História O Elevador || JiKook - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Exibições 654
Palavras 1.802
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Lemon, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 1 - Capítulo Único


Fanfic / Fanfiction O Elevador || JiKook - Capítulo 1 - Capítulo Único

          •• Pov's Jimin ••

Porra, por que eu fui atender aquela ligação do Namjoon? Aquele filho da puta, fica falando aquelas merdas pornográficas pelo celular enquanto estou na rua. Minha sorte é que estou perto de casa. Entrei correndo no prédio. O elevador tinha acabado de abrir. Sorte! Adentrei-o e apertei o botão do 8º andar, onde eu moro. Quando as portas estavam fechando, um cara de cabelos castanhos colocou a mão e as portas  abriram-se novamente. Ele entrou com uma sacola em mãos e apertou no 10º andar. Esse cara me é familiar... Ficamos em silêncio. 2º ... 3º ... Estava louco para chegar em casa então até os andares eu estava contando. 5º ... 6º, só mais dois... 7º e eu já estava sorrindo. Um pouco antes do elevador parar em meu andar as luzes se apagaram e uma luz vermelha foi acesa.

Não! Mentira! Sacanagem, meu andar já era o próximo. Hoje definitivamente não é o meu dia de sorte. Caralho, viu? Péssimo dia que eu escolhi usar minha calça absurdamente colada, minha ereção estava bem marcada, a sorte é que meu casaco estava cobrindo-a.

Acho que faltou luz, isso não é comum por essas regiões de Seoul, e quando falta demora para voltar  —  Ele respirou pesado  —  Acho que estamos presos por hora.

- Ótimo, era só o que me faltava  —  Bufei. Eu estava frustrado.

Estendi minhas mãos para cima e as abaixei violentamente na medida que ia deslizando para sentar-me no chão.

Seu celular está com sinal? O meu tá fora de área  —  Peguei meu celular rapidamente do bolso de minha calça.

Sim sinal também  —  Disse com uma cara de esperanças esmagadas. Após isso ficamos em silêncio por uns 5 minutos, longos minutos.

Jeon Jungkook  —  O acastanhado se pronunciou.

Park Jimin  —  Me apresentei também. Ele se sentou ao meu lado. Coloquei o casaco mais para frente, ele não pode ver minha ereção, vai pensar que vou um pervertido ou algum sádico.

Então... Já que não temos nada para fazer, que tal conversarmos? Jimin, né? Posso te chamar de Minnie?  

Pode sim, aliás, é assim que os meus amigos me chamam. Você faz o que da vida, Jungkookiie?

Sou modelo de roupas de banho  —  Sabia que conhecia ele de algum lugar, vi na capa de uma revista um dia desses  —  E gostei do meu apelido  —  Ele riu lindamente  —  E você?

No momento ainda estou estudando, curso letras, mas trabalho meio período em uma livraria aqui perto. Os livros são minha paixão...

Eu também adoro ler, cada livro uma viagem, uma descoberta...

E assim se foram 20 minutos de conversa. E nada dessa energia voltar. Meu pênis já estava começando a doer, eu precisava me aliviar logo. Merda! Se eu tivesse sozinho nessa bagaça já teria feito a muito tempo.

Está calor aqui, né?  —  Perguntou Kookie se abanando.

É  —  Concordei e noossa, ele está tirando a regata. Que barriga diva, definida, sem imperfeições. Acabei por morder meu lábio inferior. Me repreendendo mentalmente por esse meu ato.

Por que não tira a camisa também? Melhora.

Uhum? Melhora o quê?  —  Estava viajando nele que nem me toquei do que falava.

Você está com calor também, então tira essa camisa e o casaco  —  Impossível.

N-não, eu estou bem, acredite.

- Ok então  —  Jeon sorriu meio fraco e concordou.

Mais 15 minutos se passaram, eu já estava suando, queria tirar minha roupa toda. Esse lugar está ficando menor ou é impressão minha? Por que eu estou vendo dois Jeon's Jungkook's? Meus olhos estão pesando. Ué, minha vista está ficando embasada.

