História O Destino Me Espera - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Beyoncé, Eminem, Katy Perry, Sia
Exibições 7
Palavras 1.222
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Gnt estou viva!! Eu sei q eu demorei pra postar mas o motivo é que estou passando por problemas pessoais bem chatas e pq estou sem ideias pra continuar essa fic :/
Nesse capítulo eu tentei fazer oq eu pude e espero q vcs gostem.. Boa leitura :).

Capítulo 9 - Altos e Baixos


Fanfic / Fanfiction O Destino Me Espera - Capítulo 9 - Altos e Baixos

Os dias que vieram depois das compras no shopping foram horríveis, e para piorar a Victória ficou bem doente por causa de uma gripe e não tinha remédio nenhum para ela.

Enquanto eu torcia para eu assinar aquele contrato, a Victória ficava entre descansar e ficar lembrando que nós não tinhamos dinheiro... O que só piorava a minha situação!.

Quando a noite caiu eu resolvi ver algumas mensagens e duas delas me chamaram a atenção. As duas eram de números desconhecidos, e eu cliquei no primeiro número na tela.
Assim que abriu a mensagem eu percebi que era propaganda... O que me fez revirar os olhos e excluir a mensagem.

Depois disso eu fui ler a outra mensagem, e era alguma outra pessoa que trabalhava naquela gravadora pois na mensagem dizia para eu confirmar o horário e a data. Ou seja: Amanhã.
Li rapidamente a mensagem e cliquei embaixo para responder.

"Está confirmado sim, obrigada!." - Foi o que pude responder na hora.

Já era umas 21:54 e a Victória já foi para cama dela descansar e eu resolvi fazer o mesmo. Andei lentamente até o quarto e abri a porta bem devagar para não acordar ela mas não adiantou em nada porque ela acordou com o barulho da porta.

- Desculpa te acordar Vi... - Respondi
- Sem problemas - Ela disse sonolenta
- Eu já to indo deitar, pode voltar para o seu sono - Disse rindo baixinho mas logo fiquei séria
- Lilith... Você acha que amanhã você vai finalmente conseguir a droga desse contrato?
- Olha, por que não vamos dormir e descobrir isso amanhã? Por que se eu pensar nisso demais ainda hoje eu fico ansiosa e nem durmo - Falei gesticulando com as mãos
- Tem razão! Prefiro dormir do que pensar em contratos... Boa noite

Revirei os olhos mas não disse nada para ela.

Assim que ela dormiu, eu troquei de roupa e coloquei meu pijama e fui para a minha cama dormir já que muita coisa vai acontecer amanhã.

Já era quase onze horas e por incrível que pareça foi a Victória que me acordou de uma maneira muito comum e carinhosa: Batendo um travesseiro na minha cara e começou a gritar bom dia no meu ouvido.
Levantei assustada e sem entender nada com nada, e logo que ela parou com aquele maldito travesseiro eu perguntei por que ela estava tão animada e agitada sendo que ela estava doente.

Ela disse que não estava nem aí se estava com dores ou doente e falou que a gripe ia passar de uma maneira outra. E ela estava agitada assim não por causa que hoje é um dia "especial" mas sim por causa de um desenho!. Sim, um desenho!.
Na verdade ela disse que quando acordou ela postou no instagram um desenho que ela fez e uma desenhista comentou que adorou o desenho que quer conhecer ela um dia.

E segundo a Victória a menina que comentou na foto dela desenha muito bem, e tal e que ela quer muito ver essa mulher.

Nós conversamos mais um pouco até a gente resolver arrumar a casa que estava muito bagunçada. Arrumamos a sala, a cozinha, as camas, etc...
No final de tudo isso eu fui tomar um pouco de café e comi um pedaço de pão que estava na mesa e assim que saí da cozinha eu vi que já era 11:50!.

