História O eterno pode durar até um segundo - MITW - Capítulo 22


Escrita por: ~

Postado
Categorias Alan Ferreira (EDGE), Andrei Soares "Spok" Alves, Aruan Felix, Cauê "BaixaMemoria" Bueno, Christian Figueiredo, Douglas "Rato Borrachudo", Eduardo Benvenuti (BRKsEDU), Evaristo Costa, Felipe "Febatista" Batista, Felipe Castanhari, Felipe Neto, Felipe Z. "Felps", Feromonas, Flavia Sayuri, Gabriel "MrPoladoful", Gabriel Brianez (Lugin), Gabriel Vilhena, Guilherme "Mano Coelho" Coelho, Gustavo Stockler (Nomegusta), Inês Brasil, Isis Vasconcellos (Heeyisis), João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Júlio Cocielo, Kéfera Buchmann, Leandro Pereira (Milho Wonka), Leonardo Bacci (BomDiaLeo), Lucas "Luba" Feuerschütte, Lucas "T3ddy" Olioti, Lucas Henrique e Rosane Martins (Casal de Nerd), Lucas Lira (Invento na Hora), Luiz Felipe (Luiz 1227), Lukas Marques & Daniel Mologni (Você Sabia?), Maddu Magalhães, Malena "Malena0202" Nunes, Marco Tulio "AuthenticGames", Maria Luiza Ramos (MoonKase), Mariana "Satty" Ferreira (Pense Geek), Maycon Lorenz, Murilo Cervi (Muca Muriçoca), Natalia "Nah" Cardoso, Nilce Moretto, Patricia "Pathy" dos Reis, Pedro Afonso "RezendeEvil" Posso, Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes, Rafael Moreira, TazerCraft, Thiago Cruz Alves "TerrorBionic", Thiago Elias "Calango", Whindersson Nunes
Personagens Alan Ferreira, Andrei Soares "Spok" Alves, Cauê Bueno, Christian Figueiredo, Daniel Mologni, Eduardo Benvenuti, Evaristo Costa, Felipe "Febatista" Batista, Felipe Castanhari, Felipe Neto, Felps, Gabriel Tenório Dantas, Gabriel Vilhena, Guilherme Coelho, Gustavo Stockler, Inês Brasil, Isis Vasconcellos, João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Júlio Cocielo, Kéfera Buchmann, Leo Bacci, Lucas "LubaTV", Lucas Henrique, Lucas Lira, Lucas Olioti, Luiz Felipe "Luiz 1227", Lukas Marques, Malena0202, Marco Tulio "AuthenticGames", Mariana "Satty" Ferreira, Maycon Lorenz, Miguel "Feromonas" Campos, Mike, Milho Wonka, MoonKase, Muca Muriçoca, Nah Cardoso, Nilce Moretto, Pac, Patricia "Pathy" dos Reis, Pedro Afonso Rezende Posso, Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes, Rafael Moreira, Rato Borrachudo, Rosane Martins, Thiago Cruz Alves, Thiago Elias "Calango", Whindersson Nunes
Tags Cellbit, Cellps, Celltw, Jvtista, Jvzende, Kesta, Lemon, Mike, Mitw, Morte, Pactw, Romance, Violencia, Yaoi, Yuri
Visualizações 390
Palavras 825
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Harem, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


AOOOOEEE POVO
PRIMEIRO CAP DA SEGUNDA TEMP PRA VCS ESPERO QUE VCS GOSTEM HAHA AH E EU QUERO SABER O FEEDBACK DE VCS EIM COMENTEM AÍ O QUE ACHARAM ENTÃO
BORÁ PRO CAAAAAAAP

