História O destino predestinado - Capítulo 79


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hunter x Hunter
Personagens Alluka Zoldyck, Chrollo Lucilfer, Feitan, Gon Freecss, Hisoka, Illumi Zoldyck, Kalluto Zoldyck, Killua Zoldyck, Kurapika, Leorio Paradinight, Maha Zoldyck, Personagens Originais
Tags Gon, Hunterxhunter, Hxh, Killua, Killua Zoldyck, Killugon, Kurapika, Leopika, Romance
Visualizações 74
Palavras 1.236
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Slash, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Lembrando que ainda vai ter outro cap hoje! ;)

Capítulo 79 - Lembranças de Killua Zoldyck (que não está morto)


Fanfic / Fanfiction O destino predestinado - Capítulo 79 - Lembranças de Killua Zoldyck (que não está morto)

*Gon on*

      Sou acordado por Alluka e Kurapika. Tomo café e vou tomar banho. Quando saio do banheiro vejo Melody, Ikalgo e Palm sentados no sofá que havia no quarto. Eles vêm quase todo dia ver se o Killua e eu estávamos indo bem. Eles conversavam e eu só estava ouvindo já que não estava no animo de conversa até que eles começam a falar algo que chamou minha atenção.

Ikalgo: Sabe, até hoje eu me lembro de como eu o Killua nos conhecemos, mesmo depois de tantos anos... Estávamos no fundamental um e eu me lembro de muito bem de estar apaixonado por uma amiga minha da época. Então um dia quando nosso grupo estava no pátio da escola ela chegou toda animada contando que estava apaixonada por um garoto da nossa sala e então os meninos logo falaram que era pelo Killua já que todas as garotas estavam a fim dele e ela só ficou vermelha e nesse momento eu passei a odiá-lo.

      “Um dia eu fiquei tão puto, porque essa menina confessou o amor dela para o Killua e ele a recusou. E então eu fui confrontá-lo por ter quebrado seu coração tão jovem. Ele não mudou sua face calma e simplesmente disse que se fosse em diferentes situações nós seriamos amigos e isso me comoveu de um jeito que me fez ser amigo dele desde então e eu simplesmente esqueci-me sobre essa garota.”

Alluka: Que legal, Ikalgo. Deveríamos todos contar algo que temos somente com o Killua. Ok... Deixa-me ver... Eu poderia contar sobre todas as vezes que eu fiquei doente e ele cuidou de mim ou sobre como ele era o único parente que me entendia ou sobre ele ser o melhor irmão de todos...

Melody: Ok, Alluka, acho que entendemos o recado. Bem... Continuando essa ideia que o Ika trouxe eu também tenho algo assim, como todas as garotas da escola, que eram apaixonadas no Killua, eu era uma delas e eu fui admitir meu amor por ele, mas, como todas, eu fui rejeitada. Eu era bem novinha e não reagi bem e m escondi e comecei a chorar quando senti uma mão em meu ombro, e era o próprio Killua.

    “Ele disse que era uma bobagem eu estar chorando por um garoto e eu respondi que o amava e ele desmentiu esse fato alegando que eu não sabia o que era verdadeiro amor. Eu fiquei puta e ele só disse que se eu quisesse ter esse sentimento verdadeiramente deveria investir em um hobbie. Coincidentemente eu me escondi na sala de musica e ele foi lá e pegou uma flauta e me deu e me ensinou a única musica que ele sabia já que ele fazia aula de musica diferente de mim, e eu tenho que admitir que se não fosse por ele meu amor pela musica não teria surgido...”.

        Um sorriso surge em meus lábios, o Killua sempre foi bonzinho desde essa época. E tenho certeza que o hobbie que ele falava eram os seus assassinatos... Mas não precisamos se lembrar disso. Eu estava sentado novamente ao seu lado segurando sua mão imóvel.

Kurapika: Eu não tenho nada tão forte que nem vocês dois, mas teve uma vez enquanto eu estava ainda ensaiando para aquele musical do primeiro ano. Lembram? Eu estava sozinho no palco tentando achar a melhor forma de representar uma cena quando ele apareceu primeiro me zoando por estar fazendo o musical e logo depois ofereceu ajuda e ele até usou aquele vestido novamente só para me ajudar. Haha.

