História O Espetacular Homem-Aranha - Ilha das Aranhas - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Homem-Aranha, Os Vingadores (The Avengers), Quarteto Fantástico
Personagens Anthony "Tony" Stark, Ben Grimm (O Coisa), Clint Barton, Edward Allen "Eddie" Brock, Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), Flash Thompson, Gwen Stacy, James Rupert "Rhodey" Rhodes, Jessica Jones (Safira), Johnny Storm (Tocha Humana), Mary Jane Watson, Mulher-Aranha, Natasha Romanoff, Nick Fury, Pantera Negra (T'Challa), Pepper Potts, Peter Parker, Reed Richards (Sr. Fantástico), Sam Wilson (Falcão), Scott Lang, Steve Rogers, Susan "Sue" Storm (Mulher Invisível), Tia May, Tio Ben Parker, Venom, Visão
Tags Gwen Stacy, Mary Jane Watson, Peter Parker, Venom
Exibições 44
Palavras 4.945
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Esporte, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Super Power, Survival, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


OBS - SE QUISEREM SABER A APARÊNCIA DO UNIFORME NEGRO É APENAS OLHAR NA CAPA DO CAPÍTULO

INSPIRADO EM:

-O ESPETACULAR HOMEM-ARANHA V1 #20
-O ESPETACULAR HOMEM-ARANHA V1 #252
-O ESPETACULAR HOMEM-ARANHA V1 #258
-HOMEM-ARANHA A SÉRIE ANIMADA - EPISÓDIO 7
-HOMEM-ARANHA 3 - FILME

Capítulo 2 - Lado Negro


Fanfic / Fanfiction O Espetacular Homem-Aranha - Ilha das Aranhas - Capítulo 2 - Lado Negro

 

O estudante do colégio Midtown, Peter Benjamin Parker, foi numa feira de ciências na EXPO Stark, onde foi picado por uma aranha radioativa. Peter entendeu imediatamente que a aranha misteriosa lhe eu poderes característicos dela. E começou a usar esses poderes para ter dinheiro e fama, porém isso teve um preço…

Uma noite, quando estava saindo de um dos seus shows, Peter deixou um ladrão escapar falando que não era problema dele ir atrás do meliante, esse que mais tarde mataria seu amado tio Ben, que o criou junto de sua mulher May Parker, desde os seis anos de vida de Peter.

Nesse dia Peter aprendeu que com Grandes Poderes, vem Grandes Responsabilidades e se torna o ESPETACULAR HOMEM-ARANHA!

A vida de Peter não poderia estar melhor, sua namorada voltou, está conseguindo mais fotos do aranha para vender ao Clarim, está conseguindo, pouco a pouco, manter o equilíbrio entre sua vida de Peter Parker e Homem-Aranha. E mesmo com a opinião da cidade dívida sobre o herói, ele não desiste de combater crime.

Mas essa vida “calma” está prestes a acabar, uma nova inimiga se uni com um novo inimigo. E agora o Aranha tem que se preparar para a batalha suprema. Mas dessa vez com aliados novos como a sua clone, Jéssica Drew, Sheng-Chi, e também seus velhos parceiros vão estar do seu lado!

 

O ESPETACULAR HOMEM-ARANHA – ILHA DAS ARANHAS

 

Peter – Drew? Por que Drew?

Jéssica – Eu perguntei a Sexta, e ela disse são apenas três famílias que tem Drew como sobrenome, aqui em Nova York.

Peter – Esperto. Vai estudar aonde? Midtown.

Jéssica – É bom me afastar um pouco de sua vida, Peter. Eu vou ter professores particulares, aqui na mansão mesmo.

Peter – Uhum-- Peter ouve seu celular tocar e atende. - Oi, Gwen. Não está tudo bem… ok, já estou indo. Tchau. Minha namorada. Tchau, Jéssica.

Jéssica – Tchau, Peter. - Peter sai da mansão e começa a se balançar pela cidade, até chegar mais perto do Queens, onde decide caminhar um pouco.

Perseguidor – Então ai está você – Um homem misterioso vê Peter e começa a segui-lo.

Peter – Meu Sentido de Aranha está formigando… eu acho que tem algum perigo por perto. Não tem ninguém atrás de mim… a não ser aquele homem que desesperadamente tenta fingir que é um pedestre.

