História O Dono Do Destino - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias League Of Legends
Personagens Ekko, Jinx, Riven, Rumble, Ryze, Tristana, Vi, Zac
Tags Ekko, Jinx, Jinxxekko, League Of Legends
Exibições 31
Palavras 829
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oie, my people lindas <3

Hoje não teremos um cap...e sim Dois HAHAHA
O primeiro fico comprido então resolvi render para dois, este é só uma ponte pro segundo, mesmo assim leiam, pf <3

E lá vamos nós:

Boa Leitura (>´-´>)

Capítulo 17 - Adorar. Parte 14


Fanfic / Fanfiction O Dono Do Destino - Capítulo 17 - Adorar. Parte 14

 

Jinx brincava distraidamente com os mecanismo de fios do robozinho a sua frente, este era de uma formação diferente, sua cabeça oval era enorme e desproporcional ao resto do corpo, sua cor verde musgo o deixava com uma aparência militar junto as simples pintinhas de caveiras negras ao longo do corpo cilíndrico sem braços:

_Pra que mesmo serve essa coisa Ziggs?-Pergunta Jinx ainda entediada.

_Isto é minha pequena criação, ele é um robô bomba que cria internamente granadas cilíndricas e depois as lança com extremo calculo para qualquer região alvo...-Ziggs da uns tapinhas nas mãos curiosas da rosada._É genial e explosivo.-Fala alegre o baixinho.

_Igual você.-Fala zombeira Jinx.

A cena se delongava a mesma, Jinx e Ziggs estavam sentados lado a lado numa das poltronas vermelhas de couro do departamento, Ekko menos curioso se posicionava a frente deles, como não era fã de chá, o liquido se encontrava já frio em sua xícara abandonada, além disso o fato de que as poltronas no meio de uma oficina cheia de robôs e projetos inacabados não tinha o menor sentido, enfim aquilo era aceitável já que vinha de Ziggs.

_Só queria entender a lava endurecida lá fora...-Comenta num momento e silêncio Ekko.

_Oh, essa uma longa história de quando eu estava trabalhando em preservação de calor extremo, foi sobre um pequenininho acidente, deixe me lhe contar sobre isso...-Se reposiciona entusiasmado o pequeno Yordle.

_Ah não!-Jinx tampa a boca do champion que resmunga abafado tentando se livrar dela._Quando você começa uma história não para de falar mais, extremamente tagarela.-Acusa tirando a mão da boca dele.

_Haha, o pior exemplo de tagarela é você cara amiga...-Cruza os braços o baixinho irritado.

_Cale-se baixinho irritante.-Rebate Jinx analisando as unhas.

_Boca desenfreada.

_Yordle chato.

_Tá, tá já entendi, vocês dois gostam muito de falar.-Interrompe sufocado o moreno._Agora Ziggs você não tinha algo para nós mostrar?-Muda e assunto buscando uma saída Ekko.

_Sim, sim venham comigo até os fundos do setor, verão nosso incrível aprimoramento.-Pulando da poltrona o baixinho começa a andar rapidamente.

Jinx e Ekko sem opções avançam a seguir o Yordle, neste momento aproveitando uma brecha o moreno se aproxima dela e a pergunta:

_Vocês se conhecem a muito tempo, não é mesmo?-Fala calmo ele que a analisava enquanto caminhavam.

_É eu diria que sim, conheço Ziggs a mais tempo que me lembro, ele sempre foi um bom amigo.-Responde sem devaneios Jinx.

_Hum.-Se limita a expressar Ekko, Jinx se incomoda com o silêncio dele e o mira o fazendo prosseguir._Percebi como são íntimos conversaram sobre vários assuntos durante horas seguidas...

_Pois é.-Ri fraco Jinx._Somos parecidos em algumas coisas.

_É, que legal.-Diz desanimado.

Confusa a rosada se vira a Ekko com destreza, dúvidas perambulantes as atitudes dele a rodeavam e uma delas foi sobre um assunto que já tinha tratado, porém sempre de forma sátira com Tristana, o assunto em si era ciúmes.

_Leki.-Ela para de andar, o moreno para também e  a olha curioso._Você está com...ciúmes?-Indaga segurando o riso.

_O que?Não, não mesmo...-Ele balança os braços em negação absoluta.

_E que parece...

_Você deve ter tomado muito  chá daquele Yordle...sério? Eu? Ciúmes dele?Não.-Nega veemente Ekko levemente constrangido.

_Hum, irei aceitar sua desculpa agora, mas de qualquer jeito já explico que eu e ele somos só amigos, e lhe garanto que um caso romântico entre nós só resultaria no próximo apocalipse.-Zomba ela passando um braço sobre o pescoço dele.

_Não precisava me explicar, alias por que não o chama de apelido nenhum?-Questiona de uma vez Ekko que parecia incomodado com esse fato exclusivo.

_Porque se quer arranjar uma briga que não pode ganhar é só chamar o baixinho de algum apelido com seu nome, ele odeia...-Ri baixo a rosada._Enfim espero já ter entendido nossa relação...-Termina sorridente Jinx.

 _Eu entendi, desculpe se pareci enciumado.

_Imagine, eu acho fofo até.-Dá uma piscadela para ele a rosada.

E realmente, de uma forma estranha Jinx sabia que adorou ver Ekko demonstrar ciúmes dela, pois assim ela soube que ele realmente se importa com ela e com quem ela se arrisca viver perto.

Jinx via que ele a protegia e mesmo indiretamente ela adorava aquilo, adorava ver ele ao seu lado, adorava suas palavras doces, adorava suas brincadeiras, adorava seu cabelo desalinhado, adorava sua determinação, coragem, espírito alegre, adorava seus sorrisos sinceros, os quais ela sempre queria que fossem para ela...ela adorava muito daquele garoto isso era tudo que conseguia pensar nos últimos dias, igualmente que tentava disfarçar sempre se pegava sonhando novamente com a voz que se declarava para ela em sua mente, e aos poucos seu desejo que o dono da voz fosse Ekko só aumentava.

Era estranho assemelhar aquela avalanche de sentimentos dentro de si, por isso Jinx se pegava se perguntando "Por que esse sentimento ardente no peito quer explodir?" , de alguma forma ela já sabia a resposta, no entanto seus anseios do que aconteceria se suas dúvidas fossem esclarecidos ainda a atormentavam e assim se pós no silêncio torturante, enquanto aguardava impacientemente sua resposta.


Notas Finais


Continua ><


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...