História O Destino Me Espera - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Beyoncé, Eminem, Katy Perry, Sia
Exibições 15
Palavras 814
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Mais um capítulo para vcs!

Capítulo 3 - Dançar? Eu?


Fanfic / Fanfiction O Destino Me Espera - Capítulo 3 - Dançar? Eu?

 Acordo um pouco mais cedo para ir à escola, mas mesmo assim eu já me arrumo, pego os materiais e como o que tiver na mesa. Já que não deu o horário ainda, eu pego o meu celular e começo a procurar algo me interesse e acabei achando um curso de dança. Na verdade, na propaganda não falava muita coisa mas eu fiquei curiosa sobre esse lugar. Olho para o relógio e vejo que já são 6:49. Levanto rapidamente, pego minha mochila e faço o caminho de sempre para ir à escola.

Assim que cheguei na sala de aula, eu vi um ''colega'' meu e uma garota se beijando...Os dois nem se quer pararam para pensar que aquilo era uma sala de aula e não a casa deles. Aquilo me deu uma sensação de estranheza e de raiva de ver aquela cena. Eu tentei ignorar o que estava acontecendo e sentei na minha cadeira, peguei meu celular e coloquei uma música para tocar mas não demorou muito para a garota perceber que tinha outra pessoa na sala. Ela olhou brava para mim mas logo eu vi que ela estava era vermelha de vergonha.

Assim que a garota saiu, a professora chegou e falou que iria passar um resumo. Eu estava copiando as últimas linhas do resumo quando a Victória bateu na porta. Ela pediu desculpas pelo atraso, e assim que ela entrou eu olhei para ela e ri baixinho, e ela fez o mesmo. As aulas seguintes foram normais, até que deu a hora de ir embora. Guardei meu material e esperei a Victória do lado de fora da escola, e depois que ela chegou nós fomos andando até a casa dela. Eu e ela fomos conversando sobre algo que se fosse nos anos passados eu não poderia tocar no assunto mas hoje em dia eu falo normalmente. Namorar. Sim, eu não tocava nesse assunto quando mais jovem. 

- Ah... Se eu me interessar por algum menino, e ele gostar de mim... Por que não? - Ela disse

- Você pelo menos tem uma pessoa interessada em você, mas eu não. - Disse rindo mesmo não tendo muita graça

- "Lili",para de drama menina! Um dia você pode ter a chance de ter seu primeiro beijo. É só esperar.

- É, quem sabe? Mas, e aí...  Algum menino de olho em você? - Falei rindo de verdade dessa vez

- Não, nenhum - Falou rindo também

Paramos no portão da casa e ela vasculha a bolsa a procura da chave de casa. Ela abre o portão e assim que nós entramos na sala, ela já liga o rádio e coloca a música ''Run the World (Girls)''  da Beyoncé para tocar. Eu mal sento na poltrona e ela me puxa para dançar com ela. Ela tropeça várias e várias vezes e a cada tombo dela a gente ria. Depois de dançar mais duas músicas, a Victória me olha e deu uma salva de palmas.

- Posso saber o porque disso? - Perguntei

- Você dança muito bem! Eu nunca imaginei que você conseguiria dançar!.

Quando ela disse isso eu lembrei do curso que eu tinha visto no meu celular. Será que vale a pena começar um curso de dança, sendo que eu mal sei dançar no ritmo?.

- Ah... Dançar? Eu? Nem vem com essa! Eu sou fora da batida quando danço. - Falei

- Você pode até dançar fora da batida mas você tem jeito, você sabe fazer as coreografias na hora. Já eu... Não sei nada!

Nós duas rimos, e depois da conversa eu resolvi pegar meu caderno de composição e, por um bom tempo escrevi mas o que saiu foi praticamente nada com nada. Um lixo. Já a Victória, ela não escreve mas desenha bem pra caralho e as vezes sinto aquela inveja; E ela sente a mesma coisa pois ela acha que eu sou a melhor compositora da cidade e ela não consegue fazer uma rima se quer. Não era nem 15:00 e eu já tinha feito tudo o que eu tinha que fazer, então o tédio entrou em mim e nem do sofá eu iria sair.

Tudo o que restava era pensar no que levar na viagem que está vindo. Algum livro, CD, roupas... Várias coisas para poucos dias. Eu até imaginei se vai ser por lá que eu posso me interessar por algum rapaz. Resolvi parar de pensar nisso e coloquei minha playlist pra tocar no celular e a música Rise já me fez desligar do mundo e ficar apenas no flow dela. E de tanto eu ficar relaxada com a música, eu acabei dormindo no sofá. Apenas eu e a música.

"Oh, ye of so little faith. Don't doubt it, don't doubt it."
"Victory is in my veins, I know it, I know it."
"And I will not negotiate. I'll fight it, I'll fight it"

"I will transform".


Notas Finais


Espero que gostem! .-. s2s2s2 .-.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...