Quando Peter chega em casa…

May – Já chegou?

Peter – Não tinha muitos compromissos na cidade… tia May. Eu vou pra o quarto.

May – Tá bom, Gwen estava te esperando ali.

Peter – Oi, Gwen.

Gwen – Peter… você esconde algum segredo de mim?

Peter – Nã- não…

Gwen – Estranho… porque eu notei um negócio nos últimos quatro dias… a gente dorme de janela fechada e quando eu acordo a janela está aberta.

Peter – É… eu tenho passado calor a noite.

Gwen – Peter é inverno.

Peter – Eu… sempre fui calorento… sabe né?

Gwen – Na época antes de eu ir para a Europa… tinha dias que era mais de 30 graus(célsius, porque não manjamos de Fahrenheit.) e você estava usando uma camisa de manga cumprida.

Peter – Eu sinto muito calor no inverno e muito frio no verão… todo mundo me chama de esquisitão por causa disso.

Gwen – Você pode enganar os outros, Peter… mas não pode esconder um segredo de mim. Eu descubro. - Gwen sai do quarto e Peter vai para a sua janela e vê o mesmo cara de antes. - Eu vou sair com MJ.

Peter - Droga! Ele estava realmente me seguindo! Será que ele descobriu quem eu sou? Só tem um jeito de descobrir… é pelo bem do Homem-Aranha. - Peter sai pela janela de seu quarto e persegue o homem misterioso.

??? - Ele deve estar suspeitando… vou relatar a meu cliente tudo que ele fez hoje. - O homem começa a ir embora.

Homem-Aranha – Ele está indo embora, hora de virar o jogo! - Peter pula sua janela e começa a seguir o homem. - Não a truque melhor para seguir alguém do que usar seus poderes de aranha! - Peter persegue o homem, até que ele entra em uma cabine. - Ele entrou numa cabine! Para quem ele pode estar ligando? - Peter se afasta do local e então tá May liga para ele. - Alô?

May – Onde está, Peter?

Homem-Aranha – Estou… no clarim! Fui entregar umas fotos.

May – Ah, bom… é que Gwen tinha dito que vocês estava aqui antes e agora sumiu. Ela pediu para avisar que saiu com a MJ.

Homem-Aranha – Ata, obrigado… May. Te amo, tchau. - Peter desliga a ligação. - Vamos falar com Gwen agora. - Oi, amor. Adivinha quem é!

Gwen – Bem, já que Tom Holland não sabe meu número… só pode ser Peter Parker.

Homem-Aranha – Engraçadinha. Você saiu com MJ? Que tal eu ir me encontrar com as duas?

Gwen – Quer vir aqui agora? Hã… desculpe, Peter. Eu e MJ estamos meio… ocupadas. A gente tem um compromisso de garotas. - Gwen estava mentindo para Peter, estava na verdade na casa de Flash Thompson!

Flash – Então ele finalmente resolveu ligar?

Homem-Aranha – Engraçado… a Gwen parece tão misteriosa. Droga! Eu sei quando ela mente e ela não estava com a MJ. A Gwen nunca iria me trair.

Garota I – Olha, é o Homem-Aranha!

Garota II – Ele parece ser bem mais musculoso ao vivo.

Homem-Aranha – E eu também nunca iria trair ela.

Garota III – Me dá um autógrafo! - Então, Peter sai se balançando.

Homem-Aranha – Então do nada as garotas gostam de mim? Desculpe mais já tenho senhora aranha! - Peter vai para um beco e tira o seu uniforme. - Agora vamos pro Clarim. Minha opinião na cidade tem ficado tão dividida que eu acho que as pessoas são bipolares.

Em direção do Clarim…

Peter – Meu Sentido de Aranha, novamente! Aquele cara continua me seguindo… bem, vamos ver até onde ele vai com isso. - Peter vai até o Clarim e entra no prédio.

Clarim Diário…

Betty – Isso é horrível!

Peter – O que, Betty?

Betty – O Sr. Jameson me deixou como repórter! Mais agora quer que eu cuide do web site do Clarim! E eu não sei nada disso!

Peter – Ora, é bem fácil-- - Peter ia ajudar Betty, porém…

Nessa hora as portas do escritório de J.Jonah Jameson abrem…

Jameson – Eu ficarei ocupado por algumas horas, Srta. Grant. Anote todas as mensagens que eu receber.

