História O destino quis assim-GN - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alexandre Nero, Giovana Antonelli
Personagens Alexandre Nero, Giovana Antonelli, Personagens Originais
Tags Romance
Exibições 260
Palavras 570
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oie amorinhos meus! To de volta! Kkkk demorei mas voltei espero q gostem! Nao esquecam de comentar e boa leitura!

Capítulo 11 - Meu deus Nero!


                   Giovanna ria de forma tão gostosa que Alexandre sorria bobo a olhando gostava fazer a loira sorrir, depois que descobriu que o sorriso dela o fazia tão bem:
                    -É sério Giovanna -ele falava, sentado na beirada da cama enquanto a loira arrecém acordava, a olhando e passando a mão em seu cabelo dando carinho.
                    -Não pode ser Nero -ela ria- você não era assim! -sorrio assim que parou de rir o olhando.
                    -Hum também não vai se acostumando né -foi a vez dele de rir- vai que eu volte a ser como antes.
                    A loira sorrio meiga o olhando, tava tão boba e apaixonada que as vezes esquecia o quanto o odiará no início.
                    Alexandre sorria bobo a olhando e logo levantou novamente indo até o closet. Voltou com uma sacola Le Lis Blanc nas mãos, subiu na cama se sentando próximo a loira sorrindo:
                    -Pra você minha doentinha -deu o presente a ela que sorriu e sentou-se.
                    -O que é? -sorrio olhando a sacola.
                    -Por que não abre e vê? -ele a olhava um tanto encantado.
                    Ela o olhou desconfiada daquilo, mas não questionou e continuou com o sorriso. Abriu a sacola e sorrio:
                    -Meu deus Nero! É lindo -sorria boba- amei esse vestido! -de fato o vestido era lindo mesmo! Era preto e tinha renda e transparência- Mas...onde vou com isso? -falou se desanimando pensativa e o olhou- Você sabe que eu não saio muito... -disse da forma mais delicada possível pra não magoá-lo, pois ela já entenderá que o sentimento que sentia por ele tinha se tornado...em amor! Um amor que até ela ficou surpresa quando descobriu. Se apaixonou por um homem que nem sempre tinha feito o bem pra ela, mas ele estava mudando. Ela sentia isso.
                     Ele sorrio com o jeito doce que ela falou sobre o assunto e colocou uma mexa de cabelo atrás de sua orelha:
                     -A gente vai sair pra comemorar seu aniversário -sorrio passando a mão no rosto quente de Gio, que abriu um sorriso quando descobriu- vamos fazer uma coisa especial eu, você, Clara e Amora! Depois uma coisa mais a dois.
                     -Nossa...Obrigada Nero -sorria feliz da vida, não se conteu e o abraçou apertado cheirando seu pescoço enquanto ele fazia carinho em seus cabelos. A essa altura ela mal esperava uma comemoração de aniversário, mas foi surpreendida com tal surpresa que adorou.
                     -Imagina minha loira -sorrio e beijou seu pescoço, mas em seguida sairam do abraço e ela espirrou.
                    Ele sorrio a olhando espirrar pela segunda vez bagunçando os cabelos e em seguida os arrumando. Ela parecia mais nova do que era, ficava feito criança pequena. O empresário não se conteve. Tirou a sacola de roupa de cima da cama, a colocandoao lado da mesma, puxou Giovanna pro colo e a abraçou:
                     -Nossa você ta queimando em febre! -espantou-se e ela afirmou de leve com a cabeca se aconchegando mais no colo dele pra se sentir mais aquecida. Ele puxou o cobertor a cobrindo mais um pouco e depositou um beijo carinhoso em sua testa.
                   Mesmo ele estando sentado, a acomodou como bebê no colo deixando a cabeça dela em seu peito e a fez dormir um pouco, pra ver se a mesma se recuperava um pouco mais. O empresário velava seu sono todo bobo, a achava tão bonita mesmo doente.


Notas Finais


Ai meninas kkkk esses dois kkkk ate o proximo capitulo!😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...