História O diário de Katy Oswald - Capítulo 43


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Castiel, Dakota, Debrah, Iris, Kentin, Letícia, Lysandre, Melody, Nathaniel, Peggy, Personagens Originais, Rosalya, Violette
Exibições 8
Palavras 1.068
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Ficção Científica, Romance e Novela, Sci-Fi, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 43 - Capítulo 41


 

Quando chegamos, a mãe dele veio nos receber (na verdade não foi uma recepção muito calorosa considerando que o Armin levou uma bronca do tamanho do mundo por ter saido tão tarde, mas ai então ele contou que eu estava com problemas e que foi correndo me ajudar e eu só concordei, afinal era meio que verdade, ai deu tudo certo) e o Armin foi para o seu quarto enquanto eu ia encher o saco do Alexy batendo de forma ritimada na porta dele.

Alexy: Por que foi que você voltou tava tão bom sem você Ar-... KATY!

Katy: ALEXY! –Nós abraçamos feito duas crianças, ele era uma das pessoas das quais eu mais tinha sentido falta, seu jeito explosivo e animado, eu ficava mais alegre só de estar com ele. –Eu tenho uma coisa pra te contar, é tipo, super importante.

Alexy: Ai meu Deus, entra. –Ele fechou a porta e se sentou na cama com as pernas cruzadas esperando atentamente por eu falar.

Katy: Então...é que....

Alexy: Acelera garota, ou quer me matar de ansiedade?

Katy: Eu e o sal irmão dormimos juntos.

Alexy: AI MEU DEUS! Katyyyyy! –Sua expressão era uma mistura de espanto com alegria extrema, eu não me contive em rir.

Katy: E sabe o que aconteceu?

Alexy: O que? Conta, conta, contaaaaaa.

Katy: Varios nadas, a gente só dormiu mesmo, kkkkkkkkkkkk. –Aquela cara animada sumiu em um segundo.

Alexy: Você tá fazendo um jogo comigo? Brincando com a minha cara?

Katy: Exatamente kkkkkkkkk, desculpa, mas eu não resisti em fazer isso.

Alexy: Então quer dizer que vocês não dormiram juntos?

Katy: A gente dormiu, só não fizemos nada de mais.

Alexy: Pelo menos é um começo.

Foi ai que o Armin entrou no quarto correndo.

Armin: Katy! Revelaram as classificações da prova que você fez, eu esntrei no site agora mesmo.

Katy: E ai? O que deu?

Armin: Você tá em primeiro, vem ver. –Nós três fomos até o quarto dele, na tela do computador, o ranking mostrava meu nome em primeiro numa faixa dourada. – Você vai pra segunda fase, é semana que vem.

Alexy: Só quero ver a cara do pessoal da escola, disseram que era uma prova impossível, que ninguém passava nem o Nathaniel...

Katy: Mas eu tenho que admitir que  estava bem difícil.

Armin: Vamos ver a porcentagem de acertos? Katy Oswald, primeiro lugar, noventa e quatro por cento de acertos...caramba, Luciel Choi, segundo lugar, oitenta e seis por cento de acertos, é oito por cento a mais que o segundo.

Alexy: Eita.

Katy: Eita, again.

Armin: Era de se esperar já que você é.... um gênio. –Lancei um olhar mortal para o Armin, uma palavra em falso e nós teríamos que explicar muitas coisas para o Alexy, já que, conhecendo ele como eu conheço, ele não ia parar de perguntar se nós não contássemos tudo.

Katy: Exatamente.

Alexy: Eu só quero ver a reação de todo mundo.

Katy: Você já disse isso.

Alexy: Eu sei, mas é que eu realmente quero ver a reação deles, ué.

Katy: Então tá né. –Acabamos por conversar sobre coisas aleatórias depois, eu almocei na casa do Armin e nós contamos para os pais dele que estávamos namorando, a mãe dele ficou muito feliz e disse que eu era uma boa garota, e o pai dele... ele só disse que não queria netos tão cedo.

Mais tarde, eu voltei pra casa, organizei minha mochila e tomei um banho demorado antes de ir dormir (não tomem banhos demorados crianças, sigam o conselho da tia Katy, façam o que eu falo não façam o que eu faço)

Na manhã seguinte, fui para a escola cedo, encontrei todo mundo esperando por mim, eu não os via a muito tempo, para eles não parecia tanto, mas pra mim era, meus amigos (a também umas pessoas que eu nem conhecia) me parabenizaram pela prova.

Violette: Pa-parabéns Katy, você merece.

Rosa: Amiga, você foi incrível.

Katy: Rosa, que saudade de você. –A abracei com força.

Estava todo mundo lá, mas eu sentia falta de duas pessoas, uma eu sabia quem era, o Castiel, ninguém tinha notado sua falta, mas eu sabia quem notaria. O Lysandre parecia mais quieto e desanimado que o normal, eu diria até triste, quando o primeiro período terminou, eu fui falar com ele.

Katy: Lysandre... você tá bem?

Lys: O Castiel ficou lá, não é? –Meu corpo gelou, como ele sabia sobre o Castiel? Será que ele tinha contado? Será que o Lysandre também estava aqui pra me matar? –Não precisa se assustar, Katy, o Castiel me contou sobre o segredo dele, desde que ele chegou aqui, o motivo é por que eu acabei descobrindo uma parte e então ele me contou tudo, quando ele descobriu que a garota que deveria matar era você, ele contou pra mim também.

Katy: Quer dizer que você sabia? Desde o início?

Lysandre: Sim,  o Castiel confiava em mim para seu segredo, na noite em que vocês saíram, ele me disse que poderia não voltar mais, que dependendo do que acontecesse lá seria melhor que ele não estivesse mais aqui, pois poderia... atrapalhar o seu futuro.

Katy: Meu futuro? Como assim? Por que ele atrapalharia meu futuro?

Lys: O seu futuro... com o Armin, ele achava que se continuasse aqui, ele atrapalharia a relação de vocês.

Katy: O Castiel.... ele ainda....?

Lys: Sim, mesmo quando ele estava te evitando ele ainda era apaixonado por você, era muito difícil pra ele ficar longe de ti, muitas vezes ele me contava sobre como queria te abraçar, te fazer rir, ficar perto de você. Como cada vez que ele te via com o Armin fosse como uma facada no próprio peito, o Castiel sabia que seria melhor pra vocês dois se ele não voltasse, tanto pra não atrapalhar você e o Armin, tanto para que não fosse mais machucado pelos próprios sentimentos.

Eu não podia acreditar no que estava ouvindo, o Lysandre tinha um sorriso no rosto mas mesmo assim podia ver que seu olhar era triste, o Castiel tinha feito tudo aquilo por mim, e eu nem sabia que tinha machucado ele, eu não pude nem agradecê-lo ou se quer me desculpar, meus olhos começaram a se encher de lágrimas, pensando no que ele deve ter sentido quando via à mim a ao Armin no castelo.

Lys: Katy, não adianta chorar agora, foi uma escolha dele, sem contar que...você não sabia.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...