Glory – Claro.

Jameson – Vamos, Gargan! Estou com pressa. - Jameson sai junto do homem que estava perseguindo Peter.

Peter – Ei! Esse era o homem que me seguia… então o nome dele é Gargan? Essa não é a maior questão. E sim por quê Jameson me mandou esse cara me seguir!

Glory – Então, o que estão fazendo ai? - Glory Grant era a nova secretária de Jameson, desde que ele tinha promovido Betty.

Betty – Peter ia me ajudar mexer no website… cadê ele? - Nessa hora Peter já tinha descido até a garagem do Clarim, procurar o carro de Jameson, mas não acha nada!

No carro de Jameson…

Jameson – Conseguiu alguma coisa sobre o mistério de Peter Parker? Como ele tira aquelas fotos do Homem-Aranha?

Gargan – Nada… nem uma pista! Quando Aranha entra em ação ele desaparece… já cheguei pensar que ele era o Aranha, mas como poderia se ele consegue tirar a foto enquanto o Aranha trabalha?

Jameson – Eu sei… esqueça o Parker. Eu descobri uma forma de você fazer o que eu realmente queria!

Gargan – Que é?

Jameson – Derrotar o Homem-Aranha!

Peter – Puxa… parece que o azar dos parker voltou! Não tenho nenhuma ideia do que J.J quer que aquele cara me persiga… e Gwen está mentindo para mim. Acho que vou ver se tem alguém aqui no Grão de Café e… PERAI! NÃO PODE SER! - Gwen e Flash estavam comendo juntos, no grão de café, na mesma mesa que foi o primeiro encontro de Peter e Gwen! Depois disso Peter vai embora com raiva e dor, mistura com um sentimento de traição.

Dentro do Grão de Café…

Gwen – Promete me dizer a verdade, Flash?

Flash – Claro, Gwen. Conheço Peter tão bem quanto qualquer um, depois de May.

Gwen – É por isso que pedi a sua ajuda… talvez você saiba o porque Peter tem esses desaparecimentos misteriosos.

Flash – Ele sempre foi assim, Gwen. Acontecia qualquer coisa espetacular e Peter fugia provando o covarde que ele é!

Gwen – CALA BOCA! - Gwen dá um tapa em Peter. - Peter não é um covarde. Isso eu tenho certeza! Posso te fazer um pergunta, Flash? Onde você estava quando meu pai morreu? Peter estava lá, tentando ajudar os heróis contra aqueles lagartos! Kong me contou que você saiu correndo dá escola gritando por sua mãe!

Enquanto isso, um pouco longe dali…

Peter – Então é isso? Peter Parker, não foi derrotado por Shocker, Homem-Areia, Electro, Morlun ou Lagarto. Não… ele foi derrotado por Flash Thompson… o maior fã do Homem-Aranha! Pensei que a Gwen me amava…

Ladrão – Pode fica parado rapa, isso é um assalto! - Peter passa reto, perdido nos pensamentos sobre sua quase ex-namorada. - Passou reto. Quem tu pensa que é para passar reto, rapa? O Homem-Aranha? - Segundos depois, o ladrão está sendo atirado num carro.

Peter – VAI ENCHER O SACO DE OUTRO! Vocês não conseguem me deixar em paz até quando eu não estou de máscara?! Meu deus… o que eu fiz?!

Em outro lugar…

Jameson – Dr. Smythe? - Gargan e Jameson entram num laboratório.

Dr. Smythe – Você é? - Mysthe aparece.

Jameson – J. Jonah Jameson, editor-chefe e CEO do Clarim Diário. Eu gostaria de falar sobre sua pesquisa.

Dr. Smythe – Não tenho tempo para entrevis--

Jameson – Não é uma entrevista. É uma oportunidade.

Dr. Smythe – Oportunidade?

Jameson – Gargan. Venha aqui. - Gargan vai até onde Jameson e Smythe estavam. - Esse é Mac Gargan, um ninguém.

Gargan – Ei!

Jameson – Falei alguma mentira? - Gargan fica quieto. - Eu gostaria de saber se pode fazer sua pesquisa sobre Aracnídeos e variados em um humano, simplificando… dando a alguém poderes superiores ao do Homem-Aranha.

Dr. Smythe – Não! Os testes não foram feitos em humanos ainda.