Você está bem, Minnie?  —  Perguntou Jungkook preocupado. Eu abria a boca mas nada saía. Finalmente tudo escureceu.

 

[...]

 

Fui despertado por algo que era despejado aos poucos em meu rosto para logo depois o mesmo ser enxugado. Abri os olhos e estava deitado no colo de Jungkook que molhava meu rosto com uma garrafinha de água, levantou um pouco minha cabeça e me fez beber o conteúdo do recipiente.

Você está bem, Park?  —  Perguntou preocupado.

Estou sim, foi só uma tonteira  —  Me levantei de seu colo devagar até perceber que estava somente com minha cueca boxer preta. E minha ereção continuava lá, firme e forte. Enrubesci imediatamente, ele... Ele viu. Oh, merda!

- Ér... Desculpe tirar suas roupas, mas você precisava ficar o menos abafado possível, e elas atrapalhavam nisso  —  Falou coçando a nuca  —  Acho que você deveria tentar resolver isso aí  —  Apontou para a minha ereção, meio corado.

É, seu sei. Já está um pouco dolorido  —  Sério que eu realmente estava falando isso com um cara que conheci a menos de 1 hora? Ele ficou em silêncio por um tempo, olhando fixamente para o nada, parecia refletir sobre algo, até tomar fôlego e abrir a boca.

- S-se quiser eu posso lhe ajudar com isso  —  O tom de sua voz era tímida, ele estava envergonhado, mas pude ver luxúria quando o mesmo direcionou seus olhos mais uma vez para o meio de minhas pernas ainda com o rosto levemente rubro. O quê? Ele é gay? De tanta gente hétero eu fico preso justamente com um gay. Graças ao bom Deus!

Antes de ouvir minha resposta ele me puxou, colocando-me sentado entre suas pernas.


- Só relaxe  —  Sussurrou com uma voz rouca e sexy em meu ouvido, fazendo-me arrepiar por completo.

O-ok  —  Minha voz falhou um pouco, pois Jungkook já tinha direcionado suas mãos ao meu membro acariciando-o por cima de minha boxer. Adentrou o pano e senti suas mãos quentes massageando meu falo, pouco depois ele já estava fazendo movimentos e vai-e-vem. Não pude evitar um gemido de sair da minha garganta. Era tão gostoso, e eu já estava muito necessitado disso. Mordi meu lábio inferior pendendo minha cabeça para trás, apoiando-me no ombro de Jungkookie com meus olhos fechados.

Senti algo úmido e molhado em meu pescoço, sua língua passeava por aquela região, dando leves beijos, contudo não demorou muito para os beijos se transformarem em chupões, que com certeza ficarão roxos amanhã. Me ajeitei em seu colo, ainda com a cabeça apoiada em seu ombro, senti algo duro ir de encontro a minha bunda, sua ereção. Ele acelerou os movimentos, parecia adivinhar antes de eu falar que meu ápice estava perto. Gemi um pouco alto quando liberei meu líquido em suas mãos.

Minnie, você fica muito fofo e sexy sendo submisso  —  Falou com um tom de provocação, me fazendo abrir os olhos para encara-lo. Abri a boca para dizer algo, mas antes de pronunciar uma sílaba se quer, meus lábios foram preenchidos pelos seus e minha boca invadida por sua língua. Um beijo quente nascia ali, cheio de desejo que ambos estávamos sentindo. Nem percebi que havia me virado de frente para ele, ainda em seu colo. Direcionei uma de minhas mãos para sua nuca colando mais nossos corpos, Jeon segurou fortemente em minha cintura me puxando mais ainda, consequentemente fiquei com a bunda bem em cima de sua ereção, comecei a rebolar, eu já estava muito excitado para ficar apenas trocando beijos. Jungkookie gemeu entre nossos beijos, saí de sua boca, não sem antes mordiscar e puxar entre dentes seu lábio inferior, migrei para o seu pescoço, lambi e dei vários chupões em áreas diferentes arrancando gemidos de Jeon.

