História O diário (da Coreia) de Noah - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Beyond The Scene, Bts, Coréia Do Sul, Ficção Adolescente, Heterossexualidade, Homossexualidade, Intercâmbio, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kpop, Min Yoongi, Rap Monster, Romance, Staff, Suga
Visualizações 67
Palavras 3.197
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ficção, Poesias, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 14 - Capítulo 14


Pensar na hipótese de que   Tae é o Mr. Suga me rendeu  horrendas olheiras. Eu fiquei a noite inteira só tentando desvendar esse mistério, mas tudo se encaixava perfeitamente. Tae realmente é o Mr. Suga e ponto final. 




Quando eu finalmente consegui dormir, já se passavam das cinco horas. O que fez com que o meu despertador tocasse logo em seguida. E dou graças ao GD que maquiagem existe. Se não fosse por ela, eu estaria horrivelmente horrível hoje. 




Passo uma base, corretivo para cobrir as olheiras, uma sombra rosa clarinha, só pra dar uma cor nessa cara pálida,  um gloss que deixava minha boca levemente rosada e por último, delineador e rímel (mesmo que o rímel não fizesse muita diferença). E por estar tão inspirada hoje, decidi vestir minha melhor roupa. Optei por deixar de esconder minhas pernas pálidas e coloquei uma saia preta bem estilo colegial e uma blusa preta com mangas até meu cotovelo. E tênis preto, claro. Mas então lembrei dos meus tênis vermelhos, que eu comprei no dia em que assumi que Suga era meu bias e optei por usá- lo hoje. 




Fazia tempo que eu não me arrumava assim. E eu meio que fiz tudo isso por que sonhei com Yoongi. Mas isso é só talvez. Não sabia se estava feliz demais pelo sonho ou se estava só querendo agradar Tae. 




Mas ah, que bobagem. Eu só estava inspirada hoje e me sentindo mais bonita do que outros dias. Só isso. 




Saí da Faculdade dando bom dia e sorrindo até para o sol, que estava mais quente hoje. 




Chegando no dormitório dos meninos, penso em como agir em relação ao Tae. E então decido fingir que nada aconteceu, esperando que ele viesse falar comigo. 




Dou três batidas na porta antes, como costume. Não demorou muito para que alguém abrisse a porta e que ficasse me encarando por eu estar tão diferente hoje. Tudo bem. Eles não estavam acostumados a me ver tão arrumada assim. 


Kookie deu espaço para que eu entrasse e mesmo assim não tirou os olhos de mim. 


Ninguém estava na sala, e vi que aquela grande cortina que ficava  aos fundos estava aberta e então pressumi de que todos estavam lá. Só não sei o que estavam fazendo. 


— Eles estão na área da piscina. — Kookie fala e só depois percebo que está usando uma bermuda e uma regata. 


Kookie se sente meio incomodado ao me ver o encarando e então pede para eu o seguir. Ele me leva até a coberta, como esperado. E lá vejo todos os meninos vestidos com traje de banho (pena que não tinha alguém sem camisa).


Ao me verem, todos me cumprimentam e eu faço o mesmo, mesmo estranhando eles estarem vestidos assim e enchendo algumas boias, como se não tivessem que ir à BigHit. 


— Por que está aqui, Noah? — Namjoon pergunta, se aproximando de mim. 


— Por que não estaria? — faço cara de confusa. 


— Não foi avisada? — Tae pergunta e eu sinto um pequeno incômodo ao perceber sua presença. Eu apenas balanço negativamente a cabeça. 


— Conseguimos tirar um dia de folga hoje. — Jimin afirma e volta a encher a boia de flamingo. 


Minha decepção veio à tona ao ver que me arrumei para nada. E claro, por que eu não iria passar o dia com os meninos. 


— Ah, eu não sabia. Tudo bem, então. Vejo vocês no domingo. — recuei fazendo reverência e me virei para sair. 