Gargan – Não se preocupe, estou disposto a tudo.

Jameson – E eu estou disposto a lhe dar 400.000 dólares em dinheiro vivo pelos testes.

Dr. Smythe – 400.000?

Minutos depois Smythe estava ajeitando Gargan na sua máquina de transferência de DNA.

Jameson – Então, o que ele vai ser?

Dr. Smythe – Vai ser uma luta entre espécies… vou transformar Gargan em um Escorpião! Ele vai se tornar mais forte… - Smythe liga um botão da máquina que começa a atirar raios que transferem superforça a Gargan. - Mais rápido… - Então agora ele começa a ganhar uma velocidade maior. - Mas ágil e todas as habilidades que você pode imaginar estarão nele!

Gargan era um homem baixo, gordo, fraco e com péssimas características físicas. Mas isso só antes de Smythe ter ligado a máquina, pois agora ele tinha ficado totalmente diferente! Ele estava mais alto, com um corpo de um atleta, MUITO forte e com ótimas características físicas.

Dr. Smythe – Agora seu brinde.

Jameson – O quê? - Smythe traz um uniforme verde, que continua uma grande cauda que na ponta mostrava uma cauda.

Gargan – O que é isso?

Dr. Smythe – Seu uniforme, como você já tem a características de um Escorpião, só uma coisa a cauda. E além disso esse uniforme usa um tecido especial super-resistente, só alguém de sua força ou mais poderia quebrar isso. - Então Gargan pega o uniforme e veste.

Jameson – Gargan, acho qu--

Escorpião – Não. Não existe mais o perdedor Mac Gargan… apenas o Escorpião! - Gargan vai até uma parede do laboratório de Smythe e quebra a parede com um soco que usava menos de metade de sua força. - Acho bom o Homem-Aranha preparar seus últimos dias de vida!

Algumas horas depois…

Peter – Estranho… desde que uma hora atrás meu Sentido de Aranha está querendo me avisar de alguma coisa… não deve ser nada. Ou deve! Ele está me avisando a um bom tempo… eu… eu vou descobrir o que é isso!

Peter começa a correr em direção de um beco, onde tira sua roupa e revela em baixo seu uniforme de Homem-Aranha, pega sua máscara e a veste, depois começa a fazer o que faz de melhor… segue seu Sentido de Aranha, enquanto se balança.

Homem-Aranha – Uhhuuuu!!!! Eu precisava disso… me balançar por ai… sentir o vento batendo no meu rosto debaixo da máscara! Uma das melhores partes de ser o Homem-Aranha! - Peter estava tão distraído que não nota Escorpião pulando atrás dele, fazendo o herói cair da teia, junto de seu inimigo. - UUUUUAAAARRRRRGGGHHHH!!! - Peter cai no terraço de um prédio. - Acho que encontrei o meu inimigo… urgh… - O Aranha se levanta e não acredita no que vê. - Um maluco fantasiado de escorpião! Desculpe cara, mas eu-- Argh! - Gargan pega Peter e lhe acerta com sua cauda.

Escorpião – Acha que eu sou maluco? Não… eu não sou maluco… sou sua morte!

No Clarim…

Jameson – Isso não podia ser melhor! Luta com visão privilegiada! Vá, Escorpião! Acabe com ele!

Na luta…

Homem-Aranha – Jameson? Já entendi! Esses dois idiotas estão juntos de alguma forma… Jameson tem o dinheiro e esse palhaço tem os músculos, acho que a resposta foi mais fácil do que aparentava! - Peter começa a acertar vários cruzados em Gargan, mas não fazia efeito.

Escorpião – Deixe eu lhe dar uma aula! - Gargan acerta um cruzado com o triplo de força que Peter tinha lhe atingido!

Homem-Aranha – Ele é muito forte-- UNNHHHHH!!! Como pode ser mais forte que eu?!

Escorpião – Como? Fale quando uma Aranha derrotou um Escorpião?!

Homem-Aranha – Sorte que eu sou metade home-- YYYAAARRRGGHHH!!! - Gargan acerta o ferrão de sua garra de raspão no braço de Peter. - É ágil e rápido! Eu não pareço ter chance alguma contra ele! - Gargan, dessa vez acerta seu ferrão nas costas do Aranha.

