História O emo e o delinquente .


Escrita por: ~


Sinopse:
Aos 10 anos Naruto Uzumaki passou por uma experiencia de quase morte e desde então adquiriu o dom de ver e falar com os mortos , por causa disso se tornou uma pessoa triste e melancólica , se afastou da família e se considera uma aberração . Estuda na mesma sala que Sasuke Uchiha que é a mais renomada praga ! Da escola . O moreno implica com sí a dois anos e suas '' brincadeiras '' vão desde agredi-lo verbalmente e ate fisicamente . No entanto quando Sasuke se ver perseguido pelo sobrenatural , ele recorre a Naruto para ajuda-lo , afinal para o Uchiha a culpa foi inteiramente do loiro .
Iniciado
Atualizada
Idioma Português
Categorias Naruto
Tags Drama, Emo, Lemon, Naruto, Sobrenatural, Yaoi
Exibições 2.103
Comentários 50
Palavras 36.291
Terminada Não

NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Hentai, Lemon, Misticismo, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Lista de Capítulos

Capítulo
Palavras
1.
Suicídio
4
268
4.181
 
2.
Não sou herói de ninguém !
2
220
3.744
 
3.
A volta pra casa e as alucinações .
5
196
2.082
 
4.
Ele também os vê ?!
3
190
2.914
 
5.
Preciso da sua ajuda .
3
193
3.062
 
6.
A culpa é sua !
6
190
2.516
 
7.
Esclarecendo as coisas
7
171
4.059
 
8.
A novata
3
176
3.549
 
9.
Uma chance
5
135
1.676
 
10.
Você pode ajudar ?
2
142
2.414
 
11.
Aceite a proposta !
4
125
3.636
 
12.
Roubando o livro dos mortos : parte 1
6
97
2.458

Gostou da História? Compartilhe!

Comentários em Destaque

O autor dessa História ainda não destacou nenhum comentário.