História O Dono Do Destino - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias League Of Legends
Personagens Ekko, Jinx, Riven, Rumble, Ryze, Tristana, Vi, Zac
Tags Ekko, Jinx, Jinxxekko, League Of Legends
Exibições 51
Palavras 1.064
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Ohayo, my people
Olha duas línguas kk


Escrevi este hj com mt carinho <3

Boa Leitura...

Capítulo 12 - Encarar da Melhor Maneira. Parte 9.0


Fanfic / Fanfiction O Dono Do Destino - Capítulo 12 - Encarar da Melhor Maneira. Parte 9.0

Assim que Ekko termina de contar a Jinx o que aconteceu na reunião feita por Riven, ele espera uma a reação de receio ou surpresa a rosada, porém o que vem é um rosto com um sorriso terno:

_Então por causa dos monstrinhos verdes teremos que ir numa cidade para repor os equipamentos eletrônicos...e por sinal está cidade é Piltover.-Conclui a rosada ainda sorrindo.

_Sim...não imaginei que não ficaria apreensiva de termos que ir para lá.-Comenta Ekko avaliando a expressão dela.

_Bem, uma hora teria que voltar para lá...nem sempre dá pra enganar o destino.-Menciona mais sombria.

_Mas você sabe que ainda tem o problema com Vi...-A lembra Ekko.

_Eu sei, não posso fugir dela pra sempre também, mesmo que ela me odeie.-Jinx se remexe desconfortável.

O moreno se aproxima dela e segura sua mão enquanto olha grama sobre seus pés:

_Não precisamos ir para lá se não quiser.-Ekko tenta tranquilizar Jinx.

_Leki, você mesmo viu meu estado quando vi aquela esfera estranha...eu disse que teria que ir para Piltover, talvez agora seja a hora certa.-Pronuncia calma a rosada que aperta os dedos de Ekko sobre os seus.

_Talvez aquele momento fosse um sinal que não deve...já disse, você pode não ir!-O moreno replica preocupado com ela.

_Se o acampamento vai todos tem que ir! É  a lei do acampamento, ninguém fica para trás...-Cita Jinx desviando o olhar.

_Podemos deixar o acampamento...-Sugere Ekko se afastando dela.

_Não!-Jinx se desvencilha dele._Leki nos escolhemos juntos ficarmos aqui, nossos amigos, melhores lembranças, partidas e tudo mais estão aqui...seria pedir muito para deixa-los só por isto!

_Isto que você se refere é você?Pois então lhe digo que vale a pena...-Ekko notou que se exaltou em seu tom e acaba recuando._Desculpe, eu só não quero que algo te faça mal.

_Não precisa se desculpar Leki, eu gosto que você se importe e também adoraria reviver aqueles momentos que era só você e eu antes de virmos pro acampamento, antes de conhecermos todo mundo...-Fala sorridente se aproximando de uma árvore atrás de si.

_Contudo você gosta de onde está e ainda quer ficar aqui.-Conclui em voz alta o moreno.

Jinx faz sinal positivo com a cabeça, ela senta sobre um cipó em forma de U invertido, que estava solto da árvore e começa a se empurrar como um balanço.

Ekko só respira fundo, "Eu espero que isso termine bem!" reflete em silêncio enquanto admira Jinx brincar vai e vem no cipó.

^***^

 --Piltover--

*Em algum lugar da cidade*

Vi voltava a delegacia de policia assim que terminou sua missão de prender alguns arruaceiros que perturbavam a paz em certo canto da cidade. Mesmo que Piltover fosse a cidade do progresso e etc, problemas de segurança eram ocorrências diárias que chegavam a defensora da cidade.

_Todo este alvoroço só vem acontecendo depois do atentado que aquela garota causou!_Vi estressada fala se relembrando  dos velhos tempos.

Para a garota de potentes manoplas, Jinx era a maior ameaça contra Piltover e para evitar um novo desastre ela tentaria de tudo para capturar a atiradora.