— Tudo bem se você ficar. — Yoongi faz com que eu parasse. 


— É verdade. Já que veio,  pode ficar conosco. Afinal, somos amigos, não somos? — vejo a voz de Tae se aproximar a cada passo que ele dava. 


Eu apenas aceito o convite e me junto à eles em uma das cadeiras que rodeiam uma mesa média, que está completamente cheia de comidas gordurosas. Me pergunto por que eles decidiram acordar tão cedo assim, já que ,segundo eles, estavam de folga. 


Mas logo deixo de ficar pensando e decido ajudar Jimin a encher as boias. 


Segundos depois, vejo Tae sentar ao meu lado e me cutucar de leve. Penso que ele só estava fazendo isso para chamar minha atenção, já que me tocar havia se tornado sua brincadeira preferida. Mas então me cutuca discretamente três vezes seguidas e na quarta, eu decido olhar em seus olhos, já que ele parecia estar impaciente de tanto me cutucar. 


Olho em seus olhos, e não deixo de perceber as pontas dos seus fios de cabelo com algumas gotas de água, o que o faz piscar os olhos algumas vezes. Ele então pega a boia com formato de cupcake já cheia que estava na minha mão e a coloca na superfície dos olhos, de forma que nossos rostos ficassem um pouco — falhadamente — escondidos. 


Percebendo isso, se aproxima até meu ouvido e com a mão protegendo sua boca, começa a falar. 


— Hobi me mandou falar que Jimin mandou falar que Kookie mandou falar que Namjoon mandou falar que Jin mandou falar que Yoongi mandou falar pra você que você está muito bonita hoje. — falou de uma forma fofa e eu me arrepiei por ouvir sua voz tão de perto — Se não entendeu, foi Yoongi que mandou falar que você está muito bonita hoje. — se afasta do meu ouvido e  coloca a boia em seu colo — Acho que ele gostou de você com essas roupas mais escuras. — ele me dá um sorriso de canto e olha para a frente. 


Calma. Receber um elogio indireto do Suga não era normal. Até agora. E além do mais do Suga, que é a pessoa que eu menos imaginaria que me daria algum elogio. 


Meu relacionamento com Suga é estável. Nós nos falamos, mas não tão frequentemente como todos os outros meninos juntos. Mas não é por que guardou alguma raiva de mim desde aquele dia que brigou com Tae por ele estar, segundo Yoongi, me tratando como uma escrava. Ele conversa comigo normalmente e até brinca e depois que eu supostamente iria beijá- lo, não largou do meu pé um minuto. Mas é que ele passa a maior parte do tempo dormindo, e se não é isso, está com certeza no celular. 


Então claro que isso afeta um pouco nosso nível de amizade — se eu posso falar que já temos amizade — mas receber um elogio assim do nada não é normal. Tudo bem ele me elogiar, mas... Por que assim? Por que hoje? Por que agora? 


Talvez eu esteja fazendo drama demais. Não sei. Mas veja, eu recebi um elogio do meu bias, então não tô tão bem assim. 


E não tem nada com que eu possa esconder minhas bochechas vermelhas e minhas orelhas queimando. Olho rápido para Yoongi várias vezes e em todas as vezes ele está olhando para mim. Começo a me incomodar com aquilo, ainda não estava  acostumada  com ele me fitando toda hora, mesmo que isso acontecesse muitas vezes.


Começo a olhar ao redor, procurando alguma coisa que me fizesse ter que sair dali por alguns segundos até meu rosto voltar ao normal, mas não encontro nada que me fizesse ter uma bela desculpa. 


Aliso a borda da saia com meus polegares e abaixo a cabeça. Precisava me acalmar. Percebo uma sombra se formar e olho para o chão, percebendo que alguém estava na minha frente. Uma pena que não sei diferenciar os pés dos meninos. 


