História O Diário de Joseph Grayson. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Exibições 1
Palavras 335
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Essa é minha primeira vez escrevendo tenham paciência.

Capítulo 1 - Capitulo #1 - Medo



Oi...não sei bem como começar uma conversa, não se devo me apresentar primeiro...que se foda, oi eu me chamo Joseph e você está lendo minhas memorias, eu sei, eu sei isso é estrando, mas eu não sou muito normal, meu psicólogo disse que uso esse tom de ironia para disfarçar meu medo de socializar...e cá entre nós, eu acho ele tá certo.

Bom a minha história começa há 6anos atrás no meu aniversário de 10 anos, como era de costume a minha família ia numa pizzaria que tem aqueles animatronics, eu adorava aquilo meus olhos brilhava com aqueles bonecos esquisitos, eu e minha irmã mais nova Natali sempre podíamos as mesma música, eu sempre me divertia como nunca nesse lugar mas daquela vez foi diferente.

Tudo tinha acabado bem até que meu pai pediu para eu tomar conta da minha irmã de 4 anos enquanto fosse pagar a conta, achei a tarefa mais simples do mundo, porém minha admiração nos animatronics fizeram eu me distrair e não perceber que a Natali corria atrás de um balão vermelho.

Tão inesperado que o balão fosse levar para fora do local, quando me dei conta vi Natali na rua, eu corri em desespero atrás dela, meu pai notou o avorosso e correu atras de mim, depois disso não lembro o que aconteceu tu foi apagado de maneira repentina, tudo que eu me lembro é de vê Natali no chão ensanguentada e meu pai chorando, eu simplesmente não conseguia me mover, meu coração batia de uma maneira acelerada, meus olhos lacrimejavam e minha cabeça tentava arruma alguma maneira de esquecer tudo que aconteceu.

Bom isso foi o que eu disse para o meu terapeuta escolar, aquele cara vive me dizendo que a separação dos meus pais não foi culpa minha, que eu tenho que socializar mais e blá blá blá, na moral ele parece minha mãe, "você já tentou ser mais transparente" disse o terapeuta, "eu não tenho a obrigação de me enturmar com ninguém isso para mim é um saco" eu disse



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...