Escorpião – Me impressiona que seu cérebro de teia ainda não entendeu que não pode me derrotar! VOU DEIXAR ISSO BEM CLARO! - Escorpião acerta um poderoso gancho de esquerda em Peter, e por fim o atira numa caixa de madeira, onde ele cai desmaiado. - Eu consegui… eu derrotei o Homem-Aranha! NADA PODE ME PARAR! - Escorpião vai embora.

Mais tarde…

Homem-Aranha – YYYYYAAAAARRRRGGGHHHH!!!! - Peter usa toda a sua força e atira os escombros para longe dele. - O maldito me derrotou sem dificuldades… e eu não pude fazer nada! - Peter ouve seu comunicador no seu lançador. - Sr. Stark?

Tony – Pirralho, venha aqui agora. Temos um assunto a discutir. - Tony desliga.

Homem-Aranha – A voz dele pareceu séria.

Torre Stark…

Peter – Sr. Stark?

Tony – Sente-se, pirralho. - Peter entra na sala e se senta.

Peter – Queria falar sobre?

Tony – Seu pai.

Peter – Meu pai?

Tony - Seu pai.

Peter - Meu pai?

Tony - Seu pai.

Peter - Meu pai?

Tony - Dá pra ficar um pouquinho quieto?

Peter - Desculpa.

Tony – Desde os eventos com o Lagarto a dois meses, mandei alguém confiável se infiltrar na Oscorp, vimos que eles tinham muito coisas escondidas e talvez, até ilegais… e acabamos encontrando isso. - Tony entrega uma pasta a Peter.

Peter – “Projeto Venom… Richard Parker.” - Peter começa a olhar as imagens e ler algumas coisas da pasta. - O que significa isso?

Tony – A cura do câncer… seu pai trabalhava na Oscorp, e a estava desenvolvendo-a. Temos a única amostra restante dela. - Tony atira um cubo que tinha dentro um pote com algo negro e gosmento, e esse pode tinha um resfriamento a baixo de zero. - Pelo o que tem nas pesquisas… é estranho… de outro planeta.

Peter – Outro planeta? Meu pai estudou seres extraterrestres?

Tony – Sim… ele mexeu com coisas em 2.006 que nós só entenderíamos em 2.012. Sem sombra de dúvida estava mexendo em algo muito avançado.

Peter – Pai…

Tony – É seu. Pode fazer o que quiser… acho que seria o que ele queria.

Peter – Meu pai… deixou isso.

Tony – Tenho uma oferta, temos um estagiário… seu nome é Eddie Brock. Um gênio… você pode estudar o “alien” com ele… se quiser.

Peter – Eu… pode ser.

Tony – Ótimo! Brock está o esperando no andar 29.

Peter – O quê?

Tony – Vá… a porta é ali. - Tony aponta a porta para Peter e então ele sai.

No andar 29 da torre Stark…

Peter – Olá…? - Peter começa andar no GRANDE laboratório, até que vê um homem. - Oi… você é o--

Eddie – Brock, Edward Brock Junior… pode me chamar de Eddie.

Peter – Muito prazer… Eddie. Eu sou Pe--

Eddie – Peter Benjamin Parker, ganhador da bolsa de estudos Stark. QI acima da média para um garoto da sua idade, que é quinze.

Peter – É uma lista bem completa…

Eddie – É sim… eu dei uma estudada em você. Gosto de saber com quem vou trabalhar.

Peter- Aham… - Os dois ficam se olhando. - Vamos começar?

Eddie – Claro! - Eddie atira um jaleco para Peter. - Parceiro.

Peter – Sim… parceiro… - Peter e Eddie ficam trabalhando… e acabam não percebendo o tempo passando, eles começam a as seis da tarde e quando notam já tinham passado três horas mexendo no projeto Venom.

Três horas depois…

Eddie – Pete, eu vou indo… Já são nove horas.

Peter - (bocejo) claro… claro… eu vou ficar mais um pouco. Logo saio… tchau Eddie.

Eddie – Tchau… Espero que ele não mexa em nada do meu projeto!

Meia hora depois…

Peter – Essas anotações… algo está faltando… eu acho que é i-- - Peter não aguenta e dorme. - Gwen… por quê?! Gwen… - Peter começa se debater em seu sonho, fazendo o frasco com a “gosma” cair no chão e quebrar, fazendo a gosma ir em direção de seu corpo.

