História O Drama de Sweet Amoris - Capítulo 6


Escrita por: ~ e ~lunahentai

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Ambre, Castiel, Iris, Jade, Nathaniel, Senhora Shermansky, Violette
Tags Amor Doce, Brasil, Fanfic, Políticos
Visualizações 10
Palavras 385
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Escolar, Ficção, Hentai, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Demorou mais saiu!
Espero que gostem...

Capítulo 6 - Cap. 6


P.O.V. Aécio

 

Eu estava tonto, mas feliz, pois eu iria, nos próximos minutos, me declarar par o Bolso-senpai. Eu fui em direção aos meus amigos pedir que me desejassem sorte.

-Eai seus bosta! Falei empolgado

-Hello! A Dilma respondeu em coro com o Lula.

-Iae! Falou o Nath e a Lunahentai.

Ficamos jogando conversa fora, até que decidi que era a hora. Saí de onde estava, atravessei a pista de dança e fui na direção do Jade e Violett. Fui pedir para que parassem a música.

-Eii! Gritei, pois a música estava alta.

-Oi! O Jade respondeu sorrindo.

-É agora? A Violett perguntou, se referindo a minha declaração.

Afirmei com a cabeça, e pedi o microfone. Fui em direção ao palco agora, eu estava muito bêbado, mas se não fizesse isso agora, nunca que iria fazer. Ou agora, ou nunca, eu fiz a minha escolha. Mas, assim que subi no palco, todos começaram a me vaiar, porque pararam a música.

De lá pude ver todos meus amigos, e gente que nunca vi na vida, todos me encarando, inclusive ele, o Bolso, quando meus olhos se encontraram com os dele, senti como se nada mais importasse ali, como se estivesse apenas nós dois. Finalmente pude entender a expressão “borboletas no estomago”. Eu estava completamente apaixonado, mas, infelizmente, muito bêbado também. Ai eu caí na real, tinha muita gente ali, me encarando, aquelas luzes, e minha cabeça latejando. Eu não sei o que houve, mas perdi total controle de meu corpo. Senti imensa fraqueza, e caí. Pude ouvir todos rindo de mim.

#MicoDoAno

P.O.V Ambre

Eu estava no banheiro tentando salvar a minha maquiagem ( que a Maria Rabetão borrou toda), com a Li e a Charlotte. Até que a música parou, ou seja, seria agora a declaração do Aécio. Fui correndo em direção ao palco, puxei meu iPhone 5 plus, da minha bolsa da Chanel caríssima e comecei a filmar.

-Isso vai para o Jornal do colégio! Estava rindo horrores...

P.O.V Dilma

Eu fiquei muito preocupada com o Aécio, ele estava muito fora de si, não devia ter feito isso, quando ele caiu, eu ri, mas quando vi que ele não levantou depois, meu coração ficou a mil, eu iria até ele, ajuda-lo, mas, tenho uma coisinha para resolver com a dona Ambre, que filmou tudo.


Notas Finais


Próximo capítulo vai ter treta!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...