Por curiosidade olho para cima e vejo Namjoon com uma expressão nada boa. Não sabia diferenciar se aquela expressão seria de alguém confuso ou de alguém que estava me reprovando. Preferia que fosse a opção um. 


Ele então se afasta, o que faz minhas bochechas queimarem de novo, por eu encarar Yoongi olhando para mim, bem na minha frente, sentado do outro lado da mesa baixa, que mais parecia um centro de sala. 


— Eu preciso usar o banheiro. — me levanto sem pensar duas vezes e sigo até o banheiro, que ficava em um corredor no andar de baixo perto da área de serviço. 


Fico aliviada ao entrar e perceber meu reflexo no espelho, vendo que minhas orelhas já não estavam mais vermelhas e que minhas bochechas estavam voltando à sua cor normal. 


Quando vejo que finalmente estava voltando completamente ao meu estado normal, decido voltar e ao abrir a porta dou de cara com Namjoon encostado na parede, que nem um bad boy. Estranho ele estar ali parado e finjo que não tinha o percebido ali, mesmo que aquilo fosse impossível. 


— Noah. — eu me viro para encará- lo. 


— Sim? 


— Por acaso, pode me responder uma pergunta somente com sim ou não? 


— Depende muito da pergunta. Principalmente se for algo sobre Yoongi. 


Eu sabia que Namjoon já estava desconfiando da minha identidade de ARMY e eu não queria ter que me explicar por isso. Visto que ele também estava desconfiando de mim em relação ao Yoongi. Mas eu tinha minhas justificativas. 


 — Olha, sobre isso, você não precisa se preocupar. Vejo em seus olhos que você sente sim alguma coisa por ele, além do mais pelo que acabou de acontecer. 


— Qualquer uma ficaria assim. — me defendo e cruzo os braços. 


— Ah, Noah! Juro que não ouvi isso. — ele fez cara de decepção — Quer dizer que quando Tae te elogia, o que ele faz quase todos os dias, é apenas um elogio e quando Yoongi te elogia você diz que qualquer uma ficaria aasim? 


Isso me fez lembrar de todas as vezes que Tae me elogiou e sim, são incontáveis. Ele é um garoto adorável e além de querer me tocar o tempo todo, fica me elogiando também. E agora parando pra pensar, eu não ficava tão envergonhada. Não é pelo fato de que Yoongi é meu bias, pois, apesar de ser meu bias, eu ficaria assim com todo mundo, mas parece que com o Yoongi é diferente. Talvez seja pelo quase beijo, onde ele me pegou de surpresa e como consequência me deixou envergonhada por um grande período de tempo ou tenho outra hipótese. Talvez eu esteja realmente gostando do Suga, de uma maneira diferente. Mas poxa, que justificativas eu tenho para isso? Ele é o Yoongi, ora essa! 


— E ah, dá pra ver nos seus olhos que você gosta dele. — ele fez uma cara maliciosa e tocou rapidamente em meu queixo, depois saiu. 


Sei que não foi intenção do Namjoon me deixar pensando tanto assim sobre esse assunto, muito menos por me fazer encostar na parede e esconder meu rosto em minhas pernas, para começar um pequeno drama, talvez. 


Comecei a analisar se isso for realmente verdade. Sobre eu estar gostando do Yoongi de um outro jeito. E posso tirar a conclusão de que não vai dar certo e nunca dará. E se for um dos muitos amores não correspondidos? E se esse mês ser a última vez tendo contato com ele? E se der certo, como as ARMYS vão me olhar? Será que iriam me aceitar? Será que eu seria reprovada pela BigHit? E além do mais, isso atrapalharia a carreira dele. 


Não posso fazer isso. É somente um ano aqui na Coreia do Sul, depois voltarei para o Brasil terminar minha Faculdade e ficar perto dos meus pais. Talvez algum dia eu volte, mas isso é só talvez. Eu posso sonhar no meu futuro, mas isso não quer dizer que ele se tornará realidade. 


