História O diário de Aj - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Grey's Anatomy
Personagens Addison Montgomery-Shepherd, Arizona Robbins
Tags Aventura, Drama, Realizações, Romance, Sonhos
Visualizações 0
Palavras 1.490
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Famí­lia, Mistério, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Mutilação, Necrofilia, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


O diário de Aj, espero que gostem

Capítulo 1 - Piloto


Fanfic / Fanfiction O diário de Aj - Capítulo 1 - Piloto

A grande  Nova York, o único lugar no mundo onde vc demora horas para chegar apenas na esquina, antes de começar a mergulhar na minha vida, me permita me apresentar.

Oi, eu sou Anthony Júnior Montgomery Robbins, sou cirurgião Pediátrico, tenho 30 anos, mais ainda estou em boa forma, boa não, ótima forma, isso, ótima forma.

Meus pais são Anthony Montgomery, um grande Neuro cirurgião e minha  mãe  Jhulia Robbins uma grande cirurgião geral, juntos somos donos do maior hospital particular do mundo o " Memória Montgomery Robbins ", o nome? Meio brega também achei, mas vai dizer isso para meus pais.

Hoje e um grande dia, meus pais estão para aprovar um pedido meu que e me tornar um Medico viajante, e vou de cidade em cidade, fazendo cirurgias em nome do hospital, oque muito me enteressa pois não gosto de ficar muito tempo em um mesmo lugar, amo minha profissão ser cirurgião mais também gosto de viagens, vai ser como unir o útil com o agradável, e todo mundo fica feliz.

            09:15 Nova York, Memorial Montgomery Robbins.

Recepcionista: Como vai Dr. Montgomery, grande dia hoje.

Todos nós hospital ja sabem de como isso é importante pra mim.

Aj: Bom dia lindona e sim, grande dia.

Alan: Dr. Montgomery? Até achei que ela estava falando com seu pai, agora e Dr. Montgomery, (risos)

Aj so sorrir disfarçadamente.

Alan: então, estão confiante pra hoje? Cara e um grande dia, espero que de tudo certo la em cima, sabe que por sua mãe você já estaria nesse emprego, mas seu pai (cara de preocupado) e meio jogo duro.

        Reportagem da televisão 

Repórter: ainda não se sabe ao certo o número de vítimas, mas foi uma grande queda. E tudo por agora Richard e como vocês ai do estúdio.

Jornalista: por enquanto isso é tudo que sabemos, um avião comercial caiu na nosso grande Central parque, o voou que caiu era de Seattle para Nova York, se você tem algum familiar ou amigo neste voou saiba que os feridos serão todos levados para o Memória Montgomery Robbins. 

Aj: Vamos la pessoal, daqui a pouco essa recepção estará cheia,

Indo rápido em direção ao elevador.

Aj: Desmarquem todas as cirurgias menos grave, precisaremos de todas as salas disponíveis, os pacientes que já podem receber alta devem ir para casa, todos prontos, lá fora, e questão de minutos para chegadas das ambulâncias.

Começa uma correria no hospital, Aj vai se vestir e se preparar

            Lá fora na portaria

Todos os médios esperando os feridos do desastre.

Erica: Bom dia Doutores.

Alan: Fica linda até com esse jaleco, bom dia Dra. Ramelo. (Sorri)

Aj: Bom dia Erica

Erica: Aj, grande dia hoje, se tudo de certo, saiba que vou sentir sua falta, você é uma peça importante aqui.

Alan: Relaxa Erica, eu vou ficar, então, está tudo bem. (Pisca o olho)

Todos riem

Aj: Também sentirei a sua falta mais ainda vou estar aqui, as vezes, ainda vamos trabalhar juntos, só que um pouco menos, e eu tenho certeza que o Alan ocupara bem o meu lugar (riso)

     Chega às primeiras ambulâncias

Socorrista: Adam Wilson, 22 anos, estava dentro do avião e sem os sintos de segurança, braço e pernas quebrados, múltiplas faturas, está hipotenso. Teve sorte de ser socorrido tinha muito mortos no local em cima dele.

2socorrista: Melissa, ainda não sabemos o sobrenome, 11 anos, foi encontrada fora do avião, tem lesões no braço e no quadril, apresentou queixa de fortes dores no abdômen.

Aj: Deixa ela comigo. Vamos levar ela para o Trauma 2, quero um raio x pra ontem, e pedi uma consulta com a ortopedia. ALAN, PRECISO DE VOCÊ AQUI, HOJE VOCÊ ESTÁ COMIGO.

3socorrista: Richard Jackson, 12 anos, foi encontrado com parada cardíaca, teve lesões na cabeça e coluna, os pais ainda não foram encontrados.

Erica: Deixa comigo, tabom, vamos la pessoal, to indo para o Trauma 3, o interno que estiver disponível venha comigo, preciso de uma consulta com a cardio e a neuro agora.

O hospital estava uma bangunça na decepção vários familiares e amigos atrás de notícias, e ainda nem tinha chegado todos os pacientes.

  Reunião entre os membros do concelho do hospital para decidir se Aj vai ou não trabalhar viajando.