Mente de Peter…

Peter – O que é isso?! - Peter vê uma sombra preta lhe seguindo e começa a correr dela, até que quando percebe… ele corre para frente, porém não estava indo para a frente, até que a sombra negra chega nele e o pega. - Ahhhh!! Não pode ser…

O sonho fica mais louco quando Peter vê seu uniforme de Homem-Aranha chegando, então a sombra larga Peter no chão e começa a lutar contra o uniforme de Peter, o herói se esconde, porém ambos os uniformes veem ele se escondendo e o pegam, cada um tenta puxá-lo para seu lado, até que a sombra consegue pegar Peter.

Peter – NÃO!

Em Nova York…

Homem-Aranha – Onde eu estou? - Peter estava de ponta cabeça, na frente de uma janela de vidro num prédio, onde ele estava com um uniforme negro que nunca tinha visto antes. Ele se solta da teia que o deixa de ponta cabeça e se gruda no prédio para analisar o uniforme. - O que é isso? Eu me sinto… - Peter começa a sentir um incrível poder em seu corpo. - Uau… isso é muito bom.

O Homem-Aranha faz umas acrobacias no prédio, então logo depois salta dele dando um mortal, e começa a cair de ponta cabeça.

Homem-Aranha – UUUHHHHHUUUUUUUU!!!!! - Quando o herói chega perto do chão ele atira outra uma teia e começa a se balançar nas alturas dos carros e, por fim, usa um impulso forte para saltar vários metros de altura, onde chega no topo de um prédio, com quase o tamanho do Empire State, com facilidade. - Uou… - Então ele tira sua máscara nova. - Isso é bom demais.

Então o Aranha começa a ouvir sirenes de viaturas policiais, ele coloca sua máscara e salta do prédio.

No local da “bagunça”…

Escorpião – NINGUÉM PODE ME DERROTAR! - Escorpião usa sua garra mais uma vez para destruir uma viatura policial. - Na multidão assistindo a luta, J. Jonah Jameson estava vendo.

Jameson – Gargan… você ficou louco! - Gargan ouve o que Jameson e vai até ele.

Escorpião – EU FIQUEI ASSIM POR CAUSA DE VOCÊ! JAMESON! AGORA DIZ QUE EU FICOU LOUCO?! NÃO… EU AVANCEI – Escorpião pega Jameson e o atira para longe, então todos ficam impressionados quando veem um Homem-Aranha num uniforme diferente segurando Jameson.

Homem-Aranha – Oh, amigão… cuide de um cara precioso como esse! Precisamos do seu incrível bigode para alegrar esse mundo! - Aranha larga Jameson no chão.

Jameson – Ora seu idiota! Como ousa me to-- - Peter atira uma teia na boca de Jameson.

Homem-Aranha – Ficou bem melhor. - A plateia começa a rir, então o Aranha salta até Escorpião. - Então… ficou estiloso, não é? - Peter fala mostrando seu uniforme.

Escorpião – Acha que por que tem um uniforme novo pode me derrotar!

Dr. Smythe – Gargan, espere! Tomamos um erro de calculo… se você ficar assim por mais três minutos nunca mais vai ser o que era antes! Beba essa fórmula, rápido! - Smyhe mostra um frasco com um líquido laranja dentro.

Escorpião – É… Que bom, porque eu não quero mais ser aquele idiota! - Gargan usa calda para atacar Smythe, porém…

Homem-Aranha – Não esqueceu do seu amiguinho aqui, esqueceu? - Peter dá o cruzado mais forte que já deu em sua vida, atingindo seu inimigo. - Me diga… você sangra? - Peter fala com uma voz grossa.

Escorpião – Urgh! - Peter vê sangue saindo de boca de seu inimigo.

Homem-Aranha – Vai sangrar!

Escorpião – Você realmente deve ter cérebro de teia para voltar a me enfrentar. - Escorpião tenta atacar o Aranha com sua calda, porém o herói se esquiva.

Homem-Aranha – E você realmente deve ter um cérebro, bem pequeno, por conseguir pronunciar a palavra cérebro!

Escorpião – Vou te mostrar quem é o mais forte! - Gargan tenta atacar Peter com sua calda, porém o herói consegue se segurar na arma do inimigo e esquivar.

Homem-Aranha – Pra mim cê tá mostrando como não acertar um golpe!