Quero me enterrar em você, Jimin  —  Parei de chupar seu pescoço e me levantei de seu colo. Retirei minha cueca por completo jogando-a junto com minhas roupas. Jungkook entendeu o recado e também se levantou retirando rapidamente sua bermuda jeans e sua boxer azul, jogando-as junto de minhas roupas. Fui prensado na parede e voltamos aos beijos. Jungkookie segurou fortemente minhas coxas me levantando, cruzei minhas pernas enlaçando sua cintura, e passei os braços ao redor de seu pescoço. Ele estendeu dois dedos para eu chupar.

Não quero seus dedos dentro de mim, Jeon, quero você.

Seu desejo é uma ordem  —  Ele mordeu o lábio inferior e passou a cabeça de seu membro por minha entrada, lubrificando-a com seu pré-gozo, para o que viria a seguir. Sem avisos prévios, Jungkook se enterrou dentro de mim. Soltei um gemido sôfrego. Ele beijava-me para tentar amenizar a dor. Eu estava com tanto desejo que deixei a dor de lado e comecei a rebolar em seu pau sem pudor algum. Jungkook começou a dar estocadas lentas em mim.

- M-mais rápido, Jungkookieee  —  Pronunciei entre gemidos, sendo prontamente atendido. As estocadas ganharam velocidade e logo ele estava me fodendo gostosamente. Eu estava delirando, queria mais, muito mais, mais fundo, mais rápido, mais bruto...

- Maaisss... F-fundo hgg, Kookie-aah  —  Saiu arrastada minha frase. Jeon separou mais minhas nádegas com as mãos, tendo mais acesso dentro de mim. Nossas bocas se encontraram e um beijo doido se formou, nossas línguas pareciam batalhar. Eu passava meus dedos por sua nuca e costas, arranhando-as com minhas unhas curtas. Os movimentos continuavam mais rápidos e mais fundos. Gemi alto pondo minha cabeça para trás quando ele atingiu meu ponto de prazer.

- D-dee no-novo, Jungkookie  —  E assim ele o fez, atingindo diversas vezes minha próstata, me levando ao delírio. Eu gemia descontroladamente enquanto ele me estocava brutalmente e maltratava meu pescoço com chupões e mordidas. Comecei a rebolar em seu pau na medida em que ele me estocava, ficou uma combinação deveras prazerosa. Senti uma de suas mãos alcançar meu membro, que havia sido esquecido momentaneamente, masturbou-me na medida que me estocava. Não me aguentei mais e me desfiz em suas mãos, gemendo seu nome, sendo logo em seguida acompanhado por ele que gemeu meu come com uma voz arrastada, rouca e sensual.

Jungkook me colocou no chão com cuidado, retirando uma toalha de sua sacola, limpou meu corpo e distribuiu beijos pelo mesmo, logo em seguida limpou seu corpo e arrumou nossa pequena/grande bagunça. Vesti minha cueca e calça, tenho que estar mais ou menos comportado, porque outra dessa não aguento agora não, Jeon fez o mesmo e vestiu a cueca e sua bermuda.

Fiz um tipo de travesseiro esquisito com meu casaco e nossas blusas. Deitamos juntos, ele me rodeando com seus braços, Estávamos ofegantes. O único som que se fazia presente no ambiente eram nossas respirações ainda descompassadas tentando se estabilizarem.

- Isso foi incrível  —  Finalmente Jungkookie falou algo.

- Até demais  —  Concordei selando nossas bocas.

- Espere só até provar quando estivermos em uma cama  —  Sussurrou em meu ouvido mordendo meu lóbulo.

- Mal posso esperar  —  Mordi meu lábio inferior.

E então, após o sexo no elevador, com um cara que eu mal conhecia, dormimos agarrados.  

 


Notas Finais


E foi isso, não tenho muito o que dizer :3

Nick da autora: @Asunaa-Chan
Links da história original...
Spirit: https://spiritfanfics.com/historia/o-elevador-4778731
WattPad: https://www.wattpad.com/story/46385623-o-elevador-%E2%80%A0vmin%E2%80%A0


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...