Não almoçamos por causa de não ter dinheiro para comprar alguma coisa então ficamos sem comer nada. Então para passar o tempo eu fiquei ouvindo música e ela ficou lendo um livro qualquer até que a Victória me chama e fala que já estava na hora de eu ir me arrumar para ir na reunião.

Desliguei meu ipod e fui tomar um banho; A água quente caiu nas minhas costas e fez o meu corpo todo relaxar, e a ansiedade foi embora por um tempo. Lavei o meu cabelo e pentei o mesmo no banho para não demorar para arrumar depois. Assim que saí do banheiro o telefone começou a tocar e eu fui atender mas a Victória gritou que ia atender.

Então eu fui pegar as minhas roupas no armário e de repente eu ouvi um grito vindo da cozinha e resolvi ver o que era. Eu me enrolei na toalha que estava na minha cama e fui para a cozinha ver o que tinha acontecido.
Assim que cheguei lá a Victória olhou para mim assustada e tentou fingir um sorriso mas não adiantou muita coisa.

- O que aconteceu? Por que você gritou aquela hora? - Perguntei assustada
- Lilith... A Diana... Ela...
- O que? O que tem a minha mãe? - Disse cada vez mais desesperada
- Ela... Está no hospital
- Por que ela está lá? O que houve?
- Olha... É melhor falar disso depois. Você vai se atrasar para a reunião - Ela tenta passar mim mas eu paro ela no caminho
- Victória não tente cortar o assunto! Fale o que aconteceu com ela agora, ouviu? - Gritei para ela. Pela primeira vez eu discuto nesse tom com ela

Eu olho para ela e vejo que seus olhos estão ficando vermelhos e cheios de lágrimas. Eu nunca fiquei nervosa com ela mas parece que fiquei dessa vez; Uma lágrima escorre de um dos olhos que antes eram castanhos escuros mas agora estão tomados pelo vermelho. Eu achei que ela iria correr ou algo do tipo mas não. Ela leva uma das mãos para o rosto e seca as lágrimas.

Depois ela fecha os olhos, respira fundo algumas vezes; Quando ela terminou, ela abre os olhos e responde: - Lilith... Acho que você deve ir para a reunião

- Só se contar o que aconteceu com a minha mãe! - Respondi em seguida
-Lilith... Vá para a sua reunião - Disse seca e fria

Não pude responder nada. Apenas saí o mais rápido que pude e fui colocar as roupas e arrumar o meu cabelo.
Depois, saí correndo de casa e torcendo para não chorar. Mas foi em vão... As lágrimas quentes caíram lentamente no meu rosto enquanto eu seguía o caminho até lá...Sozinha.

Demorou um pouco mas assim que eu avistei a rua eu vi uma fila cheia de... Paparazzi?... Não entrei na fila pois sabia que iria dar problemas mas a vontade era enorme tanto de entrar no meio quanto de ver quem era o famoso ou sei lá quem era.

E graças a essa pessoa famosa eu pude entrar na gravadora sem chamar a atenção, e parece que a pessoa que estava rodeada de fotógrafos também iria entrar na gravadora!.
Assim que a recepcionista me chamou eu fui até o balcão e ela me indicou a sala onde era para eu ir e foi a partir daí que eu comecei a ficar ansiosa.

Subi as escadas até a sala indicada e sentei no sofá mais próximo de mim; 17 minutos depois uma porta se abre do meu lado e um homem alto negro e olha para mim e pergunta: - Você é a Lilith Rubi?

Olhei para ele e respondi com um sorriso leve e bobo no rosto: - Sim!

- Por aqui, por favor.

Assim que entrei no escritório eu não sabia o que fazer ou falar...

Apenas a ansiedade tomando conta de mim.


Notas Finais


Gnt me dsclp na parte da briga da Lilith e a Victória.. eu sei q ficou nada a ver :P..
Maaas comentem oq acharam dessa parte oq acham q vai rolar no proximo capitulo! Bjs!. Dsclp se aparecer erros!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...