Palm: Eu era uma das poucas meninas que não estavam caidinhas pelo Killua no fundamental e então minha historia era meio diferente. Eu sempre fui meio estranha e umas meninas sempre me enchiam o saco por conta disso até que um dia elas me empurraram e me ameaçavam bater em mim, mas o Killua interferiu e me ajudou. Eu pensava que ele se achava, mas ele até que era bem legal e então ele disse que eu não deixasse que aquelas bakas me tratassem daquele jeito e que se elas fizessem algo do gênero novamente era só procurar por ele. E desde então eu acabei me tornando uma amiga próxima dele...

Alluka: E você, Gon?

Gon: Eu não sei, são tantas historias tantas memorias. Ele é o melhor namorado que eu já pude imaginar... Sabe tem algo que vocês não devem saber.

Alluka: Continue.

Gon: No meu ultimo aniversario, aquele que eu namorava Mahina.

Alluka: Não precisa lembrar isso.

Gon: Eu não estava no clima de comemorar e Mahina nem sabia que dia era. Killua, mesmo estando bolado comigo, entrara no meu quarto com panquecas com velinhas e um lindo sorriso no rosto desejando-me feliz aniversario. Mesmo eu dizendo que não queria fazer nada ele dá uma desculpa ao Nog e passa o dia comigo. Não saímos de casa e ficamos só jogando jogos e coisas do gênero e mesmo tudo dando errado na minha vida ele me fez feliz do melhor jeito que pode... Além de me dar um lindo presente...

        Todos olhamos Killua com um sorriso nos lábios.

Gon: Killua, nós sentimos sua falta... Volte para nós.

         Não passou dois minutos que a porta se abre mostrando uma menina morena de cabelo volumoso aparece com uma face preocupada.

Alluka: Canary?

Canary: Luka! Quanto tempo!

       Ela vem a abraça Alluka com força e então elas se soltam e ela vem até Killua passando a mão em seu cabelo. Tive que me segurar para não dar uma de ciumento. Ela para e meu coração fica aliviado.

Alluka: Pessoal, essa é a Canary. Uma amiga minha do intercambio e ela também conhece o maninho desde criança.

       E-Espera essa é a garota que roubou o primeiro beijo do MEU Killua?! Calma, Gon. Não fique ciumento, não fique ciumento. Alluka vai apresentando um a um na sala até que chegam a mim.

Alluka: Canary, esse é o Gon, o namorado do maninho.

Canary: Prazer. Não sabia que ele...

Gon: Pois saiba que ele é e está bem feliz com o namorado.

Canary: Haha. Ok. Luka, eu posso falar com você rapidinho?

Alluka: Ok, vamos lá fora.

Ikalgo: Acho que eu já vou. Minha mãe queria que eu voltasse logo para casa.

Melody: Eu também vou. Tchau, pessoal.

*Ikalgo on*

       Andava tranquilamente até a saída do hospital quando Melody me parou quase me dando um soco.

Ikalgo: O-O que foi?

Melody: Você era apaixonado por mim?!

Ikalgo: Sim, mas que diferença faz? Foi muitos anos atrás.

Melody: Faz toda a diferença, seu baka. Principalmente por causa daquela noite.

Ikalgo: Você não disse que queria esquecer aquele dia? Então vamos esquecer essa historia também.

Melody: Você deixou de ser meu amigo, porque gostava de mim.

Ikalgo: Eu disse para você esquecer, Melody. É o melhor para nós dois.

Melody: Mas...

Ikalgo: Eu tenho que ir, minha mãe vai me matar se eu demorar mais para o almoço.

*Kurapika on*

       Será que eu deveria sentir esse tanto de agonia pela Alluka já ter ficado com a Canary? Não. Eu devo confiar em minha namorada. Elas voltam ao quarto, Palm já havia ido embora.

Alluka: Pessoal, tem problema a Canary morar conosco?

Ambos: O que?

Alluka: Ela vai fazer um treinamento profissional para guarda-costas aqui e precisa morar em algum lugar, e ela não queria uma casa sozinha... Temos um quarto vago, qual é o problema?

Ambos: Ok...

Alluka: Maravilha. Vou falar com ela.


Notas Finais


Não é que eu shippe os dois (Ikalgo+Melody), mas eles são os únicos do grupo que não pegaram ninguém ou tiveram seus quinze minutos de fama então... E eu também não queria que os dois ficassem sozinhos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...