Enquanto a batalha continua, os efeitos que Smythe tinha falado começam a surgir… Gargan começa a ficar mais poderoso, e a pior parte é que ele percebe.

Escorpião – Eu sinto… o poder crescendo! Eu sou imbatível!

No Clarim Diário…

Jameson – O que eu criei…

Robbie – Jonah?

Jameson – É tudo culpa minha… eu fiz isso, Robbie!

Robbie – Fez o quê?!

Jameson – O Escorpião!

Na luta…

Escorpião – Eu me tornei o ser mais forte! - Escorpião atira Peter até um chaminé, no topo de um prédio, pois ambos já tinham subido um prédio desde o início da luta.

Homem-Aranha – É incrível! Eu não estou sentindo direito os golpes dele desde o início da luta! Meu pai era um gênio… ele criou achou algo que não pode ser derrotado! - Peter se levanta como se não tivesse sentido nada!

Escorpião – POR QUE VOCÊ NÃO DESISTE?! - Escorpião usa sua calda para atacar Peter, porém ele se esquiva.

Homem-Aranha – Isso acaba agora! Você pode estar ficando mais forte… - Escorpião tenta atacar com sua calda. - Mas o que força adianta contra a minha agilidade? - Peter começa a atirar sua teia nos pés de Escorpião para prendê-lo.

Escorpião – Sua teia… eu não consigo me livrar! - Escorpião, mesmo preso, tenta atacar o Aranha com um soco, mas o herói pega a mão de seu inimigo e começa socá-lo no estômago.

No Clarim, onde tinha uma vista…

Jameson – Ele está acabando com Gargan.

Na luta…

Homem-Aranha – Vamos ver quem é o mais forte! - Peter acerta um gancho de esquerda no rosto de Gargan. - Se você é tão poderoso como diz… por que não reage? - Peter acerta outro soco. - Mostra a sua força! - Peter acerta um cruzado no rosto de Escorpião, o cruzado foi tão forte que ele cai. - MOSTRA! - Acerta outro soco. - MOSTRA! MOSTRA! - A voz de Peter fica grossa. Por fim, o Aranha deixa Gargan de pé, vai até suas costas e rasga a calda de seu uniforme.

Escorpião – AAAAARRRRRGGGGHHHH!!! - Então Peter pega a lâmina da garra. - Piedade… por favor…

Homem-Aranha – Piedade? Por quê eu deveria ter piedade de você? Alguém que tentou me matar… vou te mostrar piedade pelo mundo… MATANDO VOCÊ! - Quando o herói ia acertar a lâmina no peito de Gargan, ele entra na sua consciência no último segundo e acerta o braço de Gargan, que desmaia. - O que eu quase fiz… - Peter olha Escorpião, com seu uniforme rasgado, cheio de hematomas sérios, ensanguentado e com a garra fincada em seu braço, no chão. Peter olha as viaturas chegando e vai embora…

No apartamento dos Parker…

Peter – Cheguei…

May – Sabe que horas são? Onde você estava?

Peter – Que te importa?

Gwen – Você está bem, Pete?

Peter – Não sei… acho que você tem perguntar isso o Thompson. - Peter abre a porta de seu quarto.

Gwen – O quê?

Peter – Você pode ficar nessa casa, mas não as minhas custas! - Peter fecha a porta come força e então a tranca.

Gwen – Meu deus… - Gwen começa a chorar.

May – O que ele quis dizer…?

No quarto de Peter…

Peter fecha a sua janela, e depois vai para um espelho no seu armário e começa a sentir alguma coisa nele, ele começa a desabotoar dois botões da camisa que estava usando e vê seu uniforme negro.

Peter – O que é isso? - Depois ele olha o espelho e vê um por dois segundos uma criatura semelhante a seu uniforme negro, porém era maior; com olhos assustadores; com uma boca grande de grandes dentes pontiagudos e, por fim, uma língua assustadora. A única reação de Peter é tirar seu uniforme negro rapidamente e colocá-lo numa mochila onde tem o costume de sempre esconder seu uniforme. Logo depois ele sai do quarto. - Eu vou dormir na sala, Gwen… pode ficar no quarto. - Peter deita no sofá.

No dia seguinte…

Peter – Tia May, desculpe por ontem… eu… eu exagerei, e não deveria ter descontado em você.

