História O eterno pode durar até um segundo - MITW - Capítulo 36


Escrita por: ~ e ~HeyAnis

Postado
Categorias Alan Ferreira (EDGE), Andrei Soares "Spok" Alves, Aruan Felix, Cauê "BaixaMemoria" Bueno, Christian Figueiredo, Douglas "Rato Borrachudo", Eduardo Benvenuti (BRKsEDU), Evaristo Costa, Felipe "Febatista" Batista, Felipe Castanhari, Felipe Neto, Felipe Z. "Felps", Feromonas, Flavia Sayuri, Gabriel "MrPoladoful", Gabriel Brianez (Lugin), Gabriel Vilhena, Guilherme "Mano Coelho" Coelho, Gustavo Stockler (Nomegusta), Inês Brasil, Isis Vasconcellos (Heeyisis), João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Júlio Cocielo, Kéfera Buchmann, Leandro Pereira (Milho Wonka), Leonardo Bacci (BomDiaLeo), Lucas "Luba" Feuerschütte, Lucas "T3ddy" Olioti, Lucas Henrique e Rosane Martins (Casal de Nerd), Lucas Lira (Invento na Hora), Luiz Felipe (Luiz 1227), Lukas Marques & Daniel Mologni (Você Sabia?), Maddu Magalhães, Malena "Malena0202" Nunes, Marco Tulio "AuthenticGames", Maria Luiza Ramos (MoonKase), Mariana "Satty" Ferreira (Pense Geek), Maycon Lorenz, Murilo Cervi (Muca Muriçoca), Natalia "Nah" Cardoso, Nilce Moretto, Patricia "Pathy" dos Reis, Pedro Afonso "RezendeEvil" Posso, Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes, Rafael Moreira, TazerCraft, Thiago Cruz Alves "TerrorBionic", Thiago Elias "Calango", Whindersson Nunes
Personagens Alan Ferreira, Andrei Soares "Spok" Alves, Cauê Bueno, Christian Figueiredo, Daniel Mologni, Eduardo Benvenuti, Evaristo Costa, Felipe "Febatista" Batista, Felipe Castanhari, Felipe Neto, Felps, Gabriel Tenório Dantas, Gabriel Vilhena, Guilherme Coelho, Gustavo Stockler, Inês Brasil, Isis Vasconcellos, João Victor Negromonte Queiroz "Jvnq", Júlio Cocielo, Kéfera Buchmann, Leo Bacci, Lucas "LubaTV", Lucas Henrique, Lucas Lira, Lucas Olioti, Luiz Felipe "Luiz 1227", Lukas Marques, Malena0202, Marco Tulio "AuthenticGames", Mariana "Satty" Ferreira, Maycon Lorenz, Miguel "Feromonas" Campos, Mike, Milho Wonka, MoonKase, Muca Muriçoca, Nah Cardoso, Nilce Moretto, Pac, Patricia "Pathy" dos Reis, Pedro Afonso Rezende Posso, Rafael "CellBit" Lange, Rafael "Guaxinim" Montes, Rafael Moreira, Rato Borrachudo, Rosane Martins, Thiago Cruz Alves, Thiago Elias "Calango", Whindersson Nunes
Tags Cellbit, Cellps, Celltw, Jvtista, Jvzende, Kesta, Lemon, Mike, Mitw, Morte, Pactw, Romance, Violencia, Yaoi, Yuri
Visualizações 140
Palavras 918
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Ficção, Harem, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oieeee cap hj amo
Altas treta revelação
Saporra parece novela
Tá parei

Capítulo 36 - Segredos - 2 TEMPORADA



P.O.V Mike

Eu percebi a hora que Pac chegou pois eu não conseguia dormir sabendo que ele não estava aqui,quando ele chegou estava tremendo e frio e com um moletom preto que não pertencia a ele,fingi estar dormindo,ele sentou na beira da cama encarando um papel que não conseguiria ler no escuro nem fodendo mas ele simplesmente meteu no bolso ignorando o que quer que tenha lá.

-Pode parar de fingir Mike eu sei que você tá acordado. - ele se deitou do meu lado olhando o teto.

-Onde você foi? - perguntei mesmo que eu já tenha perguntado antes sobre onde ele iria eu estava muito curioso.

-Já disse que não é da sua conta. - ele respondeu e fechou os olhos enquanto contraia os lábios,essa era a maneira dele de tentar não chorar.

-Achei que não tivessem segredos entre a gente...

-Desculpa,mas acho que lembro de uma vez que você disse que tinha segredos que nem eu sabia ou estou errado?

-Isso foi a bastante tempo atrás não acha? - tentei,nem sabia que ele se lembrava disso.

