História O Diário de Dalila - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Charlotte, Iris, Kentin, Li, Lynn, Lysandre, Melody, Nathaniel, Personagens Originais, Rosalya, Senhora Shermansky, Viktor Chavalier, Violette
Tags Castiel, Dalila
Exibições 21
Palavras 733
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Festa, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Fiz segunda parte pro anterior não ficar muito grande...

Capítulo 5 - Primeiro dia na escola - Parte 2


Fanfic / Fanfiction O Diário de Dalila - Capítulo 5 - Primeiro dia na escola - Parte 2

     Eu saí pro intervalo e a unica coisa que eu consegui pensar era " Lanche! Preciso comer alguma coisa". Mas é claro que eu tava com muita fome, desde quando maçã é café da manhã? Pois é, eu fui até a cantina, comprei meu lanche e fui atrás de uma mesa pra sentar, pra minha sorte tinha uma totalmente vazia, pouco me importei se era a mesa dos fracassados ou não. Afinal, quem criou essas regras idiotas? Coloquei meus fones e esqueci do mundo. Pelo menos nos vinte primeiros segundos. Alguem sentou do meu lado, e adivinha? O loiro de novo. E ainda perguntou se podia.

· Eu: Ja sentou mesmo.
· Nath: Demorei um pouco pra te reconhecer, mas você lembrou de mim. Eu precebi pela sua cara, surpresa e meio assustada.
· Eu: Você não me traz lembranças agradaveis de uma parte da minha infancia, sabe.
· Nath: Eu sei que, não vai adiantar muita coisa mas, me desculpa por isso. Por onde você andou esse tempo todo?
· Eu: Na casa da minha tia. Tive um probleminha na escola quando criança, e meus pais acharam melhor eu dar um tempo daqui.
· Nath: Entendo. - Aparentemente eu fui vítima, mas na verdade foi ao contrário. Talvez eu fosse no começo. Eu briguei com uma garota na escola, ela sempre me perturbava, aí um dia eu cansei e bati nela, não do tipo tapas, eu fechei a mão e dei socos mesmo. O meu irmão tem um pouco de culpa, falei pra ele o que tava acontecendo pra ele poder me ajudar, por que eu não queria contar pros meus pais, e ele disse o que? Isso mesmo! Ele disse "Bate nela tambem" Ele me disse o que fazer, e me mostrou como fazer, e eu fui la e fiz. Depois disso ainda fui pra escola por uns três meses, por que era fim do ano, mas a tal garota nunca mais me perturbou. Eu passei a confiar mais em mim.
            Eu tava tão distraída me lembrando disse que até me assustei quando o sinal tocou, e o Nath ja tinha sumido da minha frente. Eu fui pra sala e mais um professor anunciou uma novata, e mais uma vez eu não me apresentei, e o professor começou a aula. Não aconteceu nada de interessante, como era de se esperar. Exceto o Nathaniel atrás de mim me fazendo N perguntas, e eu queria muito matar o meu irmão por me deixar esperando por ele. Embora eu tivesse gostando, um pouco, da conversa, eu queria muito vim pra casa, mas não podia, não sem o Castiel. Fiquei bem aliviada quando avistei ele, mas é claro que a Ambre vinha atrás tagarelando sem parar.

· Eu: Ela não cansa disso?
· Nath: Parece que não. Mesmo sabendo que o Castiel não da a mínima pra ela.
· Eu: Não é por causa daquilo ainda é?
· Nath: Pior que é.
· Eu: Ninguem merece. - o meu irmão consertou a boneca idiota dela e agora ela não larga do pé dele. 
· Cassy: Vamo embora. - Ele me puxou antes mesmo de eu me despedir do Nath, mas se virou e lançou um olhar pra ele como quem diz "Fica longe dela" claro, que eu fiz de conta que não vi aquilo. A gente veio pra casa sem conversar durante o caminho, e depois que a gente chegou ele subiu e eu fui pra cozinhar preparar alguma coisa pra comer. Daí uns dez minutos depois o Castiel aparece na conzinha, vestido pra sair?
· Eu: Vai demorar?
· Cassy: Não sei. O que ta fazendo?
· Eu: Macarronada. Vai sair sem comer?
· Cassy: To atrasado. E prefiro comer na rua.
· Eu: Ah, cala a boca.
· Cassy: Ja vou indo. Vê se não bota fogo na casa ta? - olhei pra ele e dei um sorriso do tipo "seu idiota" e mostrei o dedo do meio. Ele só deu aquele riso sínico e saiu. Eu fui assistir um filme, depois vim tomar meu banho e agora eu vou cair na minha cama e dormir. Ja ta bem tarde e o Castiel ainda não chegou, e pra completar ele desliga a droga do celular.
       Bom, por hoje é só, preciso dormir, mas dessa vez vou lembrar do despertador, não quero meu irmão tentando derrubar a porta do meu quarto de novo. Bye!!



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...