Yoongi está o tempo todo investindo em sua carreira, ainda tem muitas viagens pela frente e com certeza passa mais tempo com a cabeça na carreira. E eu não quero atrapalhar o seu sonho, já que ele lutou tanto para poder estar aqui. Essa não é a hora de parar. Não dizendo que ele tem que parar, mas com certeza ele iria abrir mão de muitas coisas. Eu acho. 


E que pergunta Namjoon queria me fazer? 


"Você gosta ou não do Yoongi?"


Eu nem sei responder essa pergunta, mas com certeza prefiro pensar que não gosto dele. Seria me iludir demais. 


E está decidido. Eu vou fazer de tudo para não me apaixonar pelo Yoongi. 


Por fim, não chorei. Achei que eu iria derramar algumas lágrimas por ser sensível demais, mas consegui engolir tudo. E isso foi bom, visto que eu iria acabar com toda a minha maquiagem e eu realmente não queria que alguém me visse chorando. 


Me levanto cuidadosamente e volto para a onde eu estava antes. Vejo todos os olhares se voltarem para mim e eu só queria que eles parassem de ficar me encarando toda a vez que eu chegava em algum lugar. 


E as minhas bochechas voltam a incomodar. 


— Ei, pessoal! Quem pular por último na piscina é o perdedor! — Namjoon grita e logo depois pula na piscina, fazendo com que a água espirre por vários lugares. 


Finalmente os olhares se voltam para outra direção. 


Jimin, Jin, Kookie, Hoseok e Tae pulam na piscina, na ordem. Fazendo ondas na piscina. Já iria imaginar que o Yoongi ficaria. 


Me sento no sofá que fica de frente para a piscina e tiro meu celular do bolso, só pra eu me distrair e pensar em outra coisa, sem ser a de que eu estou com o Yoongi. 


Parece que estava tudo planejado, mas só parece. 


Yoongi se senta ao meu lado, deixando um espaço que caberia uma pessoa entre nós. 


— Disseram que o perdedor terá que realizar os desejos de cada um. — Yoongi fala olhando para os meninos, que estão brincando que nem crianças. 


— Então você tem  seis desejos  para realizar. — falo sem muito ânimo, já que minha missão era não me apaixonar pelo Yoongi. 


Tudo bem falar com ele? Claro. Mas isso também colaborava pelo ponto negativo. Por isso seria melhor eu evitar um pouco. 


— Você está aqui, então tem que participar também. Portanto, são sete desejos. — ele diz isso e caminha para trás, mantendo os olhos em mim — Mesmo que não possa entrar, sempre será a última. — ele fala elevando um pouco mais a voz e pula na piscina. 


Ah, que raiva. Dai- me paciência meu santo GD! Já não basta realizar os desejos deles em todos os dias de estágio? Tinham que ter mais alguns de brinde? 


Volto a atenção para o meu celular, com a ideia de que eles iriam esquecer esse negócio de desejo e vejo que tenho algumas mensagens do Mr. Suga, ainda de ontem. Ou melhor, mensagens do Tae. 


[mrsuga]


Noah- ah! Onde está você? 


Viu um fantasma? 


Ainda está aqui?


Viu alguma coisa? 


Bom dia! Queria poder te ver hoje. 


Ah, está aqui! 


Parece que já sabe quem sou eu. 


Até que enfim. 


Não respondo nenhuma das suas mensagens. Ele não irá me responder nem tão cedo, visto que está se divertindo muito na piscina. 


Continuo mexendo no meu celular e mal vejo as horas se passarem. 


Os meninos pareciam até peixes por ficarem tanto tempo assim na água. Vejo a pele deles começar a escurecer um pouco e a ficar vermelhinhas, principalmente a do Suga, já que ele é pálido demais. 


— Noah- ah! — Hoseok grita, chamando minha atenção. 


Que lindo ele gritando meu nome!


Eu olho para o Hoseok, que faz gestos com a mão, me chamando. 


