo estava em seus braços, meu mundo morreu com ele.
Queria tanto vê-lo novamente,sentir seu cheiro outra vez,poder dar um abraço ou um simples adeus.
Nunca sabemos quando um simples "tchau" pode virar um "adeus"
Queria poder falar tudo o que eu ainda sinto. Tudo que eu pensava. Queria poder ser a última pessoa que ele visse quando fechasse os olhos. Mas isso nao foi possível. O destino quis assim.
Não devemos que deixar que as estrelas decidam nosso destino,devemos deixar que nos memos façamos isso.
Eu queria poder gritar. Explanar minha dor. Nao deixar ela me corroer por dentro. Mas isso é impossível. Tantos sonhos perdidos tantas dores que serão sentidas ate meu último suspiro.
-Onde?-Digo
-Onde o que?-Diz
-Onde ele esta?-Digo
-Eu te levo lá -Diz.
O caminho foi super silencioso. Aquele silencio era perturbador.
-Ele já foi enterrado-Diz.
-Como assim?-Digo
-pela manha. Quando cheguei para te pegar voce nao estava em casa. Fiquei esperando. -Diz
Agora que eu me sinto mais culpada. Enquanto eu estava lá me divertindo ele estava lá. Morrendo.
Minha consciência esta pesada demais.
-Chegamos-Diz.
Ele estacionou em frente ao cemitério.
Uma lágrima teimosa insiste em cair.
Castiel me deu o numero e a fileira de sua cova. 
Era toda de mármore e ouro puro. Do jeito ele gosta. Mostra a todos que ele podia tudo. Que ele era o cara. Era tão duro ver que ele estava ali. Embaixo daquela terra. Que ele não podia mais respirar. Na pedra de mármore estava escrito:
"Às vezes a vida machuca pra valer e é preciso mesmo em meio a tempestade encontrar uma saída, encontrar uma forma de se recuperar, fortalecer e sobreviver."
Meu Deus! Essa foi a frase que eu deixei pra ele no dia em que fui embora. Deixei dentro da gaveta do seu escritório.
Quando vi aquilo voltei a chorar. Perdi todos os líquidos que eu tinha. Tudo.
Voltei para o carro depois fui para casa.
Julie estava dormindo.
Com a cabeça pressionada contra o travesseiro, chorei porque minha vida de repente pareceu muito mais difícil de entender e muito mais complicada do que jamais havia imaginado.
Tudo estava errado. Fora do lugar. Tão derrepente tudo virou do avesso.
Meu mundo não era mais meu. Era dele. E ele se foi.
P. V. O. XXX
Tudo esta indo da melhor forma possivel.
Agora eu tenho Justin em minhas mãos assim como Barbara. Aiai. Ela é tão ingénua. Chega a ser estúpida de tão ingénua. Mikael vai ficar muito contente com o meu resultado.
Vamos comemorar muito.
Daqui a pouco eles estarão juntos. Apenas para um ver o outro sofrer. Os irmãozinhos sofrendo de amor. Os gémeos quase idênticos. Isso me enoja. Esse amor. Que nojo.
Quando ele acordar.... O que temos pra hoje é tortura. Hahahahahahahahaha


Notas Finais


POSTEI E SUMI.
OQ ACHARAM?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...