História O dia em que nossas vidas mudaram - Capítulo 28


Escrita por: ~

Exibições 162
Palavras 1.502
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Famí­lia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Desculpem os erros, boa leitura. 💕

Capítulo 28 - Capítulo XXVII


Tenho pensado como minha vida mudou de uns meses pra cá, em dezembro, transei com um garoto que eu simplesmente odiava, descobri que fiquei grávida do mesmo, e tive que me mudar para o apartamento dele, e por ironia do destino fiquei apaixonada por ele, porém, Caitlin diz que eu sempre fui, apenas estava escondendo essa paixão.

O Justin me fez sair de um abismo da solidão, os meus filhos, eles me dão um motivo pra sorrir, saber que eu estou grávida do Justin me dá motivos para sorrir. Meu último namoro foi uma destruição pra mim, por mais que eu não demonstrasse, o término foi péssimo. O cara o qual fez com que eu caísse num abismo de solidão, se chamava ou chama ainda, se é que ele ainda é vivo, ele se chama Peter. Conheci ele assim que eu cheguei em Los Angeles, tinha ido à uma balada, nós ficamos, e começamos a sair. E aquele relacionamento era um conto de fadas, eu estava completamente apaixonada por ele, pena que descobri que ele não era por mim. Continuando, se eu faço vinte um anos no começo de novembro, e eu vim para Los Angeles com dezessete, eu namorei com o Peter durante três anos. Daqui a alguns meses, fará um ano que eu terminei com ele, já que eu tinha terminado com ele um mês antes da minha viagem ao Canadá, a viagem na qual eu fiquei grávida. Acho que ele tinha saído do país, graças a Deus. Meu término com o Peter foi por que eu peguei ele na cama com a prima dele, e eu era muito amiga dessa prima, é claro que ele veio atrás de mim, falou um monte de ladainhas, e esse foi um dos motivos para eu ter ido pro Canadá passar as festas de fim de ano. Peter me mandava mensagens de texto, emails, cartas... Até que teve um vez que ele tentou entrar no meu apartamento, subornou o antigo porteiro, e o porteiro deixou que ele subisse, por mais que eu tivesse dado ordens que não deixasse o Peter entrar no condomínio. Mas eu como sou advogada, consegui uma ordem para que ele ficasse metros de distância de mim, que ele não pudesse ficar nem na mesma calçada que eu. E por azar, essa semana eu o encontrei, não tive como não parar para o cumprimentar, pois ele estava com a mãe dele, e a mãe dele sempre foi um amorzinho comigo. Peter não pareceu nada feliz com a notícia da minha gravidez, por sorte ainda tenho a ordem que me faz ficar um pouco mais segura...

- Amor, chegamos. -- Chamou Justin e eu apenas assenti

Entramos na casa e fui direto para o quarto que eu sempre ficava, só que o Justin ficaria no mesmo quarto que eu. Colocamos nossas malas no closet e eu me joguei na cama.

- Que foi gordinha? -- Justin perguntou se sentando ao meu lado

- Nada.

- Me fala, o que houve, não se sente bem? -- perguntou

- Está tudo bem Justin, só estou cansada.

- Ok, vou lá pra baixo, quer vir? -- perguntou se levantando, eu apenas neguei com a cabeça.

Pov Justin

- Cadê a Ash? -- perguntou Ryan se sentando no sofá seguido do resto dos garotos e das garotas

- Gente, vou sair com a mamãe, o papai, Scooter, Erin e o Jeremy. Fiquem com as crianças por favor, vamos fazer as compras. -- Minha mãe falou antes que eu respondesse a pergunta do Ryan

- Tudo bem. -- Respondeu o Chaz e pegou a Jazzy do colo do meu pai, e o Xon se jogou em cima de mim

- Tchau crianças. -- Falou minha vó Diane, e eles saíram, sem antes deixar que nós falássemos "tchau".

- Não me respondeu Justin, cadê a Ash? -- Falou Ryan

- Está cansada, ela está acordada desde quatro horas da manhã, os bebês não paravam de chutar.

Eles sorriram

- Está ansioso Justin?  Seus bebês nascem daqui á alguns meses -- Perguntou Emma

- Estou sim, muito ansioso. Não vejo a hora.

- AAAAANW, que pai babão. -- falou Emma nos fazendo rir

- Tio Ryan, quando você vai ter bebê com a tia Cait? -- Perguntou Jazzy no colo do Chaz

Nós nos olhamos como sempre, sem saber o que responder a pequena.

