História O engano perfeito||Suga|| - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias A.C.E, Bangtan Boys (BTS), Monsta X
Personagens Chan, Donghun, I'M, Jason, J-hope, Jimin, Jin, Joo Heon, Jun, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V, Wow
Tags Bts, Namjoon, Suga, Taetae, Yoongi
Visualizações 25
Palavras 1.194
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Conhecendo o inimigo


Acordei com um barulho na porta, estava com a visão turva e quando olhei pela janelinha da porta me deparei com Yoongi sorrindo. Ele ainda estava com a mesma roupa de ontem, ele pediu que eu abrisse a porta; eu olhei com olhar de raiva e ele riu.

  Um segundo depois ele do nada conseguiu abrir a porta, sem quebrar ou disparar alarmes.

- Eu sou treinado para ser invisível Ali - ele disse com um sorriso orgulhoso - sou treinado pra tudo, sou profissional.

- Porque isso mais me assusta do que agrada? - exclamei.

- Ali, você tem certeza que não sabe porque esta aqui? - eu fiquei pasma.

- Acha que estou dando uma de vítima? - eu gritei - se veio aqui para me fazer sentir pior então peço que saia.

- Hey - disse colocando as mãos para cima - desculpe, qual a sua com o Namjoon? Eu vi como ele te olha, o Jimim também; não tive acesso ao seu arquivo mas soube que eram vizinhos em Busan.

- Porque saio da IHit-lost?

- cansei de ser assassino - ele disse sem emoção - eu me juntei a I-Lost achando que seria diferente mas foi a mesma coisa, agora voltei para cá e fui pego ajudando um intruso da I-Lost a sair sem ser morto e fui confinado aqui, já tem um ano e meio. Agora fico vagando por ai, não posso sair, nem ajudar ninguém.

Ele fez uma pausa triste e me encarou, seu olhar era tão doce mas davam indício de quem ia chorar. Eu me senti mal por tocar no assunto.

- Eu não quis te fazer sentir mal, Yoongi - eu disse - só estou assustada, e confusa.

- Você não respondeu minha pergunta - exclamou ele - sobre você e o Nam.

- Não temos nada, ele só me ajudou a suporta esses dias.

Ele foi embora depois de muito papo sobre ele. Ele me contou que tinha planos para se aliar a I-Lost de novo, mas seria difícil; segundo ele a organização era muito rancorosa e talvez não o perdoasse por sua traição, ele me contou que muitos ali estavam presos por serem traidores outros porque seriam mandados para países baixos para trabalhar de maneira forçada.

Ele disse também, que costumavam torturar quem estava ali preso. Comida havia sido colocada pela janelinha da porta, nem sinal de Jimin, Jin, Hope ou Nam - Nem do Yoongi - ele ficava rodeando minha mente e eu sonhava com ele toda vez que dormia.

    ★★★

Alguns dias passaram e Yoongi não veio me visitar, meu coração sentiu dor por isso, eu estava fascinada por ele. Clairen por outro lado sempre vinha, me xingava e me batia, a única pessoa familiar que eu via era Jin pois ele vinha me trazer comida e trocar meus curativos, minhas coxas estavam sarando mas Clarien fazia questão de criar outros machucados.

A noite os gritos não me permitiam dormi direto, eu também tinha pesadelos - nem sinal dele - eu chorei durante dias, eu queria vê-lo mas ele não viera nem um dia, talvez estivesse bravo pela última conversa.

  Me espantei com um barulho de alarme e me encolhi na cama, um segundo depoia mãos me puxaram para o chão, estava escuro e assim que minha visão se acostumou vi quem estava em cima de Yoongi.

- Não se mexa Alira - ele sussurrou.

Eu não disse nada apenas obedeci, eu sentia sua respiração em meu rosto; eu mas do que tudo quis encosta nossos lábios mas o medo não deixo. Gritos eram audíveis e um cheiro de queimado invadia o quarto.

Alguns minutos se passaram e alguém chutou a porta e ela caio, Yoongi e eu estavamos debaixo da cama, um grito de ódio soou pelo quarto, Clarien começou a socar a parede.

- Como podem deixa-lo fugir? E com ela - exclamou Clarien - achem-o ou eu mato vocês! Tae isso deve ter dedo seu, se eu descobrir algo mato vocês todos.

Vi seus sapatos de salto deixarem o cômodo rápido, vozes falavam no quarto com tom de desespero.

- Suga a levou, ele é maluco - ouvi a voz de Nam - ele não faz parte de I-Lost, vai mata-la

- Com o incêndio não foram muito longe vamos procurar - disse Jimin - Tae você vem comigo; Nam, Hope e Jin procurem no andar de cima e por aqui. Eu vou sair, eu não volto sem ela. Vão já!

Suga? Quem era Suga, agora todos estavam furiosos comigo, tentei me mexer mas Yoongi me segurou forte. Depois que os meninos sairam do quarto eu fui jogada para o lado bruscamente, ele se levantou e logo depois me ajudou a ficar de pé.

  Eu estava de cabeça baixa, quem era Suga? E por que ele esta atrás de mim? Por que todos ali querem me fazer algo? Eu estava tão cansada disso de todos querem me fazer mal.

- Por que diabos todos querem algo de mim? - gritei apesar do som do alarme - primeiro o chefe, depois a Clarien agora esse tal de Suga, quem é Su...

- Eu sou Suga - exclamou ele interrompendo - meu codi-nome de agente é Suga, por que sou um doce de pessoa, Ali - ele fez uma arma com as mãos e atirou em mim.

- E por que eles disseram que você ia me matar? -perguntei.

- Fácil! Eles não confiam em mim.

  Então ele se aproximou e o cheiro de queimado começou a ficar forte, ele agarrou meu braços e me puxou porta a fora, ouvi gritos de Nam para trás, ele e Jin corriam atrás de nós no corredor cheio de fumaça. Então chegamos no final do corredor e Suga abriu uma porta secreta que dava em um parapeito tão alto que não era possível ver o que estava abaixo.

- Ai meu deus você vai mesmo me... - fui interrompida com a rajada de vento em meu rosto, eu caia muito rápido, tentei gritar mas não saia o som.

  Ao abrir os olhos estava em uma rede como aquelas de circo, alguns segundos depois sentir algo pesar do meu lado, era Sua que se mexia para chegar a ponta da rede, eu o segui e um segundo depois estavam em seus braços sendo colocada no chão.

- Você é maluco - eu gritei indo em sua direção - podia ao menos avisar que tinha uma rede, eu não ia infarta assim.

- Espera! - disse ele passando a mão pelo meu corpo - você tá inteira na reclama, vamos.

  Estavamos em um pátio grande e aberto, olhei em volta e tudo parecia vazio, então ouvi gritos e tiros e ao olhar para trás vi Tae e Hope correrem na nossa direção.

  Nós corremos e Suga tirou um controle do bolso e o gigante portão se abriu, fomos em direção a uma mata que ficava ao lado do complexo onde eu estava presa. Então paramos no meio do caminho e Suga me entregou um frasco.

- Vai ajudar a ficar acordada - exclamou eu - Beba!

  Obedeci e logo senti meu corpo ficar pesado, eu ia me esborrachar no chão mas Suga me segurou - Desculpa - foi a última coisa que escutei.


Notas Finais


Hiou meus bolinhos de arroz, essa Alira só se mete em confusão, e tem mais confusão vindo ai. Obrigado por estarem lendo, amo vocês, Beijos da pedaço de gente Maque MonHine


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...