-Mas você nunca me contou o que eram as coisas que nem eu sabia.Agora me deixa dormir por favor,eu tô muito cansado depois disso. - ele se virou dando as costas para mim e estava dormindo poucos minutos depois.

Eu tentei várias vezes durante a noite pegar o papel em seu moletom,mas ele se mexia muito toda vez que eu sequer respirava perto dele,percebi que várias vezes ele chorava dormindo e murmurava algumas coisas que não consegui decifrar.

Peguei o celular dele que o mesmo havia atirado em um canto do quarto e percebi umas notificações que apareceram um pouco antes dele sair.

"15 chamadas perdidas de Phoenix"

Mas quem é esse?

P.O.V Rezende

 

Meus olhos estavam vendados e minhas mãos amarradas,não conseguia me mexer,o cheiro do lugar era estranho e parecia ser um esgoto ou algo assim.Ouvi passos se aproximando.

-Quem é o idiota a ponto de me prender? - perguntei e senti uma mão fria tocando em meu braço,subindo aos poucos e puxou minha vendo revelando o rosto de alguém que eu nunca imaginei que fosse ver de novo.

-Rezende,sou eu sim é eu vim te pedir desculpas,só isso espero que aceite,eu te fiz ser assim e eu sei os meus erros,assumo isso.Então eu vim te concertar. - ele sumiu do meu campo de visão.

-Own Phoenix,que gentileza a sua ainda querer cuidar de mim depois de todo esse tempo,mas eu já aprendi a me cuidar depois de você,não preciso disso. - tentei me soltar das cordas que prendiam minhas mãos mas estavam apertadas demais. - já pode me soltar.

-Estou fazendo um favor para o Pac,eu não sabia como vocês estavam depois de tanto tempo e achei que as coisas iriam se ajeitar sozinhas,ru só fiquei sabendo da coisa que você virou quando estava assistindo o jornal,eu não consegui conviver com a culpa,o Pac me perdoou mas eu mesmo não fiz isso.

-A culpa é sua mesmo. - assim que terminei a frase ele veio até mim e colocou uma mordaça em minha boca.

-Bem vamos começar.

P.O.V Pac

 

Eu estava nervoso demais pela manhã,Mike fez o favor de me ignorar e minha mãe também embora ela eu não tivesse entendido bem o porquê,depois do café eu estava no quarto arrumando algumas caixas que eu guardava embaixo da cama quando Mike entrou e ficou parado na porta me olhando por uns dois minutos enquanto eu tomava a vergonha na cara para pergunta o que ele queria.

-O que foi?Veio falar sobre ontem de novo? - perguntei impaciente.

-Minha infância. - ele respondeu e eu fiquei boiando. - o segredo que você não sabe sobre,ninguém sabe,na verdade alguns psicólogo pelo país sabem,mas enfim,isso é a única coisa que nunca te contei por completo,mas acho que deu pra você perceber as várias marcas pelo meu corpo,todas cicatrizes feitas por meu pai,ele me batia com tudo que encontrava,uma vez até com um taco de baseball. - ele contraiu os lábios como se não gostasse de falar disso - ele abusava da minha mãe,ela queria se separar mas toda vez que ela sequer citava isso ele ameaçava mata-la,eu invejo ela,todas as coisas que ele já obrigou ela a fazer é ela continuou sendo a pessoa mais doce que eu já conheci,quando você me conheceu eu estava quebrado por causa disso,eu era uma coisa perdida na minha própria vida.

-É só isso?Só isso que você escondia de mim?Por que não me contaria?Você sabe que eu ia entender. - olhei pra ele,se fosse realmente isso eu teria que contar o que fui fazer e eu me sentia terrível em fazer aquilo com o Rezende.

-Tem detalhes dessa época que eu preciso omitir Pac,nem tudo deve ser contado. - ele se sentou do meu lado na cama e pegou minha mão. - e eu vou entender se não quiser me contar o que aconteceu ontem.

-Você sabe que fica muito fofo assim e eu acabo nunca conseguindo esconder nada de você né? - Sorri.

-Claro que sei,já aprendi a usar chantagem emocional com você. - ele faz uma pausa para soltar um suspiro longo. - mesmo assim,é sério,se não quiser me contar não vou te forçar a isso.

-E é por isso que eu te amo!Agora para de me ignorar por favor.

-Não consigo ficar bravo com você,vem,vamos sair que você tá a muito tempo sem um pouco de felicidade de verdade. - ele pegou minha mão me arrastando para fora do quarto.


Notas Finais


Bixa a senhora é sequestrador mesmo viu
COMENTEEEEEM
Saikokisu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...