Anthony: Eu não acho uma boa ideia, o lugar dos nossos médicos e aqui, por isso somos um hospital referência e um hospital escola, temos os melhores médicos cirurgiões do mundo, pessoas viajam para serem operados por nossos medico, e agora um deles não estará mais aqui, sem conta que ele tem um lugar aqui neste conselho, futuramente certa o novo dono disso aqui, precisa aprender mais aqui, não é assim que se administra um hospital.

Membro do Conselho 1: Concordo com o Dr. Montgomery, e então Dra. Robbins?

Jhulia: Discordo de vocês, Aj ainda não é uma estrela assim, faz pouco tempo que saiu de sua residência, e uma cara nova para o hospital, deixar ele ir agora em nome do hospital trará mais mídia a nós, mostrará uma nova face nossa, aqui temos a Dra. Ramelo não Pediatria, não deixaremos ela desamparada. Deixar o Aj ir, vai ser como trazer publicidade e mais dinheiro ao hospital, os gastos das viajens serão todos pagos pelo próprio Aj, não teremos prejuízo algum, so lucro.

Voto por deixar ele ir. Além de tudo ele ganhará mais experiência do que nos podemos proporciona a ele.

Em quanto isso na sala de Aj, os pais de Melissa aparecem.

Aj: A filha de vocês sofreu várias lesões, mais lesões não tão graves assim, podemos tratar e tudo ficará bem, oque nos preocupa e a forte dor que ela sente em seu abdômen, fizemos umas radiografia e encontramos uma massa do tamanho de uma laranja no abdômen dela, teremos que levá-la para cirurgia, para retirar a massa.

Pai de Melissa:  Está massa, oque pode ser? (Preocupado)

Aj: Na pior das hipóteses, pode ser um tumor.

Mãe de Melissa:  Então pode ser câncer? E isso?

Aj: Pode ser sim, não quero que fiquem apavorados posso vou retirar esta massa, e então saberemos oque ela e.

Será uma cirurgia aparentemente tranquila, mais devo resaltar a vocês que todas as cirurgias tem riscos, mais farei todo o meu melhor pela filha de vocês.

Aj vai para sala de cirurgia, em quanto isso Alan e Erica conversam.

Alan: Fala a verdade vai, ta na cara que você gosta do meu primo, eu entendo, ele e bonitão e como aquele par de olhos azuis até eu me apaixono as vezes ( os dois riem ).

Erica: Seu primo e uma charme sim, além de ser um grande cirurgião, mais não passa disso, eu e o Aj somos so bons colegas de trabalho.

Alan: Bom, vou fingir que acredito no que você disse. Então se meu primo não tem chance, eu teria? To solteiro, você também, so um cara legal e também sou um gracinha, se eu fosse você, certamente namoraria comigo.

Erica: Não disse que ele não tem chance comigo (risos), mas você, certamente não tem.

Alan: Então ele tem chances com você? Enteressante.

Alan entra no elevador, em quanto Erica ainda caminha pelo corredor.

Erica: Ele tem bem mais do que chance comigo

18:37 Aj vai até os pais de Melissa contar como foi a cirurgia..

Aj: Ocorreu tudo como o esperado, a filha de vocês está bem, e daqui a pouco quando ela acordar vocês poderão ver ela.

Pai e mãe de Melissa: obrigada.

Então a Jhulia mãe de Aj aparece.

Jhulia: Dr.Montgomery, posso dar uma palavrinha com senhor?

Aj: Mais é claro Dra. Robbins

Os dois caminhão juntos de braços dados até o elevador

Jhulia:  só queria que soube-se que deu tudo certo na reunião, seu pai perdeu de 2 à 5, ele ta bravo, mas, eu me sai bem,

Aj: Você sabe que você  e a mulher da minha vida, se não fosse minha mãe certamente me casaria com você (beijando o rosto dela)

Jhulia: E depois certamente me trairia (os dois sorriam)

O elevador se abre e quem está dentro e Anthony o pai de Aj, Erica e Alan.

Jhulia: Acho que vou pelas escadas, to precisando perder uns quilinhos.

Anthony: Deixa de ser boba mulher, você ganhou, vocês ganharam e foi merecido, tenho que reconhecer. E tudo bem esses seus quilinhos a mais.

Todos riram e entrarão no elevador.

Jhulia: idiota

Erica: Então o Aj consegui? Parabéns.

Alan: e isso mesmo que você queria dizer para ela Dra. Ramelo?

Erica: E som

Alan: Então ta, parabéns primo.

Quando durmimos pela noite, os as vezes em um leve coxilo pela tarde, temos nossos sonhos, sonhos bons e ruins, somos movidos por sonhos, e desafiados por ele,  cada sonho um novo desafio, somos testados diariamente, mais os sonhos so se realizam para aquele que tem força e coragem de acreditar neles, amanhã quando eu acordar, meu maior sonho se tornará realidade, viverei em um constante sonho contínuo. Será que estou mesmo pronto pra isso? Se não estiver, e melhor que eu fique, quando sonhamos com algo queremos muito que de certo e se realize, mas não sabemos se estaremos prontos para quando ele se realizar, mas quando se realiza não importa mais se está pronto ou não, e o seu sonho e você quem manda.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...