Capítulo 22 - Ele está respirando ... -2 TEMPORADA


P.O.V Mike

   "Tem alguém gritando de dentro do tumulo do senhor Tarik" Essa era a frase que se repetia a cada segundo na minha cabeça.
   No momento estou dentro de um avião,olhando pela janela com as mãos tremendo com a mínima esperança de que quando eu chegue ele esteja lá me esperando de braços abertos,e então nos abraçariamos e nunca mais iríamos nos separar.Nunca mais.
   Provavelmente só uma esperança mesmo,uma semana era tempo demais né?O pior era ficar ouvindo toda minha ligação com a mulher de novo,toda hora.
   "Sr.Linnyker,o sr. ainda está ai?Bom,o sr. é o contato que temos aqui,nenhum parente do falecido,teríamos a sua permissão para abrir o túmulo?Precisamos da sua assinatura,poderia vir aqui o mais rápido possível?Tem a possibilidade de ele ter sido enterrado vivo."
   Enterrado vivo,era preocupante eu realmente cogitar essa hipótese,eu vi os olhos dele vazios e o coração parado,eu não sentia nem um pingo de vida nele,eu vi sua pele pálida em um caixão sendo abaixado á 7 palmos abaixo de meus pés,eu chorei em cima do corpo dele,na verdade,acho que eu não aguentaria ver ele VIVO,ou de qualquer maneira,até ver ele nas nossas fotos me fazia chorar por horas a fio,vê-lo era algo que provavelmente me machucaria de novo,me faria acreditar que tudo seria eterno.De novo...não quero perde-lo de novo,e eu sei que um dia irei perde-lo se ele estiver vivo,acho que não aguentaria passar por isso de novo,vale a pena tentar?
   Fiquei pensando nisso boa parte do tempo,até que dormi,minha certeza era que meus sonhos seriam com ele.
   Senti uma mão me chacoalhando e abri os olhos,a aeromoça estava me chamando pois o avião já havia pousado,peguei a mochila que foi a única coisa que levei comigo no avião e desci,respirei fundo e olhei o horizonte,o céu estava igual,nada no ar havia mudado,meu país e minha cidade estavam iguais,só eu estava diferente.
   Fui até a sala de espera onde a única pessoa me esperando era o Rafael,com uma plaquinha dizendo meu nome em letras com cores quase neons de tão brilhantes,fui até ele e rasguei aquela placa,mal chegar e ter que aguentar alguém te fazendo passar vergonha é muito pra uma pessoa.

-Que saudades Mike! - ele sorriu e me abraçou,eu retribui apenas o abraço. - já coloquei o resto das suas malas no carro,vem,você deve estar cansado da viagem,vamos descansar um pouco antes de,bem...
   -Me leva direto pra lá por favor. - disse já entrando no carro no banco do passageiro.Ele suspirou.
   -Tudo bem,mas promete que não vai criar esperanças? - ele diz e entra no carro ligando a ignição.
   -Devia ter dito isso quando te telefonei. - foi a última coisa que falei durante a viagem até o cemitério.
   Quando sonhei com Pac no avião,eu e ele estávamos sentados na varando de uma casa de mãos dadas,olhando para algum lugar no horizonte,ele me disse que ficaria comigo pra sempre,que nunca mais iria embora,depositei todas as esperanças de que essa cena seria real um dia.
   Rafael me deixou na frente do cemitério e foi embora,disse que não me aguentaria chorando dentro do carro na volta,entrei e fui até o "escritório" que era basicamente uma micro casa no meio dos túmulos,uma mulher estava sentada atrás de uma mesa mexendo no computador,me sentei numa cadeira na frente dela.
   -Mikhael Linnyker,vim pelo telefonema... - falei  com a voz baixa e travando.
   -Ah claro. - ele me olhou com certa pena e puxou um papel de dentro do caderno que estava do lado dela. - assine aqui por favor,e me siga. - ela disse e se levantou,assinei rápido e fui atrás dela.
   Andamos um pouco por um caminho que eu havia gravado em minha mente e chegamos no túmulo do Pac,um homem estava escorado na escavadeira ali do lado,li novamente a frase entalhada na lápide acima do túmulo "E foi assim que eu fiz meu eterno durar até um segundo",essa frase estava escrita no diário dele,no final,eu pedi para que colocassem ali.
   A mulher acenou a cabeça e o homem entrou na escavadeira ligando-a,tirou a primeira "pasada"de terra e jogou para o outro lado,a cada vez que ele fazia isso eu sentia meu coração disparar um pouco mais,era estranho estar vendo a situação de um enterro de forma invertida.Pensei nisso apenas para distrair minha mente,era estranho pensar que ele estivesse vivo,não havia nenhum grito ali.
   A escavadeira saiu quando já se podia ver o caixão lá embaixo,em seguida veio um GUINDASTE(não estou brincando,um guindaste) e puxou o caixão pra fora largando do lado do túmulo.A mulher com cuidado e receio destrancou o caixão e quando abriu,a primeira coisa que notei foram as marcas de unhas arranhando a tampa,depois olheira para Pac,seu rosto com cor novamente,mas de olhos fechados.A mulher se agachou ao lado do caixão e tirou os algodões do nariz de Pac,puxou um espelho de seu bolso e colocou embaixo do nariz dele para ver a respiração.
   -Sr. Linnyker,ele está respirando... - ela diz e novamente sinto meu corpo congelar.


Notas Finais


EAI POVO GOSTARAM???? SE GOSTARAM DEIXEM UM COMENTÁRIO AÍ EMBAIXO QUE EU VOU ADORAR SABER O QUE VCS ACHARAM OBRIGADO POR LER E ATÉ SEXTAAAAA


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...