Reviro meus olhos, balanço a cabeça negativamente e rio, já que de jeito nenhum eu poderia entrar naquela piscina. Nem se eu quisesse.


Vejo as horas se passarem rápido e até pego algumas coisas da mesa, já que a fome ameçava atacar. Fico preocupada, já que eles nem se quer haviam passado protetor antes de entrar — pelo menos não tinha visto. E começo a ficar mais  preocupada ainda com o rosto do Suga , que estava mais vermelho que uma pimenta. Ah, que pele sensível. 


Ele então senta na beira da piscina e toca no rosto, fazendo uma cara de dor depois. Eu tinha que fazer alguma coisa, mesmo sabendo que ele poderia colocar protetor sozinho, mas senti que deveria ajudar, já que eu estava ali fazendo vários nadas e de uma forma ou de outra me preocupo com eles. 


Levanto e grito pelo nome de Yoongi, que me olha estranho. Ele vem até mim. 


— Vem cá. — eu seguro levemente o seu braço e o coloco em uma das cadeiras — Onde estava com a cabeça de passar esse tempo todo no sol sem se quer passar protetor? Vejamos, deve estar em algum lugar. — passo meus olhos pela mesa e vejo alguns protetores, que por sinal estavam abertos, parecidos semi- usados — Aqui está. Vou passar em você. E sem reclamações. 


 Tá, eu parecia uma mãe, e eu estava realmente disposta a fazer isso. Não sei se pra ele eu parecia normal agindo assim, mas acho que não. Nunca tinha agido assim com ele. 


Coloco um pouco na minha mão e vou passando o dedo indicador em várias regiões do seu rosto, sem chegar a espalhar. Ele mantém os olhos abertos.


Começo a espalhar levemente o  protetor e chego a me sentar ao seu lado, procurando alguma maneira de que eu não o machucasse tanto. Ele recua algumas vezes o seu rosto e ali, olhando seu rosto, tenho uma leve sensação estranha, e por fração de segundos encaro sua boca.


— Está doendo. — Yoongi reclama e eu olho em seus olhos.


—Perdão. 


Tiro meus olhos de sua boca e começo a  espalhar o protetor no seu nariz, logo depois na sua bochecha e por último nos lugares menos afetados.


Quando termino, ele abre os olhos lentamente, já que estavam fechados por sentir a pele arder e ele começa a me encarar. Eu faço o mesmo. Não sei por qual motivo. Eu estava agindo tão estranho. 

— Obrigado. — ele sorri rapidamente e se vira. 

Os outros peixinhos também decidiram sair da água, alegando que estavam com fome e concordaram em pedir alguma coisa para almoçarem. 

Depois do almoço, todos foram tomar banho e me deixaram na sala escolhendo algum filme para assistir. O primeiro a sair do banho, por incrível que pareça, foi o Yoongi. E então ele me ajudou a escolher um filme também. Ele perguntou se eu não queria tomar um banho também, já que estava com aquela maquiagem desde manhã cedo e já eram três horas da tarde. Eu alego que não queria incomodar o dia de folga deles e que aguentaria o tempo que fosse necessário. 

— Pode ir lá. Acho que você ficaria bem com um dos meus casacos.  Vá. Você também está precisando de um banho. 

— Então estou com mal cheiro? 

— Não foi isso que eu quis dizer. 

— Vem. — ele segura minha mão e me puxa até o banheiro do andar de baixo — Já que não quer, deixa eu pelo menos tirar sua maquiagem. 

Yoongi fica frente a frente a mim e eu sinto meu corpo gelar. 

— Você é mais linda ainda sem essas coisas. — ele passa suavemente um lenço umedecido em meu rosto, o que me faz arrepiar — Você tocou em mim, então posso te tocar. 

Yoongi segura minha cintura e me arrasta até que minhas costas se choquem com a pia. 




Notas Finais


Pt2 amanhã

bekyoongi


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...