- Jazzy meu amor, senta aqui. -- Pediu Ryan abrindo os braços para que a mesma fosse até ele

Jazzy foi e se sentou no colo do Ryan, todos nós estávamos prestando atenção nos dois, principalmente a Cait que estava ao meu lado, e estava branca como um papel. A puxei para mais perto de mim, e fiquei abraçada com a mesma, por que ela não conseguia falar nada, apenas ficava quieta, observando tudo, Xon que estava no meu colo, foi para o dela e começou a mexer nos fios de seus cabelos.

- Bom, eu e a sua tia Caitlin, não estamos juntos. -- Ryan começou a falar

- Como, mas vocês não gostam mais? -- Jazzy perguntou

- É claro que eu gosto da sua tia Jazzy, apenas não estamos mais juntos, nós continuamos sendo amigos. -- Ryan falou

- Mas eu gosto de vocês juntos. -- Jazzy o respondeu

- Nós ficamos juntos pequena, mas  só como amigos. Ook? -- Ele a respondeu

- Ok tio. -- ela o respondeu e deu um abraço no Ryan

- Vou comer alguma coisa, você vem comigo Xon?. -- Falou Cait com a voz um pouco rouca e Jaxon apenas assentiu com a cabeça

Cait se levantou e pegou Xon no colo, e foi o levando até a cozinha.

- Vamos ali... -- Luci falou e se levantou assim como Emma, Alisson e a Milly.

/.../

Fiquei conversando com os meninos e brincando com a Jazzy, minha família tinha voltado do mercado, e é claro que minha mãe nos colocou pra arrumar as compras. Enquanto as mulheres da casa faziam os preparativos para o churrasco, e mais uma vez minha mãe nos mandou fazer as coisas,  dessa vez foi arrumar a mesa do quintal de trás da casa.

Depois que arrumamos, fomos todos trocar de roupa, para ir à piscina. Entrei no quarto e a Ashley não estava mais na cama.

- Ash?

Nada dela responder, então abri a porta do banheiro e a Ashley estava agachada vomitando.

- Amor, o que foi?

Fui até ela, segurando em seus cabelos.

- Saí daqui Justin, você não precisa ver isso. -- Ela falou com um pouco de dificuldade

- Ashley, na alegria e na tristeza.

- Mas nem estamos casados. -- Ela me respondeu se levantando me fazendo rir

- Quem sabe né? As vezes eu posso estar querendo e você nem sabe.

Eu a respondi, levantando as sobrancelhas. Ela me olhou enquanto lavava sua boca e levantou uma de suas sombrancelhas me fazendo soltar uma gargalhada.

- Mas agora é sério amor, está tudo bem? -- Perguntei dando beijos em sua nuca e a mesma assentiu

- É só um enjôo de quase final da gravidez, estou doida pra isso acabar, é muita dor, muitos desejos, muitos quilos a mais.

Ela falou se virando pra mim.

- Toma um banho pra ver se você se sente melhor, e coloca uma roupa pra irmos à piscina.

- Tudo bem. -- Ela me respondeu e me puxou para um beijo, desci minha mão até sua bunda, mas fui repreendida com um tapa na mão.

- Nada disso, vai trocar de roupa e me esperar que eu vou tomar um banho. -- Ela falou me fazendo revirar os olhos

- Tudo bem loirinha.

Lhe roubei um selinho e fui até o closet, onde estava minha mala, abri a mala e peguei uma regata branca e um short. Tirei meu tênis, minha blusa e a calça os jogando para o canto do closet. Vesti a roupa, que tinha separado e fui para o quarto, me jogando na cama e pegando o controle da TV. Coloquei a tv no canal de jogos, e estava passando um comercial qualquer. Peguei meu celular e abri o Twitter, aproveitei e fiquei stalkeando a Ashley, um pouco, só um pouquinho mesmo.

/../

- Bieber, acorda. -- Ashley chamava

- Acordei, que demora ein.

Falei enquanto passava as mãos nos meus olhos, para ver se minha visão melhorava. E melhorou, por que caralho, estou tendo a melhor visão, Ashley está com um biquíni que realça muito sua pele branca e seu corpo, que mesmo com a gravidez só melhora, e fica mais lindo ainda.

- Que foi, não gostou? -- Ela perguntou fazendo uma carinha meiga, essa gravidez muda muito o humor dessa gordinha.


- Sim, é claro, você está linda. -- Falei e a puxei para que ficasse sentada em meu colo

- Eu gosto de quando você me chama de linda. -- Ela falou mexendo em meu rosto, enquanto ficava vermelha por ter dito aquilo, sorri com isso.


- Linda, minha linda.


Notas Finais


Espero que tenham gostado 💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...