May – Tá tudo bem, valentão. Só que eu acho que você precisa se ajeitar com a Gwen, sabe. Eu acho que ela te ama e tudo pode ter sido apenas um engano… vá atrás dela, ela já foi para a colégio.

Peter – Eu já vou, também… só falta fazer uma coisa. - Peter entra no seu quarto e veste seu uniforme. - Aqui está você. - Ele pega seu uniforme negro e vai pra escola.

Na escola, no intervalo…

Harry – Ele está aqui! - Harry chega com Flash, apontando para onde Peter estava.

Flash – Parker, eu quero falar com você.

Peter – Agora não Flash, vai ficar com sua nova namorada.

Flash – Eu disse que eu quero falar com você! - Flash coloca a mão no ombro de Peter com força.

Peter – Tira essa mão de mim, se você quiser ficar sem nenhum osso do corpo quebrado.

Flash – Quero ver você t-- Urgh! - Peter pega Flash e o atira até um armário, onde ele bate as costas.

Peter – Eu já te aturei demais, Thompson! Você não vai ficar me enrolando! A Gwen me disse que estava ocupada enquanto estava no Grão de Café com você! - Peter segura Flash pelo colarinho e o levanta do chão como se estivesse segurando um papel.

Flash – Espera, por favor! Ela só saiu comigo porque está preocupada com você! Queria saber porque dos seus vários sumiços!

Peter – Ahn? O que eu fiz?! - Peter larga Flash no chão e vai atrás de Gwen no colégio. E depois de cinco minutos ele acha. - Gwen! - Ele vê ela conversando com Liz e MJ.

Gwen – Peter.

Peter – Sem tempo, por favor me perdoa… vai pro terraço do colégio em um minuto, eu preciso falar com você.

Gwen – Você acha mesmo que eu--

Peter – Só vai, por favor! - Peter vai pro terraço. E depois de um minuto Gwen vai também.

No terraço…

Gwen – Peter? - Gwen procura Peter e vê algo que não esperava. - Homem-Aranha?

Homem-Aranha – Exatamente. - Peter estava com seu uniforme negro, na frente de Gwen. - Eu tenho que te contar a verdade. Hora de você me conhecer de verdade. - Peter começa a tirar a sua máscara, revelando seu rosto. - Eu sou Peter Benjamin Parker, sou o Homem-Aranha desde o final dos meus quatorze anos de idade. E a primeira pessoa que eu revelo quem eu sou… é pra pessoa que eu mais amo, Gwen Stacy.

Gwen – Peter… isso é verdade?

Peter – É… esse é o motivo dos meus sumiços… isso é o motivo por eu não estar sempre presente.

Gwen – Peter… eu te amo. - Gwen vai até Peter e o beija. - Desculpe… desculpe por tudo.

Peter – Não é minha culpa… sempre foi. O tio Ben, eu não estar sempre presente para você… tudo.

Gwen – Não…

Peter – Só quero que você saiba que eu ainda te amo… e espero que você ainda queira ficar comigo e entenda os riscos dessa vida. O Homem-Aranha sempre vai ter inimigos.

Gwen – Eu entendo. Sempre vou entender se é pra ficar com você.

Peter – Obrigado, Gwen.

Gwen – Uau… meu namorado é um super-herói… isso não se vê todo dia.

Peter – Não mesmo.

Gwen – Sinceramente… gostei mais desse uniforme novo.

Peter – É?

Gwen – O antigo era muito… sei lá. Infantil.

Peter – Obrigado pelo “elogio”… se bem que o Sr. Stark disse a mesma coisa quando nós fizemos ele. Ele disse que tinha que ser vermelho e dourado.

Gwen – Peter… é te pedir demais uma coisinha.

Peter - O quê?

Gwen – Podemos ir nos balançar por ai?

Peter – É muito perigoso e… - Peter olha para Gwen, que o olhava com a tática mais cruel...  a carinha de cachorro perdido. - Se segure. - Peter coloca sua máscara e começa a se balançar com Gwen.

Um pouco distante dali…

Chacal – Então se cansou de mentir, Parker? Isso ainda não te faz digno de Gwen… mas de qualquer forma eu não posso te matar… apenas de entregar a Rainha. Agora se prepare... você vai enfrentar o Chacal!

O ESPETACULAR HOMEM-ARANHA – ILHA DAS ARANHAS

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...