Após desligar a viatura, Vi desce do carro e entra na principal delegacia de Piltover, assim que vê as mãos livres ela volta a por suas luvas de ferro em somente uma mão:

_Bem na hora, já planejamos buscar a senhorita se demora-se mais._Menciona Jayce enquanto analisava alguns papeis.

_Demora ou não, já terminei a ocorrência, e não estou disposta a discussões..._Vi passa direto por ele que ri ao ato ríspido dela.

_Caitlyn ainda esta ?-Indaga se dirigindo ao escritório da mesma.

_E quando não estaria ?-Brinca Jayce sem dar muita importância a pergunta.

Vi o ignora e entra no escritório da xerife:

_Já vi que devo colocar uma placa de "bater antes de entrar" na porta.-Resmunga Caitlyn que estava sentada elegantemente em sua poltrona com as duas pernas cruzadas em cima da mesa, ela segurava uma xícara fumegante de café, e na outra mão se notava-se uma carta.

_Duvido que adiantaria alguma coisa...-Vi sorri ao se sentar-se na frente da xerife.

_Com você certamente não.-Caitlyn ergue o olhar de sua leitura e foca Vi._Muitas ocorrências está semana?

_Mais do que comum, porém com o passar dos anos acredito que estamos diminuindo os números.-Relata seria a defensora.

_E não demorara muito a diminuir mais, eu voltarei em breve para as ruas, logo que estou terminando de lidar com os excessivos prejuízos dês do grande desastre.Quando eu voltar, colocarei está cidade nos trilhos novamente!-Argumenta convicta Caitlyn.

_Eu não duvido, se não fosse pelo furacão Jinx já estaria nas ruas trabalhando normalmente.-Acrescenta Vi mantendo o respeito a xerife.

Caitlyn a observa no mesmo momento em que leva o fresco café a boca, após um longo gole ela se arruma em sua poltrona e acena para a garota de cabelos rosas:

_Em falar em furacão...Riven e sua tropa irão passar pela cidade nos próximos dias, recebi hoje está carta de aviso.-Diz Caitlyn empurrando a folha de papel amarelo para Vi.

_Isso é incomum, eles são bem nômades, mas raramente passam numa cidade...-Fala Vi depois de alguns segundos lendo a carta, ela já tinha conhecimento deste grupo de champions já que eram demograficamente grande._...Será que ela ainda está com eles...-Um pensamento corta a mente de Vi que se põe de pé.

_Bem provável que sim, já que Riven parece nutrir alguma amizade por exilados.-Responde por ela Caitlyn.

_Não podemos deixa-los entrar!-Brada Vi.

_Não é assim que a política de Piltover funciona Vi...mesmo que parecesse o mais correto a se fazer, nossa cidade é de pessoas livres de ditaduras e amarras físicas.-Caitlyn larga sua xícara sobre sua mesa e foca seria sua companheira de trabalho.

_Deixaremos que eles entrem então?-Pergunta um pouco enraivecida Vi.

_Sim, entretanto vamos impor algumas condições, além de que Jinx recebera uma atenção especial de nossa vigilância.-A informa Caitlyn.

_Mas...

_Não se preocupe Vi, não deixarei ninguém mais destruir está cidade novamente...nunca mais!-Anuncia sem relutância Caitlyn.

_Se será assim, farei o mesmo que você!-Vi se aproxima e estende mão para Caitlyn que olha por uns instantes e sorri em sequencia.

_Que se faça então!-Ela aperta mão sem manopla de Vi e as duas compartilham um olhar de determinação.

^***^

 

Ao longo de um beco escuro uma voz estridente sussurra para o vento:

"Só aguarde minha pequena garota, seu destino já está mais do que traçado!" A  voz vai sumindo aos poucos com graves e perturbadoras gargalhadas no ar.

 

Continua :p

 

 


Notas Finais


Beijocas :*
E até uma próxima!
Bye *-*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...